Pedagogia ou Psicologia? Faça a escolha certa!

pedagogo em sala de aula

Quem gosta da área de Ciências Humanas e pensa em trabalhar com empregos que envolvam o atendimento e o acompanhamento às pessoas pode se ver em dúvida sobre fazer o curso de Pedagogia ou Psicologia. Você já pensou sobre as duas carreiras? Sabe qual dessas profissões é a que mais combina com você?

As faculdades de Pedagogia e de Psicologia apresentam algumas semelhanças, mas também têm várias diferenças que devem ser avaliadas por quem deseja optar entre elas. Afinal, o curso e o mercado de trabalho apresentam especificidades em cada uma. Então, o melhor a fazer é buscar informação para escolher da melhor forma.

Queremos ajudar. Confira um pouco mais sobre os assuntos e veja qual caminho parece mais adequado ao seu caso!

O que faz o Pedagogo?

O curso de Pedagogia é uma Licenciatura, o que significa que ele está voltado para a formação de professores. Assim, o pedagogo é um profissional habilitado para ministrar aulas e participar da educação nos primeiros níveis de ensino — a educação infantil e os anos iniciais do ensino fundamental. Ele também pode atuar na educação de jovens e adultos.

A média salarial dos pedagogos no Brasil é de R$ 2.512,59. Além de atuar diretamente em sala de aula, a faculdade de Pedagogia prepara profissionais para exercer outras funções, dentro e fora da escola. Nas instituições de educação, o pedagogo pode atuar como supervisor ou orientador educacional e também em cargos de gestão — como coordenação e direção.

Fora da escola, o trabalho de quem tem formação pedagógica é acompanhar processos educacionais. Isso pode ser feito, por exemplo, por meio da Pedagogia Hospitalar: é uma área que visa garantir a continuidade do desenvolvimento e da aprendizagem para crianças que estejam impossibilitadas de frequentar as aulas por conta de internações.

Ainda fora das escolas, o profissional de Pedagogia pode trabalhar em empresas, organizando treinamentos e programas de desenvolvimento de funcionários. Outra possibilidade é atuar em editoras, produzindo e revisando materiais educativos. Ele também tem função relevante em Organizações Não Governamentais (ONGs).

Para decidir se você será um pedagogo ou psicólogo, é hora de saber um pouco mais de informações sobre a segunda opção. Até aqui, você viu as principais informações sobre quem faz a faculdade de Pedagogia. Mas como funciona o curso de Psicologia? A primeira diferença em relação aos dois é que esse se trata de um Bacharelado.

A faculdade forma psicólogos, que são profissionais qualificados para atuar na saúde mental e no desenvolvimento de pessoas das diferentes faixas etárias. O mercado de Psicologia é bastante amplo, e as condições de trabalho são bem diferentes a depender de cada área. A média salarial de psicólogos clínicos, por exemplo, é de R$ 2.761,60.

Já para os que atuam em Recursos Humanos (RH) a média é de R$ 3.139,04. Nos diferentes campos de atuação, o objetivo do psicólogo será de promover saúde e de potencializar o desenvolvimento de pessoas. Ele pode fazer isso na clínica particular, em hospitais, escolas, empresas, ONGs, comunidades, times de esporte etc.

Como você pode ver, a amplitude do mercado de trabalho é uma das vantagens de quem segue a carreira em Psicologia. Existem também diversas oportunidades no empreendedorismo — em quem atua no próprio consultório com Psicoterapia ou presta serviços de consultoria e de supervisão, por exemplo.

Como saber se devo fazer Pedagogia ou Psicologia?

Depois de ler um pouco mais sobre as duas profissões, o que você acha: pretende ser pedagogo ou psicólogo? Se ainda está difícil decidir, confira nossas dicas para saber qual é o melhor caminho para o seu futuro. Tire um tempo para refletir sobre cada orientação — as coisas certamente ficarão mais fáceis na sua escolha.

Conferir a grade curricular de cada curso

A primeira dica para decidir entre a faculdade de Pedagogia e de Psicologia é saber mais informações sobre as matérias estudadas em cada uma. A melhor forma de fazer isso é conferir a grade curricular dos cursos. Aqui na Anhanguera, oferecemos as duas graduações com qualidade e currículos atualizados em cada área.

Algumas matérias são comuns. Por exemplo, nos dois cursos, os estudantes têm contato com a Psicologia do Desenvolvimento e da Aprendizagem. Já outros conteúdos serão específicos — enquanto o pedagogo aprende como alfabetizar e quais são as metodologias de ensino, o psicólogo tem disciplinas sobre saúde mental, técnicas de intervenção clínica etc.

Ao avaliar o currículo dos cursos, procure projetar-se no mercado de trabalho. Você se vê trabalhando com os assuntos ensinados na faculdade? Qual das duas parece mais interessante para uma futura carreira? Tente definir se sua vontade está mais relacionada à educação ou ao campo da saúde.

Avaliar a logística dos cursos

Outros aspectos que pesam na escolha de uma graduação são os relacionados à logística. É o caso do tempo de curso, da modalidade de ensino e até mesmo do preço da mensalidade, certo? Sobre isso, também existem diferenças importantes. Uma delas é que o curso de Psicologia costuma ter duração maior — em média, 5 anos.

Além disso, não existe ainda a possibilidade de cursar Psicologia EAD. Já a faculdade de Pedagogia pode sim ser realizada na modalidade a distância. Logo, para quem busca flexibilidade, a opção por ela pode ser interessante.

Considerar a interação entre as áreas

Por fim, se você tem dúvidas sobre fazer Pedagogia ou Psicologia, por que não considerar as duas áreas juntas? Não é preciso concluir duas graduações para trabalhar com campos afins. Você pode fazer isso traçando uma caminhada desde a graduação e complementando com formações continuadas em pós-graduação.

A Psicologia, sem dúvida, está entre os principais fatores do futuro da Pedagogia. Uma das oportunidades é especializar-se em Psicopedagogia. Com isso, você pode atuar acompanhando necessidades específicas de crianças — como dificuldades e transtornos de aprendizagem.

Quem se torna psicólogo também pode trabalhar nessa área, fazendo a mesma especialização ou optando por outros cursos, como o de Neuropsicologia. Além disso, seguir carreira na área de Psicologia escolar é uma forma de manter-se próximo da área educacional e dos pedagogos.

Assim, mesmo escolhendo entre Psicologia ou Pedagogia, você tem a oportunidade de integrar seus interesses e não abandonar o que gosta nas duas carreiras. São muitas as oportunidades para pedagogos ou psicólogos. Independentemente da sua escolha, não se esqueça de buscar uma formação de qualidade em uma faculdade de excelência!

Quer concluir seu curso no melhor local? Entre em contato com a Anhanguera e saiba como funciona nosso vestibular!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.