Graduação em Culinária: como é a rotina e o que você vai aprender?

graduação em culinária

Cozinhar é uma atividade simples e necessária do cotidiano, mas também é considerada uma arte ou uma paixão na vida de muita gente. Mais do que isso, a área gastronômica é uma boa possibilidade de carreira. Portanto, a graduação em Culinária é um passo certo para quem quer ganhar dinheiro fazendo algo de que gosta.

Se essa também é uma das suas opções de profissão, acompanhe nosso post e descubra como funciona a faculdade de Culinária, o que se aprende na graduação e quais as possibilidades de atuação do gastrônomo. Não perca as informações a seguir!

Qual é a importância da graduação em Culinária para o currículo?

Se até esse momento você tinha dúvidas se é necessário ter faculdade ou curso técnico, ou nenhuma formação específica, para trabalhar com culinária, nós trouxemos a resposta. Embora existam muitas pessoas não graduadas trabalhando na área, a graduação em Gastronomia é o que destaca o currículo e atesta o conhecimento abrangente do profissional.

Sem uma formação específica, você pode trabalhar como ajudante em estabelecimentos e em empresas do ramo gastronômico. Já a pessoa com graduação em Culinária tem outras responsabilidades, além do preparo dos pratos.

O gastrônomo é um profissional completo, e suas atribuições são mais amplas do que a elaboração de receitas e a manipulação de ingredientes. O chef também está à frente de todos os processos que acontecem em uma cozinha profissional. Suas atividades incluem:

  • planejar e supervisionar todas as etapas envolvidas na produção dos pratos;
  • elaborar cardápios com receitas tradicionais ou com criações gastronômicas inéditas;
  • liderar a equipe, distribuir funções e fazer uma gestão eficiente de produtos e de pessoas;
  • acompanhar a qualidade do sabor e da apresentação dos pratos;
  • conhecer desde os pratos mais simples até o menu da alta Gastronomia;
  • gerenciar o estoque das mercadorias;
  • manter-se atualizado em relação às tendências e às inovações culinárias.

Essas e outras responsabilidades mostram que a rotina do gastrônomo inclui atividades bem mais complexas do que cozinhar. Nesse sentido, a faculdade de Culinária é essencial para preparar o profissional para assumir suas funções com eficiência e alcançar o sucesso na carreira.

O que se aprende na graduação em Gastronomia?

Na graduação em Gastronomia, o estudante aprende temas como Administração de Negócios, Cozinha Brasileira, Cozinha Internacional, Enologia, Planejamento de Cardápio, entre outras. As disciplinas vistas durante o curso, em conjunto com as atividades práticas, preparam o futuro gastrônomo para ser um profissional completo.

A grade curricular pode apresentar variações de uma instituição para outra. Mas em geral, o aluno aprende as seguintes matérias na faculdade de Culinária:

  • Administração aplicada à Gastronomia;
  • História da Gastronomia;
  • Cozinha Brasileira;
  • Higiene e Controle de Alimentos;
  • Panificação e Confeitaria;
  • Enologia;
  • Serviços de Bar;
  • Cozinha Internacional;
  • Cozinha Oriental;
  • Princípios da Nutrição;
  • Gastronomia e Cultura;
  • Etiqueta;
  • Planejamento de Cardápio;
  • Tecnologia de Alimentos.

Como são ministradas as aulas de Gastronomia?

Vamos agora levantar alguns pontos sobre a rotina do curso para que você entenda como funciona a faculdade de Culinária — a começar pelo grau acadêmico que a graduação oferece.

A Gastronomia faz parte dos cursos tecnológicos, isto é, são faculdades com menor duração que o Bacharelado e com foco maior nas demandas atuais do mercado de trabalho. O diploma concedido também é de ensino superior, e o título conferido é o de Tecnólogo.

O curso tem duração de seis semestres (três anos) e pode ser realizado tanto na modalidade presencial quanto na semipresencial. A primeira opção é ideal para quem tem a rotina menos atribulada e quer viver uma experiência acadêmica tradicional, em contato diário com colegas, com professores e com o ambiente da faculdade.

Já a modalidade semipresencial faz parte da educação a distância (EAD), sendo uma alternativa que atende às necessidades do aluno que tem o dia a dia cheio de compromissos — uma escolha adequada para quem precisa trabalhar e estudar, concorda?

Aqui na Anhanguera, nós entendemos a dificuldade dos alunos em conciliar tantas demandas e oferecemos o ensino online e semipresencial em vários cursos. Sabemos que, com os benefícios dessa modalidade — flexibilidade, redução de custos e muito mais — a graduação fica mais acessível.

A graduação em Culinária é dividia em atividades teóricas e práticas, além de ter uma parte da carga horária reservada para os estágios supervisionados. Seja na modalidade presencial, seja na semipresencial, os alunos participam de trabalhos em grupo e em projetos em laboratório.

As atividades práticas e os estágios são essenciais para que o aluno tenha uma formação completa e saiba aplicar no dia a dia da profissão o conhecimento adquirido.

Quais são as possibilidades de atuação do gastrônomo?

Fazer faculdade de Culinária vale a pena para quem almeja exercitar seu dom e transformar essa aptidão pela cozinha em profissão. Isso porque as possibilidades de carreira são bem atraentes, e o graduado pode tanto trabalhar em restaurantes de renome quanto abrir o seu próprio negócio.

Os profissionais formados em Gastronomia encontram oportunidades bem convidativas. É possível trabalhar em bares, lanchonetes, restaurantes, hotéis, resorts, navios de cruzeiros, cozinhas industriais, empresas de eventos, entre outros espaços.

Como o estudante desenvolve habilidades de gestão e de empreendedorismo durante a graduação, também é possível se aventurar no ramo do trabalho autônomo — montar o próprio restaurante, abrir um bar ou fundar uma empresa de serviços de buffet são algumas opções.

Além da gestão e do empreendedorismo, outras habilidades que o profissional aprimora na graduação em Culinária e que são necessárias para uma atuação eficiente nessa área são:

  • organização;
  • senso de planejamento;
  • liderança;
  • trabalho em equipe;
  • paciência;
  • flexibilidade para contornar imprevistos;
  • orientação para a ação;
  • criatividade.

Vale lembrar que, além de habilidades e de competências, as possibilidades de carreira aumentam conforme a qualificação do profissional. Afinal, a área gastronômica faz parte de um cenário competitivo e com um mercado bastante exigente, que valoriza os chefs mais versáteis, flexíveis, criativos e, claro, com profundo conhecimento. Sendo assim, além de ter uma formação sólida, também é importante buscar atualização constante.

Dessa forma, a graduação em Culinária é o primeiro passo para construir sua carreira no ramo gastronômico. Então, se esse é o seu objetivo de vida profissional, não espere mais: encontre a melhor faculdade e suba mais um degrau do seu planejamento!

Claro que a Anhanguera está aqui para ajudar você a realizar seu sonho de carreira. Entre em contato com a gente e tenha mais informações sobre o curso de Gastronomia e as formas de ingresso!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content