Quem pode fazer o Enem e quais são os pré-requisitos para a prova?

estudante escrevendo prova do enem

O Exame Nacional do Ensino Médio é a prova mais importante do país para quem está em busca de uma vaga no ensino superior. É certo que, a cada ano, estudantes de todo o Brasil se submetem ao exame, mas você sabe de fato quem pode fazer o Enem? Será que existe alguma restrição? É o que você vai descobrir, neste texto!

Além disso, falaremos sobre algumas situações específicas — que demandam um atendimento especializado por parte da organização, viabilizando a aplicação a todos que têm esse direito. Confira!

Qual o objetivo do Enem?

O Enem é uma prova que surgiu da necessidade de o Ministério da Educação conhecer melhor a eficiência do ensino oferecido no país. A primeira edição aconteceu em 1998, em outro formato de prova e de pontuação. Anos depois, o exame se tornou a principal porta de entrada de estudantes nas faculdades e universidades do Brasil.

Todo brasileiro pode fazer a prova?

Basicamente, todo brasileiro pode, sim, fazer a prova do Enem! Contudo, algumas situações podem exigir cuidados diferenciados, como mostraremos mais adiante. De forma resumida, apenas quem não tem condições de comparecer ao exame e não se enquadra nos casos especiais tratados no edital é que não pode participar do exame. 

Por outro lado, quem pretende usar a nota do Enem para ingressar no ensino superior conta com mais limitações. Veja os detalhes abaixo!

Pré-requisitos para fazer o Enem

O único pré-requisito relevante para fazer o Enem é ter o documento de CPF. Não existe uma idade mínima, nem máxima ou a exigência de escolaridade. Qualquer pessoa que se sentir apta a participar do exame pode se inscrever. Outro ponto importante a ser destacado é que não há um limite de participações. Ou seja, você pode participar todos os anos se quiser.

Os estudantes que fazem o Enem sem ter concluído o ensino médio ou sem previsão de conclusão para o mesmo ano do exame, são cadastrados como treineiros. Nesses casos, o resultado leva 60 dias a mais para ser divulgado e serve apenas para uma autoavaliação.

Nota do Enem para ingressar na rede pública de ensino superior

O Enem é utilizado em universidades federais e estaduais de todos os estados do país em substituição ao vestibular. O processo seletivo dessas instituições é realizado por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), criado pelo Ministério da Educação.

Nele, os candidatos têm acesso a todas as vagas de todos os cursos e pode escolher entre 2 opções de sua preferência. Aqui, é selecionado aquele que tiver obtido o melhor desempenho no exame. Alguns cursos utilizam pesos diferenciados conforme a área de conhecimento e a sua relação com a grade curricular — o que colabora muito para o aumento da concorrência.

Nota do Enem para obter bolsa e financiamento estudantil

Além das instituições públicas, a nota obtida no Enem pode ser usada para ingressar no ensino superior na rede privada de 3 formas diferentes, ou seja, por meio de:

  1. processo seletivo direto: usa-se a nota do Enem em substituição à nota do vestibular. Algumas faculdades adotam um processo misto, outras dispensam a participação no vestibular próprio para quem realizou o exame;
  2. bolsas da própria instituição ou do Prouni: nesses casos, o candidato deve comprovar a limitação de renda familiar para conseguir o desconto parcial (50%) ou integral (100%) do valor das mensalidades, e a nota é usada como fator classificatório;
  3. financiamento estudantil: aqui, segue-se exigências similares às da concessão de bolsas, mas que se diferencia por ser a contratação de um empréstimo que deve ser pago após a conclusão do curso.

Como funcionam os casos especiais?

Como dissemos, existem alguns casos previstos no edital do Enem que demandam uma atenção diferenciada. Confira quais são eles!

Pessoas com deficiência

Pessoas com deficiência devem informar à organização da prova de qual tipo de deficiência ela é portadora e de qual assistência precisará no dia do exame. Esse cuidado garante que os candidatos tenham plenas condições de participar do Enem, independentemente de suas condições. 

As providências incluem a disponibilização de:

  • tradutor de Libras, para surdos;
  • alocação em salas acessíveis, para pessoas com dificuldade de locomoção;
  • mobiliário acessível;
  • prova em braile;
  • prova com letras em tamanho especial.

Lactantes

Para as candidatas que estão em período de amamentação, o edital permite que o bebê seja levado ao local da prova, juntamente a um acompanhante maior de 18 anos, que ficam alocados em uma sala especial. A mãe pode sair da sala durante o exame para amamentar seu filho sem ter sua participação prejudicada.

Presidiários

Existem duas situações previstas no edital que envolvem pessoas presas: adultos em regime fechado e adolescentes em cumprimento de medida sócio-educativa. Para ambos os casos, existe um edital específico, com local e datas de provas diferentes do restante dos candidatos. Logo, a inscrição é feita de forma separada.

Pessoas hospitalizadas

Aqui entram os casos em que existem limitações. De acordo com o edital, pacientes que passam pelo ensino hospitalar ou que estejam enfrentando algum tipo de tratamento contínuo podem realizar o exame em caráter especial. 

Já as pessoas que estejam internadas pontualmente não têm esse mesmo benefício. Isso inclui situações como partos, acidentes e tratamentos hospitalares de curto prazo.

Deu para ver como o Enem é um exame bastante acessível para todos? O que precisa ser considerado com maior atenção é a preparação para as provas, principalmente se a sua intenção é utilizar a nota para ingressar no ensino superior. 

Para se preparar, indicamos que se baseie em conteúdos de qualidade, como os que estão disponíveis no Trilha do Enem. Além disso, não deixe de verificar se a faculdade em que pretende ingressar aceita a nota do Enem, combinado? Na Anhanguera, você conta com essa facilidade, pois nosso objetivo é abrir as portas para que você tenha acesso a um ensino superior de qualidade!

Então, agora que você já sabe quem pode fazer o Enem e quais são os requisitos para encarar esse desafio, o próximo passo é dar início aos estudos. Afinal, quanto mais cedo começar, mais tempo terá e mais tranquilo será o processo. Não deixe de ir em busca do seu sonho!

Gostou do artigo? Que tal mais algumas dicas bem legais para potencializar a sua preparação para a prova do Enem? Confira os 11 melhores podcasts de educação para ajudar nos estudos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.