Conheça as 11 principais áreas da Medicina Veterinária

áreas da medicina veterinária

Você gosta muito de animais? Não pode ver um cachorro que já quer levar para casa? Isso pode até ser um sinal de que o curso de Medicina Veterinária trará uma carreira promissora para o seu perfil. Porém, não são apenas esses fatores que definem essa profissão tão ampla.

Mais do que o amor pelos animais, os veterinários compartilham de outros cuidados fundamentais para o bom convívio entre humanos e seus amiguinhos pets. O restante da fauna também merece a atenção desses profissionais.

Continue com a gente para conhecer as 11 principais áreas que você pode seguir após realizar o curso de Medicina Veterinária

Clínica e Cirúrgica

Uma das mais tradicionais funções do Médico Veterinário é o atendimento clínico de animais, principalmente os domésticos. Nessa tarefa, o profissional identifica, acompanha e medica patologias, buscando sempre o bem-estar do animal.

New call-to-action

Nas clínicas, assim como em hospitais veterinários, os procedimentos cirúrgicos também são possíveis, desde pequenas aves até animais selvagens, como onças. Tudo isso vai depender de alguns fatores, já que o atendimento pode ser geral ou especializado (domésticos, selvagens, aves etc.).

Todo mundo que tem um animalzinho quer que ele tenha uma vida saudável e longa. Por isso, as clínicas são procuradas por essas pessoas para vacinas, testes de doenças, tratamentos, pronto-socorro, entre outras situações em que o veterinário é fundamental.

Laboratorial

Nos laboratórios, o bacharel vai trabalhar com os meios para tratamentos de várias doenças. Além disso, é nesse espaço que os testes de patologias são realizados ou produzidos. Os mais comuns são os exames de sangue e os de imagem.

Veterinários que atuam nesses locais são os grandes responsáveis pela investigação dos sintomas de cada problema. O objetivo é desenvolver uma maneira eficaz de resgatar a saúde dos pets, com menor efeito colateral.

A partir da solicitação do clínico que já acompanha o animal, os exames são realizados, e um laudo é feito pelo médico veterinário responsável pela análise. Vamos supor que um cãozinho sofra uma fratura: é no laboratório que as condições reais vão ser visualizadas e descritas para a análise do clínico.

Agronegócio e Produção Animal

Outra perspectiva de carreira, bem diferente das áreas abordadas, o acompanhamento de animais para o abate também é feito por um profissional com formação em Medicina Veterinária. Além da preocupação em minimizar os possíveis sofrimentos causados, outras cautelas são primordiais.

Desde o alimento ideal até o embalo da carne, do leite, dos ovos e de outros produtos de origem animal, é necessário conhecimento quanto aos procedimentos para fazer tudo dentro das regras e das normas reguladoras

Na reprodução, por exemplo, deve haver um controle para manter a qualidade do que será oferecido como alimento para os humanos ou outros animais, como no caso da produção de rações. Dessa maneira, os cuidados com a saúde de quem vai consumir também é de responsabilidade do veterinário.

Vigilância e Inspeção

Atuando na garantia de que todas as outras áreas façam seus procedimentos utilizando as ferramentas adequadas e dentro da lei, na vigilância, o veterinário tem papel essencial. O conhecimento adquirido durante os 5 anos de faculdade garante que o veterinário saiba identificar falhas e melhorias nesse quesito.

As clínicas e os hospitais, assim como zoológicos, canis, pet-shops, entre outros estabelecimentos que cuidam, criam, vendem animais ou produtos de origem animal precisam ser inspecionados por um veterinário. Muitas das vagas para essa função estão no serviço público, mas também existem empresas que contratam esse profissional para auditorias e consultorias privadas.

Ainda durante o curso, é importante conhecer na prática a profissão, principalmente por meio do estágio em Medicina Veterinária. Nesse ponto, o estudante da Anhanguera, além da qualidade de ensino, tem em mãos a nossa parceria com o Canal Conecta. Por lá, você vai encontrar vagas exclusivas para graduandos da instituição.

Anestesia

Não apenas para processos cirúrgicos, a anestesia em animais pode ser necessária para acalmá-los. Afinal, se nem sempre é fácil domar um cão de grande porte ou um gato muito arisco, imagine lidar com onças e jacarés!

As anestesias podem ser aplicadas em:

  • animais de companhia;
  • selvagens;
  • de porte médio;
  • animais grandes.

veterinário especialista na área sabe exatamente a dose certa para cada situação, acompanhando também o pós-cirúrgico ou a retomada de consciência do bicho selvagem ou muito bravo, no modo popular de dizer.

Essa área de atuação é ideal para quem gosta de estudar as reações bioquímicas no corpo. O anestesista veterinário acompanha os animais durante todo o procedimento para garantir sua recuperação.

Farmácia Veterinária

Muitos medicamentos para humanos não podem ser utilizados em animais. Com isso, uma área que cresceu no meio é a Farmácia Veterinária. Nesse ramo, você vai encontrar medicamentos feitos na dose certa para cada condição.

O papel do médico veterinário é analisar, avaliar e trabalhar na produção dos fármacos. Todo e qualquer produto vendido na farmácia especializada deve ser assinado pelo profissional responsável pela produção.

Se antes os remédios para animais eram vendidos em drogarias comuns, o número de farmácias veterinárias vem aumentando. Assim como ocorre com a área tradicional, todos os locais com essa finalidade precisam de um farmacêutico para atuar como responsável técnico, mesmo que o estabelecimento tenha médicos veterinários à frente.

Responsável Técnico em Zoológico

Nos zoológicos trabalham profissionais com as mais variadas formações, desde administradores até advogados. Nesse entremeio, encontramos o médico veterinário, essencial para os cuidados com os animais, principalmente com a saúde.

A alimentação e o ambiente em que vivem é de responsabilidade desse profissional, que vai pensar na melhor maneira de copiar a natureza. Alguns animais podem ser levados ao zoológico por conta de maus-tratos, ou por terem sido encontrados doentes e machucados. Nesse caso, o veterinário faz curativos e cuida da saúde e da soltura do animal, se possível.

Pesquisa

Fazer o que ama dá ainda mais motivação para estudar, não é mesmo? Para quem quer continuar nos estudos e contribuir com a ciência, trabalhar com pesquisa é o campo ideal. Para ser professor universitário, também é importante fazer pós-graduação, a maneira mais fácil de se manter no ambiente acadêmico.

Existem igualmente institutos de pesquisas que se preocupam com os animais, muitos deles focados em cuidados com bichos selvagens, atuando na proteção e na segurança. O controle para evitar a extinção é muitas vezes realizado nesses locais, onde o veterinário trabalha na captura, na reprodução e na soltura, por exemplo.

Ainda na pesquisa, é possível trabalhar concomitantemente com outras áreas já citadas aqui. Um exemplo é na criação de novos medicamentos para as farmácias, de exames mais eficientes para os laboratórios e de meios de manter a qualidade no desenvolvimento de produtos.

Cuidado com Animais Silvestres

O cuidado com animais silvestres é uma área de atuação bem menos conhecida que a clínica geral para gatos e cães. No entanto, a especialidade se torna cada vez mais popular, graças ao aumento no número de pessoas que optam por ter esses pets em casa.

Muita gente ainda tem dúvida sobre a criação e o clima ideal para os répteis, o corte da asa dos pássaros e como cuidar de roedores, por exemplo. É nessa e em outras situações que o especialista na área entra em cena. Além de ter um conhecimento mais aprofundado sobre esses animais, a atuação dos médicos veterinários em animais silvestres e selvagens tem como foco o bem-estar.

Se você deseja seguir nesse ramo, saiba que lidará com vários tipos de animais, como:

  • jiboia;
  • tartaruga;
  • tarântula;
  • coruja;
  • iguana;
  • chinchila;
  • furão;
  • catatua.

Oftalmologia Veterinária

Com o aumento da expectativa de vida dos pets, queixas em relação aos olhos têm se tornado mais comuns nas clínicas veterinárias. O oftalmologista veterinário é o responsável por tratar, diagnosticar e prevenir os problemas que afetam os olhos dos animais.

Assim, o profissional conta com várias ferramentas no dia a dia, como:

  • produtos e aparelhos que permitem o diagnóstico mais preciso;
  • exames modernos;
  • conhecimentos teóricos e técnicos sobre o assunto, que permitem identificar problemas e categorizá-los, além de tratá-los de modo correto.

No dia a dia de trabalho, o veterinário trata algumas enfermidades, como uveíte, catarata, úlceras na córnea, glaucoma e conjuntivite. Além disso, quem fizer especialização em Medicina Veterinária na área de oftalmologia pode atuar no ramo cirúrgico, realizando procedimentos relacionados aos olhos dos pets, como cirurgia para corrigir catarata.

Fisioterapia Veterinária

Outra área de atuação que está em constante expansão é o da Fisioterapia Veterinária. Ela começou a ser utilizada na década de 1970 com os cavalos. De lá para cá, as técnicas foram sendo desenvolvidas e aprimoradas para atender a outros tipos de animais, inclusive os pets.

O dia a dia da profissão é bem diverso e envolve o atendimento aos animais com hérnias de disco e luxações de patela, por exemplo, auxiliando na diminuição dos quadros inflamatórios.

Quando bem-feita e em um estágio inicial do problema, a fisioterapia em animais pode substituir a necessidade de cirurgia. Se você quer seguir nesse ramo de atuação, saiba que é preciso ter um amplo conhecimento de técnicas cirúrgicas e de anatomia.

Como vimos, são muitas as possibilidades de atuação do médico veterinário:

  • Clínica e Cirúrgica;
  • Laboratorial;
  • Agronegócio e Produção Animal;
  • Vigilância e Inspeção;
  • Anestesia;
  • Farmácia Veterinária;
  • Responsável Técnico em Zoológico;
  • Pesquisa;
  • Cuidado com Animais Silvestres;
  • Oftalmologia Veterinária;
  • Fisioterapia Veterinária.

Essa amplitude justifica os salários variarem tanto, pois dependem da área de atuação, da localidade, da quantidade de profissionais na região etc. No mais, a média salarial no Brasil está em R$ 3.939,17*.

Percebeu como existem várias áreas de atuação em Medicina Veterinária? Assim, o que não faltam são possibilidades de atuação! Mas será que você tem o perfil ideal para seguir carreira nessa área e ser um profissional de sucesso?

Com o teste de perfil elaborado para você, é possível descobrir quais são as suas preferências em relação à atuação na profissão. Assim, não perca mais tempo e responda as questões para traçar as melhores escolhas para o seu futuro!

Agora é com você!

É importante ressaltarmos que, para exercer qualquer uma dessas atividades, é indispensável o credenciamento no conselho responsável pela categoria — neste caso o CRMV (Conselho Regional de Medicina Veterinária). Isso só é possível após a conclusão de todas as matérias de Medicina Veterinária e a obtenção do diploma.

Agora que você já sabe as áreas da Medicina Veterinária, não perca mais tempo: inscreva-se na graduação em Medicina Veterinária aqui da Anhanguera!

* Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 160

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.