Pedagogia Hospitalar: o que é e como trabalhar na área?

profissional de pedagogia hospitalar e criança

O curso de Pedagogia, assim como as outras Licenciaturas, costuma ser conhecido pela tarefa de formar professores da educação básica. De fato, o principal campo de atuação de pedagogos é a sala de aula de escolas de educação infantil, ensino fundamental ou educação de jovens e adultos (EJA). Mas as possibilidades de atuação também vão além.

Afinal, não são apenas nas escolas que aparecem demandas de educação, certo? Outras instituições podem demandar o trabalho de pedagogos no acompanhamento da aprendizagem de crianças. É o caso da atuação em ONGs (Organizações Não Governamentais) e da Pedagogia Hospitalar. Nos dois cenários, os professores atendem necessidades de ensino fora da escola.

Porém, o que é a Pedagogia Hospitalar? Confira este post para saber tudo sobre o assunto!

Afinal, o que é Pedagogia Hospitalar?

Se você pensa em ingressar no ensino superior para cursar a graduação em Pedagogia, vai gostar de saber que existem muitas opções de carreira nessa área. A Pedagogia Hospitalar consiste na atuação profissional junto a crianças impossibilitadas de frequentar a escola devido a internações ou tratamentos de saúde.

Muitos estudantes precisam interromper sua educação formal por um tempo durante determinados tratamentos — especialmente aqueles cujo tempo de internação é longo. Contudo, as crianças continuam tendo direito à educação; então, as instituições hospitalares devem garantir um profissional com formação pedagógica para atender às necessidades escolares delas.

Logo, a área de Pedagogia Hospitalar permite que profissionais especializados atendam às demandas educacionais desse público e mobilizem metodologias específicas, mesmo no ambiente do hospital. Com isso, o professor atua para que as crianças continuem aprendendo, principalmente aquelas que estejam em processo de alfabetização.

Além de garantir o direito do paciente/estudante de ter acesso ao ensino, o pedagogo hospitalar também tem papel importante na organização dos espaços e dos recursos no hospital. Isso porque, muitas vezes, o ambiente hospitalar pode ser amedrontador para o público infantil. O pedagogo, especialista nessa faixa etária, ajuda a deixá-lo mais contextualizado à criança.

Qual é a importância dessa área?

A Pedagogia Hospitalar é uma área de grande relevância na sociedade brasileira. Em primeiro lugar, porque possibilita a continuidade de um direito que é fundamental: o de ter acesso à educação. Além disso, o profissional que atua em hospitais tem papel central na experiência subjetiva das crianças em um momento tão desafiador na vida delas.

Sabe-se que as necessidades do público infantil são bem diferentes das pessoas adultas. Com isso, torna-se fundamental contar com profissionais que tenham um olhar sensível às crianças e pensem em práticas e em intervenções que facilitem a convivência delas com o ambiente do hospital, com os profissionais de saúde e com o tratamento em si.

Logo, o pedagogo também tem sua importância no fortalecimento do respeito ao desenvolvimento infantil e na humanização dos tratamentos. É preciso considerar, por exemplo, a brincadeira e a ludicidade como linguagens essenciais das crianças. Assim, algumas medidas relevantes são ofertar brinquedos e outros materiais, contar histórias, promover momentos divertidos etc.

Considerando as especificidades do trabalho em hospitais, o pedagogo costuma atuar de maneira diferente daquela encontrada em salas de aula tradicionais. É preciso ficar atento à forma como as crianças aprendem quando estão submetidas a situações mais complexas, como uma internação.

O que faz o Pedagogo no ambiente hospitalar?

Agora que você leu um pouco mais sobre o que é a Pedagogia Hospitalar e qual é a importância dela, podem ter surgidos dúvidas sobre o que faz o pedagogo em um hospital. Se o ambiente é tão diferente da sala de aula em escolas, como se dá o trabalho? Confira as atividades principais do profissional.

Mediação de conhecimento

É inegável que a atribuição central do pedagogo continua sendo a aprendizagem, mesmo fora da escola. Entretanto, nem sempre podemos dizer que o profissional da Pedagogia Hospitalar atua ministrando aulas, pois é possível que um modelo de sala de aula não seja viável. Por isso, falamos da mediação do conhecimento.

A função do pedagogo será, então, identificar as demandas de aprendizagem do público e pensar em estratégias específicas para cada caso. Por exemplo, com crianças em processo de alfabetização, ele lança mão de recursos e de ferramentas para envolvê-las na leitura e na escrita enquanto durar sua internação no hospital.

Vínculo emocional

Quando se fala da relação com crianças, o aspecto emocional é um fator central. Logo, quem ocupa vagas de Pedagogia Hospitalar também se vê diante da função de estabelecer vínculos emocionais com os pacientes/alunos e contribuir para que eles lidem da melhor forma possível com os desafios que têm enfrentado.

Em muitos momentos, pode ser difícil se envolver com os conteúdos escolares e aprender. Nesse ponto, o pedagogo está capacitado para compreender os obstáculos e trabalhar não apenas no desenvolvimento cognitivo, mas também no fortalecimento emocional das crianças. Assim, o profissional exerce suas habilidades comportamentais.

Orientação às famílias e aos profissionais

Por fim, estar na área de Pedagogia Hospitalar é conviver diretamente com os familiares responsáveis pelas crianças e com os profissionais de saúde que as atendem. Os conhecimentos pedagógicos podem e devem ser compartilhados com as pessoas que estão no dia a dia do aluno — para que eles ajudem tanto na mediação do conhecimento quanto no desenvolvimento emocional.

Como trabalhar com Pedagogia em hospitais?

Você tem interesse em atuar em vagas de Pedagogia Hospitalar? O passo inicial é fazer o curso de graduação em Pedagogia, que vai preparar você para realizar esse trabalho da melhor forma. Para isso, é fundamental escolher uma faculdade de excelência. A Anhanguera oferece toda a qualidade necessária no seu curso.

Para atuar na área hospitalar, o profissional de Pedagogia deve ter sensibilidade para estar fora dos ambientes tradicionais de educação. Também é preciso exercitar muito a empatia e estar disponível emocionalmente às crianças e aos familiares em um momento desafiador. Tudo isso é aprendido com o suporte das matérias da faculdade.

Como diferencial exclusivo, a Anhanguera conta com o Canal Conecta, que atua na profissionalização dos estudantes. Por meio dele, fica mais fácil encontrar oportunidades de estágio e de emprego — seja na Pedagogia Hospitalar ou em outras áreas e cursos.

Aproveite seus novos conhecimentos sobre a Pedagogia Hospitalar e capacite-se para entrar em uma área tão bonita e gratificante. Sem dúvida, seu trabalho fará a diferença na vida de muitas pessoas. Afinal, a educação é a melhor forma de impactar o mundo!

Acesse a página da Anhanguera e saiba mais sobre nosso processo seletivo para o curso de Pedagogia!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.