6 dicas para passar no vestibular em São Paulo

estudante conferindo vestibular em são paulo

São Paulo está entre as 10 maiores cidades do planeta e figura como o principal centro corporativo, financeiro e mercadológico do país. Suas amplas facilidades e oportunidades atraem pessoas do mundo inteiro atrás de crescimento pessoal e profissional.

No ensino superior, abriga algumas das principais instituições do país e, como não poderia ser diferente, tem alguns dos vestibulares mais concorridos. Por esse motivo, fazer vestibular em São Paulo é ter a chance de iniciar uma carreira sólida, mas isso não significa que seja uma empreitada das mais simples. Afinal de contas, milhares de estudantes, assim como você, também estão em busca de excelentes oportunidades.

Pensando nisso, aqui na Anhanguera, fizemos este artigo com 6 dicas para criar sua estratégia.

De antemão, ressaltamos que é sempre bom ficar de olho nos vestibulares de cada instituição, e não depender apenas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Isso porque cada faculdade tem suas próprias políticas de ingresso, o que pode tornar o processo seletivo mais fácil para você, ainda que haja bastante concorrência.

Então, vamos lá? Continue a leitura e descubra como se organizar para passar no vestibular em São Paulo!

Entenda como está o mercado de trabalho na região

É bastante natural que os estudantes interessados em prestar o vestibular em uma faculdade em São Paulo tenham em mente a ideia de fixar residência e trabalhar na própria capital ou região. Mas, embora no imaginário popular São Paulo seja a “terra das oportunidades”, algumas áreas podem estar mais saturadas que outras.

Sendo assim, se você não tem uma opinião formada sobre qual profissão seguir, um bom começo é pesquisar quais são as áreas em alta na cidade de São Paulo e arredores. Sem dúvida, as carreiras de tecnologia estão em alta, como reflexo da era digital e do uso de Sistemas de Informação, mas existem muitas outras áreas em expansão.

De acordo com a Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Oportunidades (InvesteSP), o estado mais rico do país concentra sua produção nas áreas de Serviços (38%), Comércio (19%) e Indústria (17%). Além disso, 54% da força de trabalho concentra-se na grande São Paulo, e o rendimento desta costuma ser 16,33% superior em relação a pessoas de outras regiões.

Defina um curso que tenha o seu perfil

Uma vez ciente das oportunidades profissionais em alta no mercado, é hora de fazer uma autorreflexão. Quais são suas habilidades e aptidões? Como é sua personalidade? Ter respostas concretas para essas questões é importante para compreender como será seu comportamento diante das profissões.

Por exemplo, se você é uma pessoa proativa que gosta de desafios e deseja ter seu próprio negócio ou fazer a empresa de sua família prosperar, talvez a faculdade de Administração ou de Empreendedorismo possam valer a pena. Já se você se vê na coordenação de processos em uma multinacional, a área de Logística pode ser de grande ajuda. Ainda, se você adora comunicação e não vive longe da internet, por que não investir em Marketing Digital?

Logicamente, algumas profissões tendem a ser mais requisitadas que outras, mas isso também não significa que você não possa se tornar especialista em sua área e se destacar no mundo do trabalho. Se a dúvida persistir, invista em um teste vocacional, pois esse exercício tem ajudado muitas pessoas nesse processo de autoconhecimento.

Selecione as melhores faculdades

Escolhida a profissão, você deve ter foco nas melhores faculdades. Lembre-se de que o barato sai caro, logo, não vá optar por uma instituição só porque é “mais barata”. Para isso, considere:

Depois disso, veja a localização, o preço da mensalidade, a concorrência do vestibular, as formas de ingresso na faculdade (processo seletivo online, uso da nota do Enem, vestibular “fora de época” etc.), a duração dos cursos e se oferece a modalidade EAD (Educação a Distância) ― esses itens entram naquilo que chamamos de custo-benefício.

Leia o edital do vestibular

Depois de escolher as faculdades de interesse, é hora de falarmos sobre os processos seletivos em si. Aqui se inicia a fase preparatória para os exames. Você deve saber que ir bem em um vestibular vai muito além de ter boas notas no cursinho ou na escola. Na verdade, é preciso dominar o estilo de prova.

Para tanto, comece lendo com total atenção os editais dos vestibulares de cada uma das faculdades pretendidas. Descubra o tempo de duração dos exames, quais são as fases do vestibular, quantas provas são realizadas (por exemplo, somente provas de múltipla escolha ou etapa dissertativa), o estilo da redação e se existe algum tipo de prova de habilidades específicas (algo comum em carreiras como Arquitetura ou Artes).

Depois disso, é hora de iniciar o treinamento, assim como fazem os times esportivos ou atletas individuais. Você precisa ficar craque para, quando chegar a hora do “vamos ver”, tenha pleno domínio dos exames.

Estude os temas mais importantes

Os exames do vestibular também revelam muito sobre as políticas educacionais de cada instituição. Então, veja quais são os eixos temáticos mais valorizados por cada uma das faculdades de interesse e quais são os conteúdos predominantes nas avaliações.

Por isso, voltando ao item anterior, destaque no edital a lista de temas que você considera mais importantes e possíveis dificuldades a superar. Feito isso, inicie um plano de estudos e busque exames anteriores para que você possa observar como esses conteúdos vêm sendo avaliados.

Nesse sentido, recomendamos uma olhada no Trilha do Enem. Apesar de ser focado mais no Exame Nacional do Ensino Médio, o site apresenta simulados, videoaulas e planos de estudo personalizados que serão muito úteis para a sua preparação para o vestibular também.

Tenha calma e organize-se

Ter um plano de estudos é fundamental para que você se organize e evite o estresse característico da época dos vestibulares. Agora que já tem em mente quais são os pontos principais aos quais se dedicar, monte seu cronograma de estudos em uma planilha que fique visível para você ― se for mais fácil, deixe-a em um mural junto à sua mesa de estudos para não se perder nos afazeres.

Então, evite a famosa procrastinação e reserve todos os dias um tempo para estudar. Divida suas sessões em parte teórica e prática. Na primeira, reveja pontos importantes, faça leituras e assista a vídeos, podcasts, webinares etc. Depois, treine os exercícios, com base nos exames que vai prestar.

Anotou essas dicas? Agora é hora de se preparar. Planeje quando deseja começar a faculdade e monte suas metas de estudo. Jamais deixe para a última hora, pois o estresse e a ansiedade vão bater à sua porta, e aí as coisas vão complicar ― não corra esse risco na hora de fazer vestibular em São Paulo, certo?

Se você tem dúvidas de quais são as melhores faculdades paulistanas, saiba que a Faculdade Anhanguera está nesse ranking. Sendo assim, convidamos você a entrar em contato conosco e saber mais sobre o funcionamento dos nossos cursos e o processo seletivo para ingresso. Estamos esperando por você!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.