Psicologia Hospitalar: quais as vantagens de atuar nessa área?

psicologia hospitalar

A oportunidade de acesso a bons empregos vem com a formação no ensino superior. No entanto, antes de decidir o curso e a área na qual investir, é importante analisar algumas particularidades da profissão, como sua importância, suas atribuições e seu significado no mercado. Por exemplo, você sabe o que é Psicologia Hospitalar?

Ela é um ramo da Psicologia. Tem como foco acolher e tratar as pessoas enfermas ou com a saúde mental debilitada. Podem ser pacientes de clínicas, de hospitais, de ambulatório, de enfermaria ou de UTI. O trabalho com os familiares e os outros profissionais envolvidos no caso também pode fazer parte do dia a dia da profissão.

Continue a leitura e entenda melhor como funciona a Psicologia Hospitalar!

O que é Psicologia Hospitalar?

Psicologia Hospitalar é um dos caminhos que o curso de Psicologia permite ao profissional. Na prática, é necessário realizar, antes, a formação de modo presencial, pois ainda não existe psicologia EAD. Depois, é recomendado realizar uma pós-graduação, que, nesse caso, pode ser no modo a distância.

Como apontamos, a área de Psicologia Hospitalar trabalha com pacientes debilitados, seja por motivo de enfermidade grave, seja por alguma doença mental. Ela se difere bastante da clínica. Nesta, o psicólogo pode atender pacientes que buscam, por exemplo, resolução para conflitos conjugais. Já em hospitais, são pessoas que deixaram suas casas para tentar se adaptar a novas rotinas e aos procedimentos médicos.

O psicólogo hospitalar pode trabalhar em hospitais comuns, ajudando o paciente a enfrentar diagnósticos (como o de câncer ou de outra doença grave), preparando-o para procedimentos importantes e angustiantes (como cirurgia) ou ajudando-o a lidar melhor com novas rotinas e práticas. Pessoas que tentaram suicídio também faz parte desse atendimento.

Também há a opção de atuação em hospitais psiquiátricos. Nessas situações, o profissional atende pacientes diagnosticados com transtornos mentais, como esquizofrenia. Seu trabalho será readaptá-los ao convívio da sociedade, ajudando-os a lidar com todos os desafios da doença.

Outra possibilidade é a atuação em clínicas de reabilitação. Nelas, o psicólogo atende pacientes dependentes químicos. Seu papel é contribuir para que sejam livres do vício e possam voltar a viver, de forma produtiva, na sociedade.

Em todas essas possibilidades, há um objetivo em comum: ressignificar a vida da pessoa. Além disso, também costuma haver apoio e orientação junto dos familiares, além do trabalho com toda a equipe de profissionais da saúde envolvida com o mesmo paciente.

Quais as vantagens de trabalhar nessa área?

A profissão é uma das mais importantes na área da saúde. Algumas das vantagens que o profissional encontrará no meio do caminho são as seguintes.

Promoção da melhoria na saúde mental de pacientes

Sabemos que qualquer transtorno psiquiátrico, como depressão ou esquizofrenia, compromete a vida da pessoa em âmbitos diversos (como no profissional e no social). Familiares que lidam diretamente com esses pacientes também precisam enfrentar desafios diários, de modo a se adaptarem às necessidades da pessoa incapacitada.

Receber o diagnóstico de uma doença grave é bastante angustiante, sendo necessário reajustar toda a rotina e ressignificar vários fatos e sentimentos. Lidar com dores advindas de enfermidades ou de tratamentos prolongados também não é nada fácil.

Assim, o psicólogo hospitalar é capaz de reajustar a vida desses enfermos e das pessoas envolvidas com eles. Suas técnicas terapêuticas contribuem para o aumento do bem-estar e da saúde mental. O trabalho, então, é recompensador, pelo fato de o profissional promover aos outros uma vida com mais satisfação.

Trabalho e aprendizagem junto de outros profissionais de saúde humanizados

A atuação em hospitais costuma ser multi ou interdisciplinar. Isso significa ser realizado em conjunto de outros profissionais advindos de diferentes áreas. Há bastante troca de conhecimentos, já que, muitas vezes, são necessários debates em grupo para se chegar à conclusão sobre o melhor tipo de intervenção. Dessa maneira, a profissão se torna um aprendizado rico e diário.

Possibilidade de boa remuneração

A média salarial de um psicólogo hospitalar é de R$ 3.345, sendo, assim, uma boa remuneração. A possibilidade de crescimento na área a partir do aprimoramento na prática e nos conhecimentos teóricos, vindos da experiência e do investimento em cursos, eleva as chances de esse salário aumentar com o tempo.

Baixa concorrência nas vagas

Grande parte dos graduados em Psicologia tem preferência pela clínica, o que torna as áreas mais especializadas menos concorridas. O fato de as vagas exigirem experiência e títulos de pós-graduação torna o processo seletivo ainda mais afunilado. Com isso, a competição por uma vaga é mais fácil.

Como se tornar um bom psicólogo hospitalar?

Se você pensa em cursar Psicologia em 2020, saiba que o mercado está propício, já que profissões relacionadas à saúde, por necessitarem da habilidade de empatia por parte do profissional, estão longe de serem substituídas por máquinas. No entanto, para ter sucesso, é necessário seguir os seguintes passos.

Forme-se em boa faculdade

Uma faculdade de qualidade contribui para que o profissional adquira os conhecimentos necessários para sua atuação. Aqui na Anhanguera, fazemos questão de investir em professores bem capacitados, atualizados e com profundo domínio na área do saber. Isso permite aos alunos a formação com muita bagagem teórica.

Garanta experiência durante a graduação

É de praxe que as melhores empresas exijam do novo profissional um nível de experiência anterior, obtido por estágios durante a faculdade. Com a Psicologia Hospitalar, isso não é diferente. Assim, invista na aquisição de práticas para que você chegue mais competitivo ao mercado de trabalho.

Na Anhanguera, temos parceria com o Canal Conecta, um portal de empregabilidade que permite aos nossos alunos encontrarem, com mais facilidade, estágios em diversas áreas e nas melhores empresas.

Tenha pós-graduação

Após a faculdade, continue investindo em seus estudos. Especializações, mestrado e doutorado garantem um diferencial ao profissional, favorecendo-o em processos seletivos e aumentando as oportunidades de encontrar os melhores salários e cargos do mercado.

Participe de palestras, de simpósios e de congressos

Participar como ouvinte de eventos na área dará a você ainda mais conhecimento sobre um tema específico. Congressos, simpósios e palestras costumam abordar temas bastante atuais e relevantes, que farão diferença no currículo e no trabalho.

A participação neles de forma mais ativa, como palestrante ou escritor de artigos, aumenta a visibilidade do seu nome, dando mais autoridade ao seu status profissional e garantindo mais sucesso.

Enfim, como você percebeu, a Psicologia Hospitalar é uma das profissões mais importantes da área da Saúde. Suas vantagens de atuação são grandes, o que torna a carreira promissora. Contudo, para alcançar bons resultados, é necessário investir na própria formação educacional, de modo a obter vantagens competitivas e significativas.

Gostou do artigo? Entenda, agora, então, como funciona o processo seletivo das maiores empresas do Brasil!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.