Conheça as 7 principais áreas da Psicologia com maior empregabilidade

menino com paralisia cerebral e psicóloga

A Psicologia vem mostrando-se uma carreira bastante promissora. Aspectos como o crescimento de doenças emocionais e a evolução de conhecimentos sobre o cérebro humano fazem com que os profissionais dessa área sejam cada vez mais valorizados.

Já sabemos que o Brasil apresenta grandes casos de transtornos psicológicos, como a ansiedade. Assim, a demanda por psicólogos aumenta cada vez mais. Não é só na clínica que isso acontece. Diversas áreas da Psicologia apresentam maior empregabilidade.

Você tem interesse em fazer Psicologia em 2020? Então, saiba mais sobre as 7 áreas de maior empregabilidade para quem se forma no curso aqui da Anhanguera!

1. Psicologia do idoso

O avanço da Medicina tem proporcionado que as pessoas vivam mais tempo e usufruam de maior saúde até a velhice. Com isso, podemos perceber uma tendência de envelhecimento da população e precisamos pensar: como cuidar das pessoas que estão chegando à terceira idade?

Sem dúvida, além das diversas áreas da Saúde que também enfrentam a questão, existem pontos específicos relacionados à saúde mental dos idosos. Afinal, essa é uma fase marcada por mudanças físicas e emocionais. Os idosos podem enfrentar muitos desafios, como a diminuição da independência, a morte de entes queridos, a convivência com doenças crônicas etc.

Considerando tudo isso, a Psicologia do idoso é uma das áreas de maior empregabilidade agora e no futuro. Psicólogos podem atuar com a população idosa tanto na clínica individual quanto em outros contextos de trabalho — como psicoterapia em grupo, intervenções em instituições de saúde ou de lazer para idosos, projetos sociais etc.

2. Orientação profissional

Quem conclui o curso de Psicologia também está capacitado para atuar com processos de orientação profissional — outra das áreas da Psicologia com maior empregabilidade. Afinal, com o mercado de trabalho transformando-se tanto, muitas pessoas buscam ajuda para tomar decisões relacionadas à carreira.

O psicólogo realiza orientações profissionais não somente em escolas com pré-vestibulandos. Esse serviço pode ser igualmente uma demanda frequente em faculdades, quando os jovens se veem diante de escolhas tão importantes para o futuro. Além disso, muitas pessoas que já têm uma profissão solicitam o serviço de reorientação de carreira.

Desse modo, psicólogos têm a possibilidade de atuar com orientação vocacional de jovens e de adultos em diversas fases da vida. Uma das opções possíveis é oferecer o serviço de coach, auxiliando as pessoas a desenvolverem e a conquistarem resultados melhores na sua profissão.

3. Recursos Humanos

Mais uma área com boa empregabilidade na Psicologia é trabalhando no setor de Recursos Humanos de empresas. Especialistas falam que as competências sociais e humanas serão cada vez mais valorizadas, pois o mundo caminha para uma transformação digital mais profunda.

Ou seja, mesmo com a utilização de máquinas e de recursos tecnológicos, as habilidades emocionais e sociais não se tornam dispensáveis. Pelo contrário, elas são vistas como diferenciais para as empresas que desejam crescer no mercado.

Nesse sentido, o trabalho de psicólogos organizacionais torna-se central para a visão estratégia de uma empresa. O que faz um psicólogo dessa área? Ele é responsável por coordenar os Recursos Humanos, prestar suporte aos colaboradores, fazer processos seletivos, incentivar a motivação, desenvolver novas qualidades profissionais nas equipes etc.

4. Neuropsicologia

A Neuropsicologia é uma das alternativas mais modernas entre as atuações do psicólogo. Ela tem relação com os novos conhecimentos sobre a estrutura e o funcionamento cerebral. Assim, profissionais da área conseguem compreender as possibilidades e as limitações de pessoas que tenham algum comprometimento neurológico.

Por esse motivo, a especialização em Psicologia nessa área tem sido muito buscada pelos profissionais. Neuropsicólogos podem atuar no diagnóstico e no tratamento de disfunções cerebrais, além de oferecer conhecimentos importantes sobre a influência dos aspectos orgânicos no comportamento humano.

Essa especialidade tem sido procurada principalmente no caso de crianças e de adolescentes com transtornos de aprendizagem ou de desenvolvimento. A avaliação e a intervenção neuropsicológica, junto ao trabalho de outros profissionais (como psicopedagogos) podem fazer muita diferença na rotina e na aprendizagem dos pacientes.

5. Comportamento do consumidor

Muitas pessoas surpreendem-se com a informação, mas o Marketing é uma das áreas da Psicologia com maior empregabilidade no mercado de trabalho. A relação entre os dois campos de conhecimento oferece diferenciais muito interessantes para empresas no que diz respeito à conquista e à fidelização de consumidores.

Pense bem: as empresas precisam conhecer seu público-alvo para comunicar-se com ele e ampliar seus resultados no mercado, certo? E quem melhor para ajudar nisso do que um profissional especializado no estudo do comportamento e das emoções das pessoas?

Sem dúvida, quem termina o ensino superior em Psicologia pode dar contribuições relevantes para a área de Marketing e comportamento do consumidor. Por isso, as empresas estão buscando a assessoria desse profissional na hora de elencar suas estratégias de identidade e de comunicação de marca.

6. Psicologia escolar

Entre as especializações em Psicologia, a área educacional já é uma das tradicionais. Muitas escolas valorizam a presença dos psicólogos em suas equipes pedagógicas.

As principais funções desses profissionais costumam envolver acompanhamento e intervenções com alunos, famílias e professores na instituição. O objetivo da Psicologia escolar é promover processos de educação mais saudáveis, contribuindo para o sucesso do ensino-aprendizagem.

Além disso, o psicólogo também é útil no acompanhamento às dificuldades dos estudantes e na observação de possíveis transtornos de aprendizagem e do desenvolvimento. A presença de um psicólogo com formação de qualidade previne problemas e otimiza os resultados da escola.

7. Psicologia clínica

Por fim, a Psicologia clínica não poderia deixar de ser citada. Afinal, ela é um dos campos de trabalho mais tradicionais para o psicólogo e, com certeza, apresenta bons índices de empregabilidade para esses profissionais.

Em geral, a atuação na clínica acontece de forma autônoma. Ou seja, o psicólogo trabalha por conta própria oferecendo o serviço de psicoterapia, seja individual, seja familiar, seja em grupo. Além disso, ele pode atender pessoas de diferentes faixas etárias, desde crianças até idosos.

Na clínica, a função do psicólogo está voltada para a prevenção e o tratamento de questões ligadas à saúde mental. Embora os rendimentos alcançados por cada profissional dependam da agenda e do valor cobrado, a média salarial para quem atua nessa área gira em torno de R$ 3.412,00 no Brasil.

Agora você conhece as 7 principais áreas da Psicologia com maior empregabilidade. Se você deseja seguir carreira nessa profissão, lembre-se de procurar as melhores faculdades e investir na sua capacitação. Aqui na Anhanguera, oferecemos estrutura e corpo docente qualificado para preparar seus estudantes nas principais áreas da Psicologia com maior empregabilidade.

E então, você tem interesse em tornar-se um psicólogo? Entre em contato conosco e saiba como podemos garantir a melhor formação!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.