Como fazer uma segunda graduação com desconto?

estudante de segunda graduação

Sabia que quem já é formado pode conseguir bolsa para segunda graduação? Existem algumas facilidades que contemplam aqueles que já têm diploma. São descontos, benefícios e convênios para que você possa se especializar ainda mais e se destacar no mercado de trabalho.

Ter um segundo diploma de ensino superior é uma boa alternativa para enriquecer o currículo e encontrar melhores oportunidades, tanto para um novo emprego como para uma promoção na empresa onde trabalha. Afinal, você terá um diferencial mais competitivo.

Gostou da ideia? Então, continue lendo e confira quais são os benefícios disponíveis e como conseguir desconto na segunda faculdade para pagar menos pela nova formação. Você pode se especializar na sua área de atuação, agregar novos conhecimentos técnicos ou começar a explorar outros ramos para mudar de carreira!

Negocie diretamente com a faculdade

Para fazer a segunda graduação com desconto, você pode negociar diretamente com a faculdade onde tirou o primeiro diploma. Isso porque, como ex-aluno, é possível ter acesso a algumas facilidades para fazer um novo curso (Licenciatura, Bacharelado ou Tecnólogo).

As instituições de ensino criam programas de incentivo próprios para que os egressos deem continuidade aos estudos, especializando-se e aprofundando-se em sua área. Ou, quem sabe, fazendo uma mudança de carreira para encontrar melhores oportunidades, como uma promoção, ou atingir metas pessoais e profissionais.

Caso você queira fazer a segunda graduação em uma instituição diferente, também conseguirá alguns descontos interessantes. A abrangência ou o valor deles pode ser menor por você estar vindo de outra faculdade. Mas, mesmo assim, estará investindo menos, tornando o curso mais acessível.

Diminua as parcelas eliminando matérias já feitas

Outra forma de fazer uma segunda graduação com desconto é por meio da eliminação de matérias. Essa é uma prática muito comum entre aqueles que já são graduados, porque deixa o curso mais em conta e ainda reduz o tempo de duração. Alguns estudantes podem iniciar já no segundo semestre.

Isso porque certas disciplinas são oferecidas em graduações diferentes, então, não é preciso cursar de novo, pois o graduado já tem esse conhecimento. É o que acontece com os cursos de Licenciatura. As matérias sobre didática ou educação podem ser eliminadas.

Outro exemplo é quem se forma em Marketing, que é uma graduação tecnológica com duração de 2 anos, e depois quer fazer faculdade de Marketing Digital. O estudante consegue obter a nova titulação em menos de um ano!

Também podemos eliminar aquelas sobre ética, sociedade, metodologia científica e outras com abordagem geral, comum a todos os cursos. Porém, é preciso comprovar junto à faculdade — por meio de um histórico oficial e das ementas das disciplinas — que você já cursou essas matérias.

O processo pode ser mais simples ao fazer a segunda graduação na mesma faculdade, pela facilidade de acesso à grade curricular do outro curso.

Concorra a bolsas de estudo

Quem vai fazer uma segunda graduação também tem direito à bolsa de estudo? Ela oferece descontos muito variados, dependendo do tipo de programa ao qual você deseja aderir ou aquele em que se enquadra.

Existem diferentes tipos de bolsa de estudo, sendo que alguns são específicos para servidores públicos e militares; outros contemplam pessoas da mesma família. Há, ainda, aqueles que atuam como incentivo para quem está com dificuldades financeiras ou têm uma renda mais baixa. A seguir, você verá mai detalhes sobre esses tipos de bolsa.

Enfim, são diversas opções que você negocia diretamente com a faculdade. Como são benefícios e programas internos, é preciso obter informações na instituição para conhecer os tipos de bolsa de segunda graduação disponibilizados, os critérios para participar, a existência de processo seletivo e a duração de cada tipo.

Veja quais bolsas são válidas e quais não são

Nem todas as opções servem para bolsa para segunda faculdade. Em algumas situações, o programa contempla apenas quem está entrando na faculdade pela primeira vez.

Conheça agora as modalidades de bolsa a que você pode recorrer para fazer uma segunda graduação — e as que não são válidas nessa situação.

Prouni

Mesmo que a faculdade esteja integrada ao Programa Universidade para Todos (Prouni), a bolsa só pode ser concedida a quem não possui diploma de ensino superior. Em outras palavras, o programa governamental de incentivo ao acesso ao ensino superior prioriza estudantes que ainda não têm diploma.

Para o governo, o foco é levar o maior número de estudantes possível à graduação, certo? Mesmo que uma pessoa atenda aos demais requisitos (ser brasileiro, ter renda familiar per capita de até 3 salários mínimos, ter feito o Enem, não ter zerado a redação etc.), não poderá assinar o Termo de Concessão de Bolsas do Prouni.

Bolsa para militares

Muitas faculdades firmam contratos com empresas ou concedem bolsas a determinadas categorias. É o caso da bolsa para militares da Anhanguera, disponibilizadas a profissionais destas áreas:

  • Corpo de Bombeiros Militar;
  • Exército;
  • Marinha;
  • Força Aérea;
  • Polícia Militar;
  • Polícia Federal.

O benefício de até 30% no valor das parcelas se estende a familiares (cônjuge e filhos de no máximo 24 anos).

Bolsa para servidores públicos

O mesmo princípio que se aplica aos militares serve para os servidores públicos de qualquer instância: federal, estadual ou municipal. Enquadram-se nessa categoria:

  • professores;
  • bancários;
  • funcionários de prefeituras, secretarias de estado etc.;
  • analistas do INSS, IBAMA e órgãos públicos em geral.

Se você é filho de funcionário público e tem menos de 24 anos ou se é cônjuge, pode conseguir esse desconto também!

Bolsa para membros da mesma família

Falando em esposos e filhos, a faculdade não deixaria de conceder a bolsa para família que estuda unida! Dessa forma, se no mesmo núcleo familiar há mais de uma pessoa matriculada, mesmo que em segunda graduação, cada uma pode ganhar até 20% de desconto por meio da Bolsa Familiar da Anhanguera.

Bolsa Incentivo

Aqui na Anhanguera, oferecemos um desconto para segunda faculdade que pode ser disponibilizado no primeiro semestre do curso, como um incentivo para o estudante que está com dificuldades financeiras. Trata-se da Bolsa Incentivo.

Bolsa Primeiro Semestre

Também dedicada a quem não tem dinheiro em caixa para iniciar o curso, mas não quer deixar passar a oportunidade, a Bolsa Primeiro Semestre é oferecida tanto para alunos dos cursos presenciais quanto para os de EAD.

Sabe qual o valor? Vinte por cento da mensalidade! É só verificar a disponibilidade na unidade em que você for estudar e fazer a inscrição no programa.

Verifique os descontos da faculdade

Além das bolsas de estudos, você pode ter um desconto na faculdade por meio de outros programas e parcerias. Cada instituição oferece vantagens diferentes, que podem contemplar grupos específicos de pessoas — como os citados no tópico anterior —, também com uma abrangência variada, da mesma forma como acontece com as bolsas.

Veja quais são esses benefícios que você vai encontrar na Anhanguera!

Desconto Pontualidade

Quem anda com a vida financeira em dia e não atrasa o pagamento das parcelas também tem vantagem, acredita? Existe um desconto que pode ser conseguido apenas pela pontualidade no pagamento das mensalidades, por exemplo.

Na Anhanguera, esse benefício é válido para cursos EAD e funciona da seguinte forma: quem quita a mensalidade até o quinto dia útil do mês, por meio de boleto ou usando cartão de crédito, recebe desconto de 5%.

Parece pouco, mas esse valor pode ser realocado para gastos com livros, alimentação ou até para o deslocamento ao polo nos dias de avaliação presencial.

Convênio Empresa

Algumas instituições de ensino fazem convênios com empresas, como acontece aqui na Anhanguera! Nesse último caso, o desconto nos cursos de graduação é disponibilizado aos colaboradores das empresas que têm parceria com a faculdade. É um incentivo para que os funcionários se especializem e, ao mesmo tempo, uma facilidade a quem quer fazer a segunda graduação com desconto.

Procure por financiamento privado

Os programas de financiamento estudantil do governo, como o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES), são bastante concorridos, afinal, pessoas do Brasil inteiro se candidatam a uma vaga — estamos falando de milhões de pessoas!

Por isso, pode ser difícil conseguir uma vaga por meio desse tipo de programa, já que as exigências são muitas:

  • renda familiar máxima de 3 salários mínimos per capita para obter financiamento com juros zero;
  • pagamento de seguro de vida durante o curso, além da taxa de manutenção do financiamento;
  • nota mínima obtida no Enem de 450 pontos nas provas objetivas e não ter zerado a redação.

Uma alternativa para fazer a segunda graduação com desconto, nesse caso, são os financiamentos privados.

Você pode conferir com o seu banco se ele oferece essa facilidade aos clientes, mas não se esqueça de verificar as taxas de juros e outras exigências feitas pelas instituições financeiras. Quer uma dica para não fazer dívidas altas? Prefira o financiamento diretamente com a faculdade.

Existem algumas que também disponibilizam esse tipo de crédito estudantil para os matriculados. Negociar com elas é mais fácil do que com os bancos, há mais clareza no contrato e taxas menores, e nem sempre é preciso de fiador.

Na Anhanguera, temos parceria com o Creditas, um programa de financiamento privado que funciona como um empréstimo, mas bem mais fácil e menos burocrático do que o dos bancos. Ele está disponível para o curso de Medicina, Odontologia e Medicina Veterinária.

Vamos a um exemplo? Se você já se formou em Biomedicina ou Enfermagem e deseja, agora, cursar Medicina, vai poder eliminar várias matérias da grade curricular, como falamos antes. Nesse caso, como são cursos da área das Ciências Biológicas e da Saúde, muitas disciplinas são comuns aos dois. Isso já reduz bastante o custo total da nova formação.

Medicina é um curso caro, que exige gastos com materiais e aulas em laboratórios e hospitais-escola. Dessa forma, uma ajuda com o crédito estudantil pode ser a sua oportunidade de complementar a formação e obter o novo título, tornando-se um profissional com visão mais abrangente sobre o trabalho.

Considere a formação pedagógica como opção

Você sabe o que é formação pedagógica? A área da Educação tem crescido tanto em termos de ampliação de vagas no mercado de trabalho quanto de valorização da carreira do professor e do gestor pedagógico.

Essa formação prepara o profissional para atuar com ética, de forma a potencializar os processos de aprendizagem em todos os níveis da educação básica. Além disso, com a ampliação da oferta de cursos a distância e com o desenvolvimento de tecnologias voltadas ao setor educacional, quem trabalha no ensino superior também tem campo fértil de atuação.

Nesse cenário, o futuro da Pedagogia é promissor, mas profissionais de outras áreas do conhecimento podem se beneficiar desse modelo.

Quer ver um exemplo de como ocorre a formação pedagógica para não licenciados? Imagine que você se formou em Ciências Biológicas e obteve o título de bacharel. Agora, você quer complementar sua formação com a Licenciatura.

A Anhanguera disponibiliza o curso de Formação Pedagógica na área, e o melhor: é possível estudar a distância e cumprir todo o conteúdo para se tornar um professor de Biologia em apenas 1 ano!

Podemos citar também alguém que goste muito de Matemática e tenha feito o curso de Engenharia ou de Sistemas de Informação. Posteriormente, descobriu que se realizaria mesmo na sala de aula, ensinando a disciplina. Para isso, não será necessário estudar por mais 4 anos: em 2 semestres, ele consegue obter o título de licenciado em Matemática e começar a dar aulas.

O mesmo vale para outros cursos de Bacharelado, como:

Isso porque o curso foca as matérias didático-pedagógicas, que não haviam sido contempladas no Bacharelado.

Se você já trabalhar na área da educação e quiser fazer a formação pedagógica em outra área, vai precisar de 3 semestres. É comum que o professor de uma disciplina deseje ampliar seu campo de atuação com uma segunda licenciatura.

O novo curso de Educação Especial da Anhanguera tem atraído para essa modalidade de estudo gestores e professores da educação infantil e do ensino fundamental I, formados em Pedagogia. Com essa nova formação, eles ganham conhecimento e confiança para lidar com crianças e jovens portadores de deficiência e, dessa forma, promover a inclusão em suas aulas.

Outro caso é o de professores que querem obter titulação em áreas afins à de sua formação de origem, como:

  • Filosofia e Sociologia;
  • História e Geografia;
  • Pedagogia e Letras.

Faça sua segunda graduação com bolsa aqui na Anhanguera!

Fazer uma nova graduação pode ajudar a conquistar o diferencial de que você precisa para ter mais sucesso em sua carreira. Com a facilidade de fazer a segunda graduação com desconto, é possível se especializar sem que os estudos pesem no bolso.

São várias alternativas, então, com certeza, uma delas é ideal para você. Sabe o que é melhor? Todas as possibilidades citadas neste artigo estão disponíveis aqui na Anhanguera!

Não perca a chance de se destacar no mercado de trabalho! Faça a inscrição no nosso vestibular e tenha mais uma graduação em seu currículo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.9 / 5. Número de votos: 8

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.