Quanto ganha um veterinário? Leia e entenda

quanto recebe um veterinário

Você gosta de animais e quer seguir carreira na área veterinária? Então, é importante saber tudo que envolve a profissão, inclusive quanto ganha um veterinário. Conhecer o lado prático, o mercado de trabalho, o campo de atuação, entre outras informações, permite que você escolha o curso de Medicina Veterinária com mais certeza.

O trabalho de um médico veterinário vai muito além de cuidar de animais domésticos em clínicas. Existem diversas possibilidades para quem escolhe essa profissão, que vai desde trabalhos em fazendas até em indústrias. Os salários também costumam variar de uma área para outra, assim como entre as regiões do país.

Está curioso para saber qual é o salário de um médico veterinário? Continue a leitura e descubra!

Qual a média salarial de um médico veterinário?

No Brasil, a Lei 4.950-A/66, de 1966, determina a remuneração de profissionais graduados em Veterinária, Agronomia, Engenharia, Arquitetura e Química. Por isso, há uma relação da remuneração do veterinário com o salário mínimo e a jornada de trabalho diária do profissional em qualquer lugar do país.

Em geral, os valores vão de R$ 1.800,00* até mais de R$ 5.000,00*, dependendo das funções, do nível de experiência e da cidade. De acordo com a plataforma Salário, a média de remuneração do veterinário é de R$ 3.968,81. Esse valor considera uma jornada de 39 horas por semana, ou seja, cerca de 7 horas diárias.

O veterinário costuma ganhar bem nos primeiros anos de carreira, já que o perfil mais recorrente para se atingir a média citada é de jovens com cerca de 25 anos. Nesse sentido, também é interessante pensarmos que o teto salarial do veterinário pode atingir números superiores a R$ 9.000,00*. Nesse caso, os valores são resultados da experiência profissional. 

Qual é o salário por área de atuação?

São diversas as áreas de atuação do médico veterinário, que envolvem especializações ou apenas a afinidade com as funções. Nesse cenário, o atendimento geral tem uma demanda considerável desses profissionais.

No caso, ainda de acordo com os dados do site Salário, a média salarial de R$ 3.256,77* se distancia, por exemplo, daquela de quem atua também com a administração e gestão, com média acima de R$ 6.000,00*.

No setor industrial de alimentos com procedência animal existe uma pequena variedade salarial. Vejamos algumas médias:

  • bovinos para corte: R$ 3.676,11;
  • abate de suínos: R$ 4.805,29;
  • abate de aves: R$ 4.491,96;

Outra área com bons salários para o formado em Medicina Veterinária é o comércio, seja na venda de artigos e alimentos para animais, com a abertura ou sociedade em Pet Shops, em que a média de ganhos mensais chega a R$ 2.852,80*, nos casos de contrato CLT. No varejo também se tem oportunidades com a venda de medicamentos. Nessa área, os salários ficam em torno de R$ 2.555,97*.

Existem algumas tendências para o mercado de trabalho veterinário e, junto a isso, há maior valorização nos salários de quem atua nesses espaços.

A internet, por exemplo, é um lugar muito promissor para a venda de cuidados com animais domésticos, com dicas de alimentação saudável, produtos para deixar o ambiente agradável para os bichinhos e por aí vai. Por ser algo muito novo, ainda não há uma média de ganhos com esses serviços, mas o que se vê é uma chance promissora para veterinários com perfil de “influencer”.

Mais uma tendência está relacionada com a produção de medicamentos exclusivos para animais. As pessoas querem cuidar da saúde de seus animaizinhos para que vivam mais e de maneira saudável. Com isso, a busca por tratamentos também cresce. Não à toa, o salário médio para quem trabalha na fabricação de medicamentos animais é de R$ 8.247,15*.

Todas as profissões, antes de tudo, passam por ensinamentos, e o responsável por compartilhar esses conhecimentos é o professor. O veterinário que opta por seguir a carreira acadêmica ganha em média R$ 4.231,37*, podendo aumentar de acordo com o cargo na instituição de ensino e o nível de escolaridade.

Quanto ganha um médico veterinário por região? 

Se buscarmos vagas de emprego para médicos veterinários no Banco Nacional de Empregos (BNE), vamos perceber que a média salarial varia em cada estado. Com isso, algumas regiões acabam sendo mais procuradas do que outras, principalmente pelos recém-formados. Vejamos algumas médias de remuneração mensal, com base no site Salário:

  • São Paulo: R$ 4.973,17*;
  • Rio de Janeiro: R$ 3.796,29*;
  • Santa Catarina: R$ 3.906,88*;
  • Goiás: R$ 4.041,72*;
  • Mato Grosso do Sul: R$ 3.289,59*.

Nesses estados, você encontra polos da Anhanguera com a oferta do curso de Medicina Veterinária, com preços justos e dentro da realidade dos estudantes brasileiros. Podemos perceber que a remuneração nesses locais está próxima da média paga ao veterinário no Brasil, apenas no Mato Grosso do Sul o valor não a atinge, mas isso depende muito da área de atuação, como vimos. 

No mesmo sentido, a jornada de trabalho também interfere nos salários pagos ao final do mês. Uma diferença que podemos apontar é o que acontece em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Na primeira capital, o valor de R$ 5.585,60* é pago para uma jornada de 40 horas, enquanto, ao cumprir 41 horas semanais no Rio de Janeiro, o veterinário ganha cerca de R$ 3.800,00*.

Essas diferenças são reflexos de vários fatores internos e externos à profissão, pois sabemos que a concentração de vagas para diversas funções costuma ficar no Sudeste, principalmente em São Paulo. Contudo, existe uma flexibilidade, ou seja, isso não é uma obrigatoriedade, já que a realidade na qual o veterinário está inserido também influencia no seu salário.

Quais benefícios as empresas oferecem para esse profissional? 

São muitos os benefícios que podem ser oferecidos para os veterinários que trabalham com a carteira assinada em empresas voltadas para a área. Entre eles, o acesso a planos de saúde com preços acessíveis, vale-refeição, vale-transporte etc. 

É importante pensarmos que os ganhos financeiros são fundamentais, assim como benefícios individuais. Porém, o coletivo também conta muito para a qualidade dos serviços prestados. Logo, um ambiente de trabalho saudável também é essencial para esse profissional.

O plano de carreira é outro fator atrativo para quem pretende se desenvolver e crescer dentro da empresa. Se pensarmos pelo lado salarial, os ganhos iniciais para o funcionário Júnior (até 4 anos de contrato) é, em média, R$ 4.396,55* nas grandes empresas. Esses valores ultrapassam R$ 5.500,00* quando se atinge um cargo Sênior (mais de 6 anos de trabalho no mesmo local).

Quais as possibilidades de atuação de um médico veterinário?

O profissional recém-formado em Medicina Veterinária recebe o título de cirurgião e clínico. Ele está apto a realizar internações cirúrgicas, tanto por motivos de saúde quanto de parto ou de castração.

Colher exames laboratoriais, realizar internações e atendimentos de emergência, aplicar vacinas, receitar remédios, fazer análises clínicas da alimentação e da saúde dos bichos também são funções básicas do veterinário. Conheça outras possibilidades de atuação.

Clínica de animais de grande porte

O veterinário que opta por essa área pode atuar com a reprodução de ovinos, bovinos e caprinos, por exemplo. Além disso, o profissional é responsável por haras, fazendas-pecuárias e hotéis-fazendas, além de realizar atendimento clínico e cirúrgico em animais de grande porte.

Para se dar bem nessa área, é importante se dedicar desde a faculdade, buscando estágios e entendendo cada vez mais sobre esses animais. A maior dificuldade está nas complicações em se trabalhar com animais de grande porte.

Um cavalo, por exemplo, muitas vezes é operado com anestesia local e em pé. Todo o procedimento deve ser feito com muito cuidado, pois existe o risco de o animal se deitar ou dar um coice. Para evitar esses problemas, existem técnicas específicas que devem ser dominadas pelo veterinário.

Clínica de animais selvagens

Se você gosta de animais exóticos e selvagens, essa área pode ser a ideal. Nela, é possível realizar trabalhos em parques, em zoológicos, em projetos e no Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). O setor também permite atuar fora do Brasil ou realizar pesquisas.

Trabalhar com animais exóticos exige especialização, e a área é focada em animais que foram liberados domesticamente, como furões e araras. A demanda está crescendo, e é uma boa oportunidade para atuar em grandes cidades.

Laboratórios

Nessa área, o médico veterinário trabalha com análises clínicas, patológicas e com a microbiologia. Ele é responsável por enviar aos hospitais veterinários, às clínicas e aos consultórios os resultados dos exames que foram enviados para análise.

Você também pode trabalhar com a pesquisa e o desenvolvimento de novas substâncias para as doenças existentes ou novas.

Vigilância e defesa sanitária animal

Essa é uma das áreas com maiores salários para veterinários. Os cargos federais e estaduais são ainda mais acirrados. Quem trabalha nesse setor fiscaliza todo tipo de produto de origem animal que vá entrar ou sair do país, além de analisar a qualidade e se a mercadoria traz consigo doenças infecciosas.

Nesse cargo também é possível trabalhar em empresas de laticínios, em frigoríficos, entre outros, nas quais a presença do veterinário para a fiscalização é obrigatória. Embora a responsabilidade seja grande, a remuneração vale a pena.

Acadêmica

Quem tem vontade de realizar pesquisas e dar aulas pode seguir carreira acadêmica. Para isso, é importante fazer, pelo menos, um mestrado na área em que deseja lecionar e investir em um doutorado para se qualificar ainda mais. É um setor que exige muito estudo e dedicação, mas é também extremamente gratificante.

Indústrias

Nas indústrias de produtos para animais, o veterinário pode acompanhar a produção de vitaminas, de alimentos e de vacinas animais. Ele fica responsável pelo suporte técnico e atesta a qualidade dos produtos, além de se responsabilizar caso algum erro ocorra.

Como um veterinário pode aumentar seus ganhos?

Existem muitas formas de o veterinário aumentar a renda, com o aprimoramento de habilidades e a busca contínua por conhecimentos. Confira, a seguir, algumas dessas possibilidades!

Invista em especialização

É fundamental optar por uma especialização que capacite para oferecer diagnósticos e tratamentos mais adequados aos animais. É possível investir em diferentes tipos de capacitação, como:

  • cursos de curta duração;
  • residência em Medicina Veterinária;
  • cursos de pós-graduação;
  • entre outros.

A pós-graduação pode ser na modalidade MBA, por exemplo, destinada a profissionais que desejam atuar na área gerencial. Também pode ser do tipo stricto sensu, que qualifica o profissional para atuar no meio científico e acadêmico.

Desenvolva habilidades administrativas

Para trabalhar de forma autônoma, ter seu próprio empreendimento médico ou prestar serviços, desenvolver habilidades administrativas para gerir faturamento e compromissos faz toda a diferença. Nesses casos, a organização é fundamental para ser um médico veterinário bem-sucedido.

Invista em tecnologia e em inovação

Outro ponto importante é estar atento às novas tecnologias de diagnóstico. Quem quer ser reconhecido deve entender que, quando investe em equipamentos de qualidade, está agregando valor aos seus serviços.

Com isso, o mercado de trabalho tende a ver o seu diferencial, reconhecendo suas capacitações. Como resultado, você ganha mais credibilidade e aumenta o número de clientes e de atendimentos prestados.

Como escolher uma boa faculdade de Medicina Veterinária?

A escolha por uma faculdade perpassa vários fatores, entre eles a preocupação da instituição com o futuro de seus alunos. Na Anhanguera, além da qualidade de ensino, com professores reconhecidos na sua área de atuação, você também encontra parcerias que aproximam nosso estudante ao mercado de trabalho.

Estamos falando do Canal Conecta, uma plataforma de empregabilidade em que você terá exclusividade para vagas oferecidas pensando nas demandas de profissionais e das empresas ao mesmo tempo. 

Na hora de escolher uma boa faculdade, é importante conhecer mais do que a sua infraestrutura, pois uma grade curricular completa como a nossa aumenta as suas chances no mercado.

Além do mais, também existem questões mais técnicas, como o reconhecimento do MEC (Ministério da Educação), assim como é valioso um corpo docente que conhece o mercado de trabalho e tem experiência para compartilhar com seus alunos. 

Pronto para entrar no curso de Medicina Veterinária?

Agora que você sabe quanto ganha um veterinário, pode perceber que a área está cheia de posições que tornam o salário heterogêneo. A grande vantagem é que, no Brasil, o trabalho é garantido. O país é um dos que mais apresentam animais domésticos, com um total de 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos (IBGE, 2016).

Gostou do conteúdo e decidiu cursar Medicina Veterinária? Então, opte por uma instituição reconhecida no mercado. Não perca mais tempo e comece sua graduação aqui na Anhanguera: inscreva-se!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.7 / 5. Número de votos: 15

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content