Entenda o que faz um designer gráfico no seu dia a dia

designer gráfico o que faz

“Designer gráfico: o que faz esse profissional?” — essa é a pergunta que, como diz o ditado, vale um milhão de reais para muitos estudantes em fase pré-vestibular. Isso porque muitos sabem da existência do curso de Design Gráfico, mas desconhecem para que tipo de atuação ele prepara os graduandos.

Para aumentar ainda mais as dúvidas e as confusões, o ramo do design é para lá de extenso, indo desde a criação de objetos físicos (design de produto e design de moda) e o planejamento de ambientes (design de interiores) até a elaboração de plataformas online (design de experiência), como sites e aplicativos.

Por esse motivo, resolvemos esclarecer de maneira prática e simples qual é, afinal de contas, o trabalho do designer gráfico. Confira e veja como é essa carreira!

Designer gráfico: o que faz?

Neste tópico, reunimos algumas das principais atividades pelas quais o designer gráfico é responsável. Como você verá, elas sempre envolvem a produção de material impresso, independentemente de ele ter ou não fins publicitários.

Continue lendo e, ao concluir o post, veja mais no blog da Anhanguera sobre as outras profissões do ramo, como designer de interiores e designer de games.

Projetos de comunicação visual

Quando falamos sobre “designer gráfico: o que faz?”, temos que mencionar os projetos de comunicação visual para as marcas. Ou seja, a forma como ela será usada em materiais institucionais pelos colaboradores, fornecedores, consumidores etc. Abaixo, reunimos alguns exemplos de materiais que recebem esses layouts:

  • estampas de fardamento;
  • pastas de documentos;
  • calendários;
  • crachás;
  • expositores;
  • cartões de visita/contato da companhia;
  • papel timbrado;
  • itens de papelaria (agendas, cadernos, blocos de anotações etc.).

Esse é um trabalho bem complexo porque nunca pode deixar de seguir os direcionamentos da identidade visual da própria empresa, o que inclui fontes, paleta de cores e variações de logo.

Design de rótulos de embalagens

Embora o desenvolvimento de produtos não seja uma tarefa do designer gráfico, ele está envolvido diretamente na concepção das embalagens que levarão esses itens para o comércio, mais especificamente nos rótulos que vão revesti-las. Lembrando que esses recipientes podem ser bem diversos, o que inclui:

  • sacolas;
  • caixas;
  • sachês;
  • latas;
  • cestas;
  • garrafas;
  • conservas;
  • sacos.

Resumindo: o seu trabalho envolve tornar esses produtos os mais chamativos e fáceis de serem lembrados pelos consumidores, especialmente em ambientes em que há a venda de concorrentes deles (como farmácias, supermercados, feiras, lojas etc.).

Criação visual de ilustrações

Uma terceira atividade comum no dia a dia do designer gráfico é a criação visual de ilustrações que podem ser projetadas para trabalhos audiovisuais, educacionais, publicitários e de entretenimento. Esses desenhos podem ser:

  • criados do zero, com uso de recursos tecnológicos;
  • adaptados de outras fontes por meio de digitalizações e conversões de arquivos;
  • programado sem 3D para fins de observação panorâmica dos traços.

Para tanto, o profissional do segmento utiliza alguns dos programas da Adobe Creative Cloud Design — que é a principal plataforma com a qual trabalha —, como Illustrator, After Effects e Animate.

Planejamento e execução de anúncios

Por último, há o planejamento e a execução de anúncios que é, sem dúvidas, o trabalho mais popular no meio e que atende especificamente às demandas do marketing — seja ele das organizações, seja ele das agências de publicidade. Os designers podem produzir uma grande gama de coisas, por exemplo:

  • cartazes;
  • outdoors;
  • panfletos;
  • cartilhas;
  • pôsteres;
  • faixas;
  • folhetos;
  • adesivos;
  • banners.

Um ponto interessante aqui é que há um eixo nesse campo que desenvolve anúncios não apenas para o meio impresso, mas também o meio online, principalmente as redes sociais — responsáveis por concentrar diferentes públicos em um mesmo espaço virtual.

Como se tornar um designer gráfico?

Se você deseja se tornar um designer gráfico e seguir essa que é uma das profissões do futuro na tecnologia e no mercado tradicional, saiba que o processo não envolve nada mirabolante ou complicado. Para provar isso, listamos o passo a passo abaixo:

  • participe do processo seletivo para o curso de Design Gráfico e seja aprovado no vestibular ou Exame Nacional do Ensino Médio (Enem);
  • inicie a sua graduação em Design Gráfico, que dura quatro anos, e invista nesse período para desenvolver as mais diversas habilidades criativas e de inovação;
  • vivencie ao máximo as experiências acadêmicas, como projetos de extensão, grupos de estudo, monitorias e cursos livres para ampliar o seu conhecimento de mercado e começar a criar o seu próprio portfólio — que ajudará, futuramente, a obter oportunidades de trabalho;
  • aproveite bem os seus ciclos de estágios supervisionados na faculdade de Design Gráfico, pois eles vão ser úteis não só para conhecer a rotina da profissão e os principais segmentos de atuação dela, mas também para criar uma rede de contato e apoio com profissionais que já estão ativos no ramo;
  • faça uma pós-graduação depois que terminar o curso, pois isso vai valorizar o seu currículo, torná-lo referência em uma área do design, atualizá-lo quanto as principais (e as mais novas) ferramentas de trabalho e aprimorar suas competências profissionais (manuais e digitais).

Vale pontuar que, na Anhanguera, você tem a possibilidade de fazer Design Gráfico EAD e contar com polos de educação equipados com bibliotecas e laboratórios, centro de idiomas para investir em uma vivência bilíngue e um corpo docente de peso na área do design gráfico, que vai auxiliar na capacitação para os diferentes desafios da carreira.

Trace o seu caminho para ser referência no Design Gráfico! 

E então, sanou aquela pergunta sobre “designer gráfico: o que faz esse profissional?”. Nós acreditamos que sim! Afinal de contas, ficou claro no texto como as pessoas que seguem carreira desempenham um papel muito importante no mercado.

Eles são os responsáveis por atender a toda a demanda impressa de produtos e de materiais que ajudam não só a divulgar, mas a estabelecer e a consolidar marcas dos mais diferentes ramos (comercial, político, midiático, moda etc.) e setores (público e privado). Portanto, escolher essa profissão é ter certeza de ver o seu trabalho impactar o mundo!

Ficou interessado no ramo e quer ser um futuro designer gráfico? Pois dê agora mesmo o primeiro passo e inscreva-se no vestibular da Anhanguera!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Guia das modalidades de ensino

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content