Fisioterapia: tudo que você precisa saber sobre a área

No processo de escolha da faculdade, é natural ter dúvidas sobre as oportunidades disponíveis na área em que se busca qualificação. Este também é o caso dos estudantes que gostam da área da saúde, sobretudo aquela voltada à prevenção e recuperação de doenças e lesões provocadas por fraturas, más-formações ou vícios de postura: a Fisioterapia.

Para quem deseja seguir na área, a graduação em Fisioterapia vai oferecer toda a bagagem teórica e prática necessária para atuar no mercado. O curso também é conhecido por permitir a entrada em diversos segmentos do mercado e possibilitar um retorno financeiro satisfatório. Se você quer saber tudo sobre Fisioterapia, não deixe de acompanhar o conteúdo e descobrir se essa é a formação ideal para você! 🧡🖤

O que é a Fisioterapia e para que serve?

Fisioterapia é a área do conhecimento que estuda o movimento do corpo em todas as suas formas e nas diferentes etapas da vida humana. 🏃🏼‍♂️🏃🏼‍♀️Seu principal objetivo é, como visto, prevenir e tratar lesões, más-formações, vícios de postura e qualquer outra disfunção que possa interferir no bom desempenho do indivíduo e na sua qualidade de vida.

O fisioterapeuta é, portanto, o responsável por diagnosticar, prevenir e, se necessário, planejar e aplicar os tratamentos adequados para as dificuldades dos pacientes nesse sentido. As complicações podem ser tanto de ordem muscular e esquelética quanto cardiovascular, neuromuscular, respiratória entre tantas outras.

Como é a carreira na área da Fisioterapia?

O mercado de trabalho para profissionais qualificados nessa área é bastante amplo e permite atuar em diferentes instituições e segmentos do mercado.

O fisioterapeuta, por exemplo, pode trabalhar em clínicas especializadas, tanto públicas quanto particulares. Também pode encontrar oportunidades em hospitais, ONGs (Organizações Não Governamentais) e até mesmo em organizações esportivas, atuando na prevenção de lesões ou na recuperação de atletas de alto nível.

Atualmente, o mercado brasileiro registra uma grande demanda por profissionais da área. Para ter ideia, houve um aumento de 7,84% nas contratações formais no comparativo entre o último mês de 2021 e novembro de 2022. 📈Isso se deve, em parte, à maior valorização dos profissionais da saúde pela sociedade, mas também pela abrangência profissional.

Como visto, o fisioterapeuta pode ocupar diferentes cargos e atuar em especialidades das mais distintas, passando pela terapia intensiva, ortopedia, entre diversas outras áreas da Fisioterapia que exploraremos melhor nos próximos tópicos.

Quais habilidades preciso ter para trabalhar com Fisioterapia?

Além da qualificação, no entanto, certas habilidades contribuem para uma carreira de sucesso. Confira algumas delas!

Comunicação

A maior parte dos fisioterapeutas trabalham diretamente com o público que, muitas vezes, se encontra em estado crítico de saúde. Nesse sentido, a comunicação surge como ferramenta indispensável para levantar informações importantes para o tratamento e esclarecer dúvidas sobre o histórico do paciente.🗣️

Do mesmo modo, o fisioterapeuta tem o papel fundamental de orientá-lo sobre os cuidados a serem desenvolvidos no dia a dia e sugerir atividades que podem auxiliar na recuperação. Uma comunicação baseada na empatia pode ajudar muito a se conectar com o paciente e motivá-lo na continuação dos procedimentos, sendo fundamental para o sucesso na carreira.

Trabalho em equipe

Assim como a comunicação, a capacidade de trabalhar em equipe também traz bons resultados para o fisioterapeuta e, portanto, contribui para uma carreira de sucesso. Mesmo os profissionais que atuam no mercado de maneira independente, afinal, precisam saber encaminhar pacientes e trocar informações para a melhor orientação possível.

Em clínicas, hospitais e outros ambientes coletivos, essa habilidade deve ser ainda maior, uma vez que o sucesso no cuidado com o paciente dependerá da boa condução do tratamento por uma equipe multidisciplinar.✌🏼

Atualização

Por fim, cabe destacar como fator determinante a busca contínua por atualização. A cada dia, surgem novos estudos, técnicas e ferramentas que podem auxiliar no trabalho do fisioterapeuta.

Por essa razão, buscar qualificações compatíveis com os seus objetivos profissionais assegura uma posição de destaque no mercado. Um fisioterapeuta atualizado é a garantia de que, em cada atendimento, será aplicado o conhecimento mais avançado e eficiente possível.

Como é a faculdade de Fisioterapia?

O objetivo central de qualquer faculdade de Fisioterapia será formar profissionais capacitados para atuar em todos os cargos relativos a essa área do conhecimento. Nesse sentido, a grade curricular contempla matérias teóricas e, também, de cunho prático para que o profissional possa se preparar, desde a graduação, para o mercado de trabalho. 📚

As matérias, como veremos melhor adiante, abordam conteúdos das Ciências Biológicas, mas, também, técnicas das Ciências Humanas. Para garantir uma formação abrangente e completa, no entanto, é importante ficar atento à faculdade escolhida.

Antes de prestar vestibular de Fisioterapia, é recomendado verificar se a instituição tem uma boa avaliação do Ministério da Educação (MEC). Também vale a pena conferir se a unidade tem à disposição uma boa infraestrutura física e digital e se conta com um corpo docente qualificado. Diferenciais como apoio personalizado e portais de emprego também auxiliam na decisão final.

O que se aprende na faculdade de Fisioterapia?

A faculdade de Fisioterapia, no que se refere às disciplinas e à grade curricular, é dividida em duas fases.

Na primeira delas, o aluno se depara com conteúdos mais básicos. Ao longo dos semestres, no entanto, surgem os conhecimentos profissionalizantes, que efetivamente preparam o estudante para a prática profissional.

Descubra algumas matérias do curso de Fisioterapia:⬇️

  • Ciências Moleculares e Celulares;
  • Ciências Morfofuncionais dos Sistemas;
  • Cinesioterapia Geral e Aplicada;
  • Diagnóstico Cinético-Funcional e Imaginologia;
  • Ciências Morfofuncionais do Aparelho Locomotor;
  • Psicologia Aplicada à Saúde;
  • Recursos Terapêuticos Manuais;
  • Prótese e Órtese;
  • Recursos Terapêuticos Bioelétricos, Térmicos, Mecânicos;
  • Fisioterapia Dermatofuncional e Musculoesquelética;
  • Fisioterapia na Saúde do Atleta, entre outros.

A instituição de ensino pode contemplar na grade curricular outras matérias optativas para o curso.

Vale destacar, ainda, que os últimos períodos também são dedicados ao trabalho de conclusão de curso (TCC), requisito necessário para conseguir o diploma de bacharel.

O aluno também pode ter sua carga horária elevada a partir da realização de estágios e de atividades extracurriculares. Trata-se de uma experiência importante para ingressar no mercado de trabalho logo após a formação.

O que se faz na Fisioterapia?

Confira agora algumas possibilidades de atuação do profissional e suas respectivas funções em cada área!

Fisioterapia Traumato-Ortopédica

A Fisioterapia Traumato-Ortopédica é a área responsável pelo diagnóstico, prevenção e tratamento de disfunções que acometem o sistema muscular e esquelético. Em outras palavras, tudo o que diz respeito aos ossos, músculos e articulações do paciente. 🩻🦴

Essa é uma das funções mais tradicionais na Fisioterapia, uma vez que contribui diretamente para a melhora do equilíbrio e das funções motoras do indivíduo.

Apesar disso, trata-se de uma profissão em ascensão no mercado. Afinal, essas patologias têm sido cada vez mais comuns entre a população. Vale destacar, nesse sentido, as novas configurações de trabalho como um dos fatores determinantes.

O uso ao longo do dia de computadores, celulares e outros dispositivos, bem como a posição em que o corpo se encontra para manuseá-los, contribui para o surgimento de problemas posturais diversos. A incidência de tendinite, por exemplo, têm sido motivo da grande busca por fisioterapeutas.

Fisioterapia Pediátrica

A Fisioterapia Pediátrica, como o próprio nome já indica, é focada no público infantil e juvenil, desde os recém-nascidos até os pré-adolescentes. 👶🏼🧒🏼🧒🏾A função do profissional, nesse sentido, é diagnosticar, prevenir ou tratar doenças e disfunções que acometem esses indivíduos em plena fase de desenvolvimento.

O objetivo central é permitir o crescimento saudável da criança ou do adolescente em todas as suas formas, garantindo que suas habilidades cognitivas e motoras sejam preservadas.

A atuação do profissional, por esse motivo, pode ser bastante abrangente a partir da contribuição em problemas de diversas origens: esquelético, neurológico, muscular, respiratório e assim por diante. Sendo assim, o profissional pode encontrar oportunidades em diversas instituições, desde escolas até hospitais e associações.

Para a melhor recuperação dos pequenos, o fisioterapeuta pediátrico pode se utilizar de equipamentos e ambientes lúdicos que permitam uma tratamento mais leve e tranquilo junto à criança e aos pais responsáveis.

Fisioterapia Gerontológica

A Fisioterapia Gerontológica, ao contrário da Fisioterapia Pediátrica, é focada no atendimento do público idoso. 👵🏾👴🏾Nesse caso, a função do profissional é garantir o envelhecimento saudável e a qualidade de vida do paciente. Para tanto, não só as funções motoras são consideradas no atendimento, mas também aspectos psicológicos e sociais.

Essa é, sem dúvidas, uma das áreas mais promissoras no mercado, tendo em vista a expectativa de crescimento da população idosa em todo o mundo. No Brasil, o número de idosos aumentou 39,8% nos últimos nove anos. É o que aponta o levantamento mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Vale lembrar, ainda, que a Fisioterapia Gerontológica pode auxiliar na prevenção de acidentes comuns nessa fase da vida, especialmente as quedas. O profissional atua diretamente na manutenção do equilíbrio, da flexibilidade e da autoconfiança do paciente, permitindo uma velhice mais independente e com qualidade de vida.

Fisioterapia Oncológica

A Fisioterapia Oncológica também é uma possibilidade de atuação para o profissional formado. Essa especialidade consiste na busca pela amenização das consequências geradas em razão do tratamento de câncer. Em muitos casos, o paciente pode ficar debilitado ou ter complicações que impedem a manutenção de uma rotina saudável e com qualidade de vida.

O profissional, portanto, pode ser acionado em qualquer fase do tratamento, inclusive no pós-operatório, para intervir em possíveis disfunções. Vale destacar que, neste caso, é importante que o fisioterapeuta tenha amplo conhecimento sobre os tipos de câncer e seus estágios, inclusive buscando qualificação complementar para uma atuação de excelência.

Fisioterapia Aquática

Por fim, cabe destacar essa especialidade um pouco menos conhecida que é a Hidroterapia ou Fisioterapia Aquática. Você já percebeu como, ao entrar no mar ou em uma piscina, o seu corpo fica muito mais leve? 🤽🏾‍♂️Isso acontece porque a água absorve uma grande parte do peso do corpo, permitindo a realização de movimentos com menor impacto nas articulações.

Essa, portanto, é uma excelente maneira de trabalhar os movimentos do corpo, melhorando a mobilidade e o sistema circulatório sem comprometer a estrutura musculoesquelética. A Hidroterapia, por exemplo, pode ser indicada para idosos ou pessoas com lesões e problemas na coluna que precisam se recuperar.

Qual o valor do salário de um Fisioterapeuta nas áreas mais bem-pagas?

Como visto, são inúmeros os segmentos em que o profissional pode atuar. Por outro lado, é natural que o aluno também considere os cargos mais bem-remunerados antes de buscar qualificação profissional. No Brasil, um profissional da Fisioterapia recebe, em média, R$ 2.860,73* para uma jornada de 31 horas semanais.

Assim como em qualquer outra profissão, no entanto, esses valores podem aumentar consideravelmente em função de alguns fatores. Entre eles, a qualificação e experiência do profissional, o cargo ocupado, a instituição empregadora, a jornada de trabalho e a região na qual atua.

Pensando nisso, separamos uma lista das 5 top áreas para trabalhar na Fisioterapia. 🤑Confira!

1. Fisioterapia do Trabalho

Entre as áreas mais bem-pagas, a Fisioterapia do Trabalho recebe destaque. Trata-se de uma especialidade cujo objetivo principal é melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores no ambiente laboral. Como você já deve saber, muitas atividades profissionais apresentam riscos à saúde em diversos níveis. Entre eles, o acometimento de lesões e fraturas.

O profissional da Fisioterapia, por exemplo, pode ser acionado para atuar no desenvolvimento de programas e atividades de prevenção aos colaboradores, a partir do diagnóstico dos riscos que o ambiente apresenta. Sem dúvidas, essa é uma função estratégica dentro das empresas, uma vez que evita afastamentos ou ausências por esse motivo.

A média salarial de um fisioterapeuta do trabalho é de R$ 3.256,75*. A depender da instituição contratante, por outro lado, a remuneração pode ultrapassar o valor de R$ 5 mil no regime CLT.

2. Fisioterapia Respiratória

A Fisioterapia Respiratória também está entre as profissões mais bem-remuneradas. Ela recebe destaque por estar associada à prevenção ou à recuperação de pacientes com doenças que acometem o sistema respiratório.

Neste caso, o profissional fica responsável por desenvolver exercícios que permitem eliminar secreções ou fortalecer a musculatura para melhorar a condição respiratória do paciente. Assim como os problemas posturais e as lesões decorrentes do uso de aparelhos eletrônicos, diversas doenças respiratórias têm sido comuns na sociedade.

Entre elas, cabe mencionar os problemas com bronquite e asma, que podem ser cuidados a partir de procedimentos manuais ou com o uso de aparelhos. A remuneração média para o profissional é de R$ 3.016,19* para uma jornada de 33 horas semanais.

3. Fisioterapia Neurofuncional

Apesar de ser uma área com futuro promissor, a Fisioterapia Neurofuncional pode gerar dúvidas à primeira vista. Afinal, trata-se de especialidade cujo objetivo é prevenir ou tratar lesões cerebrais.

O profissional que se qualifica na área tem conhecimento aprofundado em Neurologia e atua para reduzir limitações e recuperar a autonomia do indivíduo a partir de exercícios que melhoram as funções cerebrais. Esse é o caso, por exemplo, de pacientes que sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC), com Alzheimer ou Doença de Parkinson.

Em alguns casos, inclusive, a atuação do Fisioterapeuta Neurofuncional pode reverter o problema. A média salarial para um profissional da área, atualmente, gira em torno de R$ 2.866,83*.

4. Fisioterapia Esportiva

A Fisioterapia Esportiva é uma área cada vez mais conhecida e valorizada, especialmente por clubes e centros esportivos. Como visto, tem como finalidade prevenir e tratar lesões de profissionais do esporte para que eles tenham um melhor desempenho em suas atividades.

O profissional especializado tem um papel importante para aumentar a força, a flexibilidade, a resistência e o equilíbrio de atletas de alto nível. O fisioterapeuta ainda trabalha em contusões, luxações e outras disfunções.

A média salarial para uma jornada de 35 horas é de R$ 2.404,87*. O profissional que consegue oportunidades em grandes organizações esportivas, no entanto, pode ter a sua remuneração bastante elevada.

5. Fisioterapia Estética

A Estética é uma das áreas mais promissoras no Brasil e se mantém em pleno crescimento. Mesmo durante a pandemia e diante das restrições impostas ao comércio, o mercado de estética registrou crescimento.

Do mesmo modo, os profissionais podem aproveitar as oportunidades em alta para intervir com avaliações e tratamentos do tecido epitelial. O fisioterapeuta estético, nesse caso, é o responsável por aplicar técnicas e utilizar os equipamentos necessários para trabalhar problemas que interferem na autoestima do paciente. Como exemplo, cabe mencionar as situações de pré e pós-operatório, que envolvem cicatrizes, flacidez, queimaduras entre outros.

Um profissional qualificado nessa área recebe, em média, R$ 3.054,00*. Uma atuação de excelência, no entanto, pode abrir portas no mercado de trabalho e trazer reconhecimento diante dos resultados apresentados.

Quantos anos para se formar em Fisioterapia?

A duração do Bacharelado em Fisioterapia é de 5 anos, distribuídos em 10 semestres.

Esse período, no entanto, pode variar de acordo com a unidade educacional escolhida, o desempenho do aluno, entre outros fatores. Por exemplo, a ausência em algumas disciplinas ou o não alcance do rendimento mínimo exigido pode gerar dependência nas matérias. Nesse caso, será preciso refazer a disciplina, o que pode adiar a conquista do diploma de bacharel.

Vale lembrar, por fim, que a carga horária em cada semestre pode ser distinta. Especialmente os semestres que exigem o desenvolvimento do TCC podem solicitar mais horas de dedicação que os primeiros semestres. 🤔

Na Anhanguera, por exemplo, o 2.º semestre conta com 265 horas, enquanto o 9.° semestre demandará 585 horas do aluno. Entre os fatores que também podem elevar a carga horária, como já abordado, estão a realização de estágios obrigatórios ou não obrigatórios e atividades extracurriculares.

O desenvolvimento de disciplinas optativas disponibilizadas pela faculdade também pode elevar o tempo de formação. Assim, trata-se de uma previsão, levando-se em conta as 4.000 horas necessárias para a conclusão do curso e a distribuição das matérias na grade curricular de Fisioterapia.

É importante ressaltar, no entanto, que é perfeitamente possível desenvolver todas as atividades mencionadas no prazo de 5 anos, inicialmente estabelecido. Para que isso seja possível, vale seguir algumas dicas. Confira!🔝

Organize a sua rotina de estudos

Em primeiro lugar, é fundamental que você organize a sua rotina de estudos desde o início da faculdade. Isso permitirá distribuir melhor as tarefas, de forma compatível com a sua realidade, e pegar o ritmo nos anos iniciais. Nesse sentido, montar um cronograma de estudos pode ser uma excelente alternativa para planejar o tempo disponível na semana.

Participe dos eventos da faculdade

Outra dica para dar conta da faculdade no tempo previsto é se engajar em eventos e atividades à disposição do aluno. Nos anos iniciais, por exemplo, é possível ter acesso a palestras com mais detalhes sobre a dinâmica da faculdade e dicas para acompanhar todas as disciplinas. Nos eventos, você ainda pode explorar áreas de interesse e se desenvolver profissionalmente.

Conte com professores e colegas

Por fim, aproveite esse período da vida acadêmica para montar a sua rede de contatos. Desse modo, você pode compartilhar experiências, desafios e oportunidades com colegas e professores da área. 🧑🏾‍🏫Em muitos casos, também é possível ficar por dentro de vagas disponíveis no mercado, o que ajuda a dar o primeiro passo na carreira.

Agora é a sua vez: comece o seu futuro profissional!

A Fisioterapia é, sem dúvidas, um curso que possibilita uma atuação abrangente no mercado de trabalho, pois abre portas para diversas especialidades que podem trazer excelente remuneração. Para construir uma carreira de sucesso, por outro lado, é importante contar com uma instituição de ensino que seja parceira nesta jornada.

A Anhanguera é a sua melhor escolha! Além de reconhecimento do MEC e de unidades em todo o Brasil, entre os nossos diferenciais, destaca-se o sistema de ensino dinâmico, no qual o aluno é o protagonista do aprendizado. Sem falar na preparação para os desafios do mercado de trabalho. 😎

Ainda contamos com um suporte personalizado para auxiliar o aluno em todas as fases de formação. O Canal Conecta, da mesma forma, sendo o maior portal de empregos no país, contribui para a inserção do profissional no mercado de trabalho.

E então? Gostou do conteúdo? Agora que você já sabe tudo sobre Fisioterapia, não deixe de se inscrever para o vestibular online e dar o primeiro passo em direção a uma carreira de sucesso!

* Sujeito a alterações.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 23

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!