Psicologia Social: o que é e como atuar na área?

psicologia social

Você sabia que quem opta pelo curso de Psicologia pode escolher diversas áreas de atuação profissional? Uma delas é a Psicologia Social, uma vertente voltada para quem tem aptidão e gosta de trabalhar com o atendimento de causas sociais e apoio a pessoas vulneráveis.

O campo permite que os psicólogos atuem diretamente com o desenvolvimento de ações e de atividades comunitárias. Além disso, é possível prestar serviços em projetos de inclusão e em causas que lutam contra o preconceito racial. São inúmeras as possibilidades de empregabilidade, e o caminho mais indicado para conquistar um bom cargo é investir no ensino superior.

Acompanhe a seguir e entenda o que é e como trabalhar com Psicologia Social, e descubra o que os futuros psicólogos estudam na faculdade. Confira!

O que é Psicologia Social?

A Psicologia Social é uma das áreas da Psicologia para formados que estuda a relação do indivíduo com a sociedade. A abordagem analisa os comportamentos e as intenções dos indivíduos quando estão cercados de outras pessoas.

Além disso, nessa área, o psicólogo também observa como o poder de um grupo pode influenciar as ações dos membros ou seguidores desse mesmo grupo, como é o caso dos movimentos sociais.

O profissional desse setor está sempre em busca de contribuir positivamente nas relações, sobretudo para a melhoria da saúde mental de todos. Ele pode atuar com pessoas em situação de risco e exclusão e, ainda, em empresas que contam com práticas de socialização.

Outra possibilidade é cuidar do clima organizacional das corporações, intervindo em situações que podem prejudicar a motivação, o bem-estar e a produtividade dos colaboradores no ambiente de trabalho. Assim, a carreira na área de Psicologia é bastante ampla e repleta de oportunidades.

O que faz o psicólogo social? 

Uma dúvida comum para quem deseja seguir na profissão é entender o que faz um psicólogo no dia a dia de trabalho. Basicamente, o profissional analisa os comportamentos, sentimentos e pensamentos de um determinado grupo e define quais são suas necessidades. Além disso, o psicólogo pode desenvolver planos e intervenções para melhorar a qualidade de vida das pessoas. 

Com isso, o profissional deve detectar o que os membros desejam e estabelecer, a partir disso, projetos inclusivos com objetivos e metas alcançáveis. Isso requer investigação, sobretudo de aspectos sociais, individuais, familiares e ambientais. 

Sendo assim, o psicólogo social conta com diversas funções, como:

  • estudo, avaliação e análise das necessidades dos grupos ou comunidades;
  • elaboração de índices e indicadores que influenciam a interação de um grupo;
  • análise de redes sociais;
  • pesquisa sobre habilidades, atitudes e percepções sociais dos indivíduos;
  • planejamento de programas e projetos de inclusão social;
  • criação de ferramentas de avaliação psicossocial.

O profissional, assim, pode se desenvolver em diversos campos. Embora a formação em Psicologia seja o início da trajetória da carreira, quem se especializa em Psicologia Social deve desenvolver habilidades específicas e ter um conhecimento mais profundo sobre os fatores que influenciam as pessoas. 

Como trabalhar na área de Psicologia Social? 

A Psicologia Social é uma área muito importante e que requer profissionais bem-preparados e devidamente capacitados para lidar com os desafios da carreira. O primeiro passo para se diferenciar e aproveitar as oportunidades do mercado de trabalho é realizar uma especialização no setor

Nos últimos anos, a demanda por psicólogos sociais tem aumentado consideravelmente em alguns segmentos, como o de marketing, em instituições públicas e em organizações sem fins lucrativos. Elas visam a melhoria da qualidade de vida de pequenos grupos, muitas vezes discriminados pela sociedade.

Salário

Em 2020, a renda salarial média de um psicólogo social era de R$ 2.713,33*, considerando uma jornada de trabalho de 34 horas semanais. Os setores que mais contratam profissionais da área são:

  • administração pública;
  • atividades associativas;
  • instituições de longa permanência para idosos;
  • serviços de assistência social;
  • atividades de associações de defesa de direitos sociais;
  • educação infantil.

Em uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, por exemplo, o salário pode chegar a R$ 3.199,00*. Os rendimentos também podem aumentar significativamente a depender do nível de experiência e da trajetória do profissional. 

Como é a graduação em Psicologia?

A faculdade de Psicologia é uma graduação da área das Ciências Humanas que lida com os mais variados aspectos da mente humana, desde os patológicos aos comportamentais. O objetivo é que o futuro profissional consiga lidar da melhor forma com as questões psicológicas dos indivíduos por meio de uma formação acadêmica repleta de conhecimentos teóricos e práticos

A graduação tem duração média de 5 anos, tempo suficiente para que o aluno desenvolva as habilidades e as competências da profissão. Quem deseja seguir na carreira deve gostar de lidar com diferentes pessoas, se comunicar bem, pensar além do senso comum, entre outras qualidades. 

Ao longo do curso, o estudante tem acesso a uma grade curricular interdisciplinar, com matérias que abordam:

  • filosofia para crianças;
  • história da Psicologia;
  • direitos humanos;
  • psicologia social;
  • bases biológicas do comportamento humano.

A graduação em Psicologia é o caminho mais indicado para quem deseja se especializar em Psicologia Social. Na faculdade, o futuro profissional aprenderá como atuar em assistências sociais e em órgãos de proteção a crianças, adolescentes, idosos e mulheres.

O objetivo é que os estudantes saiam do ensino superior preparados e comprometidos com a transformação da realidade social, por meio de uma formação crítica, técnica e científica. Com isso, os graduandos podem se aperfeiçoar, virando agentes facilitadores e capazes de atuar em grupos e em comunidades que buscam o desenvolvimento da autonomia e o protagonismo das pessoas.

Qualquer indivíduo formado em Psicologia pode se especializar na área. No entanto, é importante ter aptidão para os desafios da carreira e intuito em atuar em organizações públicas e privadas de assistência e bem-estar social. Afinal, são os locais em que se encontram grande parte das oportunidades profissionais.

Pronto para se tornar um psicólogo social de sucesso?

Quem deseja se especializar em Psicologia Social deve planejar a carreira a médio e longo prazo, prezando sempre por uma formação de qualidade.

Aqui na Anhanguera, oferecemos o curso de Psicologia na modalidade presencial, em que o aluno desenvolve todos os aspectos práticos e teóricos que a profissão exige, permitindo a posterior especialização em Psicologia Social. Para ingressar, você pode usar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), fazer uma transferência externa ou, ainda, ingressar por meio do vestibular tradicional ou online.

Quer fazer Psicologia? Aproveite e se inscreva no vestibular online da Anhanguera agora mesmo!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 15

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content