Gestão de Turismo: saiba como funciona essa faculdade

Gestão de Turismo

Você sabe o que é Gestão de Turismo? É um curso de graduação Tecnólogo que forma profissionais capazes de analisar, planejar e desenvolver estratégias sustentáveis que tenham relação com atividades turísticas. Entram no pacote as rotinas das áreas de transporte, hotelaria, gastronomia, intercâmbio, agências de viagens, entre outros.

E olha que o setor é bem promissor, viu? Afinal de contas, vira e mexe a gente precisa viajar para alguma coisa. Seja para relaxar, fazer uma imersão cultural, estudar, participar de uma conferência, trabalhar e por aí vai. Tem mais: o turismo tem papel fundamental no desenvolvimento socioambiental, cultural e econômico de uma região.

Se interessou pela área e quer saber como funciona o curso de Gestão de Turismo? Então, vem com a gente que vamos mostrar todos os detalhes!

Como funciona o curso de Gestão de Turismo?

Gestão de Turismo é um curso de graduação Tecnólogo. Esse tipo de formação é ideal para quem deseja entrar no mercado de trabalho rápido, porque é focado em áreas bem específicas. No entanto, é bom não confundir com curso Técnico de Turismo.

O Técnico também é mais prático e voltado para o mercado de trabalho, mas não é uma faculdade. Para ingressar no curso, é necessário ter apenas o ensino fundamental completo. Se quiser, pode até estudar em paralelo ao ensino médio.

Por outro lado, o Tecnólogo é superior. Para se matricular no curso, a conclusão do ensino médio é obrigatória — assim como acontece para quem quer cursar um Bacharelado ou uma Licenciatura. Os cursos Técnico e Tecnólogo são profissionalizantes, mas são indicados para públicos diferentes.

Se você já terminou o ensino médio, por exemplo, é melhor entrar direto no Tecnólogo, porque a graduação pode abrir mais portas no futuro. A grade curricular traz abordagens mais aprofundadas sobre o setor, o que garante melhores oportunidades no mercado de trabalho.

Além disso, o diploma Tecnólogo facilita outras formações como pós-graduação. Mais: é possível prestar concurso público para nível superior — vantagem que o Técnico não proporciona.

O que vou estudar na faculdade de Gestão de Turismo?

Aqui na Anhanguera, a formação é dividida em duas bases de conhecimento: básica e profissionalizante. As disciplinas elementares são focadas em conhecimentos gerais e, como o próprio nome sugere, vão servir de base para o profissional.

Por exemplo: Homem, Cultura e Sociedade. A matéria aborda assuntos como Capitalismo, Ciências Sociais, Sociedade Global e Direitos Humanos. Isso pode não trazer informações práticas para o dia a dia de trabalho, mas são conhecimentos fundamentais para entender como o mercado funciona.

Já as disciplinas profissionalizantes são mais específicas e têm relação direta com a rotina do profissional da área como: Turismo em Áreas Naturais, Marketing Turístico, Inglês Aplicado ao Turismo e Hotelaria, entre outros.

Esclarecimentos feitos, agora, dá uma olhadinha em quais são as principais disciplinas — básicas e profissionalizantes — do curso de Gestão de Turismo:

  • Empreendedorismo;
  • Fundamentos do Turismo;
  • Gestão de Pessoas;
  • Gestão de Projetos;
  • Gestão de Projetos e Eventos;
  • Gestão do Lazer, Recreação e Entretenimento;
  • Legislação Social e Trabalhista;
  • Língua Brasileira de Sinais;
  • Matemática Financeira;
  • Mercado de Agências de Turismo;
  • Metodologia Científica;
  • Modelos de Gestão;
  • Planejamento Estratégico;
  • Políticas Públicas para o Turismo;
  • Responsabilidade Social e Ambiental;
  • Sistemas e Transporte;
  • Turismo e Hospitalidade de Eventos.

Tem mais alguns detalhes importantes sobre o curso: aqui na Anhanguera, o estágio não é obrigatório. No entanto, se envolver nessa atividade é legal para ganhar experiência e aumentar as chances de conseguir um bom trabalho.

Afinal de contas, é durante as atividades práticas que você fixa o aprendizado de sala de aula e aprende a lidar com situações reais. Além do mais, é possível identificar as áreas com as quais você tem maior afinidade para mergulhar fundo, sabe?

Apesar de o estágio não ser mandatório, o tempo de dedicação conta como Atividades Complementares Obrigatórias (ACOs). Aqui entram visitas técnicas, monitoria acadêmica, participação em seminários, programas de iniciação científica, entre outros. Também tem os Estudos Dirigidos (EDs), que podem ser realizados pela internet e também entram no pacote de ACOs.

Entre as matérias, estão:

  • Desenvolvimento de Carreira;
  • Empregabilidade;
  • Interpretação de Textos;
  • Lógica Matemática.

Tudo isso não tem ligação direta com o setor de Turismo. Entretanto, aprender sobre essas questões é fundamental para se dar bem no mercado e conseguir um bom emprego. Então, é interessante se dedicar a essas disciplinas também, combinado?

Quais são as modalidades de ensino disponíveis para o curso de Gestão de Turismo?

Aqui na Anhanguera, o curso de Gestão de Turismo Tecnólogo é EAD 100% online. Essa é uma das modalidades de ensino mais legais por causa da flexibilidade. Afinal de contas, você não precisa ir para a faculdade todos os dias: as aulas são disponibilizadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) — um espaço digital para construção de conhecimento.

Por lá, é possível assistir a videoaulas, ter acesso à biblioteca digital e a todo material de apoio pedagógico como e-books, apostilas, exercícios entre outros. Mais: o suporte virtual é contínuo, você pode esclarecer as suas dúvidas com tutores on-line sempre que quiser e interagir com colegas de curso por meio de fóruns.

Toda essa experiência no ambiente virtual é interessante para desenvolver habilidades essenciais para ter sucesso na carreira, como autoaprendizagem, proatividade, criatividade, capacidade de comunicação, interpretação, raciocínio crítico e analítico. É por isso que o EAD é bem-visto pelo mercado e tem boa empregabilidade.

Vale ressaltar que o diploma EAD é igual ao de qualquer curso feito no modo presencial, isto é, não existe nenhuma distinção no documento. O que você deve observar é se o curso tem aprovação do Ministério da Educação (MEC), e todos os cursos aqui da Anhanguera seguem as exigências do MEC, viu?

Outro detalhe importante é sobre as avaliações. Apesar de todo o conteúdo programático ser feito pela internet, é necessário ir à faculdade duas vezes por semestre para fazer provas. Então, é interessante verificar qual é o polo de apoio presencial mais perto da sua casa para já se organizar.

Quanto tempo leva a formação em Gestão de Turismo?

Aqui na Anhanguera, a graduação de Gestão de Turismo tem duração média de dois anos. Rapidinho, não é? A vantagem dos cursos superiores de curta duração é que você já sai pronto para o mercado de trabalho.

Contudo, como se trata de um curso EAD, a conclusão nesse prazo depende da sua dedicação. Ter disciplina para estudar em casa é fundamental, porque você precisa assistir a todas as aulas, fazer os exercícios propostos, preparar-se para avaliações etc. Se deixar para fazer tudo no final de cada semestre, não vai dar tempo.

Pensando bem, essa questão não é tão diferente das outras modalidades de ensino, não é mesmo? Afinal de contas, para ter sucesso na carreira, você precisa se empenhar nos estudos — independentemente de o curso ser presencial, semipresencial ou 100% online.

Quanto custa o curso de Gestão de Turismo?

Isso depende de vários fatores. O legal é que, aqui na Anhanguera, os valores são bem acessíveis: com mensalidades a partir de R$ 159,90*, você conquista o diploma de Gestão de Turismo Tecnólogo.

Ainda tem possibilidade de conseguir bolsas que garantem um bom abatimento no boleto. Confira se você se encaixa em alguns destes casos:

  • Bolsa Incentivo: nós damos um desconto para encorajar a ingressar no ensino superior;
  • Bolsa Primeiro Semestre: desconto para quem se matricula no primeiro semestre da graduação;
  • Bolsa Servidores Públicos e Militares: desconto para servidores públicos federais, estaduais e municipais. Vale também para dependentes do servidor como marido, esposa e filhos de até 24 anos;
  • Convênio Empresa: funcionários de empresas conveniadas ganham abatimento na mensalidade. O benefício é estendido para o parceiro e/ou filhos de até 24 anos;
  • Bolsa Enem: exclusivo para quem ingressa na Anhanguera com a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O desconto é progressivo de acordo com a pontuação no exame;
  • Bolsa Parceiro: para quem comprou voucher em sites parceiros;
  • Bolsa Transferência Externa: descontos para alunos que estão matriculados em outra faculdade e desejam pedir transferência para a Anhanguera;
  • Programa Amigo Vale-Prêmio: nesse caso, você ganha descontos se indicar amigos para a Anhanguera e eles se matricularem em algum de nossos cursos. Quanto mais amigos indicar, maior será o abatimento na conta do mês.

Viu só quantas opções? Tem vantagens para quase todo mundo, não é? Além de mensalidades baratinhas, o fato de o curso ser a distância gera ainda mais economia.

Como você não precisará ir para faculdade todos os dias, pode poupar dinheiro com o transporte e alimentação fora de casa. Mais: por ser um curso de curta duração, tem menos mensalidades para pagar.

Como é o perfil de quem estuda e trabalha como gestor de Turismo?

Quando se fala em Turismo, a gente já pensa naquela pessoa que vive viajando, gosta de conhecer lugares, interagir com gente nova e por aí vai. De fato, o profissional da área tem um perfil mais comunicativo e curioso.

Como o profissional vai lidar com gente o tempo inteiro, é legal que você goste de conversar, não tenha vergonha de puxar papo e de interagir com desconhecidos. Sendo assim, quem tem traços de personalidades extrovertidos pode levar vantagem.

Além disso, é legal ter curiosidade e viver em busca de conhecimentos gerais. Afinal de contas, saber sobre as capitais, a localização das cidades, o clima e até de mapas é importante para o dia a dia de trabalho.

Ainda que essas características sejam legais para o profissional da área, um bom Gestor de Turismo não se limita a uma pessoa extrovertida que gosta de explorar.

Lembre-se de que essa faculdade está entre os cursos de Gestão da Anhanguera. Isso significa que o profissional precisa ter uma pegada de administrador e apresentar habilidades de liderança, sabe?

O curso ensina algumas noções de Gestão de Pessoas, Gestão de Projetos, Marketing etc. Sem contar que muitas das atividades da área incluem planejamento, organização, promoção e divulgação de conhecimento turístico.

Mais: é importante que o profissional conheça a função do turismo na sociedade, na cultura e na economia. Isso porque o setor tem papel fundamental para o desenvolvimento de regiões e garante a subsistência de moradores do local. Quem trabalha na área precisa ter um olhar cuidadoso para esse aspecto.

Outra habilidade desejável é o conhecimento em línguas. Muitas atividades envolvem turistas de todas as partes do mundo. Logo, é interessante conhecer outros idiomas para se comunicar com clareza.

Apesar de todas essas habilidades serem desejáveis, não é tudo obrigatório. Até porque a faculdade é um ambiente de aprendizagem, não é mesmo? Quem já tem essas competências naturais terá maior facilidade na área. Por outro lado, quem não reconhece essas características em si pode se dedicar bastante ao curso para desenvolver as competências necessárias.

Como é o mercado de trabalho para Gestão de Turismo?

Se você não larga as redes sociais, já deve ter percebido que o pessoal não para de viajar por aí, concorda? Seja a trabalho, para relaxar em um chalé isolado no interior, para recarregar as energias com um banho de mar, para se divertir em algum festival e muito mais. Viajar é bom e a gente não pode negar, certo?

É por isso que, em 2019, o Turismo bateu recorde de faturamento: R$ 136,7 bilhões. A informação é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Ainda de acordo com a pesquisa, o setor gerou mais de 25 mil empregos.

Em 2020, o mercado desacelerou por causa da pandemia, mas não foi uma exclusividade do Turismo. Todo mundo sofreu de alguma forma com os impactos negativos da Covid-19.

Mesmo assim, as perspectivas de recuperação são animadoras. De acordo com a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), a previsão é que a retomada total aconteça em 2023, voltando ao mesmo patamar de 2019. Com o reaquecimento do setor, milhares de vagas serão geradas, e uma delas pode ser sua.

O que o profissional formado em Gestão de Turismo pode fazer?

O mercado de trabalho para quem é formado em Gestão de Turismo é bem amplo. Dá para trabalhar em hotéis, aeroportos, órgãos públicos, agências de turismo e muito mais.

Além de cargos operacionais, o gestor de Turismo pode ocupar posições estratégicas na empresa com planejamento estratégico, identificação de oportunidades e gestão de crises. Olha só como atuar em Gestão de Turismo e o que você pode fazer em cada uma dessas áreas.

Lazer e entretenimento

O trabalho aqui é organizar atrações, atividades e programas para aumentar a procura de turistas. Isso vale para parques temáticos, hotéis, resorts, casas noturnas, entre outros. Nesses casos, o turismólogo pode trabalhar como monitor, recreador ou consultor.

Hotelaria

O trabalho do gestor de Turismo em hotéis, resorts e pousadas é parecido com a área de lazer e entretenimento. A função do profissional é planejar e coordenar atividades para entreter os hóspedes, garantir o bem-estar dos turistas e, por consequência, aumentar a ocupação do estabelecimento.

Gastronomia

Provar as comidas e bebidas típicas da região de destino é um programa clássico de turistas. Sendo assim, o gestor pode trabalhar em restaurantes auxiliando na composição do cardápio, no marketing para atrair turistas, no planejamento de eventos e por aí vai.

Eventos

Festas típicas brasileiras — como Carnaval, Festa Junina, Lavagem do Bonfim, Festival Folclórico de Parintins, entre outras — movimentam a economia e reúnem pessoas do mundo inteiro. O gestor de Turismo trabalha não só na organização dos eventos, mas também pensando em todo o contexto que inclui sustentabilidade e responsabilidade ética.

Transportes

Durante as férias, feriados prolongados ou datas comemorativas, é comum que rodoviárias e aeroportos fiquem fervendo de pessoas. É papel do turismólogo organizar tudo para que os turistas tenham boas experiências e consigam viajar com segurança.

O trabalho inclui planejamento das datas, coordenação, supervisão e operação das ações, recepção dos turistas, monitoramento da qualidade do atendimento, entre outros. Você pode trabalhar também a bordo de navios de cruzeiro. Legal, não é?

Agência de viagens

Existem agências com diferentes focos: viagens a trabalho, lazer, turismo de aventura, turismo ecológico, congressos e feiras, intercâmbio, excursões etc. O profissional da área pode atuar em qualquer uma delas com planejamento estratégico, administração da empresa, gestão financeira, montagem de roteiros turísticos, pacotes de viagem, marketing, entre outros.

Setor público

Imagine uma cidade do interior com cachoeiras exuberantes. Pensou? Pois bem, o turismólogo pode atuar em prefeituras para definir táticas com o objetivo de incentivar o desenvolvimento turístico da região.

Com criatividade e disposição, é possível criar tradições e eventos visando atrair pessoas do Brasil e do mundo. Isso também vale para as esferas estadual e federal: o gestor trabalha formulando leis e programas para impulsionar o Turismo.

Quais são as habilidades e competências necessárias para se destacar em Gestão de Turismo?

Existem algumas habilidades profissionais que são requisitadas em qualquer área de trabalho, inclusive na Gestão de Turismo. Desenvolvê-las, portanto, é fundamental para se destacar e conquistar o emprego dos sonhos. Olha só alguns exemplos:

  • boa comunicação interpessoal;
  • trabalho em equipe;
  • inteligência emocional;
  • criatividade e inovação;
  • liderança;
  • organização;
  • pensamento crítico;
  • dinamismo;
  • proatividade.

Quanto ganha um profissional formado em Gestão de Turismo?

Em média, R$ 2.506,07 *. É claro que esse valor pode variar de acordo com a experiência, ramo de atuação, localização da empresa, entre outros fatores. Enquanto um gestor de turismo ganha mais ou menos R$ 1.400,00* em Ponta Grossa, no Paraná, por exemplo, na cidade do Rio de Janeiro a média salarial é de R$ 4.166,80*. Viu só a diferença?

Veja também a variedade de remuneração de acordo com os segmentos:

  • agências de viagens: de R$ 2.179,41* a R$ 3.608,66*;
  • serviços de reservas: R$ 1.628,90* a R$ 2.697,13*;
  • hotéis: R$ 1.595,92* a R$ 2.642,52*;
  • operadores turísticos: R$ 1.527,01* a R$ 2.528,42*;
  • fabricação de vinho: R$ 1.871,01* a R$ 3.910,31*;
  • transporte coletivo de passageiros fretado: R$ 2.271,33* a R$ 3.760,86*.

Afinal, vale a pena investir na carreira de Gestão de Turismo?

Sim! Como você já viu por aqui, a área é promissora e oferece remuneração bem atrativa. No entanto, tem que se dedicar e escolher uma faculdade de qualidade, viu? Nesse contexto, estudar na Anhanguera é a melhor opção. Sabe por quê?

Porque somos uma faculdade de reconhecimento nacional, todos os nossos cursos são aprovados pelo MEC, e o valor das mensalidades é bem acessível. Isso sem contar na qualidade de corpo docente e da infraestrutura dos polos de apoio presencial. Temos unidades no Brasil inteiro, e certamente você encontrará uma pertinho da sua casa.

O melhor de tudo é que, ao investir no Tecnólogo, você garante uma formação mais focada no mercado de trabalho. Isso é sinônimo de empregabilidade — ideal para você que não quer perder tempo para começar a trabalhar na área.

Para ajudar nesse sentido, temos o Canal Conecta — um portal de empregos que conecta empresas com candidatos às vagas em aberto. Olha só: além de oferecer um ensino de qualidade, nós da Anhanguera facilitamos o seu ingresso no mercado de trabalho. Legal, não é?

Mais: as formas de ingresso na Anhanguera são variadas. Quem tem a rotina mais corrida e não pode se deslocar até o local da prova, por exemplo, pode fazer o vestibular online. Confira nossas opções e veja qual é a mais adequada às suas necessidades:

  • vestibular tradicional: é aquele modelo basicão no qual você faz a inscrição pela internet e, depois, precisa ir até a faculdade fazer a prova em dia e horário predeterminado;
  • vestibular agendado: o processo é parecido ao tradicional. A diferença é que existe uma flexibilidade maior quanto à data e à hora da prova. Assim, fica mais fácil encaixar o compromisso na sua rotina;
  • vestibular online: esse modelo não exige deslocamento até a faculdade. A prova é feita de casa mesmo, pela internet, com qualquer dispositivo eletrônico conectado;
  • nota do Enem: nesse caso, a pontuação do exame é usada como forma de ingresso, sem a necessidade de fazer outras provas;
  • transferência externa: já começou o curso em outra instituição de ensino? Então, é só pedir transferência para Anhanguera que não precisa fazer um novo vestibular;
  • segunda graduação: quem já tem diploma de ensino superior pode entrar direto para o curso de Gestão de Turismo.

Agora é com você!

Gestão de Turismo é um curso de graduação legal para quem quer trabalhar com planejamento e execução de estratégias relacionadas ao setor turístico. No entanto, lembre-se de que, para se destacar no mercado, é importante ter no currículo o nome de uma instituição de ensino de peso. É por isso que vale a pena vir para a Anhanguera!

E aí, percebeu que Gestão de Turismo é a sua cara? Então, inscreva-se no vestibular agora e mude a sua história!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.