Conheça tudo sobre a área de Gestão de Recursos Humanos!

Gestão de Recursos Humanos

Diariamente vemos em telejornais ou na internet matérias sobre crescimento do mercado, aumento de vagas de emprego e diversas outras notícias sobre empresas e qualidade de vida. Você pode estar se perguntando o que tudo isso tem a ver com a Gestão de Recursos Humanos? Bem, saiba que elas são reflexos do bom trabalho dos profissionais do capital humano nas empresas.

Se deseja trabalhar nessa área, continue a leitura, entenda como funciona e o papel da faculdade de Gestão de Recursos Humanos! Quem sabe essa não é a sua futura carreira?

Como funciona a área de Gestão de Recursos Humanos?

Este é um cargo estratégico dentro das organizações, sendo responsável por estruturar os processos que envolvem o RH, com o objetivo de otimizar os resultados da empresa e melhorar a qualidade de vida dos colaboradores.

Para que isso seja possível, é necessário que o profissional de gestão tenha uma visão ampla do negócio e conhecimento sobre os processos que acontecem diariamente no departamento de RH. Eles vão desde o recrutamento até o desligamento de colaboradores.

Além disso, é necessário que o gestor de RH busque se atualizar sobre as novas tendências de gestão e de desenvolvimento de pessoas, proporcionando a empresas diferenciais de destaque no mercado.

De modo geral, um bom profissional que deseja ser um gestor de recursos humanos precisa ter conhecimento técnico da área e uma visão estratégica de como a organização pode se posicionar diante de seus colaboradores.

Como está o mercado de Gestão de Recursos Humanos?

As remunerações em RH estão num nível superior, fazendo parte do grupo das profissões mais bem-pagas do Brasil.

Vale lembrar que as médias salariais, embora sejam uma tendência de mercado, não impedem que os empregadores definam quanto o seu profissional deve receber — desde que respeitem a legislação e os pisos acordados em sindicato.

Entretanto, é comum que empresas bem-conceituadas paguem salários melhores para estimular a competitividade salarial e atrair profissionais mais qualificados.

Também é importante saber que existe possibilidade de crescimento na empresa. Quer saber quanto ganha um profissional de gestão de recursos humanos? Então, veja:

  • Administração de pessoal (júnior) — R$ 2.500,00 a R$ 5.000,00*;
  • Administração de pessoal (pleno) — R$ 4.000 a R$ 8.000*;
  • Administração de pessoal (sênior) — R$ 5.000 a R$ 10.000*;
  • Administração de pessoal (coordenador) — R$ 7.000 a R$ 13.000*;
  • Gerente de administração de pessoal — R$ 13.000 a R$ 25.000*.

Outro fator que influencia a faixa salarial além da qualificação e das experiências é o porte da empresa no qual está contratado. Por exemplo, uma empresa pequena mantém o salário de R$ 2.500,00*, enquanto uma empresa maior oferece a remuneração de R$ 4.000,00*.

Nas demais carreiras que envolvem os Recursos Humanos, os valores são bastante variáveis conforme hierarquia. Confira:

  • Estagiário – R$ 1.179,00*;
  • Trainee – R$ 1.708,00*;
  • Recém-formado – R$ 2.611,00*;
  • Analista generalista (júnior) — R$ 4.000 a R$ 7.000*;
  • Analista de comunicação interna (júnior) — R$ 3.000* a R$ 5.500*;
  • Analista de recrutamento e seleção (júnior) — R$ 3.000* a R$ 6.000*;
  • Analista de treinamento e desenvolvimento de pessoas (júnior) — R$ 3.000* a R$ 5.000*.

Quais são as áreas mais valorizadas de RH?

O que hoje é chamado de Recursos Humanos, anteriormente era conhecido por departamento de relações industriais, cujo principal objetivo era intermediar o relacionamento entre empresa e empregado.

Com o passar dos anos, esse departamento foi se aprimorou, assim como foram desenvolvidos diversos estudos que mostraram como o colaborador é parte fundamental do negócio.

Surgiu, então, o Gestor de RH, que utiliza em suas atividades estratégias para possibilitar ao colaborador um pleno desenvolvimento profissional e um clima organizacional adequado para ampliar a produção.

Com isso, um olhar mais moderno surgiu, ganhando o lugar dos processos burocráticos, inclusive utilizando softwares que automatizam o trabalho. Veja exemplos:

  • Business Partner — responsável por auxiliar as decisões estratégicas, trazendo informações sobre gestão de pessoas;
  • Treinamento e Desenvolvimento — esta área busca atender às necessidades da empresa e capacitar seus colaboradores, de forma que se tornem mais eficientes e produtivos;
  • Recrutamento e Seleção — atrai e seleciona profissionais qualificados para ocupar vagas disponíveis na empresa;
  • Administração de Remuneração — faz a administração dos benefícios ofertados pela empresa com o objetivo de atender aos interesses dos colaboradores que estejam dentro da realidade da organização.

Quais são as tendências para Gestão de Recursos Humanos?

Nem todas as tendências são áreas nas quais você deve se especializar ou seguir. Algumas são atividades apreciadas em uma gestão de RH estratégica, humanizada e atual. 

Confira o que está em alta e fique de olho nesses conceitos durante a faculdade.

Trabalho Inteligente

Para as empresas, não basta apenas executar as atividades de acordo com as suas necessidades. É essencial que a equipe de Gestão de Recursos Humanos desenvolva um planejamento a longo prazo que torne o setor de RH mais eficiente.

Além do planejamento, é importante estar atento às mudanças e às novidades que surgem no mercado para facilitar ainda mais o trabalho diário.

Outra questão que deve ser levada em conta quando se pensa em trabalho inteligente é a formação de equipes com habilidades distintas, mas que se completam, a fim de melhorar a performance dos colaboradores.

Não se esquecendo de que o foco da gestão de pessoas também é manter a qualidade do ambiente de trabalho, seja na estrutura física, seja nos relacionamentos.

Inovação Tecnológica

Como dissemos, um grande movimento ligado às tecnologias e à modernização dos processos está se estabelecendo. Com o passar do tempo, estes passarão a ser mais necessários. Hoje é possível:

  • ter o controle de ponto de forma eletrônica;
  • comunicação com todos os colaboradores por meio de plataformas internas e externas;
  • dar e receber treinamentos de forma online;
  • atender clientes por meio de chats e outros contextos a distância.

Isso se deve sobretudo por conta da pandemia de COVID-19, que obrigou as empresas a trabalharem remotamente e a se adaptar a esse contexto.

Ferramentas de Comunicação Transparentes

É difícil encontrar nos dias de hoje pessoas que não fazem o uso das redes sociais. Aproveitando essa tendência para a comunicação e uso das tecnologias, é possível trazer benefícios às empresas.

Deixando os sistemas de comunicação mais tradicionais e adotando aplicativos, é possível obter uma comunicação corporativa simples, fluida e direta.

Assim, a comunicação será feita em tempo real, com maior interação entre os colaboradores e a empresa, permitindo também receber feedbacks mais rápidos.

Treinamentos de Equipe

Uma empresa que investe no desenvolvimento das habilidades técnicas e comportamentais dos colaboradores obtém muito mais benefícios com essas ações do que uma empresa que não promove treinamentos.

Isso porque os colaboradores se sentem mais valorizados e tornam-se mais qualificados. Já a empresa terá um aumento da produção, bem como mão de obra mais qualificada e que erra menos. Consequentemente, gera menos prejuízo, além de ter colaboradores mais engajados e felizes.

Eles podem acontecer de várias maneiras, podendo ser por meio do custeamento total ou parcial de uma graduação ou pós-graduação, por exemplo. Mas também internamente, de forma periódica e com conteúdos mais específicos para suprir as necessidades da empresa.

Feedbacks Periódicos e Consistentes

Criar a cultura do feedback é essencial, pois possibilita que os dois lados se analisem e, com isso, busquem correções em suas atitudes e trabalho. Consequentemente, isso acaba influenciando de forma direta no desenvolvimento da própria organização.

Sendo assim, realize feedback com frequência. Ele pode ser realizado a partir do estabelecimento de metas ou, ainda, por meio do confronto de dados passados com os atuais. No entanto, não deixe de considerar acontecimentos externos nessa comparação.

Caso o feedback seja negativo, converse com o colaborador para compreender o que pode ter ocasionado tal desempenho e, juntos, busquem uma solução. Porém, se o feedback for positivo, busque maneiras de premiar o colaborador e de demonstrar a gratidão da empresa com esse resultado.

Bom Clima Organizacional

O clima organizacional não pode ser instalado como um novo software. O desenvolvimento de um clima agradável no ambiente de trabalho é um processo que deve acontecer todos os dias. A qualquer sinal de alteração negativa, é importante que aconteçam medidas corretivas.

Investindo ativamente nele, a organização obtém diversos benefícios na produção:

  • aumento do engajamento;
  • maior criatividade, motivação e retenção de talentos;
  • redução do turnover, ou seja, de desligamentos;
  • redução do retrabalho;
  • diminuição de níveis altos de absenteísmo e conflitos internos.

Otimização da Burocracia Diária

É muito comum ter a impressão que o RH é um departamento complexo e cheio de burocracia devido às suas demandas de trabalho, mas ele deve ser conhecida por outros motivos como aumento do engajamento e da motivação de equipes e a rápida solução a problemas.

Implantar novas ferramentas tecnológicas deixará o RH mais ágil e eficiente, além de mudar o foco da atuação de burocrática para estratégica.

Quais são as principais atuações do gestor de Recursos Humanos?

Os campos de atuação do profissional de Recursos Humanos são muito vastos, já que ser responsável por atrair, reter e desenvolver os colaboradores de uma empresa depende de muito conhecimento e dedicação.

Vejamos abaixo as principais áreas de trabalho deste profissional, que você já conheceu um pouco melhor acima:

  • Recrutamento e Seleção;
  • Departamento Pessoal;
  • Treinamento e Desenvolvimento;
  • Remuneração e Benefícios.

Como ingressar no mercado de Gestão de Recursos Humanos?

Quando o sonho de uma pessoa é se tornar um profissional que se destaca em meio a vários outros, é comum procurar Instituições de ensino superior públicas. Entretanto, essas são as mais concorridas e podem atrasar os seus objetivos.

Prestar o vestibular para uma faculdade particular de qualidade é uma ótima alternativa para não perder tempo. Afinal, a cada ano que você não consegue conquistar vaga em uma IES pública, perde-se o ano. Já em uma faculdade privada, isso não acontece. Gostaria de saber como isso é possível?

Matriculando-se no Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos na Anhanguera, você estuda em uma faculdade reconhecida pelo MEC (Ministério da Educação) com nota 3 (de um total de 5) em todas as unidades.

Além disso, com foco na prática e nas demandas do mercado de trabalho, o curso Tecnólogo tem duração média de 2 anos (4 semestres). Assim, em pouco tempo, você sai com diploma de ensino superior e qualificado para obter uma vaga no mercado de trabalho de RH.

A Anhanguera te ajuda a realizar o sonho de se formar em RH!

Aqui na Anhanguera, são mais de 300 polos espalhados pelo Brasil, onde você pode encontrar a melhor estrutura da rede privada nas modalidades presencial e semipresencial:

  • presencial — o acadêmico deverá frequentar as aulas de 4 a 5 dias na semana que acontecem na unidade de ensino, com o professor e os demais alunos da turma;
  • semipresencial — as aulas são transmitidas de forma online pelo Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), mas será necessário comparecer presencialmente de 1 a 3 vezes por semana para práticas laboratoriais.

Então, se você tem problema com tempo de ajustar trabalho e estudos, aqui na Anhanguera, a gente resolveu isso para você, pois os cursos semipresenciais trazem flexibilidade e liberdade para os alunos.

E como já falamos, para se tornar um profissional qualificado, é importante buscar por uma instituição de qualidade que apresente grade curricular atualizada com as necessidades do mercado.

No caso da Anhanguera, a grade curricular de Gestão de RH compreende as disciplinas que preparam os acadêmicos para atuar nas principais tendências do mercado expostas durante este artigo. Conheça algumas matérias:

  • Auditoria e Consultoria em RH;
  • Coaching e Mentoring;
  • Comportamento Organizacional e Negociação;
  • Desenvolvimento e Pessoas;
  • Dinâmicas e Jogos Vivenciais;
  • Empreendedorismo e Inovação;
  • Gestão de Pessoas;
  • Gestão de Projetos;
  • Inovações em Aplicação de Pessoas;
  • Legislação Empresarial Aplicada;
  • Matemática Financeira;
  • Métodos Quantitativos;
  • Modelos de Gestão.

Se uma de suas preocupações é quanto custa a faculdade de Recursos Humanos, fique tranquilo: na Anhanguera, você encontrará diversas opções de bolsas de estudo e benefícios de desconto. Veja!

  • Amigo vale-prêmio;
  • Bolsa incentivo;
  • Bolsa primeiro semestre;
  • Bolsa servidores públicos e militares;
  • Bolsa transferência;
  • Convênio empresa;
  • Desconto pontualidade.

Venha estudar Gestão de Recursos Humanos com a gente!

Aqui na Anhanguera, o curso de Gestão em Recursos Humanos tem grade curricular atualizada em relação às necessidades do mercado para que sua formação permita uma aprendizagem de qualidade e a um curto prazo. Assim, você se forma mais rápido, mas sem deixar de lado a formação de ponta.

Inscreva-se no vestibular online da Anhanguera e comece a vislumbrar um novo futuro, com diploma na mão e um emprego para chamar de seu!

Referências:

*Portal Salário, pesquisado em março de 2022. Sujeito a alterações.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 31

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.