Afinal, quanto ganha um nutricionista?

nutricionista e paciente

Existem diversos tipos de alimento, mas não é qualquer indivíduo que sabe balanceá-los a ponto de usufruir os benefícios dos nutrientes que eles proporcionam. Entretanto, manter uma boa alimentação é fundamental. Nesse sentido, o nutricionista é o profissional responsável pela criação de uma dieta equilibrada com base nos alimentos que podem suprir a necessidade de cada pessoa.

Por ser uma profissão muito importante, muitos estudantes pensam em seguir carreira na área e se perguntam quanto ganha um nutricionista. A média salarial pode variar bastante de acordo com a especialidade em que atua, já que o profissional apresenta um grande campo de atuação, como hospitais, empresas, campo dos esportes, entre outros.

Se você deseja saber qual é o salário do nutricionista, não perca o nosso post. Boa leitura!

O que faz um nutricionista?

O curso de Nutrição da Anhanguera é uma das melhores opções na área da Saúde e é do tipo Bacharelado, durando cerca de 4 anos. Trata-se de uma formação multidisciplinar que conta com matérias como Bioquímica, Fisiologia, Anatomia e as específicas da área, como Composição de Alimentos, Avaliação Nutricional, entre outras.

O profissional estuda os alimentos e os efeitos que eles podem produzir em nosso corpo. Ele pode atuar em muitas áreas, desde a prescrição de dietas para pessoas até o acompanhamento de atletas profissionais, passando por marketing, pesquisa etc.

O nutricionista precisa acompanhar a alimentação dos pacientes com o objetivo de prevenir doenças, elaborando um cardápio e, quando necessário, corrigindo os maus hábitos alimentares. O profissional tem muitas chances no mercado de trabalho, com vários ambientes para trabalhar e diferentes indivíduos com os quais lidar.

Qual é o salário médio de um nutricionista?

O profissional não recebe necessariamente um salário fixo e pode empreender o seu próprio consultório ou clínica. A média salarial de um nutricionista é de R$ 2.866,80 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

A faixa salarial do profissional fica entre R$ 2.616,50 e R$ 5.513,07. Os estados em que o salário de Nutrição é mais alto são Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso. Além disso, o valor também vai depender da especialidade que o nutricionista escolher. Em geral, o ramo com o maior salário é o Supervisor de Nutrição, podendo chegar até R$ 4.995.

Quais são as áreas mais promissoras da Nutrição?

A Nutrição é uma das faculdades na área da Saúde e, por isso, o profissional deve garantir a qualidade do que vai ser servido e consumido, além de supervisionar e controlar a preparação dos alimentos para garantir a saúde e bem-estar do paciente ou consumidor final. Assim, hotéis, hospitais, restaurantes, empresas e escola precisam ter um nutricionista à disposição.

Após a formação, o profissional pode abrir o próprio consultório ou atuar em várias áreas. Confira, a seguir, as mais promissoras.

Nutrição Esportiva

A Nutrição Esportiva é uma área em que a Nutrição e a Educação Física se encontram. A especialidade tem por objetivo auxiliar na melhora do desempenho dos esportistas e zelar pela saúde. Cada pessoa e modalidade esportiva exige uma abordagem diferente.

Portanto, é função do profissional fazer uma avaliação completa do indivíduo e desenvolver um plano alimentar personalizado. Nesse caso, é preciso levar em conta os diferentes momentos da rotina de treinamento do atleta.

Assim, cada modalidade tem uma especificidade que deve ser observada com atenção pelo nutricionista. Um atleta, por exemplo, compete em provas de curta distância e necessita de explosão, que é diferente do caso do maratonista, pois ele precisa de resistência.

O salário de um Nutricionista Esportivo é de cerca de R$ 2.616.

Nutrição Comportamental

A Nutrição Comportamental tem por objetivo mudar a relação que as pessoas têm com a comida, fazendo com que elas sintam prazer em comer. Esse método considera os aspectos sociais, fisiológicos e emocionais da alimentação. A mudança do comportamento alimentar envolve algumas estratégias de terapia cognitivo-comportamental e aconselhamento nutricional.

Por não ter como base as dietas, a melhor maneira de usar essa estratégia para auxiliar os pacientes é por meio da comunicação e da orientação nutricional. A finalidade é entender a relação que a pessoa tem com o alimento para estabelecer uma orientação que funcione para ela.

O estudante que deseja seguir carreira na área deve desenvolver habilidades de comunicação e ser um bom ouvinte. Com isso, pode oferecer um serviço diferenciado e encontrar as melhores oportunidades para atender os pacientes.

Nutrição Hospitalar

A Nutrição Hospitalar tem por objetivo fornecer assistência dietética e proporcionar educação nutricional às pessoas internadas. É o nutricionista que realiza a triagem que pode identificar pacientes com patologias relacionadas com a alimentação, redução do apetite e perda de peso.

Ele também cuida de todo o processo da produção de alimentos e requerimento de dietas, garante um cuidado personalizado e monitora o estado nutricional, sempre trabalhando com uma equipe multidisciplinar formada por assistente social, enfermeiro, farmacêutico e médico.

Além de atuar em hospitais e em clínicas, o nutricionista hospitalar também deve estar presente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), abordando campanhas educativas de hábitos saudáveis. O salário médio desse profissional é de R$ 2.614,83.

Como ganhar mais trabalhando como nutricionista?

Tanto os nutricionistas que já apresentam experiência quanto os que ainda estão em início de carreira devem aprender a diversificar as suas maneiras de atuação para se destacar no mercado. Para isso, construa uma relação de longo prazo com os seus clientes, mantenha-se atualizado e escolha uma área de atuação.

Além disso, é fundamental investir na educação, optando por uma faculdade de qualidade e reconhecida, como aqui na Anhanguera. Você encontrará professores capacitados que poderão dar todo o suporte durante as aulas.

Agora que você já sabe quanto ganha um nutricionista, chegou a hora de eleger uma faculdade. Assim, opte por aquela que tenha uma formação abrangente e que conte com bons professores, além de várias formas de ingresso. Fique atento à instituição onde pretende estudar, já que boas faculdades têm parceiros — como o Canal Conecta — que facilitam a obtenção de estágio e de emprego aos graduandos.

Gostou deste post e quer complementar a sua leitura? Você sabia que dá para cursar Nutrição no modelo semipresencial? Confira como funciona o curso EAD na Anhanguera!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content