Matérias de Nutrição: veja a grade curricular do curso

o que se estuda em nutrição

Uma das etapas para a escolha de uma graduação é a pesquisa sobre as matérias do curso pretendido. Afinal, o que se estuda em Nutrição? Nessa graduação, você encontrará multidisciplinaridade, que é muito comum nessa área, com foco nas preocupações relacionadas à saúde e à alimentação.

A demanda para o nutricionista é ampla e vem crescendo. As pessoas querem cuidar mais de si, não apenas para manter o corpo idealizado, mas também pensando no bem-estar. Nesse sentido, as principais matérias vistas no curso de Nutrição preparam o estudante para lidar com o dia a dia de diferentes perfis de pacientes.

Mesmo que a nomenclatura mude de uma instituição para outra, a base curricular tem o mesmo objetivo: formar profissionais capacitados para atender às necessidades da sociedade quanto à promoção, ao acompanhamento, à prevenção e ao tratamento por meio da alimentação.

Continue conosco para conhecer as matérias de Nutrição e ainda confira informações importantes sobre o curso com uma especialista no assunto: a nutricionista Renata Nogueira.

O que se aprende em Nutrição?

O conteúdo da graduação em Nutrição é muito diversificado e envolve disciplinas relacionadas à História da Nutrição, Nutrição Clínica, Nutrição Aplicada, Micronutrientes, Educação Alimentar, composição dos alimentos e a atuação do nutricionista junto a públicos específicos, como enfermos, atletas, idosos e crianças, e muito mais.

Segundo Renata,

“a grade curricular do curso de Nutrição apresenta uma abordagem abrangente, integrando tanto os fundamentos teóricos quanto as práticas clínicas e de pesquisa”.

Isso porque visa formar o profissional para atuar em diferentes situações e realidades, atendendo com segurança e eficiência a necessidade nutricional e de saúde de cada pessoa.

Sobre a parte teórica, muito importante em Nutrição, Renata compartilha:

O embasamento científico adquirido nas disciplinas teóricas é fundamental, pois a nutrição é intrinsecamente ligada à ciência. Assim, a compreensão das relações entre dieta, metabolismo e saúde é essencial para os nutricionistas poderem tomar decisões informadas e baseadas em evidências em sua prática diária.

Homem fazendo testes com alimentos em laboratório
Compreender como os alimentos são compostos é essencial para a Nutrição

Como é a grade curricular de Nutrição por semestre?

Ao longo dos semestres, o curso de Nutrição apresenta disciplinas teóricas e práticas, além dos momentos de estágio e a realização de projetos, como você pode ver a seguir.

1º semestre

  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Tegumentar, Locomotor e Reprodutor;
  • Optativa I;
  • Introdução à Biologia Celular e do Desenvolvimento;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Digestório, Endócrino e Renal.

2º semestre

  • Higiene e Microbiologia dos Alimentos;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Imune e Hematológico;
  • Optativa II;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas Nervoso e Cardiorrespiratório.

3º semestre

  • Educação Alimentar e Nutricional;
  • Segurança Alimentar e Nutricional;
  • Composição dos Alimentos;
  • Bioquímica Aplicada à Saúde;
  • Projeto de Extensão I.

4º semestre

  • Avaliação Nutricional;
  • Bromatologia;
  • Técnica Dietética;
  • Sociedade Brasileira e Cidadania;
  • Fisiopatologia e Farmacologia Aplicada à Nutrição.

5º semestre

  • Nutrição e Dietoterapia Obstétrica e Pediátrica;
  • Avaliação Nutricional Aplicada;
  • Pensamento Científico;
  • Políticas e Programas Aplicados à Saúde e Nutrição;
  • Nutrição e Dietoterapia do Adulto e do Idoso;
  • Projeto de Extensão II;
  • Planejamento e Organização de Unidade de Alimentação e Nutrição;
  • Epidemiologia, Políticas e Programas Aplicados à Saúde e Nutrição.

6º semestre

  • Nutrição, Ciência e Profissão;
  • Gestão de Unidades de Alimentação e Nutrição;
  • Tecnologia de Alimentos;
  • Gestão, Qualidade e Segurança do Paciente;
  • Assistência Nutricional na Obesidade, Doenças Cardiovasculares e Endócrinas;
  • Assistência Nutricional nas Patologias do Sistema Digestório e Órgãos Anexos;
  • Terapia Nutricional Enteral e Parenteral.

7º semestre

  • Trabalho de Conclusão de Curso (TCC);
  • Estágio Supervisionado;
  • Psicologia Aplicada à Saúde;
  • Saúde Pública;
  • Assistência Nutricional nas Doenças Neurológicas e Imunes;
  • Assistência Nutricional para Gravemente Enfermos;
  • Nutrição em Atividade Física.

8º semestre

  • Estágio Supervisionado ;
  • Optativa III;
  • Projeto de Extensão III.

O período do estágio em Nutrição é um momento-chave da trajetória do aluno. Confira o que Renata fala sobre como é essa experiência:

O estágio supervisionado em clínicas permite que os estudantes desenvolvam habilidades clínicas necessárias na prática profissional. Essa experiência inclui interações com pacientes, a realização de avaliações nutricionais e a formulação de planos de intervenção, preparando-os para enfrentar desafios no ambiente clínico real.

Nutricionista medindo cintura de mulher com fita métrica
“Nutrição e Dietoterapia do Adulto e do Idoso” é uma das matérias do curso

Quais são as 10 matérias mais importantes em Nutrição?

No conteúdo da graduação em Nutrição, as matérias mais importantes são aquelas que garantem o conhecimento específico na área. Todas são fundamentais para a formação do profissional, mas fizemos uma lista com aquelas que se destacam.

Vale lembrar que as disciplinas listadas abaixo nem sempre vão ter este nome na grade curricular do curso, podendo estar embutidas dentro de outras disciplinas.

É o caso, por exemplo, de Ciências Morfofuncionais, matéria ligada ao campo de estudo que integra diferentes disciplinas focadas no entendimento da forma (morfologia) e função dos sistemas biológicos. Inclui áreas como Anatomia, que estuda a estrutura e organização dos organismos vivos, Histologia, que explora a microestrutura dos tecidos biológicos, e Fisiologia, que investiga as funções dos sistemas orgânicos e células.

Tendo clara essa questão, vamos à nossa lista.

1. Anatomia

As matérias de Anatomia são a base para diferentes áreas da saúde, já que identificar as partes que compõem a biologia humana é essencial para indicar problemas e propor as devidas soluções.

O que se aprende em Anatomia

O foco é estudar o funcionamento do corpo humano, além de seus sistemas e funções. O estudante vai aprender de que maneira o organismo humano é dividido, como cada sistema funciona, as funções dos órgãos, como eles se relacionam e as necessidades de cada um para entender como a nutrição pode contribuir para a saúde como um todo.

Como a Anatomia é ensinada no curso de Nutrição

Geralmente, as aulas acontecem em laboratório, independentemente da modalidade de ensino. A faculdade pode disponibilizar maquetes, exemplares orgânicos, vídeos, materiais impressos, entre outros suportes para visualizar a anatomia humana.

Dicas para aprender Anatomia

Os livros são sempre um bom caminho para aprender sobre anatomia, mas também é interessante acessar o site Aula de Anatomia, que tem um conteúdo muito rico. Existe também o aplicativo Atlas 3D, que apresenta conteúdo bem detalhista.

Para que serve a Anatomia no mercado de trabalho

O nutricionista precisa conhecer o organismo humano para entender como ele funciona e do que precisa para trabalhar bem. Assim pode aplicar seus conhecimentos em Nutrição Humana conforme a necessidade identificada nos pacientes, para favorecer o equilíbrio orgânico por meio da ingestão dos alimentos corretos.

Aula de anatomia de faculdade
A Anatomia estuda todas as estruturas do corpo, bem como seus sistemas e funções

2. Avaliação Nutricional

É a partir dos conhecimentos compartilhados nessa disciplina que o profissional poderá verificar a necessidade de dietas nutricionais e as opções mais adequadas para cada caso.

O que se aprende em Avaliação Nutricional

Nas aulas de Avaliação Nutricional, você vai aprender a fazer os cálculos baseados em protocolos de aferição corporal. Além das medidas mais comuns, como peso e altura, são avaliados o consumo alimentar do paciente em certo período, a conduta nutricional adequada e outras medições, como a Avaliação Subjetiva Global (de nutrido a desnutrido severo).

Como a Avaliação Nutricional é ensinada no curso de Nutrição

Essa é uma disciplina que envolve o aprendizado teórico das técnicas, assim como sua aplicação prática na hora de avaliar o paciente.

A tecnologia é uma aliada do nutricionista nesse aspecto; por isso, o estudante também tem, ainda nas aulas práticas, os primeiros contatos com equipamentos que auxiliam na aferição, como balanças, estadiômetros (para medir a altura), bioimpedância etc.

Dicas para aprender Avaliação Nutricional

Os materiais teóricos são muito importantes para trazer a base técnica para você aprender Avaliação Nutricional. Também é interessante consumir conteúdos de nutricionistas, conferindo estudos de caso e a atuação desses profissionais no dia a dia, para aprimorar a sua própria prática.

Para que serve a Avaliação Nutricional no mercado de trabalho

Renata ressalta que essa disciplina foi essencial para sua atuação.

“Aprendi a realizar avaliações detalhadas, considerando não apenas a ingestão alimentar, mas também fatores genéticos, culturais e socioeconômicos. Essa habilidade aprimorada foi importante ao trabalhar com pacientes de diferentes perfis, permitindo-me personalizar planos nutricionais mais eficazes e adequados às necessidades individuais”.

3. Biologia Celular

A Biologia Celular, também conhecida como Citologia, é um ramo da Biologia que estuda a estrutura e a função de cada célula do corpo.

O que se aprende em Biologia Celular

O estudante vai rever alguns aspectos biológicos estudados ainda no ensino médio, com maior aprofundamento, é claro! O objetivo é estudar os diferentes processos biológicos que ocorrem nas células.

Como a Biologia Celular é ensinada no curso de Nutrição

As aulas teóricas de Biologia Celular são ministradas com o intuito de rever os conceitos dessa disciplina. Também poderá haver momentos práticos para o estudante entender como trabalhar com o microscópio e preparar o material biológico que será analisado.

Dicas para aprender Biologia Celular

A criação de desenhos e esquemas ajuda bastante a fixar o conteúdo teórico das aulas. Também é interessante resolver exercícios de provas anteriores, simulados e até mesmo questões do Enem para reforçar os conceitos. A visita a laboratórios de pesquisa em instituições ajuda a aprofundar um pouco mais a prática.

Para que serve a Biologia Celular no mercado de trabalho

Na verdade, a Biologia Celular é uma matéria de base para a formação e atuação do nutricionista. Contudo, é uma disciplina importante para quem deseja dar ênfase na atuação em imunologia ou farmacologia, por exemplo.

Algumas patologias crônicas estão diretamente relacionadas à falta ou ao excesso de nutrientes, e isso pode ser identificado a partir do estudo celular.

Ao conhecer os componentes celulares que formam o corpo do paciente, estudando todas as suas camadas, o nutricionista entende as possíveis causas para a falta de nutrientes, por exemplo, indicando a melhor dieta para a retomada da saúde.

Células em processo de mitose
Compreender Biologia Celular é essencial para quem vai se especializar em Imunologia

4. Bioquímica

Envolve a química no meio biológico.

O que se aprende em Bioquímica

O ensino de Bioquímica no curso de Nutrição também tem como objeto principal as células. Nesse caso, o foco está nos processos químicos realizados por elas. Entre os componentes vistos nas aulas, estão os conceitos de metabolismo, as vitaminas e os minerais.

Como a Bioquímica é ensinada no curso de Nutrição

O aprendizado de Bioquímica em Nutrição é similar à Biologia Celular. Os momentos teóricos vão aprofundar conceitos e conhecimentos importantes sobre como as células funcionam. Também poderão ocorrer momentos de laboratório da faculdade para fazer experimentos e visualizar algumas reações acontecendo.

Dicas para aprender Bioquímica

Existe uma correlação entre todos os assuntos abordados em Nutrição e bioquímica. Por isso, é válido a construção de mapas mentais e redigir resumos para ficar mais fácil rever esses conteúdos e, gradativamente, entender a ligação entre cada um dos temas.

Para que serve a Bioquímica no mercado de trabalho

Os conhecimentos em Bioquímica permitem ao nutricionista analisar e avaliar o paciente de uma forma mais completa, entendendo como o organismo dele funciona para adequar a alimentação.

Logo é uma das disciplinas de base para a atuação desse especialista em qualquer ramo, inclusive caso ele queira se especializar em uma área específica, como Nutrição Esportiva.

Sobre essa área, Renata compartilha algumas disciplinas específicas que fazem toda a diferença:

“No campo da Nutrição Esportiva, matérias teóricas como Fisiologia do Exercício e Nutrição no Esporte são cruciais para entender como otimizar o desempenho atlético por meio da alimentação. Essa área está em constante evolução, à medida que novas pesquisas e descobertas são feitas, destacando a importância contínua da atualização teórica para profissionais da nutrição”.

5. Composição de Alimentos

É a disciplina que estuda de que os alimentos são formados e como cada um pode colaborar positivamente para a manutenção da saúde humana.

O que se aprende em Composição de Alimentos

Nessa disciplina, o estudante vai aprender a classificação dos alimentos, quais são os seus valores nutricionais e energéticos, a composição química, quais são as fontes de nutrientes e todos os efeitos de cada uma delas no organismo das pessoas, bem como a interação entre os alimentos.

Como a Composição de Alimentos é ensinada no curso de Nutrição

Essa é uma disciplina teórica, sendo assim, o estudante terá muitas leituras para fazer. O professor poderá trabalhar com livros, apostilas e outros materiais de suporte, geralmente escritos.

Dicas para aprender Composição de Alimentos

É interessante aprender a composição dos alimentos adquirindo o hábito da leitura dos rótulos. A embalagem traz muitas informações sobre os alimentos, e isso já começa a preparar o estudante para a indicação daquilo que é melhor para a Educação Alimentar dos seus pacientes.

Para que serve a Composição de Alimentos no mercado de trabalho

Em qualquer área, o nutricionista precisará dos conhecimentos sobre Composição de Alimentos. Afinal, ele precisa entender quais são os macro e micronutrientes presentes em cada alimento para definir aquilo que atende melhor à necessidade da pessoa e traçar um plano alimentar adequado.

Mulher médica segurando frutas, legumes e verduras em prato
Em “Composição de Alimentos” aprende-se seus valores nutricionais e sua composição química

6. Educação Nutricional

A Educação Nutricional é uma das práticas mais comuns na rotina do nutricionista, pois essa é uma área que o prepara para lidar com algumas dificuldades dos pacientes na adaptação aos hábitos alimentares indicados para cada situação.

O que se aprende em Educação Nutricional

Nesses estudos de Nutrição, o estudante vai encontrar aporte teórico para atuar no compartilhamento de informações quanto aos benefícios e aos malefícios de determinados alimentos, por exemplo.

Além disso, os indivíduos precisam ser motivados a manter os hábitos saudáveis. Para isso, nesta disciplina, o nutricionista aprende e aprimora suas habilidades e competências pessoais, principalmente aquelas relacionadas ao comportamento, à tomada de decisão e à gestão de conflitos.

Como a Educação Nutricional é ensinada no curso de Nutrição

Essa é outra disciplina teórica da faculdade de Nutrição. Os estudantes vão aprender a história da educação alimentar no Brasil e também farão análises do cenário atual das doenças que se relacionam com os hábitos alimentares das pessoas, então, poderá haver estudos de caso.

Sobre essa disciplina, Renata compartilha:

“Disciplinas voltadas para a Nutrição Comunitária e Saúde Pública proporcionam uma compreensão ampla das questões sociais e de saúde que impactam as escolhas alimentares. Essa perspectiva é crucial para nutricionistas que desejam atuar em políticas públicas, promoção da saúde e educação nutricional”.

Dicas para aprender Educação Nutricional

É válido estudar projetos sobre educação alimentar e nutricional para entender a abordagem dos profissionais. Também vale acompanhar programas de transformação divulgados em redes sociais por especialistas, ainda com o objetivo de verificar a maneira como a abordagem acontece.

Para que serve a Educação Nutricional no mercado de trabalho

A disciplina de Educação Nutricional é essencial para quem vai atuar de forma direta com pacientes, promovendo a adoção de hábitos mais saudáveis. Ela é particularmente útil para aqueles que pretendem seguir na área de Dietoterapia.

7. Dietoterapia

O foco da Dietoterapia é elaborar planos nutricionais de maneira direcionada para pessoas com alguma necessidade específica ou algum tipo de enfermidade.

O que se aprende em Dietoterapia

Nessa disciplina, o estudante vai aprender como elaborar planos especiais de dieta para os pacientes, passando pelas dietas líquida, semilíquida, pastosa, branda e normal, por exemplo. Inclusive, fazendo as transições de uma para outra de maneira equilibrada.

Segundo Renata, é uma disciplina ligada à elaboração de planos alimentares personalizados para tratar problemas como diabetes ou doenças cardiovasculares, além de permitir fazer a prevenção dessas e de outras condições.

A nutricionista afirma:

“[As] disciplinas teóricas não se limitam à teoria pura, pois elas se traduzem diretamente em aplicações práticas na clínica nutricional. Por exemplo, o conhecimento dietoterapia pode ser aplicado na formulação de planos alimentares personalizados, considerando as necessidades específicas de cada paciente.

Por exemplo, ao compreender as implicações nutricionais em doenças como diabetes ou doenças cardiovasculares, os nutricionistas podem desenvolver planos de cuidados personalizados, contribuindo para abordagens mais eficazes no tratamento e prevenção dessas condições”.

Como a Dietoterapia é ensinada no curso de Nutrição

Os estudantes vão aprender sobre as necessidades das pessoas em diferentes condições clínicas. Além disso, também estudam a maneira como cada dieta favorece essas condições. Vão aprender de forma teórica a elaborar planos nutricionais e poderão analisar casos para entender a aplicação prática desses conhecimentos.

Dicas para aprender Dietoterapia

Os estudos de caso são uma boa forma de se aprofundar na matéria. É possível avaliar a abordagem do nutricionista e os resultados alcançados para entender quais são as melhores decisões em cada situação.

Para que serve a Dietoterapia no mercado de trabalho

A Dietoterapia é essencialmente importante para quem pretende trabalhar com Nutrição Clínica, no próprio consultório ou em hospitais, como Nutricionista Hospitalar. O profissional terá um amplo conhecimento e preparo para a personalização de dietas, contribuindo para a boa recuperação dos pacientes.

Nutricionista segurando peso e fruta
O objetivo da Dietoterapia é criar os planos de alimentação mais adequados para pessoas em diferentes condições

8. Segurança Alimentar e Nutricional

Esse é um dos segmentos da Nutrição que garantem a saúde coletiva para assegurar que os alimentos que chegam para as pessoas são seguros e confiáveis.

O que se aprende em Segurança Alimentar e Nutricional

O estudante vai aprender o processo de produção dos alimentos, como gerenciar a qualidade deles, a maneira correta de armazenar, distribuir e comercializar, como garantir a biossegurança na cadeia de alimentos e como as pessoas em suas casas devem manipulá-los.

Como a Segurança Alimentar e Nutricional é ensinada no curso de Nutrição

Livros e apostilas são a base para o aprendizado da matéria. O estudante também vai conhecer algumas legislações, normas e regras, inclusive da indústria alimentícia, pois regulam as atividades nesse setor. Exemplos são:

  • Lei Orgânica de Segurança Alimentar e Nutricional (LOSAN) – Lei nº 11.346/2006;
  • Regulamentos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA);
  • Lei de Alimentação Escolar – Lei nº 11.947/2009.

Dicas para aprender Segurança Alimentar e Nutricional

É importante associar conhecimentos para aprender mais sobre Segurança Alimentar e Nutricional. Afinal, ela também envolve a composição dos alimentos e a maneira como eles afetam a bioquímica, e tudo isso gera impactos na saúde.

Para que serve a Segurança Alimentar e Nutricional no mercado de trabalho

É possível seguir carreira trabalhando de forma específica com Segurança Alimentar e Nutricional. Assim, é uma disciplina importante para aqueles que desejam trabalhar na indústria alimentícia. Mas é um conhecimento fundamental para todo nutricionista, pois envolve a segurança dos pacientes.

9. Tecnologia de Alimentos

O estudante vai obter conhecimentos gerais sobre como os alimentos são conservados e utilizados na indústria alimentícia. Também descobre como os rótulos para produtos alimentícios são elaborados.

O que se aprende em Tecnologia de Alimentos

Os estudantes adquirem conhecimentos técnicos e científicos de forma teórica e prática sobre os métodos gerais de industrialização e de conservação de alimentos. Como são utilizados aditivos, como acontecem as transformações químicas, físicas e biológicas dos alimentos, controle de qualidade, legislação alimentícia, rotulagem e análise sensorial.

Como a Tecnologia de Alimentos é ensinada no curso de Nutrição

Serão ministradas aulas teóricas para aprender os conceitos e mais detalhes sobre as técnicas aplicadas na Tecnologia de Alimentos. Também poderá ter momentos práticos, como em laboratório, para aprender as técnicas de conservação, por exemplo.

Dicas para aprender Tecnologia de Alimentos

É interessante aprofundar os conhecimentos teóricos fazendo pesquisas sobre como a indústria alimentícia funciona. Para isso, você pode conferir vídeos na internet ou se informar no site de empresas, acompanhando o seu processo de produção e as novas tecnologias.

Para que serve a Tecnologia de Alimentos no mercado de trabalho

Essa matéria é fundamental para o nutricionista entender como a indústria alimentícia funciona. Também para recomendar aos pacientes as melhores formas de conservar os alimentos. Por fim, pode despertar o interesse para se especializar em Biotecnologia Alimentar.

É uma disciplina que vai se relacionar com a segurança alimentar e auxiliar na elaboração de planos alimentares, selecionando aquilo que melhor atende à necessidade de cada um e o que deve ser evitado.

Homem mexendo em tablet em laboratório
Em “Tecnologia de Alimentos” é estudado como os alimentos são conservados e usados na indústria

10. Higiene e Microbiologia dos Alimentos

Microrganismos também se proliferam em alimentos e, nessa disciplina, o estudante vai aprender como isso funciona.

O que se aprende em Higiene e Microbiologia dos Alimentos

Serão abordados os fatores que interferem no crescimento microbiano em alimentos, as doenças que podem ser transmitidas por meio da alimentação e como acontece a deterioração microbiana dos alimentos, além dos princípios de higiene e das boas práticas para controlar a qualidade na produção de alimentos.

Como a Higiene e Microbiologia dos Alimentos é ensinada no curso de Nutrição

Os alunos terão aulas teóricas para a fundamentação de conceitos e o conhecimento dos micro-organismos e das suas relações com os alimentos. Poderá haver práticas em laboratório para fazer análises microbiológicas, identificar os microrganismos que indicam a qualidade, aqueles que causam deterioração nos alimentos ou que transmitem doenças.

Dicas para aprender Higiene e Microbiologia dos Alimentos

Você pode complementar o seu aprendizado fazendo pesquisas em Nutrição por meio da leitura de livros como Microbiologia da Segurança dos Alimentos (Stephen J. Forsythe), Microbiologia dos Alimentos (James M. Jay) e Manual de Controle Higiênico-Sanitário em Alimentos (Eneo Alves da Silva Jr).

Para que serve a Higiene e Microbiologia dos Alimentos no mercado de trabalho

Esse é um conhecimento indispensável para o nutricionista em qualquer área de atuação, pois garante a segurança nutricional dos pacientes. É fundamental para a melhor manipulação dos alimentos e para instruir as pessoas sobre como fazer isso.

Com relação aos momentos práticos em laboratório e outros espaços da faculdade, Renata Nogueira afirma:

Disciplinas práticas podem incorporar o uso de tecnologias emergentes, preparando os estudantes para lidar com ferramentas avançadas. Por exemplo, o uso de softwares de avaliação nutricional pode ser integrado, garantindo que os futuros nutricionistas estejam familiarizados com tecnologias que são cada vez mais relevantes na prática profissional.

Essas disciplinas também oferecem espaço para explorar abordagens inovadoras na nutrição. Programas de educação nutricional interativos, workshops culinários e intervenções baseadas em tecnologias de monitoramento remoto são exemplos práticos que preparam os estudantes para um mercado que valoriza a criatividade e a inovação.

Há matérias optativas em Nutrição?

Sim, no curso de Nutrição pode haver cerca de três matérias optativas. Mas essa é uma informação que pode variar de uma faculdade para outra. É importante observar a grade curricular.

O que são matérias optativas no curso de Nutrição?

Essas disciplinas complementam o que se estuda em Nutrição. São matérias com temas correlacionados e que dão liberdade para o estudante escolher o que é do seu interesse ou pode agregar mais para sua formação.

Aluna lendo em biblioteca
As matérias optativas são relacionadas ao curso e podem ser escolhidas pelo estudante

Quais são as matérias optativas no curso de Nutrição?

As disciplinas optativas são aquelas que o estudante tem poder de escolha. A faculdade disponibiliza uma lista com alternativas, e cada aluno pode selecionar a matéria que deseja cursar. Embora a escolha seja livre, o cumprimento da carga horária é obrigatório. O conteúdo das matérias varia de uma faculdade para outra.

Muitas permitem se aprofundar em temas como Empreendedorismo, Liderança, Mercado de Trabalho e Design Thinking, garantindo uma formação moderna e atenta às demandas atuais no mundo do trabalho. Sobre isso, Renata afirma:

Disciplinas que exploram a administração e gestão em nutrição são cada vez mais relevantes, preparando os nutricionistas para papéis de liderança e empreendedorismo. Entender os aspectos teóricos relacionados à gestão de serviços de alimentação, por exemplo, é crucial para quem pretende atuar em restaurantes, hospitais ou consultórios particulares”.

Atividades complementares em Nutrição?

A graduação em Nutrição também poderá conter em seu conteúdo programático as atividades complementares. São mais uma forma de ampliar as disciplinas estudadas em Nutrição para que a formação do estudante seja aprofundada.

O que são atividades complementares em Nutrição?

São atividades realizadas ao longo da duração do curso que agregam conhecimento e experiência, como cursos livres, leituras de livros ou de artigos publicados em órgãos como o Conselho Federal de Nutricionistas, palestras, conferências, seminários e outros ligados à divulgação de pesquisas de Nutrição.

Sobre elas, Renata traz uma visão interessante:

[Elas] contribuem para o desenvolvimento de habilidades empresariais. Gestão de consultórios, marketing e comunicação eficaz são competências que os estudantes podem cultivar, especialmente importante à medida que muitos nutricionistas buscam empreender e estabelecer práticas independentes.

Confira também: no Papo Reto, saiba a diferença de Nutrição EAD, presencial e semipresencial!

Play video

Métodos e critérios de avaliação no curso de Nutrição

Cada faculdade poderá traçar o seu processo de avaliação. De toda forma, costuma envolver provas, trabalhos, projetos e a participação nas aulas teóricas e laboratoriais. Os critérios de avaliação envolvem os conhecimentos adquiridos e, muitas vezes, a evolução do estudante ao longo dos semestres, considerando esforços individuais.

Agora que descobriu o que se estuda em Nutrição, pode perceber que é uma faculdade muito completa. Mas não se esqueça de escolher uma instituição de ensino autorizada pelo MEC (Ministério da Educação) para ter certeza de investir em um ensino de qualidade.

Gostou das disciplinas estudadas em Nutrição? Então, não perca tempo e faça sua inscrição para reservar a sua vaga no curso da Anhanguera!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 65

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!

Artigos relacionados