Engenharia Mecânica ou Controle e Automação? Qual escolher?

estudante de engenharia

Decidir qual curso fazer na faculdade não é uma tarefa fácil. São muitos detalhes a serem considerados: o investimento na educação, as possibilidades de carreira e o retorno financeiro. E por ser uma área em ascensão, as Engenharias são muito buscadas, o que a deixa a dúvida de qual Engenharia fazer.

Os cursos de Engenharia Mecânica e de Engenharia de Controle e Automação são alguns dos mais procurados e costumam atrair pessoas com perfil profissional analítico, solucionador de problemas e criativo.

Por isso, antes de escolher, é importante entender as diferenças entre eles. Se está em dúvida entre cursar Engenharia Mecânica ou de Controle e Automação, confira o material a seguir!

A área de Engenharia e suas possibilidades

Os cursos da área estão em alta já há alguns anos. Trata-se de uma das mais procuradas quando o assunto é curso superior, principalmente pela promessa de crescimento de carreira e retorno financeiro.

Em um país em desenvolvimento como o Brasil, essas expectativas não são vazias: a alta demanda de profissionais faz com que a profissão seja uma das mais bem-remuneradas, com salários acima da média brasileira, independentemente do setor de atuação.

Além disso, as oportunidades de carreira na área da Engenharia são diversas. Isso abre o leque de atuação do profissional e contribui para sua participação ativa no mercado de trabalho durante toda a carreira, que só tende a crescer.

Mas, afinal, Engenharia Mecânica ou Controle e Automação? Qual das duas escolher? Saiba mais sobre os cursos para decidir!

O curso de Engenharia Mecânica

Durante a faculdade de Mecânica, o aluno aprenderá todos os conceitos e as habilidades necessárias para atuar no desenvolvimento, na gestão e na manutenção de equipamentos e máquinas industriais.

Com o conhecimento adquirido no curso de Engenharia Mecânica, pode trabalhar com qualquer projeto da indústria, seja de base, seja de produção de bens de consumo.

Como funciona

Os cursos de Engenharia são divididos entre conhecimentos básicos e específicos. Durante os primeiros anos de faculdade, o aluno terá contato com todas as disciplinas de “base” da profissão, como cálculo, matemática e física.

Depois, começa a aprender as especificidades da área escolhida. Nesse caso, com disciplinas voltadas à mecânica, como:

  • metrologia;
  • sistemas industriais;
  • projetos mecânicos;
  • automação.

Um ponto a ser destacado é que, aqui na Anhanguera, o curso pode ser feito na modalidade de ensino semipresencial. Assim, o aluno tem mais flexibilidade nos horários e pode conciliar a graduação com outras atividades da rotina.

Tempo

A duração do curso de Engenharia Mecânica é de 5 anos, sendo que, geralmente, os dois primeiros são destinados ao ciclo básico, e os restantes, ao específico.

Mesmo com ensino semipresencial, o tempo de curso continua igual, já que é possível aproveitar os momentos de aprendizado tanto quanto em uma faculdade presencial.

O lado positivo dessa modalidade híbrida de estudos é que, mesmo com uma grande duração, o aluno tem mais flexibilidade em seus horários e só vai à faculdade quando é realmente necessário.

Assim, é ideal para aquelas pessoas que têm que conciliar estudos com trabalho e família, por exemplo.

Vale lembrar que o estudo semipresencial é tão valorizado quanto o estilo tradicional, assim como seu diploma.

Principais disciplinas

Entre as matérias do ciclo básico estão: introdução à Engenharia, cálculo I e II, física I e II, mecânica, geometria analítica, desenho industrial e estatística.

Quanto às disciplinas específicas, é possível citar:

  • mecânica de sólidos e fluidos;
  • projetos mecânicos;
  • manutenção mecânica;
  • automação;
  • transferência de calor;
  • sistemas termoelétricos;
  • resistência de materiais;
  • projeto de máquinas;
  • termodinâmica;
  • eletricidade aplicada.

Possibilidades de atuação no mercado

Um profissional formado em Mecânica apresenta um grande leque de possibilidades de atuação, o que faz com que sua carreira tenha mais chances de crescimento desde o momento do estágio em Engenharia.

Ele pode trabalhar tanto em empresas públicas quanto privadas e participar de grandes projetos de produção industrial.

Gerenciar, projetar, acompanhar e realizar a manutenção de diversos processos que envolvem maquinários e equipamentos em diferentes setores da sociedade são outras possibilidades.

O salário do engenheiro mecânico é, em média, R$ 9.157,06*, mas pode ultrapassar os R$ 19 mil* conforme o profissional cresce em sua carreira.

Entenda mais detalhadamente como é a faculdade de Mecânica aqui na Anhanguera:

O curso de Engenharia de Controle e Automação

A profissão pode ser bastante confundida com a anterior, mas a principal diferença está nas funções exercidas. Enquanto o profissional de Mecânica trabalha mais especificamente com as máquinas, o de Automação trabalha com o sistema de funcionamento desses equipamentos.

Na verdade, durante o curso de Engenharia de Controle e Automação, o estudante consegue ter uma visão bastante ampla da área e pode trabalhar com a automação de praticamente todos os setores industriais e imobiliários de diferentes formas.

Também aprende o funcionamento de maquinário e tem conhecimento em conceitos de física, eletricidade e termoenergia, por exemplo. O foco aqui será aprender a desenvolver sistemas automatizados, que transformam o trabalho de uma indústria visando produtividade, economia, sustentabilidade e segurança.

Como funciona

Por fazer parte da área das Engenharias, a faculdade de Controle e Automação é igualmente dividida entre ciclo básico e outro específico, sendo que o primeiro é estudado já no começo do curso. As disciplinas aprofundadas começam a ser vistas a partir do terceiro ano.

O curso de Controle e Automação é oferecido na modalidade de ensino presencial.

Tempo

O curso de Engenharia de Controle e Automação também tem duração de 5 anos.

Principais disciplinas

Por ser uma área da Engenharia, a faculdade de Controle e Automação segue o mesmo ciclo de ensino das outras. No ciclo básico, o aluno estuda matérias essenciais para todas as áreas, como matemática, cálculo, física, química e introdução à Engenharia.

Já no ciclo específico, algumas das disciplinas são:

  • mecânica;
  • eletrônica;
  • eletricidade;
  • informática industrial;
  • robótica;
  • computação e programação;
  • organização industrial;
  • sistemas de automação;
  • elementos de máquinas e muito mais.

Possibilidades de atuação no mercado

A Engenharia de Automação também está entre as engenharias mais bem-pagas no Brasil hoje, ultrapassando os R$ 7 mil* de salário para um profissional da área.

Com o diploma, é possível trabalhar em empresas públicas e privadas e em praticamente todas as áreas do mercado, principalmente em indústrias. Pode trabalhar em funções de gestão de sistemas, projetos de automação de maquinário, manutenção, desenvolvimento de softwares para indústria, entre outras.

O perfil do profissional de Controle e Automação também exige criatividade e solução de problemas. Entenda mais sobre isso e o curso no vídeo abaixo:

A escolha do curso ideal

Conhecendo a diferença entre Mecânica e Controle e Automação ficou mais fácil decidir qual das áreas seguir?

Se ainda não, é o momento de ponderar suas preferências e entender qual das duas profissões se encaixa melhor em seu perfil profissional. Além disso, vale a pena conversar com profissionais da área e entender como funciona a rotina de trabalho de cada um deles. Essas são medidas que contribuem com a tomada de decisão.

Mas se já deu para escolher entre Engenharia Mecânica ou Controle e Automação, é hora de pensar em outro detalhe: a qualidade do ensino.

Aqui na Anhanguera, esse fator é o mais importante. A ampla infraestrutura, o corpo docente especializado e a combinação de conhecimento prático e teórico fazem toda a diferença na formação profissional e garantem uma inserção mais facilitada no mercado de trabalho.

Para ajudar nisso, a Anhanguera ainda conta com o acesso exclusivo ao Canal Conecta, que faz a ligação entre as grandes empresas e os estudantes da instituição. Além de todas essas vantagens, também há uma das mais significativas: muitas facilidades para o pagamento das mensalidades, com bolsas, benefícios e convênios.

Escolher qual será sua carreira pode não ser uma tarefa fácil, mas, conhecendo a diferença entre Mecânica e Controle e Automação, é mais tranquilo decidir qual das áreas se encaixa melhor com sua expectativa do futuro.

Independentemente de sua escolha entre Engenharia Mecânica ou Controle e Automação, a Anhanguera oferece ampla infraestrutura para os dois cursos e prioriza a qualidade do ensino para preparar o aluno ao mercado de trabalho.

Por isso, comece a trilha sua carreira e inscreva-se no Vestibular da Anhanguera!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.