Saiba tudo sobre a faculdade de Engenharia de Software!

Engenharia de Software faculdade

Quando chega a época de vestibular, a área das engenharias é, facilmente, uma das que mais despertam interesse dos jovens. Também pudera: são vários eixos de formação disponíveis que capacitam para trabalhar com os mais diferentes setores do mercado, desde o de construção até o de tecnologia. É o caso da faculdade de Engenharia de Software.

E está tudo bem se você ainda não está por dentro dessa graduação e do tipo de carreira que ela proporciona, viu? Neste post, você vai ter uma ideia da duração do curso, das modalidades dele, do custo das mensalidades etc.

De quebra, ainda vai entender tudo sobre engenharia de software e por que os profissionais do campo serão tendência nos próximos anos. Continue lendo!

Como anda a procura pela faculdade de Engenharia de Software?

O Censo da Educação Superior de 2020 mostra que a faculdade de Engenharia de Software atraiu cerca de 17.076 vestibulandos e alcançou a marca de 12.738 matrículas no ano levantado. Ou seja, é um resultado ainda tímido e que reflete o fato de que até a edição de 2017 essa graduação não era disponibilizada em nenhuma instituição do país.

Apesar disso, é uma formação que já vem ganhando notoriedade nos últimos anos e que se destaca principalmente pelo fato de ser uma das carreiras em tecnologia em alta.

Afinal de contas, cada vez mais empresas vão demandar profissionais desse ramo para suprir a demandas internas de desenvolvimento e manutenção de softwares usados nos mais variados setores, como atendimento ao cliente, marketing, financeiro, TI etc.

Basta ter em mente que, hoje, a tecnologia não é um só um recurso para as operações e atividades das instituições. Em muitos locais, ela é o principal meio de vendas e prestação de serviços, sendo vital para o funcionamento deles.

Portanto, as companhias estão cada vez mais investindo nesse campo, o que demanda, automaticamente, mais pessoas com formação acadêmica adequada. Na prática, isso significa um setor aquecido e que terá uma vasta oferta de empregos, se posicionando como uma das engenharias mais bem pagas.

Inclusive, isso é algo que já pode ser notado nos dias atuais. Uma prova é que o salário de engenharia de software está na faixa dos R$ 7.290,00 em todo o país, conforme balanço de mais de 8 mil cargos da área, analisados pelo portal Glassdoor.

Qual é o objetivo da graduação em Engenharia de Software?

O objetivo desse curso é formar profissionais com conhecimento técnico-científico em todas as etapas que envolvem desde a concepção até a operação de sistemas virtuais que usamos ou acessamos no dia a dia no celular, no tablet, no computador, na smart TV etc. Isso porque esses sistemas estão presentes em aplicativos, sites, plataformas e muito mais.

Logo, é indispensável que haja pessoas trabalhando continuamente nesses sistemas para que eles não apresentem falhas (os famosos bugs), sobrecargas, lentidão, riscos de segurança, vazamento de dados e afins.

E é aí que entra o engenheiro de software, sendo responsável direto por projetar, programar, codificar, avaliar a qualidade de operação, realizar testes de segurança e conduzir revisões sistemáticas.

Antes de finalizar esse tópico, vale mencionar que a graduação do engenheiro de software é encontrada apenas na habilitação de bacharelado. O que significa que, diferentemente de alguns cursos, você não tem como optar entre estudar bacharelado, licenciatura ou tecnólogo em Engenharia de Software.

Quais são as principais matérias de Engenharia de Software?

O projeto pedagógico do curso conta com diferentes disciplinas que envolvem temáticas como projeção, desenvolvimento e operação de sistemas. Abaixo, mostramos algumas das matérias de Engenharia de Software para que você já saiba antecipadamente o que terá pela frente. Veja:

  • Desenvolvimento Mobile;
  • Análise e Modelagem de Sistemas;
  • Gerenciamento e Qualidade de Software;
  • Governança de Tecnologia da Informação;
  • Sistemas de Computação e de Informação;
  • Técnicas de Inteligência Artificial;
  • Segurança e Auditoria de Sistemas;
  • Linguagem Orientada a Objetos;
  •  Frameworks para Desenvolvimento de Software;
  • Arquitetura e Organização de Computadores.

Um ponto importante desses conteúdos é que os ensinamentos deles são interconectados, o que promove uma imersão maior na área e um aprendizado em 360º.

Qual a duração da faculdade de Engenharia de Software?

A graduação em Engenharia de Software tem duração total de 5 anos — um período de formação padrão para muitas das Engenharias, como é o caso da Engenharia de Produção, da Engenharia Mecânica e da Engenharia Química.

“Mas é possível terminar a faculdade antes desse prazo?”, você pode estar se perguntando. A resposta é sim. Porém, apenas em um cenário específico: caso você já tenha concluído parte das disciplinas presentes na grade curricular do curso.

Para isso, você precisa ter feito, parcial ou totalmente, alguma faculdade em área similar (que envolva tecnologia, computação e software).

Isso porque não há como adiantar disciplinas de outros semestres, uma vez que as matérias ministradas no presente são pré-requisito para aquelas que serão estudadas nos períodos letivos seguintes.

Qual é o preço do curso de Engenharia de Software?

O aluno Anhanguera tem mensalidades com ótimo custo-benefício do país e condições super especiais para não pesar no bolso. Esse é um compromisso que a instituição assumiu: o de ofertar ensino de qualidade, alinhado com a atualidade do mercado e com um suporte administrativo, docente e acadêmico, que auxiliam de perto os estudantes em toda a jornada universitária.

Vale mencionar, ainda, que a Anhanguera, sempre buscando incentivar a entrada e a permanência de mais vestibulandos na educação superior, conta com várias modalidades de bolsas de estudo. Esses incentivos são válidos não apenas nas graduações presencias, mas também nas EAD. Abaixo, você conhece algumas das opções de bolsas de estudo!

Bolsa Primeiro Semestre

A Bolsa Primeiro Semestre funciona como um benefício que ajuda no processo de adaptação do orçamento dos alunos que entram na faculdade e assumem uma nova responsabilidade financeira (a mensalidade do curso). Por isso, a Anhanguera disponibiliza até 20% de abatimento nas 6 mensalidades do primeiro semestre letivo do seu bacharelado.

Bolsa Transferência

A Bolsa Transferência não tem nenhum segredo: ela é voltada para aqueles que já eram acadêmicos em outras instituições, mas que por motivos diversos (como insatisfação com o curso e/ou a faculdade de origem), optaram por concluir a graduação na Anhanguera.

Nessa situação, você consegue um abatimento de até 30% na sua mensalidade de Engenharia de Software. E detalhe: ele é válido para todo o curso.

Bolsa Incentivo

Por último, a Bolsa Incentivo atende aos estudantes que estão com limitações financeiras que impactam o pagamento das mensalidades da faculdafr. Se esse é o seu caso, você pode se inscrever nela desde o início da graduação, garantindo que esse benefício esteja acessível em toda a formação, para que você se torne um futuro bacharel em Engenharia de Software.

Como se matricular no curso de Engenharia de Software?

O processo para se matricular no curso superior de Engenharia de Software na Anhanguera, uma das faculdades com maior empregabilidade do país, envolve três etapas bem simples. Confira quais são elas e dê uma olhada no passo a passo seguir!

Faça o vestibular Anhanguera

Para começar, você deve se inscrever no vestibular da Anhanguera. Algo que vale a pena ser mencionado para você, vestibulando, é que não há só uma forma de entrada.

Ao contrário, há três. São elas: o vestibular tradicional, o vestibular online e o uso da nota no Exame Nacional do Ensino Médio. Para completar, ainda há a possibilidade de entrada como segunda graduação ou transferência externa.

Acompanhe sua inscrição

O segundo passo é acompanhar o seu processo de inscrição. É possível fazer isso por meio da área do candidato, um espaço virtual onde é dado um retorno sobre a sua aprovação no vestibular. Aliás, é importante dizer que quem escolhe o modelo de prova virtual, que consiste em criar uma redação, também acessa o espaço para produzir e entregar o texto, ok?

Ingresse na faculdade

Uma vez aprovado, não há mistério: o candidato passa para a fase da matrícula, que é bem prática e rápida. Isso porque dá para realizá-la pela área do candidato, a mesma que apresentamos no tópico anterior.

Basta subir digitalmente os seguintes documentos: RG, CPF, certidão de nascimento, comprovante de residência, histórico escolar e certificado de conclusão do ensino médio. Depois disso, você estará pronto para fazer parte da história da Anhanguera.

Em que modalidades o curso de Engenharia de Software é oferecido?

O bacharelado em Engenharia de Software é ofertado em três modalidades de ensino: presencial, a distância e semipresencial. Cada uma delas têm características específicas quanto à apresentação das aulas. Abaixo, você vai entender melhor quais são elas!

Engenharia de Software presencial

Na modalidade presencial de Engenharia de Software, a massiva maioria das disciplinas são dadas em salas de aula e em laboratórios da instituição de ensino. Isso porque o próprio Ministério da Educação (MEC), por meio da portaria nº 2117/19, liberou que até 40% dos cursos presenciais contem com aulas gravadas e/ou remotas.

Portanto, no decorrer dos semestres, as aulas que são ao vivo ocorrem de forma sequencial nos dias da semana, cumprindo horários preestabelecidos dentro de um ou mais turnos. Ou seja, você pode estudar pela manhã, manhã e tarde, tarde e noite ou apenas à noite.

Engenharia de Software semipresencial

No formato semipresencial de Engenharia de Software, por outro lado, não há um limite mínimo de aulas que devem ser ao vivo na faculdade, universidade ou centro universitário. Tanto é possível que seja meio a meio quanto é possível ter mais matérias online, por exemplo.

Isso porque a divisão da grade curricular entre EAD e presencial ocorre conforme o teor do conteúdo das disciplinas. As expositivas e teóricas são exclusivamente virtuais. Já as experimentais e interativas são ministradas no campi.

Por conta disso, é comum que o seu horário de estudo seja mais flexível, com você precisando ir à instituição em apenas alguns dias da semana, enquanto nos demais dá continuidade ao curso de casa.

Engenharia de Software EAD

Por último, há a graduação em Engenharia de Software EAD. Nessa versão, não há aulas presenciais diárias ou mesmo ocorrendo de forma pontual na semana. Ao contrário, como o nome já deixa claro, toda a sua formação ocorre digitalmente.

Funciona assim: elas são disponibilizadas já gravadas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) e você ajusta o seu próprio horário de estudos para assisti-las, reassisti-las ou simplesmente revisá-las.

O mesmo vale para a interação com os colegas nos fóruns das disciplinas, o envio de mensagens para os tutores do curso, a realização das atividades complementares no sistema e a leitura do material didático virtual.

Como a Anhanguera pode ajudar você a fazer faculdade de Engenharia de software?

O primeiro ponto a destacar são os diferenciais que o aluno Anhanguera tem durante a graduação em Engenharia de Software. Podemos citar corpo docente especializado e referência no ramo, polos de educação bem equipados em todo o Brasil e grade curricular com conteúdos que estimulam o desenvolvimento multifacetado de competências.

Mas não para por aí, já que a Anhanguera investe pesado em políticas de acessibilidade e inclusão para tornar o ensino (presencial, semipresencial e EAD) mais democrático.

Há ainda os modelos de avaliações que acompanham o seu rendimento acadêmico, as Trilhas de Carreira que promovem aprendizado para além das aulas e a oferta de plataformas que facilitam o início da sua vida profissional — como o Canal Conecta.

Esteja pronto para estudar Engenharia de Software na Anhanguera!

Como mostrado no decorrer do artigo, a faculdade de Engenharia de Software é uma oportunidade excelente não só para entrar no ramo das engenharias — que é um dos mais sólidos do mercado —, mas para atuar em um setor com vasto potencial de expansão em todo o país. Não é para menos que o retorno salarial é bastante atrativo.

Por isso, é fundamental ter uma boa formação que o desenvolva e o qualifique profissionalmente para essa área, como a oferecida pela Anhanguera. Portanto, invista no certo e tenha um currículo diferenciado ao começar a sua carreira!

Depois de tudo o que foi falado aqui, você quer logo garantir sua inscrição no vestibular Anhanguera? Pois acesse já a nossa página de inscrição!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.