Nutricionista esportivo: veja as vantagens de atuar na área

nutricionista esportivo

Saber o que faz um nutricionista esportivo é interessante para conhecer novas áreas, principalmente essa, que está sempre procurando por novos profissionais. Além disso, é possível trabalhar em diversos locais no esquema de consultoria ou fixo.

Isso porque, no mundo de hoje, as pessoas estão muito preocupadas com sua forma física, saúde e prática esportes, visando alcançar um alto desempenhado.

Sendo assim, as consultas e as orientações de um nutricionista do esporte serão voltadas a esse objetivo, tendo como resultado alunos disciplinados e focados em garantir um corpo adequado às suas necessidades.

Quer saber mais informações sobre as características de um nutricionista esportivo? Então, acompanhe os tópicos a seguir!

O que faz um nutricionista esportivo?

Esse profissional, que se formará no curso de Nutrição, direcionará sua carreira para melhorar a saúde dos atletas por meio das mudanças nos hábitos alimentares, do estabelecimento de metas e do acompanhamento do paciente. Pode utilizar também os conhecimentos da Nutrição Comportamental, quando necessário.

Para tanto, avaliará a rotina alimentar do indivíduo, o tipo de exercício físico que pratica e as recomendações nutricionais para alcançar os objetivos propostos. Eles podem ser o fortalecimento muscular, o aumento da disposição, entre outros.

Etapas de uma avaliação

Primeiramente, o nutricionista precisa de um levantamento do perfil bioquímico do paciente, que é obtido por meio de exames de proteínas, carboidratos, gorduras e enzimas, além de outros que identificam doenças.

A partir desse check-up laboratorial, o profissional fará um levantamento das pregas cutâneas com um aparelho específico, que determina o percentual de gordura distribuído ao longo do corpo. Ou pode usar equipamentos mais modernos que fazem esse diagnóstico.

Diante dessas informações, o nutricionista conversará com o paciente perguntando sobre sua rotina alimentar e solicitando detalhes relacionados à quantidade e ao tipo de alimento ingerido em cada refeição, bem como o intervalo entre elas.

Também questionará se ele tem alguma queixa, como cansaço pela manhã, dificuldade para se concentrar nos treinos, fraqueza ao levantar pesos durante a musculação, insônia, ansiedade, entre outros relatos.

Após uma avaliação completa, será elaborado um plano nutricional considerando o horário das refeições e dos treinos, as preferências alimentares e a condição financeira do paciente. Esse plano será avaliado constantemente.

Relação entre nutricionista e paciente

Nos dias de hoje, deve-se fazer o acompanhamento de forma constante, sobretudo quando a rotina de treinos for modificada. Então, a relação entre o nutricionista esportivo e o atleta em formação deve ser objetiva, clara e de confiança.

Como também deve ser participativa: o paciente avalia quais são os seus alimentos preferidos na dieta, e o nutricionista procura equilibrar as preferências com o valor nutricional.

Assim, desde que tudo seja conversado abertamente, o paciente ficará mais satisfeito de seguir uma dieta, de não comer algo de que gosta muito ou de realizar substituições por refeições mais saudáveis.

Onde ele pode atuar?

Com o grande interesse por uma vida saudável, que inclua também a prática de exercícios físicos, o nutricionista especializado no esporte tem atuado em consultório ou em parcerias com outras instituições.

Consultório

Àqueles que preferem atender em consultório, é importante ter equipamentos necessários para fazer uma avaliação completa. Eles incluem uma balança de peso corporal, fitas métricas e uma excelente plataforma informatizada para inserir as informações e acompanhar o quadro clínico ao longo das consultas.

Academias e clubes

Nos estabelecimentos coletivos, o nutricionista pode prestar atendimento em academias de ginástica, clubes de treinamento, clínicas multidisciplinares, entre outros locais relacionados. Em cada um desses estabelecimentos, é possível fazer atendimentos esporádicos ou ser trabalhador fixo.

Nas academias de ginástica, por exemplo, esses profissionais são indicados pelo personal trainer para ajudar na perda de peso, ou para melhorar o condicionamento físico do indivíduo por meio de complementação ou suplementação de nutrientes.

Nos clubes de treinamento, em especial em esportes coletivos, o nutricionista elabora um perfil personalizado para cada jogador, avaliando as necessidades calóricas e a resposta de cada um após as orientações repassadas.

Nos esportes individuais, como natação, arremesso de peso, atletismo etc., o nutricionista precisa trabalhar nas questões relacionadas à resistência física e muscular para que o indivíduo suporte os treinos diários.

E em todos os esportes, esse profissional deve estabelecer limites calóricos e nutricionais diferenciados durante os treinos e as competições, para que o atleta consiga desenvolver suas habilidades.

Quais são as vantagens de ser nutricionista esportivo?

Os benefícios de dedicar a Nutrição ao esporte é que essa área está bastante valorizada ultimamente. A média salarial é de R$ 2.616, podendo chegar a R$ 3.894.

No entanto, é preciso muito conhecimento, dedicação e experiência para entrar nesse mercado de trabalho. O conhecimento pode ser obtido pela graduação em Nutrição. Pesquise as formas de ingresso nas melhores faculdades privadas, que oferecem disciplinas básicas e clínicas, direcionadas a todas as áreas de atuação do nutricionista.

Além disso, é interessante que os futuros graduados façam estágio em empresas. Aqui na Anhanguera, nossos alunos destacam-se por ter acesso ao Canal Conecta, plataforma exclusiva com vagas de emprego e estágio em todo o Brasil. Assim, você terá apoio e mais oportunidades para conhecer a rotina de um nutricionista esportivo e as ferramentas de trabalho dos profissionais, além de fazer networking.

Como se tornar um nutricionista especializado em esportes?

Para se tornar um nutricionista especializado em esportes, é fundamental fazer cursos sobre o assunto, de preferência os de pós-graduação, que comprovam o conhecimento nessa linha de pesquisa.

Para tanto, o futuro nutricionista desportivo deve aprofundar seus conhecimentos em bioquímica, fisiologia e imunologia, bem como nas modalidades esportivas, principalmente em relação às lesões dos pacientes, pois os aspectos nutricionais são relevantes na recuperação do indivíduo.

Também é fundamental que esse profissional conheça o mecanismo de ação dos suplementos nutricionais, sabia avaliar quais podem ser usados durante uma competição e como eles melhoram a performance dos atletas.

Outro ponto interessante para se tornar um nutricionista com experiência no esporte é saber atender bem o paciente, ponderando sobre suas expectativas em relação ao peso corporal ou ao rendimento, como também alertando sobre os riscos da ingestão irracional de substâncias.

O nutricionista esportivo é um profissional bastante requerido nos dias de hoje devido à grande preocupação das pessoas com o corpo perfeito e saudável, além de sua valiosa contribuição nos clubes de treinamento ou nas academias de ginástica. Além disso, é importante fazer uma boa faculdade, que ofereça estágios na área, e, posteriormente, especializar-se para conseguir uma vaga nessa área de atuação.

Gostou do nosso texto? Você viu que a realização de uma faculdade é essencial para ter uma carreira de sucesso na área. Saiba em nosso artigo mais informações sobre como o ensino superior pode definir melhores oportunidades no mercado trabalho!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content