Educação Especial e Inclusão: qual é a importância da área?

Educação Especial e Inclusão

A sala de aula deve ser uma extensão da nossa sociedade. É assim que preparamos os alunos para uma atuação cidadã e democrática, capaz de fazer das diferenças uma potência para alcançarmos soluções melhores para todos.

Por isso, a Educação Especial e inclusão têm ganhado tanto importância nos últimos anos. Com uma média salarial de R$ 3.178,03*, a área é uma oportunidade de fazer a diferença no mercado. Quer uma boa notícia? O curso está disponível na modalidade EAD.

Como define o artigo 58 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a Educação Especial é a modalidade dedicada aos estudantes que possuem algum tipo de deficiência, Transtornos Globais de Desenvolvimento (TGD), altas habilidades ou superdotação.

Ou seja, ela busca garantir o melhor aprendizado possível para cada aluno, considerando as suas particularidades. E a inclusão desperta o senso de pertencimento em todos que participam da experiência de aprendizagem, respeitando as diferenças e incentivando a diversidade.

Por isso, dizemos que a Licenciatura em Educação Especial e Inclusão andam lado a lado, pois promovem a integração entre diferentes saberes e repertórios, contribuindo com uma sociedade com mais equidade e oportunidades.

Se você quer conhecer um pouco mais sobre esse curso, como ele pode colaborar com a construção de um ensino mais plural e de uma sociedade democrática e quais são as oportunidades de mercado para os profissionais do setor, acompanhe o nosso artigo!

Qual é a importância da Educação Especial e Inclusão?

A Educação Especial e Inclusiva busca promover o encontro entre todos os estudantes, quaisquer sejam suas origens, repertórios e especificidades. Assim, a educação aproxima os alunos, de forma que aprendam a lidar com o diferente com mais empatia e espírito de colaboração.

Para alcançar esse objetivo, a Educação Inclusiva requer a união entre instituições de ensino, políticas públicas, professores, especialistas em pedagogia e psicologia e famílias, de modo que:

  • educadores sejam capacitados para serem mais inclusivos;
  • haja reestruturação na infraestrutura dos ambientes educacionais, preparando-os para diferentes necessidades;
  • seja construída uma rede de apoio para o devido acompanhamento pedagógico dos alunos.

Quando esses agentes se dedicam a esse propósito e adequam o ambiente e o currículo pedagógico às características e às particularidades de cada aluno, promovem espaços mais diversos, do jeito que a gente gosta!

Vale lembrar que a Educação Inclusiva não é exclusiva apenas de estudantes com deficiência; seus benefícios se estendam a sujeitos que, historicamente, ficam à margem da sociedade, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos.

Quais são as vantagens de atuar no segmento de Educação Especial e Inclusiva?

Se você acredita na Educação como um motor de transformações para a nossa sociedade, as vantagens do segmento de educação inclusiva são muitas. Os profissionais que trabalham por uma escola inclusiva são essenciais para amparar os alunos na superação de barreiras, promovendo o desenvolvimento em todas as etapas do aprendizado.

Por meio da construção e da adaptação de matrizes escolares, da promoção de espaços plurais — nos quais os alunos com e sem deficiência constroem conhecimentos em conjunto — e do uso de ferramentas adequadas às características dos alunos, os especialistas em Educação Especial ajudam a desenvolver competências. Assim, os alunos se sentem protagonistas no próprio processo de aprendizagem e desenvolvem seu potencial.

No mercado de trabalho, isso se traduz em oportunidades para trabalhar com mais propósito por um conceito de educação alinhado às demandas do presente e do futuro. Com uma atenção crescente em torno da importância da inclusão nos espaços de aprendizagem, cresce a demanda por profissionais capacitados a entender, com empatia e entusiasmo, as particularidades de cada aluno.

Por fim, atuar na Educação Especial e Inclusão é contribuir com a construção de uma sociedade democrática e plural, na qual todos os sujeitos possam exercer seus direitos e deveres e contribuir com o bem-estar de todos. Que “responsa”, hein?

Como é a graduação em Educação Especial e Inclusiva?

A inclusão é um valor intrínseco à formação em Educação Especial. Seguindo essa linha, na Anhanguera, o curso de Licenciatura em Educação Especial possui oito semestres (4 anos).

Com uma infraestrutura de ponta e docentes capacitados, ela busca preparar você para aplicar pedagogias e metodologias de ensino que garantam a escolarização do público-alvo. Além disso, contribuem com a formação cidadã e a inserção na sociedade de alunos com deficiências, com altas habilidades, superdotação ou transtornos globais do desenvolvimento.

Ao longo dos semestres, você vai adquirir conhecimentos e aprimorar habilidades para implementar práticas e ações inclusivas na escola, potencializando o aprendizado dos indivíduos. Vale ressaltar que, embora a abordagem profissional do nosso ensino superior seja direcionada a um público-alvo específico, ela também busca contribuir com a conscientização e o aprendizado de toda a comunidade escolar.

Como já contamos por aqui, o curso está disponível também na modalidade EAD. Assim, você pode adquirir capacitação de qualidade no conforto de sua casa, reduzindo custos e conciliando os estudos com o seu dia a dia. Aqui na Anhanguera, são muitas as possibilidades para quem quer aprender e se destacar no mercado!

Quais são as matérias da grade da graduação em Educação Especial e Inclusiva?

Para construir a grade curricular da Licenciatura em Educação Especial, a Faculdade Anhanguera teve a consultoria e o apoio de uma série de institutos especializados e de instituições de referência em educação inclusiva. Nossas matérias passam por temas como:

  • História da Educação Especial;
  • Fundamentos da Educação Especial e Inclusiva;
  • Introdução a Libras e Braille;
  • Desenvolvimento, Cognição e Afetividade;
  • Políticas Públicas e seus efeitos na Educação;
  • Comunicação Alternativa.

Para conhecer mais sobre a ementa do curso, acesse a nossa grade curricular aqui.

Como é o mercado de trabalho para a área de Educação Especial e Inclusiva?

O profissional que se especializa em Educação Especial e Inclusiva pode atuar em escolas públicas e privadas, em diferentes modalidades e níveis de ensino.

Ele também pode contribuir com centros de pesquisa, desenvolvendo novos conceitos e metodologias para a área. Vale lembrar que também há oportunidades para atuar no mercado de tecnologia, especialmente no desenvolvimento de aplicativos, recursos e dispositivos para tornar o ensino mais acessível. Confira mais detalhes a seguir.

Escolas

Os profissionais de educação inclusiva podem atuar na gestão escolar, na docência principal e no acompanhamento de alunos.

Acompanhamento individual

Caso os pais e os responsáveis desejem um acompanhamento individualizado, os profissionais em Educação Especial e Inclusiva também estão preparados para colaborar. Assim, percebem as necessidades do aluno e personalizam abordagens, colaborando para que ele se sinta mais autônomo e protagonista do próprio processo de aprendizagem.

Consultorias para escolas

Os profissionais de Educação Especial e Inclusiva também podem ajudar a estruturar projetos educacionais inclusivos, abordando estratégias pedagógicas e políticas públicas que considerem a realidade escolar e as necessidades da família e/ou dos parceiros. Um exemplo são empresas da área de tecnologia ou que, em projetos de educação corporativa, desejem construir experiências de aprendizado mais plurais.

Pesquisas

Os licenciados em Educação Especial e Inclusão podem se dedicar ao desenvolvimento de estudos que contribuam com a área, o que pode ocorrer tanto no âmbito acadêmico quanto no corporativo e no das políticas públicas.

Mude já a sua história!

Como você pode perceber, dedicar-se à Educação Especial e Inclusão é uma oportunidade e tanto para trabalhar com mais propósito, colaborando com a formação de uma sociedade mais plural e com mais equidade. Para ingressar no setor, é essencial contar com uma faculdade que tenha boa reputação e credibilidade no mercado, esteja alinhada às tendências em educação e que considere a diversidade em todos os aspectos.

Se você se interessou pelo nosso curso, não perca mais tempo e faça já sua inscrição no vestibular online!

* Sujeito a alteração.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 19

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.