Como os millennials têm transformado o mercado de trabalho?

comoosmillennialstemtransformadoomercadodetrabalho

Os millennials, também conhecidos como geração Y, são pessoas com novos hábitos de consumo e mais seletivas na carreira e nos estudos. E, segundo a pesquisa Millennials: Unravelling the Habits of Generation Y in Brazil, divulgada pela Época, já representam 70% da forma de trabalho do Brasil.

Já em outro estudo feito pela MindMiners, com 1.000 participantes da geração millennials, os dados apontam que esse também é um público que se preocupa com a qualificação. Na pesquisa, 75% se consideram trabalhadores, e 59% já chegaram ao ensino superior.

Mas o que é millennials? Será que você faz parte dessa geração? E o que tudo isso tem a ver com o mercado de trabalho? Continue lendo para descobrir!

O que são os millennials?

Millennials é a geração que representa os nascidos por volta de 1980 e 2000. O termo vem do conceito de “milenar”, isto é, alguém que pertence a um respectivo milênio. O que torna esse público tão diferente é a influência que o uso da internet e de novas tecnologias exerce sobre comportamentos e hábitos de consumo.

Apesar de pertencerem à mesma geração, os millennials são divididos em duas vertentes, que são:

  • old millennials: pessoas que passaram a infância sem internet e participaram do surgimento dela;
  • young millennials: nascidos a partir de 1995, que já foram inseridos na tecnologia desde crianças.

Quais são as características da geração millennials?

Para você entender melhor quem são os millennials, listamos as principais características desse público. Veja!

Querem crescimento acelerado

Diferentemente dos pais — que, no geral, pertencem à geração baby boomers (nascidos entre 1945 a 1960) —, esses profissionais são mais ambiciosos e estão constantemente em busca de crescimento profissional. Por isso, valorizam a carreira em Y e querem oportunidades com propostas de ascensão futura, pensando sempre em melhoria salarial e status na carreira.

Justamente por isso, também são mais exigentes em suas escolhas profissionais, já que entendem o risco de errar na seleção do curso ou da empresa, por exemplo. Sendo assim, pesquisam bastante antes de optar por uma faculdade ou de aceitar uma proposta de emprego — afinal, além da qualidade, querem algo que tenha conexão com o que acreditam.

Buscam equilíbrio da vida pessoal e profissional

Até a geração X, que contempla os nascidos entre 1961 e 1979, era comum as pessoas trabalharem em uma única empresa por toda a vida, ou realizarem uma faculdade para agradar aos pais, por exemplo. Mas com os millennials isso é diferente. Apesar de o sucesso no trabalho ser importante, eles também apreciam momentos de bem-estar e lazer.

Nesse sentido, buscam em todo momento equilibrar a vida pessoal com a profissional. Por isso, querem flexibilidade, ambiente despojado e autonomia para tomar as decisões sobre como trabalhar e estudar. Isso faz com que fujam de vagas e cursos engessados.

Estão sempre longe de rotinas

Os millennials também são mais corajosos quando o assunto se trata de mudanças, já que estão sempre em busca da realização pessoal e profissional. Além disso, são atraídos por ofertas de emprego flexíveis, podendo até aceitar salários menores apenas para fugir de excesso de controle e lideranças rígidas.

Como estão sempre antenados com as mudanças tecnológicas, também gostam de aproveitar esses recursos para estudar e trabalhar. Por isso, vivem se aventurando em tendências e experimentando coisas novas. Também acompanham influenciadores, usam diferentes dispositivos eletrônicos e ficam entediados com facilidade, seja no trabalho, seja nas aulas da faculdade.

Qual a relação dos millennials com as transformações no mercado de trabalho?

Imersos na era da informação e tecnologia, também são consumidores mais exigentes, que não se deixam levar por publicidade falsa e se preocupam com a experiência de compra. Assim, valorizam a qualidade dos produtos e dos serviços mais do que preço baixo, por exemplo. Além disso, não querem perder tempo e mudam facilmente para a concorrência, nem que seja para um teste.

Então, para atender a esse novo público, as empresas precisam de profissionais criativos e inovadores, que tenham foco no cliente e estejam antenados com as mudanças no mercado e surgimento de novas tecnologias. Por isso, estão em busca de perfis capazes de contribuir com as mudanças necessárias e manter a competitividade da empresa.

Como as faculdades estão se preparando para atender a geração millennials?

Não tem nada que os millennials mais valorizem do que a educação e uma carreira com propósito. Eles querem trabalhar em busca de um “bem maior para a sociedade”, seja uma novidade tecnológica, seja uma solução inovadora.

E para tornar o ensino interessante e atrativo para essa geração, as instituições educacionais também tiveram que se reinventar para atrair essa população em busca constante de capacitação profissional. Entenda quais foram as maiores mudanças!

Metodologias ativas

As metodologias ativas têm o objetivo de proporcionar um ciclo de aprendizagem mais rápido e intenso para o aluno. Na prática, ele passa a vivenciar uma experiência de ensino e consegue processar o conhecimento com mais facilidade. É como se ele saísse da posição de expectador em uma sala de aula para se tornar o protagonista da carreira que está construindo na faculdade.

Por meio delas, o millennials se sentem envolvidos e ganham autonomia para estudar, o que aumenta a motivação e diminui as chances de evasão. Alguns exemplos são:

  • sala de aula invertida;
  • estudos de caso;
  • aprendizagem baseada em problemas;
  • gamificação em ambientes de estudo.

Ensino a distância

Outra mudança na educação foi a chegada do EAD. Como as pessoas querem estudar, mas não abrem mão do tempo livre e da carreira, precisam conciliar estudo, família e trabalho. E isso é possível por meio do ensino a distância. Na Anhanguera, por exemplo, o aluno tem a oportunidade de estudar em casa e com um sistema de ensino altamente inovador!

Inclusive, em 2018, o número de alunos matriculados em cursos de ensino superior a distância foi 3 vezes maior do que em cursos presenciais. Esse dado é do MEC, que foi divulgado pelo Portal Educação, e aponta como a flexibilidade proporcionada por cursos EAD tem sido atrativa para os millennials.

Como você pôde perceber, a geração millennials está em posição privilegiada no mercado pois, além de ser alvo de grandes empresas, também detém o poder de consumo. Isso significa que você pode se beneficiar disso para fazer a escolha certa. Então, invista em você e torne-se um profissional qualificado e disputado pelas melhores empresas.

E se você sonha em trabalhar num ambiente criativo e inovador, saiba também como conquistar vagas em startups!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content