Como é a oferta de concurso na área de Fisioterapia?

profissional de fisioterapia

Assim como em outras áreas médicas, a Fisioterapia oferece inúmeras oportunidades de empregabilidade, as quais vão desde hospitais e clínicas de reabilitação até departamentos esportivos e mundo artístico. Tudo vai depender daquilo que você almeja como seu objetivo.

Entre essas oportunidades, especialmente para profissionais que desejam estabilidade e salários razoáveis, estão os concursos em Fisioterapia, que possibilitam atuação prática em equipes de saúde e em cargos de gestão.

Como sabemos que esse mundo nem sempre é tão explorado, resolvemos fazer este post exclusivo para explicar sobre as opções de concurso em Fisioterapia. Continue a leitura e fique por dentro!

Como é a oferta de concurso na área de Fisioterapia?

Os concursos em Fisioterapia acontecem ao nível municipal, estadual, federal e Forças Armadas (Aeronáutica, Exército e Marinha). Além disso, eventualmente são abertas vagas para entidades específicas, como SESC (Serviço Social do Comércio) e o SESI (Serviço Social da Indústria) ou o próprio Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) da região de interesse.

Confira agora diferentes opções de concurso para fisioterapeutas e descubra possíveis áreas nas quais investir.

Prefeituras

Órgãos ligados às prefeituras estão entre os que mais contratam fisioterapeutas por meio de concursos, com o oferecimento de centenas de vagas anualmente, em todo o Brasil.

Em geral, os profissionais são procurados para realizar consultas e atendimentos, como avaliação funcional e fisioterapia física. Além disso, eles podem trabalhar em equipes que incluam várias outras especialidades para assistência multidisciplinar.

Normalmente, o setor responsável para contratação dos fisioterapeutas concursados é a Secretaria Municipal de Saúde.

Uma dica é ficar de olho se a prefeitura de sua cidade ou região está para inaugurar ambulatórios, policlínicas e hospitais, pois normalmente são realizados concursos para ocupação dos postos de trabalho.

Governo dos estados

Os governos estaduais seguem a mesma linha das prefeituras para o contrato de fisioterapeutas. Concursos públicos dão conta do preenchimento de vagas para hospitais estaduais, ambulatórios, centros clínicos e unidades de atenção básica à saúde.

Além disso, os concursos estaduais também podem visar profissionais para gestão de departamentos em programas coordenados com as prefeituras das cidades ― essas oportunidades podem render salários e benefícios ainda maiores.

De vez em quando também acontecem contratações emergenciais para suprir necessidades imediatas ― como na mobilização contra o coronavírus ―, mas costumam ser vagas temporárias.

Uma boa dica é você ficar de olho nos editais dos estados de seu interesse, publicados em sites especializados na divulgação de concursos e nos portais de notícia dos governos.

Governo federal

O governo federal oferece algumas das oportunidades mais promissoras e com alguns dos melhores salários. Isso porque o fisioterapeuta pode atuar diretamente em cargos ligados ao Ministério da Saúde e à Força Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS).

Além disso, existem conselhos de saúde e programas de assistência federais, como é o caso da Atenção Integral à Saúde das Pessoas no Sistema Prisional, que eventualmente abrem vagas para profissionais atuarem nos estados.

Forças armadas

Aeronáutica, Exército e Marinha oferecem excelentes oportunidades para o fisioterapeuta, que será um oficial de carreira. Seu trabalho será ligado às equipes da área da saúde desses poderes a fim de oferecer assistência médica ao paciente militar e, eventualmente, aos seus familiares.

Entre as atuações, podemos destacar as seguintes responsabilidades:

  • saúde preventiva: programas de atividades físicas para condicionamento dos profissionais (alongamentos, exercícios respiratórios, relaxamento muscular etc.);
  • fisioterapia desportiva: cuidará do condicionamento físico dos soldados e fará avaliações funcionais;
  • ortopedia e traumatologia: atenderá militares que tenham sofrido algum trauma por acidente ou passado por cirurgias.

Entidades socioculturais e educativas

O SESC e o SESI são exemplos de entidades paraestatais, ou seja, que sobrevivem de recursos públicos e privados. Por serem grandes complexos assistenciais de cultura, educação, lazer e serviços, também contam com atendimento fisioterápico.

Embora as contratações sejam menos frequentes, volta e meia abrem concursos para fisioterapeuta nessas entidades. Por serem processos seletivos específicos, é sempre bom cadastrar-se no banco de currículos das entidades e ficar de olho nas oportunidades.

Um detalhe: pode ser que sejam solicitadas pós-graduações em áreas como Ergonomia ou Segurança do Trabalho, em razão do público atendido.

CREFITO

Como órgão regulamentador e fiscalizador da profissão de fisioterapeuta, também há contratações recorrentes para trabalho em diversos estados. Um cargo sempre demandado é de agente fiscal. O profissional checa que todos os fisioterapeutas são credenciados no conselho e estão atuando de acordo com a ética profissional.

Essas contratações podem acontecer por meio de concursos regionais ou ao nível nacional (via Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional ― COFFITO).

Ensino

A carreira acadêmica é outra possibilidade de cargo público para o fisioterapeuta. Por meio de concursos, o profissional pode ingressar como professor do curso de Fisioterapia em instituições de ensino superior estaduais e federais.

O que estudar para um concurso de Fisioterapia?

Mais uma vez, os editais de cada concurso oferecem uma boa ideia do que vai cair nas provas. Uma dica é conhecer bastante os editais de interesse e antecipar-se ao máximo à abertura de um concurso.

O motivo é simples. Você nunca terá a certeza de que vai abrir um certame específico este ano. Então, prepare-se fazendo simulações em provas passadas para o perfil de concurso que você deseja.

Além disso, saiba que o processo seletivo pode incluir diversas etapas, começando pelas provas de conhecimentos gerais e de matérias como português, matemática, línguas e redação. Concursos para as forças armadas também pedem exames médicos, toxicológicos e testes de condicionamento físico, realizados após as provas.

Na parte de conhecimentos específicos da profissão, a ideia é revisitar boa parte dos conteúdos aprendidos na graduação ― e pós-graduação, se houver. Em geral, boa parte desses conteúdos concentra-se em Fisioterapia e Traumatologia e Fisioterapia Respiratória. Mas tudo depende das funções para o cargo pretendido.

Então, dê uma olhada na nossa lista de matérias específicas que caem em boa parte dos concursos em Fisioterapia:

  • Análise e Tratamento no Sistema Locomotor;
  • Código de Ética da Fisioterapia;
  • Fisioterapia Aquática;
  • Fisioterapia Cardiovascular;
  • Fisioterapia Dermatofuncional;
  • Fisioterapia em Oncologia;
  • Fisioterapia em Pediatria e Neonatologia;
  • Fisioterapia em Terapia Intensiva;
  • Fisioterapia em Traumatologia, Ortopedia e Reumatologia;
  • Fisioterapia Esportiva;
  • Fisioterapia Geral;
  • Fisioterapia Geriátrica e Gerontológica;
  • Fisioterapia na Saúde da Mulher;
  • Fisioterapia na Saúde do Trabalhador;
  • Fisioterapia Neurológica;
  • Fisioterapia Respiratória e Cardiovascular;
  • Fisioterapia Traumato-ortopédica;
  • Fisioterapia Uroginecológica;
  • Órteses, próteses e amputações;
  • Políticas Públicas de Saúde;
  • Semiologia Fisioterapêutica;
  • SUS;
  • Políticas Públicas de Saúde.

Fique de olho! Alunos daqui da Anhanguera contam com quem entende do assunto na preparação para concursos públicos. A LFG oferece descontos exclusivos aos nossos alunos em seu portfólio de cursos preparatório a concursos públicos e Exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)!

Qual é o salário de um fisioterapeuta concursado?

Os salários de um fisioterapeuta concursado devem obedecer ao piso salarial definido por cada conselho regional, que pode variar de estado para estado. Em geral, a média salarial do país está na casa dos R$ 2.564,08*, para 28h semanais de trabalho.

Ao comparar salários, tenha em mente que os rendimentos variam bastante conforme o tipo de cargo público ocupado pelo fisioterapeuta, órgão de trabalho e nível de especialidade. Para que você não tenha dúvida, verifique no edital a política de salários e os benefícios incluídos.

Mesmo assim, dependendo do cargo, os rendimentos podem ser consideráveis e ultrapassar os R$ 15 mil*. Normalmente, esses salários são voltados a cargos de gestão.

Para que você tenha uma ideia melhor quanto a essa flutuação no salário, um concurso aberto em junho de 2020 pelo CREFITO 3ª Região oferecia rendimentos de R$ 5.599,80* mais benefícios para uma jornada de 40 horas semanais.

O SESC, por sua vez, faz alguns concursos para atividades específicas, como instrutor de pilates. Nesse caso, os salários variam R$ 1.800* e R$ 2.400* (conforme jornada ― aqui se ganha por hora/aula)

Já um professor universitário em instituições estaduais pode ter ganhos na casa dos R$ 10 mil*, se trabalhar com dedicação integral, por exemplo.

Agora que você conhece um pouco mais sobre o universo dos concursos em Fisioterapia, que tal conquistar seu diploma da graduação em uma das melhores faculdades do país? O curso de Fisioterapia aqui da Anhanguera permite que você mergulhe em um ensino moderno, com infraestrutura de ponta e antenada com as expectativas profissionais de hoje e do futuro!

Dê valor ao seu diploma! Inscreva-se já no vestibular.

* Sujeito a alteração.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.