O que é o Fies, como funciona e quem tem direito a ele?

fies

Você quer fazer uma faculdade, mas não tem condições de pagar mensalidades caras? Pois saiba que existem alternativas para conquistar o tão sonhado diploma em um curso superior. É aí que entra o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).🔝

O programa faz parte das ações do Ministério da Educação (MEC) para garantir que pessoas com renda limitada tenham a chance de fazerem uma faculdade. Daí, os alunos pagam as parcelas somente após a conclusão do curso e com taxa zero de juros. A seguir, vamos explicar melhor o Fies e até dar alternativas para quem não tem direito ao benefício. Olha só!

O que é o Fies?

Fies é a sigla para Fundo de Financiamento Estudantil. Na prática, como o próprio nome sugere, esse é um programa que financia os custos do ensino superior.👨🏽‍🎓

Ou seja, assim como você pode comprar uma casa ou um carro por meio de um financiamento bancário, também dá para pagar a faculdade em suaves prestações que vencem após a conclusão do curso. A diferença é que os subsídios do Fies vêm do governo federal.

Tem outra vantagem legal aí: não tem juros. Isto é, você pode ter até 100% das mensalidades financiadas — a depender das condições financeiras do candidato — com taxa real zero de juros.😁

Mas olha: não confunda com P-Fies, viu? O P-Fies também é um programa de financiamento estudantil, mas feito diretamente com bancos privados. Nesse caso, existe a incidência de juros, entre outros encargos.

Aliás, essa é uma opção disponibilizada pelo novo Fies que garante o acesso ao ensino superior de pessoas com faixa de renda que não se enquadram aos requisitos do financiamento do governo. Vamos falar mais sobre esses valores daqui a pouco, combinado?

A título de curiosidade, o Fies foi criado em 1999, na gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e ampliado, anos mais tarde, na gestão Lula. O programa se tornou uma alternativa para pessoas com renda limitada, mas que não têm o perfil para concorrer a uma bolsa de estudos via Programa Universidade para Todos (Prouni), o principal programa de concessão de bolsas para graduação do governo federal.

Quem pode participar?

O Fies é aberto a estudantes graduados e não graduados de todo o país. Para concorrer ao financiamento integral das mensalidades, é preciso ter:⬇️

  • concluído o ensino médio;
  • renda familiar per capita (por pessoa da família) de até 3 salários mínimos. Para o P-Fies, a renda per capita é de até 5 salários mínimos;
  • nota mínima de 450 pontos no Enem e não ter zerado a redação;
  • escolhido uma faculdade bem-avaliada pelo MEC que faz parte do programa. Importante: o Fies só vale para cursos presenciais, não incluindo as modalidades de Educação a Distância (EAD).

Outro ponto importante é que, ao contrário do Prouni, não é obrigatório ter estudado em escolas públicas para se candidatar ao Fies. Desde que sua família se encaixe nos critérios de renda do programa, você pode participar.

Além disso, é necessário se inscrever no prazo determinado para pleitear o financiamento. O processo seletivo abre duas vezes por ano — uma vez no início do primeiro semestre letivo e outra no segundo. Se você perder a data, precisará esperar o próximo processo seletivo. Sendo assim, fique de olho!🚨

Como funciona o Fies na prática?

Funciona mais ou menos assim: em vez de pagar as mensalidades para faculdade, é o Fundo de Financiamento Estudantil que arca com as despesas. Daí, depois que você concluir o curso, devolve ao governo os valores pagos. Legal, né?

Durante o curso

Mas olha: isso não significa que você não terá nenhum gasto com a formação, viu? Na verdade, durante o curso, o aluno precisa pagar os encargos educacionais fixados no contrato. O valor é simbólico e não costuma pesar no bolso do aluno.

Além do mais, os custos que você terá durante os estudos variam conforme o percentual liberado para financiamento. Se você tiver 50% do curso financiado, por exemplo, precisa pagar metade das mensalidades diretamente para a faculdade e o restante quita depois que concluir o ensino superior, entende?

Ainda assim, aquelas despesas que todo aluno tem durante o curso — como materiais pessoais, livros, moradia, tempo (porque tempo é dinheiro!), entre outros — não entram nesse pacote.

Depois do curso

Deu tudo certinho na contratação? Se a resposta for sim, pode estudar com tranquilidade que a primeira parcela do financiamento só vai vencer após a conclusão do curso. No total, o estudante tem até 14 anos para pagar tudo.😯

Ao conseguir um emprego, o pagamento é descontado diretamente na fonte, mas respeitando os limites previstos em contrato. Além disso, você pode amortizar a dívida de forma voluntária enquanto ainda estiver na faculdade ou após o curso.

De toda forma, vale lembrar que existem várias regras prevendo diversas situações na vida dos alunos, como desistência do curso, perda de emprego, problemas financeiros e por aí vai. Então, se você tiver algum problema, confira imediatamente as regras do contrato e as informações oficiais no Acesso Único Fies.⬅️

Quais são as alternativas ao Fies?

Você não se enquadra nos requisitos do Fies ou quer conhecer outras formas de conseguir desconto na faculdade? Pois aqui vai uma notícia boa: além do crédito estudantil privado, muitas faculdades têm programas de bolsas de estudo e descontos que funcionam como uma alternativa ao Fies.

Esse é o nosso caso aqui da Anhanguera🧡🖤, com as seguintes opções de bolsas e descontos:

  • convênio empresa: descontos para funcionários de empresas conveniadas com a faculdade;
  • bolsa incentivo: desconto concedido a calouros como uma forma de incentivo para iniciar os estudos;
  • bolsa Enem: desconto sobre a mensalidade proporcional à nota obtida no Enem. Ou seja, quanto maior a nota, maior o desconto;
  • bolsa primeiro semestre: descontos válidos para o primeiro semestre do curso;
  • bolsas para servidores públicos e militares, válido para filhos de até 24 anos e cônjuges;
  • bolsa transferência externa: destinada a alunos transferidos de uma instituição para outra.

A sua hora chegou!

Neste post, você conheceu o Fies e descobriu se pode participar ou não. Além disso, já deu para perceber que existem opções de financiamento privado e bolsas e descontos das próprias faculdades, como a Anhanguera, não é mesmo? Sendo assim, com ou sem Fies, dá para estudar em uma ótima faculdade!😎

Então, que tal ingressar em uma instituição com o curso dos seus sonhos e que cabe no seu bolso? Inscreva-se já em nosso vestibular online e concorra a uma bolsa de estudos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 137

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!

Artigos relacionados