Qual é a diferença entre o Enem Digital e o impresso?

estudantes fazendo provas

Desde que foi criado, em 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passou por algumas modificações. Hoje, ele é uma das formas mais importantes de ingressar na faculdade. Porém, nada se compara à novidade que começa a ser implantada na edição de 2020: o Enem Digital.

A diferença entre Enem Digital e impresso vai muito além da plataforma em que as provas serão realizadas. A ideia é que a nova modalidade, ainda em fase de teste, passe a contar com muitas vantagens, inclusive a de ser aplicada várias vezes ao ano.

Descubra, neste post, como vai funcionar o Enem virtual e tudo sobre a aplicação digital do Exame!

O que diferencia o Enem Digital do impresso?

Como apontamos na introdução, o Enem Digital veio trazendo muito mais alterações nas provas do que simplesmente realizá-las no papel ou no computador. Na primeira aplicação, já podemos notar algumas diferenças, e o novo formato deverá estar totalmente implantado até 2026.

A prova de redação do Enem continua sendo feita no modelo impresso, conforme o Enem tradicional. Apenas as questões objetivas serão realizadas no computador.

Quem pode fazer o Enem Digital?

Ah, mas quem pode fazer o Enem Digital? Não é todo mundo que está apto a participar desse processo ainda. Apenas uma parcela das vagas foi aberta no Enem 2020, a título de teste mesmo, até que todos possam aproveitar os benefícios do novo modelo.

Nesse primeiro momento, apenas concluintes do ensino médio e quem já terminou essa etapa podem fazer a prova. Não concluintes estão barrados na edição digital do Enem, pelo menos por enquanto.

Quem precisa de apoio com acessibilidade também não poderá fazer a prova online, já que o serviço só será oferecido para o Enem tradicional.

Foram disponibilizadas 101.100 vagas para o Enem Digital, e o candidato teria que fazer essa opção no momento da inscrição, de acordo com as vagas em cada município. Veja onde haverá mais vagas:

  • São Paulo: 15.000;
  • Belo Horizonte: 5.000;
  • Curitiba: 4.250;
  • Brasília e Rio de Janeiro: 4.000;
  • Campo Grande: 1.800;
  • Recife e São Bernardo do Campo: 2.000.

Quais são os motivos dessa nova modalidade de prova?

A novidade anunciada pelo MEC (Ministério da Educação) acompanha a tendência de aproveitar os benefícios das novas tecnologias a favor da sociedade. Nós pagamos contas, fazemos compras e teleconsultas, assistimos a webaulas e até votamos utilizando computadores. O Enem Digital vai trazer todas as facilidades desse meio aos candidatos, como rapidez, economia, segurança e praticidade.

Isso inclui diminuição do tempo de entrega de resultados, já que as folhas de resposta não precisarão passar pela leitura óptica; adequação ao modelo do Novo Ensino Médio, com provas adaptadas ao itinerário formativo do estudante, e possibilidade de aplicação várias vezes durante o ano. Afinal, os custos para imprimir mais de cinco milhões de cadernos de provas são bem altos.

Como funcionará a aplicação do exame?

O sistema do Enem impresso demanda tempo, custos, organização de pessoal, tudo isso em grande escala. A aplicação das provas tradicionais movimenta uma estrutura física e financeira gigantesca.

Com a aplicação digital, haverá diluição de candidatos ao longo do ano, além de redução de custos com os cadernos de provas impressos.

No novo formato, o candidato também precisa se dirigir ao local de prova, pois ela será feita em instituições de ensino selecionadas pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Atente aos seguintes pontos.

Horário máximo de chegada e de fechamento dos portões

Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, seguindo o horário de Brasília (DF). Nos dois dias de aplicação do exame, as provas começam às 13h30.

É obrigatório usar a máscara de proteção contra Covid-19 para entrar no local de prova, certo? Essa é uma norma clara do Inep que consta no Edital!

Documento de identificação e comprovante de inscrição impresso

Valem as mesmas regras do Enem impresso. O candidato tem que portar documento de identificação com foto — lembrando que, para uso do nome social, é preciso ter apresentado toda a documentação exigida pelo Inep.

Não é obrigatório imprimir nem portar o Cartão de Confirmação da Inscrição. Leve apenas um dos documentos da lista a seguir:

  • carteira de identidade;
  • identidade expedida para estrangeiros pelo Ministério da Justiça;
  • carteira de registro nacional migratório;
  • identidade de ordens ou conselhos (OAB e CFM, por exemplo);
  • passaporte;
  • carteira de habilitação;
  • carteira de trabalho.

Uso de caneta preta para a redação (em folha de papel) e para rascunhos

Para realizar a prova no computador, o candidato vai receber uma chave de acesso do Chefe de Sala, que também vai conferir a biometria.

O candidato ainda receberá folhas de rascunho e a folha oficial da prova de redação, que deve ser registrada com caneta de tinta preta.

Tempo máximo de realização das provas

Assim como na aplicação da prova impressa, o prazo será encerrado às 19h no primeiro dia e às 18h30 no segundo dia.

Qual é a estrutura da prova?

Todas as regras de horário, segurança e deslocamento, assim como lanches e idas ao banheiro, permanecem as mesmas do Enem que você já conhece. O que vai mudar mesmo, por enquanto, é que o candidato vai responder às 45 questões de cada prova no computador. Não se preocupe: como comentamos, nos dois dias de prova, serão distribuídas folhas de rascunho aos estudantes.

Então, na hora de responder às questões, o candidato vai marcar a opção que julgar correta na tela do computador e não na Folha de Respostas. Atenção, porém, à prova de redação, que não sofrerá alterações.

Os gabaritos ficarão disponíveis até 3 dias úteis após a aplicação da prova, no App e na Página do Participante.

É importante participar do Enem, ainda mais da primeira experiência da modalidade digital! Afinal, usar a nota do Enem nos programas do governo ficará muito mais fácil com esse tipo de aplicação.

Aliás, você pode usar sua nota para ingressar aqui na Anhanguera, sabia? Tendo alcançado uma nota mínima no Exame, seja a versão digital, seja a versão impressa, você não precisa passar pelo Prouni (Programa Universidade para Todos) e pode conseguir uma bolsa aqui direto com a instituição.

Portanto, fique por dentro das mudanças envolvendo o Enem e seu modelo digital, certo? Trata-se de uma importante modificação para o acesso ao ensino superior. Por isso, vale a pena acompanhar detalhes dessa nova versão.

Depois de ver as diferenças entre Enem Digital e impresso, que tal aprender na prática a somar a nota do Enem? Assim, você já saberá sua nota e poderá traçar estratégias para iniciar sua graduação quanto antes!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content