O que se faz em Biomedicina Estética? Conheça 5 funções!

Matérias de Biomedicina

Se você gosta de ciências e pessoas, com certeza, já pensou em cursar Biomedicina, certo? 

Afinal, é uma área em crescimento e com muitas possibilidades profissionais. Uma delas, inclusive, está relacionada com beleza e bem-estar. Por isso, se você também adora esses temas, e quer unir tudo numa profissão só, vale a pena aprender o que se faz em Biomedicina Estética

A seguir, veja 5 funções que você pode exercer nessa profissão e descubra a melhor para construir uma carreira de sucesso. Boa leitura!

1. Tratamentos

Dentre as diversas áreas da Biomedicina em que você pode trabalhar, a estética é uma carreira nova. Reconhecida pelo Conselho Federal de Biomedicina em 2011, o foco dessa especialidade é desenvolver e aplicar tratamentos estéticos no rosto e corpo; além de cuidar do envelhecimento do paciente e garantir sua saúde e bem-estar.

Por isso, quem faz pós e se habilita nos segmentos dessa área, pode cuidar de toda a parte que envolve escolher e aplicar tratamentos nas pessoas. Ou seja, com base no histórico de saúde do paciente, além de seu objetivo estético, por exemplo, eliminar celulite, você vai definir e aplicar as melhores técnicas para entregar os resultados esperados. É por isso que a lista de especializações é grande:

  • eletroterapia;
  • fototerapia;
  • remoção de tatuagem;
  • aplicação de maquiagem definitiva;
  • microagulhamento;
  • peelings;
  • carboxiterapia;
  • criolipólise.

Além disso, você também se tornar responsável por acompanhar os efeitos do tratamento e a saúde das pessoas. Por exemplo, caso seja necessário, você pode interromper tratamentos e propor novas soluções. Legal, né? E isso é só a parte mais voltada para beleza de o que se faz em Biomedicina Estética!

estágio em Estética e Cosmética

2. Responsabilidade técnica: compromisso e ética 

Você curte uma mesa lotada de papéis, adora preencher um formulário e sempre fazia aquela capa bonita no Word, só pra tirar um 10 na redação da escola?

Então, assumir a responsabilidade técnica em uma empresa, indústria ou clínica é a sua praia em Biomedicina Estética. Para isso, é necessário, como qualquer pessoa do segmento, ter especialização em, pelo menos, uma dessas áreas:

  • eletroterapia; 
  • ultrassom estético;
  • cosmetologia;
  • carboxiterapia;
  • radiofreqüência estética;
  • laserterapia;
  • luz Intensa Pulsada e LED;
  • peelings químicos e mecânicos; 
  • intradermoterapia;
  • iontoforese.

Outra obrigação é se inscrever no Conselho Regional de Biomedicina. Assim, você vai ter autorização para atuar em atividades mais complexas. Por exemplo, as que garantem que procedimentos estéticos sejam realizados dentro da lei e cumprindo as normas específicas; a fim de garantir sua segurança, ou de um produto ou serviço que está sendo desenvolvido.

3. Indústrias: mil possibilidades de atuação

Agora que você conhece melhor o que se faz em Biomedicina Estética, já está pensando em pôr a mão na massa? Então outra função que você pode seguir é trabalhar na indústria.

Afinal, ela é um pouco parecida com a pesquisa científica, e você pode atuar nesse tipo de empresa, se envolvendo em aspectos da criação e produção de equipamentos, cosméticos e substâncias usadas no mundo da estética e beleza. 

Por exemplo, quem adora dermocosméticos pode fazer parte do time de desenvolvimento. Afinal, bases de maquiagem com proteção solar, cremes rejuvenescedores e até pomadas cicatrizantes fazem parte da estética. Isso porque, sendo usados em procedimentos e no dia a dia,esses produtos atendem os princípios dessa área; que é oferecer soluções para que a pessoa resolva disfunções estéticas, cuide e proteja da saúde e tenha um envelhecimento melhor. 

Aliás, esse é um bom segmento, já que o Brasil é o 4º maior mercado de beleza do mundo. Assim, cada vez mais as pessoas no país querem ter uma pele bonita, corrigir imperfeições corporais e reduzir os efeitos da idade. Dessa forma, emprego e espaço para você aplicar suas ideias nunca vai faltar!

4. Pesquisa científica: para quem gosta de estar sempre à frente

Na lista de tudo o que se faz em Biomedicina Estética, você também precisa considerar a pesquisa científica. Afinal, de onde vêm os equipamentos e acessórios usados nos tratamentos, senão da ideia de alguém que pensou nessa solução, certo? Por isso, quem tem curiosidade e, mais do que aplicar a estética, quer criar novidades para ela, fazer pesquisas é o caminho ideal.

Com elas, você vai estudar novos métodos, acompanhar tendências e fazer testes, para garantir cada vez mais a qualidade e segurança dos procedimentos estéticos. Além disso, é um bom campo para fazer networking e criar parcerias, inclusive, internacionais. Ou ainda, até trabalhar numa multinacional e ter oportunidades de formação e atuação em outros países. Além de tudo isso, você pode até se divertir vivendo no laboratório e fazendo experimentos!

5. Docência: para quem procura mais desafios

Se existe uma certeza, quando for cursar Biomedicina, é que você vai precisar de bons professores. Aliás, eles vão ser os grandes responsáveis, junto com a faculdade que você escolher, por guiar o seu caminho e transmitir conhecimentos valiosos para a formação profissional.

Assim, ao considerar onde trabalhar em Biomedicina, uma das opções é a carreira docente. Nesse caso, você pode atuar tanto em faculdades e universidades, como também em instituições profissionalizantes e até de forma autônoma! Afinal, nada impede que você, tendo a habilitação em dia, crie o seu próprio curso ou treinamento e ensine outros profissionais, seja de forma física ou online.

Outra vantagem, além dessa variedade de atuações, é que você pode ter uma maior renda e até se envolver com outras áreas, como a pesquisa dentro de uma faculdade. Além disso, a satisfação de formar novos profissionais e ajudá-los em seu sucesso é uma das melhores recompensas para quem decide dar aulas.

6. A Anhanguera te ajuda no caminho para atuar em Biomedicina Estética!

YouTube video

Agora que você sabe o que se faz em Biomedicina Estética, é hora de escolher a faculdade e se especializar. Afinal, com tantas variedades de atuação e salários que podem alcançar os R$ 6 mil, essa profissão vale a pena! 

Por isso, quem quer unir ciência com estética pode contar com a Anhanguera, que vai te oferecer apoio personalizado, sistema de ensino dinâmico e o Canal Conecta, com várias oportunidades de trabalho, para você acabar o curso e dar o primeiro passo rumo ao sucesso na Biomedicina Estética!

Inscreva-se no vestibular da Anhanguera e comece agora o seu futuro na Biomed!

Referências:

Biomedicina Estética – SBBME | Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética 

https://noticias.r7.com/cidades/folha-vitoria/mercado-de-beleza-e-estetica-gera-oportunidades-para-empreendedoras-25072022

Biomedicina Estética: O que é e como ser profissional na área (guiadacarreira.com.br)

Resolução nº 200, de 1º de Julho de 2011 – Conselho Federal de Biomedicina (cfbm.gov.br)

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 10

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.