Vai estudar Farmácia em 2020? Veja 6 mitos e verdades da profissão

vaiestudarfarmaciaem2020veja6mitoseverdadesdaprofissao

Está pensando em fazer o curso de Farmácia em 2020? Então, é importante conhecer os mitos e as verdades sobre a profissão. Afinal, nem todo mundo entra na faculdade com uma noção real do que o curso pode oferecer para a própria carreira.

Conhecer mais sobre a área que pretende estudar é fundamental para aproveitar tudo o que a graduação oferece. Às vezes, acreditamos em alguns mitos que podem prejudicar a nossa experiência acadêmica. Por outro lado, é sempre bom conhecer as verdades para saber o que esperar do curso.

Pensando nisso, preparamos este post. Assim, se você vai prestar o vestibular de Farmácia em 2020, com certeza vai chegar mais preparado à faculdade. Confira!

Conhecendo a graduação em Farmácia

A faculdade de Farmácia prepara o aluno para estudar, desenvolver e fabricar produtos como medicamentos, artigos de higiene e cosméticos. Na graduação, você vai obter conhecimentos multidisciplinares da área de Ciências Biológicas e Saúde, além de fundamentos e de conceitos das Ciências Humanas e Sociais.

Essa combinação de competências e habilidades forma profissionais prontos para atuar com consciência e ética no mercado nacional, de acordo com as características locais e as circunstâncias de acesso à saúde da população. A graduação também inclui capacitação nos campos de produção, de controle e análise de alimentos e de análises clínicas e toxicológicas.

Além de conhecer os processos científicos da indústria farmacêutica, você vai aprender sobre programas de promoção, prevenção, manutenção, recuperação e proteção da saúde individual e coletiva, estimulando o uso racional de medicamentos.

Aqui na Anhanguera, você conta com laboratórios, nos quais você poderá colocar em prática atividades de pesquisa, desenvolvimento, manipulação, seleção, produção, armazenamento e controle de qualidade de produtos.

Público-alvo

Se você quer estudar Farmácia em 2020 e se tornar bacharel na área, precisa ter curiosidade em aprender o processo produtivo de medicamentos, de alimentos industrializados e de cosméticos. Também é importante gostar de assuntos relacionados às Ciências Biológicas, já que você vai passar muito tempo nos laboratórios.

Senso de responsabilidade, ética e perfil humanista são outras características de um bom farmacêutico, assim como disposição para aprender novas tecnologias e interesse em ler e pesquisar sempre sobre conteúdos atuais ligados à área de Saúde.

Áreas de atuação

O trabalho do farmacêutico não está restrito aos balcões das drogarias nem à indústria. Ainda na graduação, você pode fazer estágios em diferentes áreas para conhecer a que mais se encaixa com o seu perfil.

Esse profissional conta com um amplo campo de atuação, que inclui serviços e comércio. Confira algumas opções de trabalho:

  • fabricação de produtos na indústria farmacêutica, alimentícia ou cosmética;
  • manipulação de medicamentos especiais;
  • controle de medicamentos em clínicas, hospitais, farmácias e drogarias;
  • desenvolvimento de programas de saúde em órgãos públicos;
  • pesquisa clínica e acadêmica na área de saúde;
  • análises clínicas e toxicológicas em laboratórios e em hospitais.

3 mitos sobre a profissão

1. O farmacêutico recebe baixos salários

O piso salarial do farmacêutico varia em cada estado. No entanto, o valor do salário também muda muito de acordo com a área de atuação, cargo e experiência do profissional. O salário médio bruto mensal é de R$ 3.407,95.

Além disso, farmacêuticos que trabalham em farmácias, drogarias e distribuidoras recebem, muitas vezes, comissões por venda. Isso aumenta bastante a renda bruta mensal do profissional.

2. O profissional só trabalha em farmácias

Os bacharéis em Farmácia podem, além de atuar em farmácias de manipulação e drogarias, trabalhar na indústria cosmética, de alimentos, farmacêuticas, além de laboratórios de análises clínicas — local em que dividem espaço com biomédicos.

3. O curso de farmácia semipresencial ou EAD não é uma boa opção

Ao contrário do que muitos acreditam, a modalidade semipresencial utiliza uma metodologia pioneira, na qual o aluno vai à faculdade uma vez por semana. Nesse dia, ele assiste às aulas ao vivo transmitidas por um professor e pode tirar todas as suas dúvidas. Além disso, conversa com os colegas de turma, conta com o apoio de tutores presenciais e desenvolve atividades em grupo.

O restante da matriz curricular é feito por disciplinas interativas. Na Anhanguera, a plataforma digital conta com diversos conteúdos, como material didático, aulas, apoio de tutores online e diálogos com os colegas por meio dos fóruns.

Já a modalidade de ensino a distância (EAD) é uma metodologia ainda mais flexível que foi desenvolvida para permitir um ensino autônomo e dinâmico, com atividades e aulas interativas aplicadas inteiramente em ambiente digital. Assim, é possível determinar sua rotina de estudos da forma que quiser e utilizar todas as ferramentas presentes no Ambiente Virtual de Aprendizagem.

O aluno também pode acompanhar suas disciplinas interativas com o auxílio do material didático digital, apoio dos tutores online e trocar informações com colegas de turma por meio de fóruns interativos. É necessário comparecer à faculdade uma vez por mês para realizar avaliações e provas.

3 verdades que mostram a realidade do farmacêutico

4. O estudo é aprofundado em Química

Química é uma das disciplinas mais presentes no curso de Farmácia. Por isso, é fundamental ter afinidade ou, pelo menos, gostar de estudar o assunto. Mas não se preocupe! Com muito estudo e dedicação, é possível tirar ótimas notas.

Por ter muita Química, o curso também tem Matemática. Para dispensar medicamentos e manipular fórmulas, por exemplo, você vai precisar fazer algumas contas, por isso esse conhecimento é fundamental.

5. É permitido fazer a prescrição de remédios

O Conselho Federal de Farmácia definiu, na resolução n° 586 de 29 de agosto de 2013, que os farmacêuticos têm o direito de fazer prescrições de medicamentos que são isentos de ordem médica. Isso inclui fármacos industrializados, dinamizados, alopáticos, plantas medicinais, entre outros.

6. O farmacêutico não trabalha só com medicamentos

Como no decorrer do conteúdo, a carreira em Farmácia não permite atuar apenas com medicamentos. O profissional da área pode lidar com alimentos e produtos cosméticos, como shampoos, esmaltes e cremes, além de desenvolver novidades para o mercado.

Se você já decidiu que vai cursar Farmácia em 2020, é fundamental optar por uma boa instituição de ensino. Busque uma faculdade reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo mercado de trabalho, com laboratórios e toda a infraestrutura que permita o desenvolvimento do aluno. Isso é fundamental para a qualidade acadêmica do curso e para o reconhecimento do seu diploma.

Confira algumas das unidades da Anhanguera em que há disponibilidade do curso de Farmácia em 2020:

Ficou empolgado para estudar Farmácia em uma instituição de ensino reconhecida e de qualidade? Entre em contato conosco e conheça nosso curso e formas de acesso!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.