Faculdade de Gestão de Turismo: Saiba tudo sobre o curso

pessoa segurando avião em miniatura em cima de mapa mundial
Banner curso de Inteligencia Artificial por R$ 66,42 na Anhanguera

Ingressar na Faculdade de Gestão de Turismo é embarcar em uma jornada que transcende os limites tradicionais do ensino superior. Este curso oferece uma imersão profunda no fascinante universo do turismo, uma indústria dinâmica e global que desempenha um papel vital na economia moderna. Convidamos os estudantes a considerarem não apenas o aspecto teórico, mas também a riqueza prática que este curso proporciona. 

Assim, com esse texto compreenderemos as relações entre os destinos turísticos, as tendências de mercado e as habilidades gerenciais essenciais para o sucesso neste campo. Ao longo do artigo, exploraremos os diversos aspectos que compõem essa graduação, desde as disciplinas fundamentais até as oportunidades de carreira que se desdobram diante dos futuros profissionais em gestão de turismo.

Como é o curso de Gestão de Turismo?

Um pouco diferente do Bacharelado em Turismo, o curso de Gestão de Turismo oferece uma abordagem abrangente, combinando teoria e prática para preparar os alunos para os desafios da indústria do turismo. Durante a graduação, os estudantes exploram disciplinas que abrangem desde fundamentos do turismo, marketing específico para o setor, gestão de destinos até aspectos legais e sustentabilidade. 

Além disso, atividades práticas, como estágios e projetos, proporcionam uma experiência real que prepara os alunos para enfrentarem os cenários reais do mercado. Esse curso pode ser uma excelente opção para aqueles que desejam trabalhar com a parte de eventos, gestão de destinos turísticos, patrimônio cultural, gestão de cultura, história dos lugares e muito mais! 

coliseu com pôr do sol atrás
Atuar com patrimônio cultural e gestão de destinos turísticos são oportunidades nesse curso

Quais os tipos de Graduação em Gestão de Turismo?

Diferente de um Curso Superior de Turismo, existem alguns tipos de graduação em Gestão de Turismo para atender aos estudantes. O bacharelado e o tecnólogo são as opções mais comuns e disponíveis, cada uma com sua ênfase específica. A escolha dependerá das aspirações individuais de carreira de cada um. Continue lendo o texto e veja a seguir explicações para cada tipo de graduação.

Bacharelado em Gestão de Turismo

O Bacharelado em Gestão de Turismo é uma opção que proporciona uma formação mais longa, sólida e abrangente. Ao longo do curso, os estudantes mergulham em disciplinas mais amplas, como gestão empresarial, economia do turismo e desenvolvimento sustentável. Essa modalidade visa preparar profissionais a liderar em diversos setores, desde agências de viagens até órgãos governamentais.

Tecnólogo em Gestão de Turismo

O Tecnólogo em Gestão de Turismo é a alternativa mais comum, focada e com viés mais prático. Com uma duração mais curta, de dois a três anos, esse curso concentra-se em habilidades específicas demandadas pelo mercado de trabalho, incluindo gestão de eventos, marketing turístico e empreendedorismo. Essa modalidade é ideal para quem busca uma inserção rápida e eficiente no mercado de trabalho.

homem apresentando quadro com gráficos desenhados
O tecnólogo prepara o profissional para atuar de forma rápida no mercado

Licenciatura em Gestão de Turismo

Não existe curso de licenciatura em Gestão de Turismo, apenas licenciatura em Turismo. Porém, a licenciatura é um curso de graduação que habilita o profissional para o exercício do magistério na educação básica. O curso de gestão de turismo, por sua vez, é um curso de graduação de nível superior, tecnólogo ou bacharel, voltado para atuação na gestão de empresas e organizações do setor de turismo.

A faculdade de Gestão de Turismo é boa?

A qualidade de uma faculdade de Gestão de Turismo pode ser avaliada por diversos fatores, como corpo docente qualificado, estrutura acadêmica, parcerias com empresas do setor e o sucesso dos egressos no mercado. Pesquisar sobre a reputação da instituição, seus programas de intercâmbio, estágios e projetos de pesquisa pode fornecer uma visão abrangente sobre a excelência da faculdade.

No entanto, existem outros fatores muito importantes a serem analisados no momento em que você está checando se a instituição de ensino é boa, são elas: a aprovação do MEC (Ministério de Educação) e como é a aprovação desse curso no mercado de trabalho. 

A faculdade de Gestão de Turismo tem aprovação do MEC?

É crucial verificar se a faculdade de Gestão de Turismo possui a devida aprovação do MEC. Normalmente, todas as faculdades de Gestão de Turismo no Brasil devem ter a aprovação do MEC para que possam oferecer o curso e estejam funcionando corretamente. Por exemplo, a Anhanguera tem a aprovação do MEC para o curso de Gestão de Turismo.

A regularização junto ao MEC garante que a instituição atende aos padrões de qualidade estabelecidos, assegurando uma formação sólida e reconhecida nacionalmente. Para que você possa verificar a situação de uma instituição de ensino superior e de seu curso, você pode acessar o site oficial do MEC, o Sistema e-MEC.

Aprovação de Gestão de Turismo no Mercado

A aprovação da Gestão de Turismo no mercado é evidenciada pelo sucesso dos seus graduados no setor. A demanda consistente por esses profissionais no mercado de trabalho reflete a confiança depositada pelas empresas nesses profissionais. Além disso, não só valida a qualidade do curso, mas também demonstra a relevância contínua desses profissionais na indústria do turismo.

Outro ponto é a relação entre a faculdade e as principais empresas do ramo. Parcerias estratégicas, programas de estágio e projetos permitem que os estudantes apliquem seus conhecimentos desde o início de sua formação. Essa integração proporciona uma visão prática e alinhada com as demandas atuais da indústria, conferindo aos graduados uma vantagem competitiva.

guia turística em deserto com grupo
Projetos e estágios na área ajudam você a conhecer melhor a atuação no Turismo

Qual o perfil ideal de aluno de Gestão de Turismo?

O aluno ideal para a Gestão de Turismo é aquele que possui uma paixão intrínseca por explorar novos lugares, compreender culturas diversas e enxergar o turismo como uma ferramenta de transformação social e econômica. A curiosidade, aliada a uma mente empreendedora, é fundamental para aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas pelo curso. 

Além disso, a habilidade de comunicação e a flexibilidade para se adaptar a ambientes dinâmicos são traços valorizados, uma vez que a indústria do turismo exige profissionais aptos a lidar com desafios variados e interagir com pessoas diferentes. Com certeza, existem características específicas de cada aluno que o tornam único, mas também existe uma personalidade bem comum para o aluno desse curso.

guia de turismo em trilha com grupo
Ter habilidades de comunicação e de se adaptar em diversos ambientes é essencial

Personalidade do estudante de Gestão de Turismo

O perfil do estudante de Gestão de Turismo é delineado por uma série de características que se alinham às demandas dinâmicas e interativas do setor. Essas qualidades não apenas enriquecem a experiência acadêmica, mas também preparam os futuros profissionais para os desafios do mercado turístico.

  • Sociabilidade e Entusiasmo: Essas características são cruciais, pois a interação interpessoal desempenha um papel vital na indústria do turismo. A habilidade de construir e manter relacionamentos sólidos é fundamental para o sucesso, seja lidando com clientes ou colaboradores.
  • Proatividade e Iniciativa: A capacidade de antecipar necessidades, resolver problemas de maneira eficaz e buscar oportunidades de aprimoramento são traços que impulsionam o sucesso neste campo dinâmico.
  • Mentalidade Criativa:  Essa característica permite a concepção de soluções originais para desafios específicos do setor, contribuindo para a evolução constante e a adaptação às mudanças de tendências.
  • Curiosidade e Paixão por Experiências: A paixão por explorar novos lugares, compreender culturas diversas e proporcionar experiências memoráveis aos viajantes impulsiona o aprendizado e a busca por aprimoramento contínuo.
  • Resiliência e Adaptação: Dada a natureza imprevisível do setor, a resiliência e a capacidade de adaptação são cruciais. O estudante de Gestão de Turismo enfrenta desafios com uma mente resiliente, aprendendo com as experiências e ajustando estratégias conforme necessário para prosperar.

Em resumo, a personalidade do estudante de Gestão de Turismo é marcada por uma combinação única de habilidades sociais, iniciativa, criatividade e uma paixão profunda pelo mundo do turismo. Essas características não apenas moldam uma experiência acadêmica enriquecedora, mas também preparam os futuros profissionais para se destacarem em uma indústria em constante transformação.

grupo de alunos analisando informações em projeto
É importante ter mentalidade criativa e resiliência para atuar na área

Rotina de estudos do estudante de Gestão de Turismo

A rotina de estudos do estudante de Gestão de Turismo é dinâmica e diversificada, refletindo a natureza multifacetada da indústria. Além das aulas teóricas, os estudantes muitas vezes participam de atividades práticas, como visitas a empresas do setor, simulações de casos reais e estágios. Essa abordagem prática permite a aplicação imediata dos conhecimentos adquiridos em sala de aula.

Além disso, os estudos de lazer, a pesquisa e a atualização de novidades constante também são partes integrantes da rotina, dada a constante evolução do setor turístico. Participar de eventos, conferências e workshops relacionados ao turismo amplia a visão do estudante sobre as tendências e inovações, contribuindo para sua formação contínua.

Por isso, a gestão eficaz do tempo que esse aluno tem durante sua graduação é uma habilidade essencial, pois os estudantes frequentemente se envolvem em projetos paralelos, estágios e atividades extracurriculares para aprimorar ainda mais suas habilidades e ampliar sua rede de contatos no setor.

garoto pesquisando em computador e segurando caneta
Faz parte da rotina do curso a pesquisa e a atualização constante sobre o mercado de Turismo

Quais as modalidades de estudo para Gestão de Turismo?

A Gestão de Turismo oferece diversas modalidades de estudo. As opções incluem o ensino presencial, a modalidade semipresencial e a modalidade a distância (EAD). Cada uma apresenta características específicas, permitindo aos estudantes escolherem aquela que melhor se alinha com seu estilo de vida, objetivos e preferências.

Dá para cursar Gestão de Turismo EAD?

É possível cursar Gestão de Turismo na modalidade EAD. Essa opção oferece flexibilidade para os estudantes conciliarem os estudos com outras responsabilidades, como trabalho e família. No formato EAD, os alunos têm acesso a materiais didáticos online, aulas virtuais, e interagem com professores e colegas por meio de plataformas digitais. 

Essa modalidade permite que estudantes de diferentes regiões tenham acesso à formação em Gestão de Turismo, contribuindo para a democratização do ensino superior. Dessa forma, ela costuma agradar muitos alunos que já tem um estilo de vida com muito trabalho ou apenas não residem no local da faculdade que oferece o curso, ampliando as suas possibilidades.

Existe a faculdade de Gestão de Turismo Presencial?

A modalidade presencial é uma opção tradicional e amplamente oferecida para a faculdade de Gestão de Turismo. As aulas são realizadas em ambientes físicos, proporcionando interação direta entre professores e alunos. Essa modalidade permite uma imersão mais intensa nas atividades acadêmicas, promovendo networking e participação em atividades práticas e eventos no campus.

Tem Gestão de Turismo Semipresencial?

A modalidade semipresencial também está disponível para o curso de Gestão de Turismo. Também chamada de híbrido, ela combina elementos do ensino presencial e a distância. Os estudantes têm aulas presenciais em determinados períodos, geralmente nos finais de semana ou em encontros programados, enquanto o restante do curso é conduzido de forma online. 

Assim, essa abordagem oferece a flexibilidade do EAD, ao mesmo tempo que proporciona momentos de interação face a face. O formato semipresencial atende àqueles que valorizam a combinação entre a conveniência do aprendizado online e a experiência presencial.

mulher estudando com livros e notebook
No semipresencial, o curso tem aulas online e atividades práticas presenciais

Qual a duração e as matérias do curso de Gestão de Turismo?

A graduação em Gestão de Turismo, de acordo com a estrutura de um curso tecnólogo, possui uma média de duração de 2 anos, divididos em 4 semestres, com uma carga horária total de 1700 horas. A seguir, apresentamos as disciplinas presentes no currículo de Gestão de Turismo conforme diretrizes educacionais da Anhanguera.

1º Semestre

  • Empreendedorismo e Inovação
  • Gestão de Projetos e Eventos
  • Matemática Financeira
  • Responsabilidade Social e Ambiental – Optativa
  • Sociedade Brasileira e Cidadania

2º Semestre 

  • Cargos e Funções em Hotelaria
  • Fundamentos do Turismo
  • Inglês Aplicado ao Turismo e Hotelaria
  • Legislação Empresarial Aplicada
  • Marketing Turístico
  • Projeto de Extensão I – Gestão de Turismo

3º Semestre 

  • Agências de Turismo
  • Desenvolvimento de Projetos Turísticos
  • Gestão do Lazer, Recreação e Entretenimento
  • Mercado de Agências de Turismo
  • Projeto de Extensão II – Gestão de Turismo
  • Sistemas de Transporte

4º Semestre 

  • Comunicação e Educação Corporativa – Optativa
  • Planejamento e Organização do Turismo
  • Políticas Públicas para o Turismo
  • Turismo e Hospitalidade de Eventos
  • Turismo em Áreas Naturais

Além disso, seguindo as diretrizes curriculares para Gestão de Turismo, o currículo conta com uma carga horária de 100 horas para as Atividades Complementares Obrigatórias (ACO).

professora dando aula de inglês com quadro branco
“Inglês Aplicado ao Turismo e Hotelaria” é uma das disciplinas

Quais as possibilidades de especialização em Gestão de Turismo?

As possibilidades de especialização em Gestão de Turismo são vastas, proporcionando aos profissionais oportunidades de aprimoramento em áreas específicas. Estas especializações não só aprofundam os conhecimentos, mas também capacitam os graduados a se tornarem especialistas altamente valorizados na indústria.

  • Gestão de Destinos Turísticos: Esta especialização foca na gestão de viagens de forma estratégica e no turismo sustentável de destinos, abordando planejamento turístico, indicação de restaurantes e gastronomia, além de desenvolvimento e promoção de regiões turísticas.
  • Marketing Turístico: Aprofundando-se nas estratégias de marketing específicas para o turismo, essa especialização prepara profissionais para promover destinos, como cruzeiros marítimos, e serviços turísticos de maneira eficaz.
  • Sustentabilidade no Turismo: Essa especialização aborda práticas sustentáveis na indústria turística, o ecoturismo, preparando profissionais para lidar com os desafios da sustentabilidade, entendendo os ecossistemas naturais e o turismo ecológico. 
  • Gestão de Eventos: Esta especialização concentra-se na organização e gestão de eventos turísticos, desde pequenas celebrações até grandes conferências, proporcionando habilidades específicas para esse segmento.
  • Hotelaria: A especialização em hotelaria prepara profissionais para atuar na gestão eficiente de hospedagens, desenvolvendo habilidades essenciais para o setor hoteleiro.
homem fazendo estratégia de marketing em agência
Marketing turístico é uma área de especialização

Quais as principais áreas para recém-formados?

Os recém-formados em Gestão de Turismo têm à disposição um amplo leque de oportunidades profissionais, permitindo a diversificação em diferentes áreas da indústria turística. Confira a seguir as principais opções que os recém-formados em Gestão de Turismo.

  • Agência de Viagens e Empresas de Turismo: Essa área foca no turismo cultural, proporcionando experiência prática na organização de itinerários, escolha de parques temáticos, reservas em TripAdvisor ou Airbnb, e na prestação de serviços turísticos.
  • Órgãos Governamentais ligados ao Turismo: Trabalhar em órgãos governamentais, como o Ministério do Turismo do Brasil, permite aos profissionais participar ativamente na formulação de políticas públicas e no desenvolvimento do setor turístico em níveis local, estadual ou federal.
  • Gestão de Eventos: A área de gestão de eventos oferece oportunidades para a organização de diferentes tipos de eventos, desde festivais culturais até conferências e congressos.
  • Guias Turísticos: O guia turístico desempenha um papel crucial na experiência do visitante, atuando como um elo entre os destinos turísticos como museus e galerias e os turistas.
  • Hotelaria: Ingressar na área de gestão hoteleira possibilita aos recém-formados atuarem em hotéis e resorts, dentro da administração em turismo de estabelecimentos hoteleiros, gerenciando operações de transporte turístico e garantindo a satisfação dos hóspedes.
  • Empreendedorismo no Turismo: Muitos recém-formados optam por empreender, trabalhar com a gestão de empreendimentos turísticos, criando suas próprias agências e operadoras de turismo, serviços especializados, com foco no turismo receptivo, e consultorias na indústria do turismo.

Além disso, existem organizações como a Organização Mundial do Turismo (UNWTO) e o Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR) que são locais de respeito para se trabalhar. Mas, em resumo, as oportunidades são vastas para os recém-formados em Gestão de Turismo, permitindo uma carreira dinâmica e adaptável às preferências individuais e aspirações profissionais. 

funcionário de hotel em frente `a escada
Na área de hotelaria, você pode administrar hotéis e resorts

É melhor ingressar na faculdade pública ou privada?

A escolha entre ingressar em uma faculdade pública ou privada de Gestão de Turismo depende de vários fatores, como recursos financeiros, objetivos de carreira e preferências individuais. No entanto, você deve observar bem o que cada uma delas pode te oferecer, visando os seus objetivos e condições, assim como já mencionado.

As faculdades públicas geralmente oferecem uma estrutura acadêmica sólida, acesso a pesquisa e infraestrutura de qualidade, muitas vezes a um custo mais acessível. No entanto, por outro lado, as faculdades privadas podem oferecer maior flexibilidade de horários, parcerias com empresas do setor e uma abordagem mais prática no ensino, embora possam ter mensalidades mais elevadas.

Faculdade Pública de Gestão de Turismo

Ingressar em uma faculdade pública de Gestão de Turismo pode proporcionar uma educação de alta qualidade com uma base teórica sólida. Essas instituições muitas vezes contam com professores renomados e infraestrutura que favorecem a pesquisa e o desenvolvimento acadêmico. Além disso, a acessibilidade financeira nas faculdades públicas do Brasil torna essa opção mais atraente para estudantes.

Faculdade Privada de Gestão de Turismo

As faculdades privadas de Gestão de Turismo oferecem vantagens como maior flexibilidade de horários, possibilidade de parcerias com empresas do setor e uma abordagem mais prática ao ensino. Embora possam ter mensalidades mais elevadas, algumas instituições privadas oferecem programas de bolsas, descontos e financiamentos para facilitar o acesso.

mulher e homem jovens comemorando enquanto olham computador
É possível obter bolsas, descontos e financiamentos para estudar

Quanto custa a graduação em Gestão de Turismo?

O custo da graduação em Gestão de Turismo em uma faculdade particular pode variar amplamente, variando com mensalidades a partir de R$100,00 e podendo ultrapassar a casa dos R$2.000,00. No entanto, esses valores vão depender de fatores como: a instituição de ensino, modalidade de ensino, tipo de graduação e região do país, entre outros.

Tem como conseguir bolsa de estudos em Gestão de Turismo?

Conseguir bolsas de estudos em Gestão de Turismo é possível e pode viabilizar o acesso à educação superior, aliviando o peso financeiro para muitos estudantes. Diversas oportunidades estão disponíveis, abrangendo diferentes critérios e fontes de financiamento. Abaixo, destacamos algumas opções comuns:

  • Bolsas Acadêmicas: Muitas instituições oferecem bolsas com base no desempenho acadêmico dos estudantes. Essas bolsas valorizam o mérito e podem ser concedidas a alunos com excelentes resultados ao longo do ensino médio.
  • Programas Governamentais: Diversos programas governamentais destinam-se a incentivar a educação superior. Bolsas como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) são exemplos que oferecem apoio financeiro aos estudantes.
  • Bolsas de Organizações e Fundações: Organizações não governamentais, fundações e empresas também podem disponibilizar bolsas de estudos. Essas bolsas podem ter critérios específicos, como foco em áreas de pesquisa, desenvolvimento comunitário ou inovação.
  • Bolsas de Intercâmbio e Pesquisa: Alguns programas de bolsas são direcionados a estudantes que buscam experiências internacionais, promovendo intercâmbios acadêmicos e participação em projetos de pesquisa.
pessoa segurando globo em miniatura
A bolsa de intercâmbio oferece a oportunidade de estudar fora do país

Como entrar em Gestão de Turismo?

Entrar na área de Gestão de Turismo oferece diversas possibilidades, cada uma com requisitos específicos. Essa variedade de caminhos proporciona aos aspirantes a estudantes opções adaptáveis às suas necessidades e objetivos educacionais. Explore as vias disponíveis e escolha aquela que melhor se alinha com seu perfil e metas profissionais.

ENEM

Organizado pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) é uma via amplamente utilizada para ingresso em cursos de Gestão de Turismo, tanto em instituições públicas quanto privadas. 

Além de avaliar o conhecimento adquirido durante o ensino médio, o ENEM possibilita que os candidatos utilizem suas notas em processos seletivos específicos de cada instituição. Essa flexibilidade confere aos estudantes a oportunidade de escolher entre diversas opções acadêmicas, ampliando as possibilidades de admissão.

Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é outra forma dos estudantes ingressarem no curso de Gestão de Turismo. Trata-se de uma ferramenta eficaz para quem busca ingressar em instituições públicas de ensino superior. Utilizando as notas do ENEM como critério de seleção, o sistema permite que os candidatos se inscrevam nas vagas disponíveis em diversas universidades, ampliando as opções e possibilitando a participação em processos seletivos de instituições renomadas.

tela do celular com aplicativo do sisu em foco
O Sisu é uma ferramenta que seleciona estudantes para as universidades

Vestibular

O processo seletivo via vestibular ainda é uma escolha comum para ingresso em Gestão de Turismo. Tanto instituições públicas quanto privadas organizam seus próprios vestibulares, cada um com características específicas. Esses exames podem incluir provas de conhecimentos gerais, redação e, em alguns casos, entrevistas. 

Dessa forma, através do vestibular, os candidatos têm a oportunidade de demonstrar não apenas seu conhecimento acadêmico, mas também habilidades específicas e aptidões que podem ser relevantes para o curso e para a futura atuação profissional na área de Gestão de Turismo.

Quais as exigências para se formar em Gestão de Turismo?

As exigências para se formar em Gestão de Turismo vão variar de acordo com cada instituição. No entanto, de maneira geral, incluem a conclusão das disciplinas obrigatórias do curso, horas de estágio, a participação em atividades complementares, Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e a aprovação no Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). 

Além disso, é comum que os estudantes apresentem um bom desempenho acadêmico ao longo do curso, atendendo aos requisitos mínimos de aproveitamento estabelecidos pela instituição de ensino. O cumprimento dessas exigências assegura que o graduando adquira conhecimentos teóricos e práticos necessários para atuar de forma eficaz na área de Gestão de Turismo.

Estágio Obrigatório em Gestão de Turismo

O estágio obrigatório é um requisito que pode variar a exigência para a formação em Gestão de Turismo a depender da faculdade. Porém, é durante o estágio que os estudantes têm a oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, desenvolvendo habilidades específicas da área. 

Esse componente curricular ou extracurricular pode proporcionar uma imersão no ambiente profissional, permitindo aos graduandos vivenciar desafios reais da indústria do turismo, estabelecer contatos no mercado de trabalho e consolidar uma base sólida para sua futura atuação profissional.

recepcionista e hóspede em hotel
A obrigatoriedade do estágio pode variar, mas é uma ótima oportunidade de aplicar o que se aprendeu

Enade para Gestão de Turismo

O Enade é uma avaliação que integra as exigências para a formatura em Gestão de Turismo. Realizado periodicamente, o Enade visa aferir o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos e habilidades desenvolvidas ao longo do curso. 

Dessa forma, a participação no Enade é um requisito obrigatório para os concluintes de Gestão de Turismo no seu ano vigente de aplicação do exame. Além disso, o desempenho dos alunos pode impactar a qualidade do curso e da instituição de ensino como um todo.

TCC de Gestão de Turismo

A elaboração e defesa do TCC representam outra exigência essencial para a formação em Gestão de Turismo. O TCC é um projeto de pesquisa que demanda a aplicação dos conhecimentos teóricos e práticos adquiridos durante o curso, permitindo ao estudante aprofundar-se em uma temática específica da área. Essa etapa é crucial para o desenvolvimento da capacidade analítica, crítica e de pesquisa para os futuros profissionais de Gestão de Turismo.

Vale a pena se formar em Gestão de Turismo?

A decisão de se formar em Gestão de Turismo envolve a consideração de diversos fatores, como paixão pela área, oportunidades profissionais e perspectivas de crescimento. Para quem tem afinidade com o setor turístico, a formação em Gestão de Turismo pode abrir portas para uma carreira dinâmica e diversificada. 

Além disso, a crescente demanda por profissionais qualificados na indústria do turismo sugere que a formação nesse campo pode ser uma escolha promissora para aqueles que buscam uma carreira nessa área. Porém, você também deve pesquisar sobre o investimento que é feito nesse curso e a remuneração salarial que você pode alcançar.

homem em salão de hotel
O setor de Turismo pode abrir muitas oportunidades para quem se forma nessa área

Salário para formados em Gestão de Turismo

Com base nas informações retiradas do site Salário.com, atualmente, um Analista de Turismo (turismólogo) ganha em média R$2.608,16 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 43 horas semanais. No entanto, o salário pode variar dependendo do cargo, nível de experiência, localização geográfica e do segmento específico em que o profissional atua.

Setores como gestão de eventos culturais, marketing turístico e consultoria podem oferecer remunerações diferenciadas. Considerando a natureza dinâmica e globalizada da indústria do turismo, a formação em Gestão de Turismo pode proporcionar não apenas um salário atrativo, mas também a chance de trabalhar em um campo apaixonante e em constante evolução.

Investimento X Retorno para Gestão de Turismo

O investimento na formação em Gestão de Turismo pode ser vantajoso quando avaliado em relação ao retorno proporcionado pela carreira, que é basicamente pautado em mensalidades, no caso da faculdade privada. Embora esse custo seja um fator a ser considerado, o potencial de crescimento e a diversidade de oportunidades podem compensar esse investimento ao longo do tempo. 

Além disso, a flexibilidade da área permite que profissionais explorem diferentes segmentos, que vão desde o turismo de aventura até o turismo internacional, contribuindo para a construção de uma carreira adaptável. Em um mercado de trabalho cada vez mais globalizado e voltado para a experiência do cliente, a formação em Gestão de Turismo pode oferecer um equilíbrio entre realização profissional e retorno financeiro.

Saiba também: veja como fazer a faculdade que sempre sonhou com bolsa de 100% na Anhanguera!

Play video

Por que cursar Gestão de Turismo na Anhanguera?

Escolher a Anhanguera para cursar Gestão de Turismo é optar por uma instituição comprometida com a excelência acadêmica e o sucesso profissional dos seus estudantes. Faça parte do futuro promissor da indústria turística, que vai desde o turismo rural ao turismo de luxo, escolha a Anhanguera!

Com uma abordagem centrada no aluno, a Anhanguera visa não apenas formar profissionais competentes em Gestão de Turismo, mas também inspirar líderes que impulsionarão o setor do turismo de negócios. Não perca tempo e se inscreva no vestibular da Anhanguera e garanta uma educação de qualidade!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!

Artigos relacionados