Vale a pena fazer uma segunda faculdade? Descubra!

estudante vendo possibilidade de segunda faculdade

Estudar nunca é demais. Na verdade, assim que recebemos o primeiro diploma universitário, ali estamos começando a trilhar uma caminhada rumo ao sucesso profissional, e ela exigirá um conhecimento muito mais aprofundado em nossa área de atuação.

Isso é o que chamamos de educação continuada, e consiste em cursos de capacitação profissional, ingresso em programas de pós-graduação, participação em grandes eventos e, em alguns casos, até fazer uma segunda graduação.

Mas esse não é o único motivo que leva as pessoas que já têm um curso superior a entrar na faculdade de novo. Na verdade, eles são muitos. Então, vamos refletir sobre o assunto?

Continue conosco nesta leitura e descubra se você deve fazer uma segunda faculdade e quais vantagens teria com o investimento!

Por que as pessoas fazem duas faculdades?

As razões pelas quais pessoas já formadas na faculdade se interessam em fazer uma segunda graduação incluem questões pessoais e profissionais, algumas delas boas, outras nem tanto. Citamos algumas das mais comuns abaixo.

Complementação curricular

Em primeiro lugar, como dissemos na introdução, mais conhecimento é indispensável ao seu plano de carreira individual. Então, profissionais formados acabam optando por fazer uma faculdade cuja área seja correlata com sua formação inicial. Por exemplo, um publicitário que decidi fazer faculdade de Jornalismo ou de Produção Audiovisual ― cursos pertencentes à Comunicação Social.

Também há aqueles que desejam se dedicar a uma atividade específica, a qual exige formação universitária complementar. Este é o caso de alguns profissionais que desejam se tornar professores.

Para que eles possam atuar na área de educação, é fundamental que invistam em formação pedagógica para não licenciados ― o que é os habilitará para lecionar ou trabalhar em instituições de ensino públicas ou privadas.

Mudança de carreira

A mudança de carreira também é outra razão para que alguém decida investir em uma segunda graduação. Aqui, observamos duas questões principais. A primeira delas é com relação à dificuldade de inserção no mercado de trabalho em sua área de formação da primeira faculdade.

Embora saibamos que a empregabilidade envolve diversos cenários, às vezes o mercado em determinadas áreas acaba ficando saturado, e o desemprego surge. Para fugir dessa realidade, então, os profissionais acabam partindo para outra carreira.

A segunda questão tem a ver com o descontentamento com a profissão. Por diferentes motivos, o profissional percebe que não deseja fazer aquilo para o resto da vida e, neste caso, decide que o melhor mesmo é tentar outra faculdade.

 Realização de um sonho

Alguns profissionais formados e bem estabelecidos no mercado também escolhem fazer uma segunda faculdade porque têm um sonho que não foi realizado até o momento.

Nem sempre essa formação profissional necessariamente resultará em uma mudança de carreira. Pode até ser que o desejo dessa pessoa de voltar a estudar seja para se aprofundar em um assunto de que gosta muito.

Aqui, podemos ilustrar com dois exemplos: um profissional da Engenharia que quer ser escritor e decide estudar Letras para escrever novelas e romances; um médico veterinário que se interessa por desenhar e decide estudar Artes Visuais.

Por fim, há quem, de fato, deseje correr atrás de um tempo desperdiçado com outra faculdade e mudar de carreira para realizar o sonho de atuar em uma determinada profissão.

Quais são as vantagens de fazer uma segunda graduação?

Agora que você já sabe por que profissionais já formados optam por fazer uma segunda faculdade, veja vantagens de acrescentar uma nova graduação ao seu currículo.

Agregar valor à sua carreira

Uma segunda faculdade agrega mais valor à sua carreira ao contribuir com o desenvolvimento de habilidades e de competências diferenciadas, acompanhando as demandas do mercado.

Sobretudo se você está trabalhando na sua área, mas gostaria de ter uma bagagem educacional a mais para unir conhecimentos, a fim de atuar em várias frentes no mesmo setor, a segunda faculdade pode ajudar ao oferecer uma formação ampla.

Digamos que você seja da área de Ciências da Computação, mas trabalha em uma empresa de Comércio Exterior. Optar pela segunda graduação nessa área possibilitará maior conhecimento sobre o serviço prestado pela organização e ampliará suas alternativas no meio em que atua.

Ter um perfil profissional mais atraente

Um currículo robusto coloca você à frente da concorrência na busca por melhores oportunidades de trabalho, além de facilitar que seu perfil profissional se ajuste ao que as empresas desejam.

Com um mercado tão dinâmico e competitivo, apresentar uma gama de aptidões é um importante diferencial para que você ganhe ainda mais destaque na sua profissão.

Um argumento a mais para isso é que a presença de um segundo diploma de graduação no currículo também oferece maiores chances de trabalhar de maneira interdisciplinar, ou seja, transitando por diferentes áreas. Aliás, trata-se de uma estratégia que vem sendo muito utilizada por companhias que reúnem profissionais de diferentes áreas dentro de um único projeto.

Menor duração do curso e possibilidade de pagar menos

Outra questão interessante relacionada ao cotidiano da segunda graduação é o fato de a duração do curso ser mais enxuta, caso existam disciplinas similares às cursadas na sua primeira faculdade.

Isso acontece especialmente quando os cursos pertencem à mesma área, porque algumas das matérias são básicas na grade curricular. Logo, se você já cursou essas disciplinas uma vez, é possível eliminá-las na segunda faculdade, pois os créditos já constam no histórico escolar.

Além disso, como o curso é de menor duração, você não gastará tanto com a nova faculdade. Por outro lado, se a área escolhida não permitir readequação curricular, e você tiver de cumprir uma carga horária mais extensa, certas instituições oferecem desconto na segunda graduação, o que também alivia bastante o bolso, não é mesmo?

Como o mercado de trabalho enxerga quem tem duas graduações?

Lembra-se de que mencionamos sobre empregabilidade? Bem, as empresas estão procurando profissionais com talentos múltiplos, já que muitos dos serviços prestados acabam exigindo um time mais diversificado. Já pensou se tais habilidades estão em uma única pessoa?

Então, esse profissional vai se tornar ouro para a organização, que não vai querer perder alguém com tantas qualidades. Quando você apresenta habilidades múltiplas, naturalmente consegue enxergar sua atividade profissional e a própria empresa/projeto de uma maneira mais ampla ― é que o mundo corporativo chama de “visão holística”.

Tanto que portais de vagas, como é o caso do Canal Conecta, exclusivo aqui dos alunos da Anhanguera, estão empenhados em oferecer às empresas talentos com esse tipo de perfil. Assim, eles conseguem construir uma carreira sólida dentro da organização.

Então, juntando conhecimentos técnicos das graduações e outras capacitações profissionais, aptidões e personalidade, gestores podem encontrar em você a pessoa ideal para assumir cargos de especialista ou até de liderança.

Como escolher o curso ideal?

Agora, você deve estar se perguntando sobre como fazer uma segunda faculdade e escolher o curso ideal. Em primeiro lugar, saiba que se você já tem um diploma de graduação, não precisa se inscrever nos vestibulares para ser admitido no curso ― especialmente nas faculdades particulares.

No entanto, existem algumas regras para isso, como provas de aptidão, então, entre em contato com a instituição de interesse e veja como funciona a segunda graduação na carreira pretendida.

Quanto à escolha do curso, a resposta para essa pergunta é aberta: depende do seu objetivo. Há, pelo menos, tipos de graduação que você pode escolher ― todos são oferecidos pela Anhanguera! Dê uma olhada.

Formação pedagógica

Destinado à formação de professores para atuarem em sala de aula. Com esse título, você poderá trabalhar nas seguintes áreas:

  • educação básica (ensinos fundamental II e médio);
  • educação de jovens e adultos;
  • educação profissionalizante;
  • educação especial e inclusiva;
  • educação a distância.

Segunda Licenciatura

A segunda Licenciatura é ideal para quem já tem formação pedagógica, mas deseja ampliar o conhecimento agregando competências de uma nova área de estudos.

Bacharelado

O Bacharelado é aberto a pessoas de todas as áreas de atuação, licenciadas ou não. Neste caso, os objetivos são mais amplos, e você pode escolher qualquer curso do seu interesse. A restrição fica apenas quanto aos critérios de admissão por parte da faculdade, pelos motivos que já dissemos.

Entendeu como e por que fazer uma segunda faculdade? As vantagens desse investimento são muitas, incluindo ter uma formação multidisciplinar e mais atrativa ao mercado de trabalho.

Então, conheça já os cursos de segunda graduação da Anhanguera e veja como obter uma das melhores formações educacionais do país!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content