Quais são as carreiras mais promissoras nos próximos anos?

jovens estudando sobre as carreiras mais promissoras

O mundo profissional segue as demandas da sociedade: não é à toa que, na era digital, a tendência seja o aumento da busca por especialistas nas áreas de ciência e de tecnologia, por exemplo. Muito se fala da atuação nessas duas esferas — inclusive, trataremos sobre o assunto —, mas existem outras carreiras promissoras. Você sabe quais?

Direito, Agronomia, Administração, Ecologia, Marketing, Engenharias, Estatística e Análise e Desenvolvimento de Sistemas são alguns dos cursos capazes de abrir para você um enorme leque de oportunidades no mercado de trabalho.

Siga na leitura e confira a lista de carreiras promissoras que separamos para você aqui na Anhanguera:

  • advogado digital;
  • agroecólogo;
  • analista de Marketing Digital;
  • bioinformacionista;
  • cientista de dados;
  • desenvolvedor javascript;
  • engenheiro bioenergético;
  • recrutador com foco em tecnologia.

Entenda a importância delas para a sociedade e a tendência de estarem em foco em um futuro próximo.

1. Advogado digital

O fluxo de informação na era tecnológica, as relações pessoais, profissionais e de consumo, a proteção de dados, a crescente inserção de gadgets, de softwares e de aparelhos eletrônicos inteligentes em nossas vidas, bem como a extensão das empresas para o ambiente online, abrem uma gama enorme de atuação aos juristas.

Leis surgem da necessidade de regulamentar práticas cotidianas, e o comportamento da sociedade dita a demanda pelas normas. O advogado digital pode atuar em várias esferas (Direito Civil, Penal, Autoral e Consumerista) a favor de pessoa física ou jurídica, independentemente de a organização ser pública, privada ou do terceiro setor.

A presença dessa profissão no rol de carreiras promissoras fica evidente ao constatarmos o número de compras online no e-commerce brasileiro em 2019: R$ 178,5 milhões, aumento de 22,5% em relação ao ano anterior. Pedidos não entregues, direito de arrependimento e produtos defeituosos ou diferentes da imagem vinculada são alguns temas recorrentes com os quais esse profissional do Direito lida.

Enquanto a Agronomia busca tornar o plantio mais produtivo, a Agroecologia é um ramo da área que vai além da questão econômica (obviamente, sem deixar de se preocupar com o assunto) e foca também a sustentabilidade — tópico cada vez mais em voga no ramo corporativo e entre governantes de todo o mundo.

O papel do especialista é procurar maximizar o uso de recursos naturais no cultivo, reduzir ou zerar a utilização de agrotóxicos e outros compostos químicos. Ele também pensa na biodiversidade de solos e em afetar o meio ambiente o mínimo possível com a agricultura, mix de agronomia com ecologia.

3. Analista de Marketing Digital

Os espaços convencionais de divulgação de marca já não são suficientes para atingir todos os consumidores em potencial de uma empresa. A presença de organizações em ambiente virtual e a crescente utilização da internet (são quase 127 milhões de brasileiros conectados) abrem espaço para o posicionamento estratégico no mundo online.

O Marketing Digital compreende a utilização de sites, de blogs e de redes sociais a fim de promover o negócio do cliente. Tais recursos facilitam a comunicação entre quem vende e quem compra, criam ou alimentam a necessidade de aquisição de produtos ou serviços, ditam tendências, apresentam soluções e comercializam ideias além do bem.

O analista especializado no ramo geralmente cursa uma graduação em Marketing ou Marketing Digital EAD. Ele trabalha com produção de conteúdo, fazendo, editando e postando vídeos e artigos para atrair, converter e qualificar leads (clientes em potencial). Ele conhece o público-alvo, pensa estrategicamente no posicionamento online da marca e sabe como dar alta visibilidade a ela no ambiente virtual.

4. Bioinformacionista

Compõe o rol de carreiras promissoras por causa da crescente importância da pesquisa na área da Saúde, capazes de prevenir, amenizar ou curar doenças, evitar contaminações, desenvolver a reprodução humana, melhorar a qualidade de vida e dar longevidade às pessoas.

O bioinformacionista tem formação em genética e em tecnologia, estando apto a realizar seus estudos com alto conhecimento sobre biologia, biomedicina, softwares e maquinários. Além da atuação em hospitais, em clínicas, em laboratórios e a possibilidade de seguir carreira acadêmica, o profissional do ramo é muito visado pela indústria farmacêutica.

5. Cientista de dados

Não é à toa que vivemos no que é conhecida como a “era da informação”: é enorme a quantidade de dados gerados e trocados para organizações públicas e privadas funcionarem adequadamente. Essas operações envolvem, inclusive, a população. Quem trabalha na área pode ter cursado Matemática, Estatística ou Ciência da Computação, entre outros cursos.

O cientista de dados pode atuar no ramo corporativo ajudando na tomada de decisão a partir de uma análise minuciosa do setor. Ele realiza a pesquisa de mercado levantando informações como a condição socioeconômica do público-alvo, o grau de escolaridade e a faixa etária, norteando o lançamento de um novo produto.

Ainda, pode acompanhar o desempenho do serviço oferecido pela empresa em que trabalha, apontando as devidas adequações para maximizar resultados. Nas instituições públicas, seu trabalho serve para orientar propostas legislativas, políticas públicas e outras ações do governo.

6. Desenvolvedor javascript

Compõe o rol de profissões do futuro pela utilização desta linguagem de programação nos mais diversos softwares e equipamentos, indo de jogos a sondas espaciais e sistema Android. Cursos em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Informática e o já citado Ciência da Computação formam quem deseja atuar no setor.

O desenvolvedor javascript têm ótimas oportunidades: está apto a trabalhar na web e com aplicativos, como consultor ou analista de testes. Quanto mais ele entende o ciclo de vida da aplicação e suas funções, maiores são as chances de ascensão, podendo chegar até ao cargo de diretor de tecnologia.

7. Engenheiro bioenergético

Integra a lista de carreiras promissoras pela necessidade de pensar na utilização de recursos naturais renováveis na geração de energia, uma demanda crescente do ramo corporativo. O especialista no assunto tem gabarito para cuidar de automação, desenvolvimento elétrico, mecânico e manutenção de funcionalidades para o setor.

8. Recrutador com foco em tecnologia

Profissões alternativas devem ter demanda cada vez maior no mercado de trabalho. O recrutador comum, geralmente formado em Recursos Humanos (RH) e atuando no RH de uma empresa ou contratado como consultor, precisará aperfeiçoar seu conhecimento sobre tecnologia a fim de recrutar, selecionar e treinar quem atua na área.

O especialista tem espaço em startups, fintechs, hubs e gradualmente em empresas dos mais variados setores tendo em vista o quanto automação, robotização, inteligência artificial e big data, entre outros tópicos, têm sido visados pelos empregadores.

Se você está pensando em seu futuro profissional, leve em consideração nossa lista de carreiras promissoras para garantir espaço no mercado de trabalho. Existem opções para quem se identifica com as áreas de Humanas, de Exatas e de Biológicas, ou seja, uma ampla gama de possibilidades.

Gostou do tema? No nosso blog você encontra muitas outras dicas sobre estudos e profissões. Que tal conferir nosso post sobre como elaborar um currículo criativo?

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.