7 dicas para montar um currículo sem experiência

jovem entregando currículo sem experiência

Montar um currículo sem experiência pode ser um desafio e tanto. Que o documento é essencial para conseguir o primeiro emprego, você já sabe. Mas aí vem a dúvida: o que colocar no arquivo para mostrar para um potencial empregador suas qualidades profissionais e convencê-lo de que vale a pena dar uma chance?

Neste post, daremos dicas incríveis para montar um currículo mesmo sem experiência profissional e aumentar suas chances de conquistar vários tipos de emprego.

Confira mais detalhes dessas 7 dicas de como fazer currículo sem experiência!

Defina bem seus objetivos

O primeiro passo para um currículo campeão é ter objetivos bem definidos. Na prática, isso quer dizer ser específico em relação ao que você quer.

Se seu objetivo for, por exemplo, conquistar uma vaga para trabalhar na área de Farmácia, é importante deixar isso claro logo no início do seu currículo.

É muito comum que recrutadores descartem logo de cara candidatos que são genéricos na hora de escrever seu objetivo profissional, colocando frases do tipo “Atuar em uma grande empresa”. Afinal, isso pode ser um indicativo de que a pessoa não tem foco e está aceitando qualquer oportunidade.

Se você não sabe muito bem qual o seu objetivo de carreira, saiba que aqui na Anhanguera oferecemos apoio personalizado para nossos alunos, com atividades que complementam o sistema de ensino e ajudam a definir e a conquistar os objetivos de vida e de carreira!

Aborde suas habilidades e competências

Um dos passos mais importantes para criar um currículo de sucesso mesmo sem ter experiência profissional é ser o mais detalhista possível, preenchendo com atenção informações como dados pessoais, formação acadêmica e, também, suas habilidades e competências.

O que você sabe fazer de melhor? Quais são seus principais conhecimentos? Quem tem habilidade incrível para liderar, comandando algum tipo de comitê na faculdade, por exemplo, pode listar liderança nessa parte do currículo.

Seja verdadeiro

Essa dica é para não esquecer: nunca, em hipótese nenhuma, minta no seu currículo. Para conquistar a oportunidade que sempre sonhou, ser verdadeiro é indispensável!

Escreva um objetivo profissional que conjugue suas habilidades, suas competências e a vaga que deseja conquistar. Mesmo sem histórico de trabalho em empresas, liste no documento características e experiências que diferenciam e tornam você um bom ativo para qualquer empresa — sem ter que exagerar ou mascarar a verdade.

Inclua trabalhos voluntários

Quem não tem experiência profissional pode apostar em trabalhos voluntários para mostrar para os recrutadores, de forma prática, como aplica suas habilidades e competências.

Ao listar as atividades que exerceu de forma voluntária no seu currículo, não se esqueça de fazer uma correspondência com seu objetivo profissional e, se possível, relacionar o trabalho à vaga a qual quer concorrer.

Quem trabalhou como professor em um curso de pré-vestibular comunitário, por exemplo, pode listar que adquiriu a experiência de falar em público e compartilhar conhecimento.

Aponte eventos e palestras

Outra dica que mostra como fazer currículo mesmo sem ter experiência profissional é: liste no documento eventos e palestras às quais compareceu nos últimos meses. Dê preferência para atividades relacionadas à sua área de atuação, à posição que deseja conseguir e, claro, aos seus objetivos profissionais.

Neste campo, você pode citar, além de palestras, workshops, feiras e, até mesmo, mesas-redondas, sempre se perguntando se o evento tem relação de alguma forma com o que você deseja para sua carreira.

Peça referências

Outro tópico que faz toda a diferença no currículo para estágio de quem ainda não acumulou experiência profissional é o de referências. Afinal, ter alguém de peso recomendando o seu trabalho e ressaltando suas qualidades profissionais certamente contará pontos com os recrutadores.

O ideal é pedir referências para quem conhece seu histórico acadêmico, suas habilidades e suas competências, como professores mais próximos. Caso tenha realizado trabalho voluntário, não deixe de pedir uma recomendação para seus líderes na atividade.

Mesmo colegas podem dar referências, dependendo do contexto. Se você participou de um projeto da faculdade e teve destaque, não hesite em pedir uma indicação para seus pares por conta de sua participação.

Inclua todo o seu histórico educacional

Quem não tem experiência profissional precisa valorizar ainda mais o histórico educacional. Nesse sentido, inclua tudo o que for possível neste tópico. Além da faculdade, mencione cursos livres e de extensão, inclusive cursos a distância.

Certificações e hobbies também podem estar presentes nesta área do currículo, desde que sejam relevantes para as atividades que você deseja exercer. Quem tem o mergulho como hobby, por exemplo, pode ganhar pontos em uma seleção para um estágio que exija disciplina e concentração, habilidades importantes para um mergulhador, mesmo que amador.

No tópico de histórico educacional, não deixe de incluir ainda suas habilidades em idiomas (seja honesto! Nada de colocar inglês fluente quando o domínio é básico, ok?) e tecnologias.

É heavy user de redes sociais? Cite isso no currículo. Essa é uma habilidade muito valorizada por empresas que buscam estagiários conectados e atentos ao que se passa na internet.

Quem tem dificuldades para reunir tantas informações em um só documento pode contar com a ajuda de portais online que facilitam a montagem e a distribuição do currículo, como o Canal Conecta. Trata-se do portal exclusivo aqui dos alunos da Anhanguera, com oferta de diversas vagas de emprego e estágio. Não deixe de conferir!

Agora que você já sabe como montar um currículo sem experiência, é importante entender também o que não é preciso colocar no documento. Entre as informações que podem ficar de fora do seu currículo estão:

  • notas de cursos;
  • número de documentos pessoais, como RG e CPF;
  • pretensão salarial, a não ser que seja solicitado pela vaga;
  • informações irrelevantes para a vaga que deseja.

Quem não tem experiência profissional deve buscar criar um currículo de, no máximo, uma página. Ser específico é importante, mas é preciso ter em mente que recrutadores recebem dezenas de documentos todos os dias; por isso, objetividade faz a diferença.

Tenha atenção também na formatação do documento, priorizando uma diagramação limpa e um português correto. Nada de erros de digitação, viu? Seguindo nossas dicas, você certamente criará um currículo de sucesso, que abrirá as portas para oportunidades incríveis na sua carreira.

Gostou deste conteúdo? Então, siga a gente nas redes sociais e acesse nossos posts em primeira mão! Estamos no Facebook, no LinkedIn e no Twitter!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.