6 áreas da Psicologia nas quais o formado pode atuar

Você descobriu que tem perfil para ser psicólogo e está curioso para saber quais são as áreas da Psicologia? Esse profissional estuda a mente humana e o seu comportamento, identificando os possíveis problemas relacionados a essas questões. Além disso, também auxilia no tratamento de distúrbios e de doenças mentais. Mas é importante saber que esse não é o seu único papel.

Muitas pessoas, antes de entrar na graduação em Psicologia aqui da Anhanguera, perguntam-se o que faz um psicólogo além do atendimento clínico. Saiba que ele pode atuar nos hospitais, nos clubes de futebol, nas escolas e nas empresas, pois o mercado de trabalho é vasto e tem crescido muito nos últimos anos. Logo, além de fazer o curso superior, é possível optar por um ramo mais específico, direcionando as atividades segundo suas preferências.

Se você deseja saber quais são as principais especialidades da Psicologia, não perca o nosso post. Por aqui, você vai saber detalhes dos seguintes ramos:

  • Psicologia Clínica;
  • Psicologia Hospitalar;
  • Psicologia Forense;
  • Psicologia Infantil;
  • Psicologia do Esporte;
  • Psicologia Empresarial.

1. Psicologia Clínica

Esse campo é uma das principais áreas de atuação da Psicologia, como comentamos. Embora o mercado tenha se expandido muito, a clínica continua sendo um espaço bastante ocupado pelos psicólogos. O profissional ajuda no alívio, na prevenção e na compreensão do sofrimento e dos transtornos psicológicos sofridos pelos pacientes.

A Psicologia Clínica é feita de maneira presencial, mas também é permitido realizar atendimentos de orientações online. Assim, em algumas situações, o psicólogo pode utilizar a internet para entrar em contato com a pessoa e exercer o seu trabalho.

A vantagem dessa área é poder ter uma autonomia profissional maior, montando a agenda e otimizando o tempo de acordo com suas prioridades e preferências. A média salarial é de cerca de R$ 2.760,00.

2. Psicologia Hospitalar

A Psicologia Hospitalar é uma das áreas com maior empregabilidade. O profissional atua em instituições de atenção à saúde sempre em parcerias com médicos, realizando o atendimento aos pacientes, aos familiares e às pessoas que passarão por um procedimento cirúrgico. Logo, o psicólogo nesse campo pode compor equipes de saúde e trabalha em conjunto.

A atuação consiste em oferecer assistência psicológica para as pessoas que enfrentam uma determinada situação no meio hospital, ajudando na recuperação mental e física delas. Portanto, trata-se de uma área que requer bastante disposição e sensibilidade com problemas de saúde e doenças.

Dentro da Psicologia Hospitalar, existe também a terapia do luto, sendo um trabalho muito sério e sensível. Pode ser feito em clínicas ou em locais como hospitais do câncer, principalmente nos casos de tratamento de câncer infantil. Além disso, o profissional também pode coordenar grupos de apoio. O salário é de cerca de R$ 3.345,00.

3. Psicologia Forense

A Psicologia Forense ou Psicologia Criminal tem por objetivo defender e proteger os cidadãos com base nas perspectivas psicológicas. Com o uso de técnicas e de métodos científicos, a Psicologia Forense ajuda os demais profissionais do mundo do Direito, como defensores, promotores, advogados e magistrados, a fim de garantir que a justiça seja feita.

Tudo o que ocorre nos tribunais é objeto de estudo dessa área. Assim, é importante conhecer as possíveis raízes do problema e o histórico do suspeito.

O trabalho desse psicólogo é essencial no momento de descobrir qualquer transtorno mental que possa ter desencadeado os atos criminosos, auxiliando a estabelecer o limite da culpa e a conseguir uma pena justa para o réu. O salário de um psicólogo forense é de cerca de R$ 3.296,00.

4. Psicologia Infantil

A Psicologia Infantil é responsável por estudar e investigar as manifestações psíquicas das crianças, o que inclui características sociais, emocionais, físicas, linguísticas, perceptivas e cognitivas. Ela é destinada principalmente às crianças de 3 a 11 anos, e pode ser desenvolvida individual ou em grupo, dependendo do problema a ser tratado e da abordagem adotada.

Entre as causas principais que levam os pais a buscarem terapia para os filhos predominam a dificuldade de aprendizagem e os distúrbios comportamentais, principalmente comportamento antissocial e agressividade. O psicólogo ajuda a criança a se restabelecer de modo saudável, além de orientar os pais para a continuação do processo de melhora em casa.

Assim, é preciso ter cuidado no modo de falar, já que as palavras utilizadas devem criar um ambiente de confiança, no qual o profissional consegue colher a informação sobre o que está acontecendo com a criança. O salário é de cerca de R$ 2.760,00, por também ser um tipo de psicólogo clínico.

5. Psicologia do Esporte

Os atletas profissionais não precisam apenas de músculos para vencer: também é importante que a mente esteja em equilíbrio com o corpo. Logo, a Psicologia do Esporte vem crescendo dentro das agremiações e dos clubes. O foco do profissional é ajudar os atletas em processos de ansiedade, de concentração, de derrota ou de vitória e até orientar em problemas relacionados às substâncias proibidas.

Esse psicólogo desenvolve atividades em grupo ou individuais, prestando um atendimento a toda equipe. Além disso, também é um aliado em casos de organização pós-carreira, auxiliando na preparação para a tão temida aposentadoria.

Diversos atletas podem sentir-se desesperados e perdidos para esse momento, e acabam envolvendo-se com drogas ou bebidas. O psicólogo esportivo é um grande aliado nessa transição da carreira. O salário médio é de cerca de R$ 4.000,00.

6. Psicologia Organizacional

A Psicologia Empresarial também é conhecida como Psicologia Organizacional e ocorre quando o psicólogo desempenha as suas funções em um local empresarial, seja em grandes, médias ou pequenas empresas.

As responsabilidades giram em torno da promoção da saúde, análise das condições de trabalho, organização do departamento pessoal, desenvolvimento organizacional, treinamento de funcionários, seleção e recrutamento de pessoal, entre outros.

Essa área é bastante promissora, pois as companhias procuram cada vez mais por esse tipo de especialidade. O profissional pode atuar dentro de uma instituição ou exercer as atividades de modo autônomo, prestando consultoria. O salário gira em torno de R$ 3.139,00.

Como vimos, existem diversas áreas da Psicologia que podem ser boas opções de atuação para o profissional recém-formado. Por isso, caso você esteja interessado nesse curso, lembre-se de optar por uma boa faculdade para ter uma formação sólida e colher os melhores resultados na carreira em longo prazo. Além disso, dedique-se às disciplinas da Psicologia para ter sucesso profissional.

Gostou deste post e deseja estudar na Anhanguera, uma instituição de ensino de qualidade e reconhecida pelo mercado? Então, não deixe de se inscrever no vestibular!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content