Psicologia: conheça tudo sobre essa área!

Psicologia área

Está se aproximando a hora de você prestar o vestibular, e o curso de Psicologia está entre as principais opções? Então, é melhor começar a se informar um pouco mais sobre a área para entender se você vai se dar bem como psicólogo ou psicóloga, não é mesmo?

Pensando nisso, queremos ajudar com as principais informações sobre a área de Psicologia em um guia que vai tirar suas dúvidas e contribuir para que você finalmente tome uma decisão. Então, se está animado para saber o que é Psicologia e como funciona essa carreira, vem com a gente. Aproveite a leitura!

Como funciona a área de Psicologia?

Se você está pensando em seguir carreira em Psicologia, é melhor entender direitinho como funciona essa área.

Psicologia, a nível de graduação, é um curso de Bacharelado que dura em torno de 5 anos (10 semestres), podendo variar de acordo com o ritmo de cada estudante. Além disso, ele inclui um estágio obrigatório de, no mínimo, 200 horas, o que faz com que o estudante se forme com expertise teórica e prática.

A Psicologia é uma área de conhecimento dentro das Ciências Humanas que estuda a psique humana. Seu objetivo é formar profissionais preparados para fazer o diagnóstico, a prevenção e o tratamento de doenças mentais, além daqueles distúrbios emocionais e de personalidade que possam afetar o paciente.

Isso tudo é feito por meio da observação e da análise de um conjunto de fatores, como as atitudes, os sentimentos e até os mecanismos de defesa do paciente. Mas essa não é a única atuação possível para o profissional com formação em Psicologia.

De acordo com a determinação do MEC (Ministério da Educação), o curso de Psicologia deve preparar o estudante e futuro profissional para:

  • promover a saúde psicológica e psicossocial dos seus pacientes;
  • tomar as decisões mais acertadas quanto à abordagem e ao tratamento de cada paciente;
  • manter os princípios éticos da profissão;
  • liderar os processos, as sessões e os grupos, quando necessário;
  • administrar os recursos disponíveis, tangíveis ou intangíveis, para obter os melhores resultados.

Portanto, se você sente que tem afinidade com a área, recomendamos que continue conosco até o final do post e descubra mais sobre essa profissão fascinante.

Como está o mercado de Psicologia no Brasil?

O mercado de trabalho para quem se forma em Psicologia é bastante variado, podendo ir desde instituições clínicas e de saúde até ambientes corporativos, por exemplo. Além disso, têm as escolas, as organizações não governamentais (ONGs), as equipes esportivas e uma série de outros cenários.

É inegável o quanto a demanda e as possibilidades de trabalho para esses profissionais está crescendo. Grande parte disso se deve ao aumento da conscientização das pessoas sobre a relevância de uma boa saúde mental e, é claro, do bem-estar em geral.

Há algum tempo, procurar um psicólogo era indicativo de doença mental. Hoje, no entanto, as pessoas já entendem que essa é apenas uma maneira de se tornar mais saudável, aberto e feliz. A Psicoterapia, por exemplo, é um caminho para o autoconhecimento, um atributo realmente valioso.

Situações como a depressão estão cada vez mais comuns, e esse é apenas um dos exemplos de males que vêm açoitando pessoas aparentemente saudáveis. Além disso, existem todas as patologias relacionadas à mente e outros problemas potencialmente desafiadores para a área.

Outra questão relevante é o fato de vivermos em uma sociedade que experimenta constantemente sensações de estresse, de ansiedade e de desgaste em todas as fases da vida. Esses quadros podem estar associados a um trabalho desgastante, ao ingresso no ensino superior, ao iniciar uma nova família ou até mesmo ao vivenciar uma situação pandêmica, como a que acabamos de cruzar.

O medo, a frustração e a ansiedade provocados pelo isolamento social deixaram para trás uma série de impactos negativos na sociedade. Por outro lado, trouxe um conjunto enorme de possibilidades, associadas principalmente a novas tecnologias.

Frente a tudo isso, o mercado para os profissionais não para de crescer. Quem estiver disposto a aderir a soluções como atendimentos a distância e iniciativas vinculadas à aplicativos e dispositivos móveis terá muito chão para explorar daqui para frente.

A área da Psicologia, que sempre esteve atrelada à área da saúde, agora tem novos horizontes à vista. Empreender dentro desse segmento pode ser muito vantajoso, além de disruptivo, com novo olhar sobre as relações sociais, organizacionais e até tecnológicas.

O que você precisa para isso? Coragem para se lançar ao novo e interesse em aproveitar as novas oportunidades, sem receio de abraçar as inovações. Com foco e determinação, existe um mar aberto só esperando para ser desbravado.

Quais são as tendências para Psicologia?

Muito se fala em novas tecnologias e em possibilidades para a área de Psicologia, mas, afinal de contas, você sabe quais são as maiores tendências que estão se formando para esse mercado? Se não, é melhor ficar de olho, porque nós trouxemos algumas delas.

Apesar de a Psicologia ser uma área bem antiga e tradicional, existem processos de evolução que vêm para melhorar a atuação dos profissionais e, é claro, acompanhar a mudança de comportamento e de mentalidade das pessoas. Isso diz respeito tanto às abordagens e às intervenções quanto ao meio através do qual a Psicologia é aplicada.

Quer saber mais? Então, fique de olho nas novidades da área que prometem abalar as estruturas do futuro da profissão!

Psicologia Positiva

Se você ainda não ouviu falar em Psicologia Positiva, é hora de começar a pesquisar sobre ela. As palavras “satisfação” e “felicidade” mexem de alguma maneira com você? Bem, esse pode ser o sonho da maioria das pessoas, incluindo aqueles profissionais mais interessados em trabalhar sobre a saúde do que sobre as doenças da mente.

Portanto, se você pensa em atuar na prevenção e na qualidade de vida dos seus pacientes, a sua vertente é a da Psicologia Positiva. Ela visa um trabalho preventivo para evitar situações mais comuns que abalam as pessoas, como ansiedade, baixa autoestima, insegurança, medo, crenças negativas, Burnout e assim por diante.

Psicologia Aplicada à Saúde Geral

Outra área que, apesar de não ser nova, vem ganhando importância, é a Psicologia aplicada à saúde geral de um indivíduo. Você já deve ter percebido o quanto a sua saúde física e mental estão interligadas, certo? Quem sofre de ansiedade comumente desenvolve sintomas como dores no estômago, disfunções intestinais, dores de cabeça e assim por diante.

Não dá para ignorar que o estado mental afeta o nosso corpo físico. E, agora, você pode escolher se dedicar ao estudo e à correlação desses fatores. Assim, prestará todo suporte para que seus pacientes mudem seus hábitos e integrem a saúde física e mental em prol de uma melhor qualidade de vida.

Orientação Vocacional

Há um tempo, vocação era percebida como coisa de família. Doutor Carlos virou médico porque essa era a profissão do seu pai, do seu avô e do seu tataravô. Seu Olavo é advogado porque essa é uma profissão renomada e que dá dinheiro. Mas o João quer fazer algo que seja prazeroso e de que ele realmente goste.

Por isso, a orientação vocacional é um processo tão importante dentro da Psicologia. Ela ajuda as pessoas a encontrarem a profissão com a qual realmente se identificam e, a partir disso, se desenvolverem para se tornarem excepcionais no que fazem. É a era da profissão por identificação e não por herança, e o profissional psicólogo tem um papel importante nisso.

Neuroeconomia

Se você já ouviu falar em Economia Comportamental, talvez consiga ter uma boa ideia do que é a neuroeconomia. Essa é a união de duas grandes áreas: Psicologia e Economia. Seu objetivo é elucidar a interferência e o comportamento psicológico no processo de tomada de decisão de compra do consumidor.

Em uma era completamente digital, que gera uma infinidade de dados por segundo, a neuroeconomia vale tanto quanto ouro no mercado. Ela é fundamental ao estabelecimento de estratégias de marketing bem-elaboradas e que realmente convençam o público consumidor. Com os dados certos e o conhecimento do psicólogo, vender se torna cada vez mais simples.

Quais são as principais atuações em Psicologia?

Como comentado, existem diferentes abordagens de Psicologia. Por isso, é importante conhecer um pouco cada uma delas para escolher com qual você quer atuar. Veja mais!

Conselheiro tutelar

O conselheiro tutelar é o profissional que garante a proteção dos direitos de crianças e de adolescentes. Sua atividade inclui investigar eventuais denúncias sobre o abuso desses direitos, além de determinar quais serão as medidas para combatê-lo.

Esse profissional também tem um papel importante de assessoramento do poder público na instituição de medidas que fortaleçam a proteção à infância e à adolescência. Além disso, ele atende crianças e adolescentes, bem como suas famílias, oferecendo principalmente aconselhamento.

Neuropsicólogo

O neuropsicólogo é o profissional de Psicologia que mais se aproxima da Medicina. Sua atuação acontece principalmente na investigação e no tratamento de problemas que se manifestam no funcionamento do cérebro e nas funções cognitivas de um paciente.

Sendo assim, além de fornecer relatórios que servem de apoio para diagnósticos mais precisos, ele atua no tratamento de questões relacionadas:

  • à memória;
  • às emoções;
  • ao raciocínio;
  • ao comportamento;
  • à aprendizagem;
  • entre outros.

Geralmente, esse profissional atua em conjunto com equipes compostas por outros especialistas em Psiquiatria, Neurologia e, é claro, Psicologia. Portanto, seu trabalho é investigar a função cerebral e como ela pode estar afetando o comportamento do paciente, para só então estabelecer um tratamento.

Psicólogo

O psicólogo é, talvez, o profissional mais conhecido dentro da área de Psicologia. Sua função é cuidar da saúde mental das pessoas, tal como um médico cuida do corpo humano. Ele deve estudar e analisar todas as questões envolvidas internamente em um indivíduo e que provocam o seu comportamento.

Traumas emocionais, medos e diversas outras circunstâncias são exemplos de motivos de problema no dia a dia. Assim, o psicólogo aplica os seus conhecimentos ajudando o paciente a resolver pendências emocionais, a melhorar a qualidade de vida e a devolver a satisfação pessoal.

Para tanto, o psicólogo ou psicóloga pode atuar diretamente de seu consultório quanto de outros lugares. Existem psicólogos hospitalares, escolares ou até mesmo corporativos. Isso é indiferente, desde que ele atue junto às pessoas que frequentam esses ambientes.

Psicólogo do esporte

Se você é cinéfilo, já ouviu várias vezes o discurso de que as pessoas não são limitadas pelo seu corpo e, sim, pela sua mente, certo? Bem, essa é a ideia dos psicólogos do esporte, que prometem melhorar a saúde psíquica de equipes inteiras de atletas.

Além do treinamento físico dos esportistas, é muito importante que eles estejam com as suas emoções e sentimentos em dia. É isso que vai permitir que eles deem o melhor de si nas competições e ultrapassem os próprios limites.

Quando uma pessoa não acredita em si, dificilmente conseguirá ser a melhor em algo. No esporte, no entanto, essa autoconfiança é crucial para vencer. Além disso, o psicólogo esportivo tem um papel fundamental no alívio das tensões e da ansiedade causadas pelas competições.

Psicólogo organizacional

No ambiente organizacional, o psicólogo também tem uma participação importante, seja para melhorar o contexto empresarial, seja para avaliar o comportamento dos colaboradores e candidatos às vagas. Seu objetivo é promover a qualidade de vida no trabalho, ajudando as pessoas a desenvolverem seu potencial.

As empresas que já perceberam o quanto isso pode ser benéfico estão colhendo as vantagens de investir no apoio desse profissional. Ele é crucial ao desenvolvimento de um ambiente saudável e colaborativo, onde as pessoas possam desenvolver suas habilidades sem se sobrecarregar.

Ele também tem uma participação em relação a todas as questões de assédio que podem ocorrer na empresa. Tanto no que diz respeito ao assédio moral quanto a quaisquer situações discriminatórias. Isso vale igualmente para climas organizacionais prejudiciais e outros problemas que causem conflitos no ambiente de trabalho.

Psicólogo social

O psicólogo social é quem trabalha diretamente nas questões associadas à interação de um indivíduo com um grupo. Para tanto, é fundamental ter conhecimentos aprofundados sobre Psicologia e Ciências Sociais. Seu papel é fazer uma análise profunda de como as pessoas se desenvolvem nas suas relações coletivas.

O contexto educacional é um exemplo, mas isso também pode ser feito em comunidades específicas, entendendo como o indivíduo interfere nas relações sociais e como um grupo ou comunidade influencia no comportamento individual.

Psicopedagogo

O ser humano tem uma maneira bastante peculiar de desenvolver conhecimentos. E é exatamente sobre isso que o psicopedagogo se debruça. Ele investiga o modo como as pessoas assimilam e processam informações durante todas as etapas da sua vida, seja na infância, seja na velhice.

Assim, é seu papel compreender quais são os fatores que influenciam o processo de ensino-aprendizagem, ajudando as instituições a desenvolverem as melhores abordagens. É daí que surgem áreas ainda mais específicas, como a Andragogia, a Pedagogia, a Heutagogia e assim por diante.

Terapeuta

O terapeuta é aquele profissional, dentro da Psicologia, que se dedica exclusivamente à reparação de processos que podem ser danosos a saúde. Ele atua na área clínica, geralmente prestando ajuda psicológica a pessoas que sofreram traumas ou desenvolveram patologias a partir de sua condição mental.

Cada terapeuta vai eleger sua linhagem de atuação conforme identificação pessoal e, a partir dela, conduzir o paciente. Além disso, você pode escolher sua especialidade, por exemplo:

  • terapia comportamental;
  • terapia de família;
  • terapia de casal;
  • entre outros.

Esse é o típico profissional que se senta e conversa com os pacientes tentando elucidar questões emocionais e tratar problemas psicológicos. Para isso, usa abordagens como análise do comportamento, fenomenologia, Gestalt-terapia, psicanálise e assim por diante.

Terapeuta ocupacional

O terapeuta ocupacional, dentro da Psicologia, vai atuar na recuperação de pessoas que sofreram limitações psicológicas que a impedem de realizar tarefas simples do dia a dia. Podem ser problemas cognitivos, psicomotores, afetivos e assim sucessivamente. Além disso, esses problemas podem ser resultado de distúrbios causados por situações traumáticas.

Seu trabalho se inicia a partir de uma indicação médica e pode ser desenvolvido tanto com crianças quanto com adultos. Algumas situações comuns são:

  • indivíduos com deficiência ou dificuldade de aprendizagem;
  • idosos com doenças degenerativas;
  • pessoas que estão em reabilitação de acidentes;
  • portadores de distúrbios psíquicos;
  • jovens e adultos infratores em reintegração;
  • dependentes químicos em recuperação etc.

Como ingressar no mercado de Psicologia?

O primeiro passo para ingressar com sucesso no mercado de Psicologia é entender se essa área é para você. Isso é possível por meio de uma série de fatores:

  • saber qual é o perfil desse profissional;
  • entender a trilha de formação que é preciso percorrer;
  • descobrir se você se identifica com os conteúdos abordados no curso;
  • ter uma ideia de quais habilidades desenvolver para se tornar um bom psicólogo.

Então, para ajudar nessa missão, elencamos algumas dessas informações. O objetivo é terminar a leitura deste post sabendo se Psicologia é ou não para você. Mas, antes de qualquer coisa, vamos entender qual é o perfil do psicólogo ou psicóloga.

Perfil do psicólogo ou psicóloga

Um potencial profissional de Psicologia é uma pessoa que realmente gosta de entender sobre as relações humanas. Primeiro, porque você precisará interagir com elas todos os dias e, segundo, porque vai utilizar o comportamento humano como principal indicador para as suas análises.

Então, além disso, é importante gostar de se comunicar, ter ótima capacidade analítica e interpretar situações com facilidade. O interesse por ouvir e por compreender as pessoas também é importante, afinal, é assim que você vai conseguir fazer as perguntas certas e ouvir o que elas têm a dizer.

Importância da graduação

Agora, sim, se está pensando em como trabalhar com Psicologia, nossa segunda dica é bem simples: você precisará cursar uma graduação. Infelizmente, não existe ainda Psicologia EAD para graduação, apenas para pós-graduações e especializações. Assim, a faculdade é presencial, o formato mais tradicional no qual é preciso ir à faculdade todos os dias.

Em geral, a grade curricular e os assuntos abordados dentro do curso incluem desde temas como:

  • Antropologia Cultural e da Religião;
  • Análise do Comportamento e Institucional;
  • Aprendizagem, Percepção e Memória;
  • Atividades Científico-Culturais;
  • História da Psicologia;
  • Introdução à Filosofia e à Metodologia Científica;
  • Linguagem, Inteligência e Criatividade;
  • Motivação, Emoção e Consciência;
  • Políticas Públicas e Saúde Mental;
  • Temas Atuais em Psicologia;
  • Ética Geral e Profissional.

Até temas mais específicos, que incluem:

  • Anatomofisiologia;
  • Clínica com Adolescente e com Criança;
  • Clínica Junguiana e Psicanalítica;
  • Entrevista e Aconselhamento Psicológico;
  • Fundamentos da Avaliação Psicológica;
  • Fundamentos Epistemológicos da Psicologia;
  • Neuroanatomofisiologia;
  • Orientação Profissional;
  • Pesquisa em Psicologia;
  • Psicodiagnóstico Infantil;
  • Psicofisiologia;
  • Psicologia da Criança e do Adolescente;
  • Psicologia do Adulto e do Idoso;
  • Psicologia e Aprendizagem;
  • Psicologia e Deficiência;
  • Psicologia, Gestão de Pessoas e Gestão de Seleção de Pessoal;
  • Psicologia, Políticas Sociais e Práticas Comunitárias;
  • Psicologia e Saúde;
  • Psicologia Escolar;
  • Psicologia Hospitalar;
  • Psicologia Jurídica;
  • Psicologia Social;
  • Psicologia, Educação e Direitos Humanos;
  • Psicopatologia;
  • Psicoterapia Breve;
  • Teoria Psicanalítica;
  • Teorias e Técnicas Cognitivas;
  • Teorias e Técnicas da Gestalt;
  • Teorias Existenciais;
  • Teorias Psicodinâmicas;
  • Teorias Psicológicas Cognitivistas;
  • Terapia Comportamental;
  • Tópicos Especiais da Personalidade.

Com tanto conhecimento teórico, você já vai estar a meio caminho de ser um profissional de sucesso antes mesmo de se formar. Isso porque, para conseguir o canudo, precisa de várias horas de prática também, o que é proporcionado pelo estágio.

Aproveite esse período enquanto estagiário para desenvolver as habilidades indispensáveis para ser um ótimo profissional:

  • boa comunicação;
  • capacidade crítica e reflexiva;
  • empatia e paciência;
  • curiosidade;
  • leitura, interpretação e análise de textos.

Que tal se formar em Psicologia na Anhanguera?

Então, como você viu, não existe uma receita de bolo para ser um bom psicólogo, mas sim a construção consciente de conhecimentos, de habilidades e de atitudes que levarão você pelo caminho certo. Portanto, se tem certeza de que gosta da área, talvez seja hora de começar a investir para valer nela.

Por isso, venha para a Anhanguera! Tendo mais de 20 anos de tradição, contamos com um curso de Psicologia completo, com professores mestres e doutores. Sem falar nos nossos diferenciais exclusivos, a exemplo do Canal Conecta, plataforma exclusiva de emprego e estágio em todo o Brasil, e as oportunidades de bolsas e descontos.

Se está sentindo que esse é o momento e que este curso é mesmo para você, não perca mais tempo e inscreva-se logo para o vestibular em Psicologia!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 28

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.