Saiba como ganhar dinheiro atuando como autônomo

autonomo

Há alguns anos, o trabalho autônomo cresce continuamente no Brasil. Os números do IBGE apontam que, em junho de 2019, a quantidade de profissionais nessa modalidade atingiu o maior valor desde 2012, com um aumento de 5,1% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Nesse sentido, em um cenário com altas taxas de desemprego, as pessoas vêm encontrando oportunidades trabalhando por conta própria. Além disso, em muitos casos, com a prestação de bons serviços, é possível crescer e montar empreendimentos bastante rentáveis, principalmente microempresas.

Para entender um pouco mais sobre as oportunidades e a respeito de como encontrar espaço nesse mercado, continue a leitura. Logo abaixo, reunimos as principais informações sobre trabalho autônomo e trouxemos dicas para ganhar dinheiro atuando nesse segmento, encontrando uma forma alternativa de se manter no mercado de trabalho!

O que é trabalhador autônomo?

Trabalhador autônomo é o profissional que coloca produto ou serviço no mercado por conta própria, sem vínculo empregatício. Assim, ele é responsável pelo risco, lucro ou prejuízo da atividade, não estando submetido à direção, controle, jornada, processos e métodos de trabalho definidos por terceiros.

A principal característica do segmento é a independência. Quem está nessa posição responde pela entrega de valor realizada, em termos de quantidade, qualidade e prazo contratados, ainda que tenha apenas um único cliente pagante.

Também não há uma forma de valor padrão para caracterizar o autônomo. Tanto é possível que o profissional entregue um serviço, como frete, manutenção, consultoria, tratamento, como um produto, alimentos, textos e softwares.

Quais as vantagens desse tipo de trabalho?

O autônomo é o dono do próprio negócio, ainda que o empreendimento tenha apenas o nível de organização necessária para possibilitar a entrega do produto ou serviço escolhido pelo profissional. Isso traz algum risco, mas também inúmeras vantagens. Veja os principais benefícios a seguir!

Independência

Além de ser uma característica indispensável, a independência é um dos benefícios do trabalho autônomo. O profissional é livre para definir a estratégia do negócio, o que será feito e como será feito para atender aos consumidores, podendo experimentar e implementar as medidas que considerar mais adequadas.

Flexibilidade

Outra vantagem é não estar submetido a uma jornada de trabalho preestabelecida, tampouco à necessidade de ficar à disposição de um empregador. Normalmente, o autônomo combina os prazos de entrega dos produtos ou serviços diretamente com os clientes, buscando um acordo que compatibilize as agendas e necessidades de ambos.

Mobilidade

Frequentemente, também não é preciso se prender a um local fixo para prestar os serviços. Há atividades que possibilitam a prestação no estabelecimento do cliente, outras que permitem o homeoffice e algumas para as quais é indiferente, tudo dependerá da entrega de valor realizada para o contratante.

Crescimento

Em uma empresa, o profissional estará sempre limitado pelas oportunidades oferecidas pelo empregador. Por sua vez, o autônomo é o dono do próprio negócio e pode crescer tanto quanto forem os resultados obtidos pelo empreendimento. Troca-se a proteção do vínculo de emprego pela possibilidade de escalar e ganhar mais.

Como ganhar dinheiro atuando de forma autônoma?

Para ganhar dinheiro, é preciso somar as habilidades profissionais da sua área de atuação com algum conhecimento sobre negócios. Afinal, o autônomo precisa organizar e gerir a própria atividade econômica, porque não conta com uma empresa para fazer isso. Veja boas práticas abaixo.

Liste todos os custos

O primeiro passo é entender a despesa gerada pela atividade. Há, nesse sentido, duas modalidades de custos: fixos e variáveis. Os primeiros são os que permanecem relativamente estáveis, como o aluguel, água, luz, seguro e internet. Já os segundos são os que sobem sempre que você produz mais unidades, como matéria-prima, insumos, gasolina, frete etc.

Então, monte uma planilha com todos os gastos e some os valores. Posteriormente, divida o resultado pelo número de unidades produzidas ou de serviços prestados. Por exemplo, se um fisioterapeuta realiza 20 atendimentos em um mês e gasta R$1.000,00, cada unidade tem um custo médio de R$50,00.

Minimize as despesas

Com uma planilha de gastos, uma medida importante é tomar providências para reduzir os custos das atividades. Para isso, principalmente para quem está começando, é possível economizar bastante com as seguintes providências:

  • pesquisar fornecedores mais em conta para comprar os materiais exigidos pela atividade;
  • organizar as atividades para levar o almoço de casa e escolher o meio de transporte mais barato;
  • separar contas pessoais e profissionais, a fim de não gastar o dinheiro necessário para manter o negócio, achando que é lucro;
  • formalizar o empreendimento como Microempreendedor Individual, com o intuito de pagar menos encargos para Previdência e impostos;
  • dar preferência ao homeoffice e estabelecimentos virtuais para economizar com o aluguel de escritórios, clínicas, salas comerciais etc.

Invista em educação

A educação é fundamental para tornar o produto ou serviço mais competitivo e escasso, aumentando o valor para o cliente. Por exemplo, as áreas de ensino superior, como Contabilidade, Direito, Fisioterapia e Arquitetura, possibilitam a atuação como profissional liberal, oferecendo serviços especializados e, portanto, mais bem-remunerados para os clientes.

Além disso, contadores, advogados, arquitetos, fisioterapeutas e demais graduados podem buscar fontes de renda extra com mais facilidade. Produção de conteúdo, venda de produtos para base de clientes, oferecimento de cursos EAD são alguns exemplos para quem é qualificado.

Explore as mídias digitais

A internet possibilita que o profissional conquiste a atenção das pessoas para os seus produtos e serviços. Para isso, o autônomo deve pesquisar as características de cada rede social e produzir conteúdo para formar uma base de interessados.

Esse marketing pode ser feito aproveitando os conhecimentos da área de atuação escolhida. Um profissional formado em design de interiores pode utilizar o Instagram, blog, Facebook e Youtube para divulgar seu portfólio. E situação similar acontece com advogados, informando sobre direitos, nutricionistas sobre uma alimentação saudável, e demais profissionais liberais.

Tenha disciplina e responsabilidade

Um último ponto é que, enquanto autônomo, é sua responsabilidade atender os clientes e mantê-los satisfeitos. Consequentemente, é fundamental ter muita disciplina e responsabilidade, além de ser proativo na resolução de problemas e sempre buscar a qualidade no atendimento.

Agindo assim, aos poucos, você crescerá no trabalho autônomo e conquistará uma base de contratantes suficiente para ter qualidade de vida e, se for do seu interesse, expandir o empreendimento, contratando colaboradores, firmando parcerias e explorando novos produtos e serviços.

Então, quais dicas você acha que terão mais impacto na sua vida profissional? Deixe seu comentário no post e contribua com a sua experiência!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.