Carreira em Farmácia: conheça as possibilidades

estudante seguindo carreira em farmácia

Se você gosta de química e biologia, procura por atividades profissionais interessantes e quer uma colocação rápida no mercado de trabalho, o curso de Farmácia pode ser uma boa escolha para você.

Após a conclusão da graduação, você se tornará um farmacêutico generalista, podendo atuar em um laboratório de análises clínicas, na indústria farmacêutica e cosmética ou na manipulação de medicamentos para câncer.

Também terá oportunidades para atender pacientes em uma drogaria e orientá-los sobre o uso correto dos produtos adquiridos, além de indicar medicamentos isentos de prescrição, que tratam distúrbios considerados menos graves, como resfriados, azias e constipação.

O que pouca gente sabe é que o farmacêutico também pode atuar na área de alimentos, sendo responsável, ainda que não exclusivamente, pelas boas práticas no preparo de laticínios e derivados.

Como você pode observar, o leque de atuações é grande. Por isso, é preciso conhecer o curso de Farmácia e os conhecimentos necessários para se destacar nessa carreira tão diversificada.

Quer saber mais sobre o curso de graduação em Farmácia e, quem sabe, investir nessa graduação ainda em 2020? Então, não perca as informações que daremos neste post! Responderemos, aqui no blog da Anhanguera, às seguintes questões:

  • Vale a pena cursar a faculdade de Farmácia?
  • A carreira na Farmácia é promissora?
  • Quais são as principais áreas de atuação?
  • Quais são as especializações possíveis para o formado?
  • Como anda o mercado de trabalho no Brasil?
  • Quais são os setores que mais contratam?
  • Que previsões o setor tem para o futuro?
  • Como se preparar para se diferenciar diante da concorrência?
  • Como uma boa faculdade auxilia no sucesso profissional?

Continue por aqui e saiba tudo sobre essa profissão.

Vale a pena cursar a faculdade de Farmácia?

O curso de Farmácia é um dos mais procurados e completos da área da Saúde, pois, por meio dele, o aluno poderá trabalhar nas mais diversas áreas que mencionamos na introdução deste artigo — que vão desde a manipulação até a pesquisa acadêmica.

Diante das grandes oportunidades reconhecidas atualmente, das demandas já existentes e do reconhecimento profissional e salarial obtidos, é possível ser tornar um farmacêutico bem-sucedido.

Isso porque, além das áreas exclusivas de atuação, existem outras que podem ser executadas por farmacêuticos, como cosmética, análise de doping e controle de pragas urbanas no meio ambiente.

Outro motivo para cursar Farmácia é a já citada pesquisa acadêmica, em que o aluno poderá contribuir para a melhoria de cuidados ao paciente, desenvolver estratégias diagnósticas mais específicas, entre outros, mediante os trabalhos desenvolvidos no mestrado e no doutorado.

Para tanto, assim como em qualquer profissão, é fundamental dedicar-se às matérias do ciclo básico para compreender os fundamentos das disciplinas aplicadas.

A carreira na Farmácia é promissora?

A carreira na área da Farmácia é bastante promissora, afinal de contas, está relacionada a setores da economia que demandam profissionais capacitados e inovadores, como a área da saúde e a indústria farmacêutica. Suas contribuições para o desenvolvimento tecnológico também são fundamentais; por isso a importância de uma graduação em uma instituição de ensino renomada para trilhar uma boa carreira na área.

Quais são as principais áreas de atuação?

As principais áreas de atuação farmacêuticas são basicamente Análises Clínicas, Farmácia Hospitalar, Drogarias (Farmácia Comunitária), Farmácia de Manipulação e Indústria — que exigem habilidades para atuar em serviços simples e complexos. Veja, a seguir, detalhes de cada um desses setores.

Análises Clínicas

No serviço de Análises Clínicas, você será responsável por coordenar os laboratórios com relação às fases pré-analítica, analítica e pós-analítica e identificará pontos que comprometam o funcionamento desse serviço.

A fase pré-analítica está ligada às etapas referentes à viabilidade da amostra, ou seja, se o paciente trouxe ou colheu material biológico suficiente e nas condições adequadas. Isso significa que o conteúdo de fezes, de urina ou de outras secreções colhidas pelo paciente podem não ser suficientes para análise laboratorial solicitada pelo médico.

Também pode acontecer de o paciente não ter feito o jejum necessário ou mencionar que utilizou medicamentos que alterarão o resultado de exames. Nesse caso, somente o farmacêutico bioquímico autorizará a continuidade do procedimento.

Na fase analítica, são realizados exames bioquímicos e hematológicos (hemograma, avaliação de proteínas, lipídeos, marcadores tumorais etc.), microbiológicos (pesquisa de parasitas nas fezes etc.) entre outros procedimentos.

Para tanto, você, como farmacêutico responsável pelo estabelecimento, indicará quais são os equipamentos mais adequados para o processamento das amostras biológicas e como avaliar o resultado com base no padrão de referência.

Na última etapa de uma amostra, que corresponde à fase pós-analítica, você deve garantir que o resultado daquele exame corresponde ao paciente certo, e que tudo que ocorreu dentro do laboratório pode ser rastreado.

Drogaria

O farmacêutico que atuar na drogaria, também conhecida como Farmácia Comunitária, desenvolverá habilidades para atender o público com dúvidas sobre como utilizar medicamentos.

Assim, se você for o responsável técnico de uma drogaria, será acionado sempre que o paciente tiver dúvidas sobre como tomar um medicamento, se deve administrá-lo em jejum ou se ele tem alguma interação com os outros que ele está utilizando.

Também cabe a esse profissional esclarecer o modo de uso de alguns medicamentos acoplados a dispositivos diferentes, como aqueles usados para o tratamento de asma, principalmente quando serão administrados em crianças.

Além disso, conforme as novas atribuições, é possível construir um espaço reservado dentro da farmácia para oferecer consultas farmacêuticas, fazer aplicação de injetáveis e contatar os médicos para tirar dúvidas sobre a prescrição recebida.

Você, como farmacêutico, também indicará medicamentos isentos de prescrição. Trata-se de medicamentos que apresentam tarja em sua embalagem e são utilizados para problemas como azia, má digestão, ressaca, resfriado comum etc.

Outra competência do farmacêutico na drogaria é o planejamento, a compra e a organização de medicamentos, bem como a aquisição de materiais médicos que serão vendidos em farmácia e o envio do levantamento de consumo dos antimicrobianos e daqueles que precisam de receita especial.

Farmácia Hospitalar

Se você deseja trabalhar em um lugar no qual interage com outros profissionais de saúde e fica por dentro de casos clínicos interessantes do ponto de vista científico, esse lugar é a Farmácia Hospitalar.

O futuro farmacêutico que trabalhar na farmácia dentro do hospital será responsável pela elaboração de uma lista padronizada de medicamentos, materiais médicos e até mesmo fios cirúrgicos para atender às demandas do hospital. Também ficará sobre sua responsabilidade a supervisão dos funcionários que trabalham nas outras “filiais” do serviço de farmácia, denominada de unidades satélites.

Para aqueles pacientes que receberão alta para tratamento ambulatorial ou residencial, caberá ao farmacêutico acompanhar a dispensação de medicamentos pelos programas do governo e monitorar as alterações bruscas de consumo de alguns itens para evitar a sobra ou a falta de produtos.

Atualmente, vem crescendo a participação do farmacêutico nos setores clínicos, como as unidades de terapia intensiva (UTI), ambulatórios de dispensação, serviços de hemodiálise, entre outros. Nesses locais, esse profissional está exercendo a Farmácia Clínica. Veja detalhes específicos dessa subárea a seguir.

Farmácia Clínica

A Farmácia Clínica é uma atividade exclusiva embasada no estudo da ação dos medicamentos, nas formas de avaliar o tratamento e nos protocolos específicos desenvolvidos por uma equipe multiprofissional em saúde.

Por meio da Farmácia Clínica, é possível reduzir os medicamentos considerados desnecessários ao paciente, monitorar aqueles mais tóxicos, suspender alguma medicação ao menor sinal de efeitos nocivos, entre outras ações.

Outra área dentro da Farmácia Hospitalar que vem crescendo muito é a Oncologia, em que o farmacêutico é o responsável por manipular os medicamentos antineoplásicos e acompanhar o paciente.

Farmácia de Manipulação

As Farmácias de Manipulação são estabelecimentos idealizados para preparar fórmulas que não são disponibilizadas pela indústria farmacêutica. No entanto, ampliaram significativamente seu leque de serviços. De acordo com dados do Conselho Federal de Farmácia (CFF), há 8.373 de farmácias de manipulação registradas no país.

Por isso, se você for o farmacêutico desse estabelecimento, terá que fazer a compra periódica da matéria-prima e dos equipamentos necessários ao funcionamento, além da supervisão das atividades dos funcionários e da manipulação dos itens solicitados via prescrição médica.

Considerando que o maior número de vendas se dá por cápsulas, você terá que escolher o melhor encapsulador, os tamanhos e os formatos para inserir o conteúdo manipulado, além de verificar se sistema será seguro.

Outro serviço de grande demanda é a manipulação de fórmulas dermatológicas — que vão desde xampu para pessoas com queda de cabelos até produtos para higienizar, tonificar e nutrir a pele do rosto e do corpo.

Sendo assim, a partir de uma prescrição médica, você, como farmacêutico, deverá interpretá-la adequadamente para pesar a quantidade certa do princípio ativo, fazer as correções necessárias e inserir excipientes (produtos inertes) para finalizar a formulação.

Existem situações em que os “ingredientes ativos” prescritos pelo médico não caberão em apenas uma cápsula, sendo necessário readequar a fórmula devido ao tamanho das partículas de cada princípio ativo.

Setor de alimentos

Ainda que não seja uma atuação exclusiva, muitos farmacêuticos atuam no setor de alimentos e são responsáveis pelas boas práticas de manipulação e de fabricação de laticínios e de outras variedades.

As responsabilidades incluem desde a avaliação da matéria-prima quanto à pureza e risco microbiológico até os processos que garantirão a estabilidade do produto nas prateleiras dos supermercados.

O farmacêutico que atuar nesse ramo deve aprimorar seus conhecimentos também em aditivos e conservantes alimentares de forma a deixar os preparos menos artificiais e ainda sim conseguir agradar ao público-alvo.

Alguns profissionais já atuam em linhas específicas fabricando produtos sem glúten, lactose, açúcar refinado ou combinações dessas limitações. E estudam processos a fim de elaborar alimentos para indivíduos com alergias alimentares severas.

Também atuam nos procedimentos relacionados à fermentação dos produtos, nas análises bromatológicas, no controle sensorial dos alimentos e na fiscalização sanitária das indústrias de alimentos.

Nesse sentido, um exemplo bem interessante é o de uma bebida gaseificada de grande aceitação na região Norte e Nordeste do país, que hoje pertence ao grupo Coca-Cola. A base de guaraná foi idealizada por um farmacêutico chamado Jesus Norberto Gomes (1891-1963).

Indústria Farmacêutica

A Indústria Farmacêutica também é uma grande empregadora de farmacêuticos, que trabalham na fabricação de medicamentos e correlatos e nos testes para controle físico-químico e microbiológico desses produtos.

Portanto, se você gosta de tudo descrito de forma metódica e sem erros, a indústria farmacêutica pode ser o seu lugar. Nesses locais, são produzidos comprimidos, pomadas, xaropes, soluções e outras formas farmacêuticas autorizadas pela Vigilância Sanitária.

Lembrando que, para cada produto fabricado, existem normatizações específicas, equipamentos diferenciados e controle de produção e complexidade diferentes — caso contrário, todo o lote deve ser descartado.

Enquanto os comprimidos tendem a ser mais estáveis do ponto de visto químico e microbiológico porque são secos, a fabricação de soluções ou suspensões exige um cuidado maior devido ao risco de contaminação, por serem mais líquidos.

Por isso, se você quiser trabalhar nesta área, precisará aperfeiçoar seus conhecimentos em tecnologia farmacêutica, uso de equipamentos, boas práticas de fabricação, consultas a farmacopeia, entre outros.

Se o foco das atividades estiver no controle de qualidade do medicamento, é fundamental conhecer os princípios básicos das disciplinas de análise físico-química, química orgânica, métodos de identificação de substâncias etc.

Indústria Cosmética

Agora, se estiver interessado na indústria cosmética, saiba que esse não é um ramo exclusivo do farmacêutico. Quem cursar Farmácia ou Engenharia Química pode ser responsável pela produção e pelo controle de qualidade desses produtos.

Contudo, a proposta salarial é interessante, os benefícios de se trabalhar em uma grande indústria de cosméticos é um diferencial, e existem vagas nas filiais fora do Brasil para quem tem aperfeiçoamento na língua inglesa.

Quais são as especializações possíveis para o formado?

Apesar de a graduação abarcar um número grande de matérias do curso de Farmácia, ainda não é suficiente para que o futuro profissional seja especialista em uma área.

O currículo generalista aborda as disciplinas voltadas para indústria farmacêutica, manipulação, análises clínicas e estágio. Mas, se o aluno quiser aprofundar esses conhecimentos ou adquirir outros, é fundamental fazer uma especialização.

Nesse sentido, existem pós-graduações com conteúdo técnico voltado exclusivamente para farmacêuticos. Elas aumentar as chances de empregabilidade dos futuros graduados.

Entre elas, destacam-se as especializações em:

  • Oncologia, requisito obrigatório para atuar na área;
  • Análises Clínicas;
  • Toxicologia Forense;
  • Técnicas de Biologia Molecular;
  • Serviços Clínicos Farmacêuticos etc.

As pós-graduações não específicas da área, mas que podem interessar aos farmacêuticos, são:

  • Gerenciamento de Serviços Clínicos;
  • Gestão de Pessoas;
  • Avaliação de Tecnologias e Economia em Saúde, entre outras possibilidades.

Por isso, é recomendado que você, sabendo sua área de atuação de interesse, já comece a pesquisar os cursos de pós-graduação que podem complementar ou aprofundar os conhecimentos aprendidos na faculdade.

Como anda o mercado de trabalho no Brasil?

O mercado de trabalho no Brasil é amplo, porém sofre oscilações a todo momento para as profissões da área da Saúde. Contudo, se pensarmos ao longo da profissão, houve uma evolução significativa para atuação do farmacêutico.

Antigamente, devido à pouca valorização e fiscalização do CFF, a drogaria era pouco reconhecida como atuação do profissional farmacêutico. Atualmente, além de ser uma grande empregadora, também ampliou as ações do farmacêutico.

A Farmácia Hospitalar também deu um salto positivo, pois antes se contratava graduados apenas para o gerenciamento de estoque. No entanto, com a atuação dos farmacêuticos nos serviços clínicos, muitos hospitais estão contratando cada vez mais esses profissionais.

A Indústria Farmacêutica, com o aumento da fabricação de medicamentos genéricos, ainda requer muitos profissionais antenados para isso. Também absorvem profissionais para o controle e a garantia da qualidade.

A pesquisa acadêmica também é uma excelente oportunidade para o farmacêutico. No entanto, muitos ainda optam pela bolsa remunerada de mestrado e de doutorado quando ainda não conseguiram uma colocação no mercado farmacêutico.

Todavia, para algumas áreas, houve uma retração, devido à maior inserção de outros profissionais considerados tão qualificados e mais econômicos para os gestores. Esse é o caso da contratação de biomédicos para os serviços de análises clínicas.

Quais são os setores que mais contratam?

A maioria dos estudantes recém-formados em Farmácia serão contratados para trabalharem nas drogarias, por haver um número significativo desses estabelecimentos no país: segundo os dados do CFF, há 87.794 estabelecimentos desse tipo no Brasil. Além disso, eles costumam absorver profissionais com pouca ou nenhuma experiência.

Porém, se você fizer um bom trabalho no estágio final, existe uma grande probabilidade de ser contratado nas indústrias, nos laboratórios de análises clínicas e até mesmo na Farmácia Hospitalar, em que se exige mais bagagem técnica.

Ainda que não seja uma área específica da Farmácia, muitos profissionais estão sendo contratados para trabalharem como propagandista de medicamentos, pois têm mais bagagem farmacológica do que graduados em Administração, Fisioterapeuta e outros.

Para ser um propagandista farmacêutico de um laboratório, você receberá um curso para fazer visitação aos consultórios médicos e apresentar as novas linhas de tratamento para uma doença em questão aos prescritos. Isso influenciará no consumo dos novos medicamentos e, consequentemente, na sua comissão.

Concurso público e estabilidade

Para aqueles que almejam uma estabilidade na profissão, existem os concursos públicos no âmbito federal, estadual e municipal. Para isso, é importante ficar atento às oportunidades e estudar muito.

Os concursos mais almejados são perito criminal em Farmácia da Polícia Federal e farmacêutico da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O primeiro é uma dos mais concorridos na área farmacêutica e está diretamente relacionado a análises toxicológicas provenientes dos crimes ocorridos.

A carreira na Anvisa é composta por fiscais que autorizam o funcionamento dos serviços, dos profissionais que apuram as denúncias sobre erros de medicamento e outros que trabalham na elaboração de resoluções adequadas a cada tipo de estabelecimento.

Que previsões o setor tem para o futuro?

O futuro da Farmácia reserva grandes atuações desse profissional. Antigamente, associava-se o farmacêutico a apenas um balconista; hoje, ele já exerce uma responsabilidade bem maior que a dispensação e o controle dos psicotrópicos.

Além disso, com a publicação de diversas normativas pelo CFF, as atuações foram ampliadas e requeridas em todos os estabelecimentos que prestam assistência farmacêutica.

Destaca-se para o futuro a inserção cada vez mais do farmacêutico clínico, devido às inúmeras publicações sobre o tema e aos benefícios para a saúde do paciente quando ocorre a intervenção desse profissional.

Outra área de grande promessa de futuro promissor é a indústria farmacêutica, com a fabricação dos chamados imunobiológicos — produtos que associam diversas moléculas do organismo para combater doenças.

Também se destaca a parte sobre medicina personalizada, a pesquisa científica para a busca de novos fármacos, o aconselhamento farmacogenéticos, a orientação ao paciente sobre os testes rápidos feitos nas drogarias, entre outras possibilidades.

Como se preparar para se diferenciar diante da concorrência?

O farmacêutico precisa ser bastante estudioso, principalmente porque as informações científicas modificam-se rapidamente. O que os livros apontavam como verdade inquestionável já podem ter sido derrubado há tempo.

Outro ponto importante é aproveitar bastante, ainda como graduando, as oportunidades de estágios curriculares e extracurriculares para conhecer e adquirir mais experiência na área de atuação desejada, além de estabelecer contatos profissionais interessantes.

Por isso, se você quiser se destacar, ainda que tenha pouco tempo de formado, procure estudar a área de que mais gosta, buscar informações sobre as principais exigências para o cargo que quer ocupar e conversar com profissionais já experientes.

Também é aconselhável, para se destacar perante os concorrentes, investir na sua formação, fazendo outros cursos não diretamente ligados à Farmácia, mas que farão diferença em sua vida profissional. Nesse caso, destacam-se aqueles cursos que desenvolvem habilidades para falar em público, outros sobre como coordenar pessoas, além daqueles que ajudam a organizar projetos e manter a produtividade.

Esses cursos devem ser feitos para facilitar seu desempenho em um processo seletivo e melhorar sua produtividade, como também para garantir a permanência numa empresa, caso seja o seu primeiro emprego.

Como uma boa faculdade auxilia no sucesso profissional?

Diante de um número significativo de cursos de Farmácia no Brasil — 637, de acordo com o CFF —, é fundamental escolher aqueles renomados e idôneos, que ofereçam um plano de estudos sólido. Além disso, verifique se a faculdade facilita a inserção no mercado de trabalho.

Aqui na Anhanguera, nossos alunos contam com o Canal Conecta, uma plataforma exclusiva que conecta as melhores vagas de emprego e de estágio aos nossos alunos. Trata-se de uma oportunidade incrível de conseguir suas primeiras experiências profissionais ainda na graduação.

Para que o aluno fique satisfeito, um bom curso de Farmácia deve contemplar todas as disciplinas obrigatórias ministradas por professores com experiência didática e profissional.

Por isso, antes de escolher a faculdade, busque informações sobre as disciplinas e a carga horária que será ministrada, o tempo de curso, o currículo dos professores e as parcerias de estágio.

Procure saber também se os ex-alunos gostaram da infraestrutura dos laboratórios e das salas de aula, quais recursos didáticos e tecnológicos a faculdade apresentava e se eles ficaram satisfeitos com o curso.

A graduação de ensino superior em Farmácia é uma excelente opção para aqueles alunos que têm preferência por disciplinas de biologia e química. Com essa graduação, é possível trabalhar em diversas áreas de atuação.

O curso permite seguir tanto nas áreas exclusivas da profissão, como drogaria, farmácia hospitalar e manipulação, como por outros meandros não específicos, como indústria cosmética e análise toxicológica. No entanto, a capacidade de destacar-se perante os concorrentes será essencial para o sucesso da sua carreira em Farmácia. Por isso, tenha atenção à escolha da graduação e ao aperfeiçoando de seus conhecimentos e habilidades após a conclusão do curso.

Agora que já entendeu tudo sobre o curso de Farmácia, entre em contato conosco e invista em você!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.