Como é a faculdade de Agronomia na prática?

estudante de agronomia

Você quer seguir carreira em uma profissão promissora, com bons salários, alta empregabilidade e deseja atuar diretamente em um setor de base da sociedade? Que tal, então, fazer o curso de Agronomia e ser um destaque na carreira?

Esse curso é muito bem-visto no mercado. Além disso, por conta da estabilidade da área, existe uma demanda crescente por agrônomos qualificados para atuar nesse campo. Assim, vale a pena saber como funciona a graduação e quais são as disciplinas estudadas e as modalidades de ensino disponíveis.

Neste post, mostraremos tudo sobre a faculdade de Agronomia. Fique ligado!

Qual é o objetivo da graduação em Agronomia?

O objetivo do curso superior em Agronomia é formar pessoas aptas para atuar de modo científico, técnico e responsável na produção agropecuária. O agrônomo também ajuda a melhorar a produtividade de plantações e rebanhos.

O Bacharelado em Agronomia prepara o aluno para o registro profissional no CREA (Conselho Regional de Engenharia, Agronomia e Arquitetura), sendo essencial para trabalhar na área.

Ao longo do curso, a matriz curricular tem uma base em diversos conteúdos diferentes de preparação. Como resultado, ela forma profissionais capazes de melhorar o sistema do agronegócio. Logo, as aulas são muito úteis para quem deseja elaborar pesquisas na área ou exercer a profissão.

Quais são as matérias da faculdade de Agronomia?

Durante o curso de Agronomia, você aprenderá todos os conteúdos técnicos, as habilidades administrativas e os conhecimentos necessários para planejar criações e safras, otimizar os processos agroindustriais e manejar recursos naturais.

Essa é uma formação muito ampla e versátil. A Agronomia trata de tudo referente aos conhecimentos sobre produção de vegetais e animais, armazenamento e comercialização de alimentos, além de abordar a infraestrutura dos ambientes rurais.

Para dar conta dos objetivos da graduação, nossos alunos contam com uma grade curricular de Agronomia aprofundada e diversa. Confira, abaixo, as disciplinas, de acordo com o semestre!

1º Semestre 

  • Agrometeorologia
  • Agronomia, Ciência e Tecnologia
  • ED – Cultural Digital
  • Física Geral
  • Fundamentos de Cálculo Aplicado

2º Semestre

  • Ciência do Solo – Gênese, morfologia e Classificação
  • Desenho Técnico Projetivo
  • ED – Projeto de Vida
  • Morfologia e Fisiologia Vegetal
  • Química Geral

3º Semestre 

  • Ciência do Solo – Fertilidade do Solo e Nutrição Mineral de Plantas
  • ED – Marketing Digital
  • Fundamentos de Química Orgânica
  • Topografia e Georreferenciamento
  • Zoologia Geral

4º Semestre 

  • Bioquímica Geral
  • Ciência do Solo – Física e Conservação do Solo e Água
  • ED – Construindo uma Carreira de Sucesso
  • Entomologia Aplicada à Agronomia
  • Microbiologia Agrícola

5º Semestre 

  • ED – Mindset Ágil
  • Fitopatologia
  • Forragicultura e Nutrição Animal
  • Genética e Melhoramento de Plantas e Animais
  • Paisagismo – Floricultura, Parques e Jardins

6º Semestre 

  • Controle de Plantas Daninhas
  • ED – Design Thinking
  • Fitotecnia – Algodão e Café
  • Hidráulica
  • Produção, Tecnologia e Armazenamento de Sementes

7º Semestre 

  • Bovinocultura, Suinocultura e Avicultura
  • ED – Empregabilidade
  • Fitotecnia – Arroz, Feijão, Trigo e Mandioca
  • Olericultura
  • Optativa I

8º Semestre 

  • ED – Desenvolvimento de Carreira
  • Estágio Supervisionado I
  • Fruticultura
  • Irrigação e Drenagem
  • Máquinas e Mecanização Agrícola

9º Semestre 

  • Controle de Qualidade de Produtos Vegetais e Animais
  • ED – Empreendedorismo
  • Estágio Supervisionado II
  • Fitotecnia – Cana-de-açúcar, Milho e Soja
  • Manejo e Produção Florestal
  • Optativa II
  • Trabalho de Conclusão de Curso I

10º Semestre 

  • Construções Rurais
  • Economia e Administração Rural
  • ED – Responsabilidade Social
  • Informática e Experimentação Agrícola
  • Sociedade Brasileira e Cidadania
  • Trabalho de Conclusão de Curso II

Qual é a duração do curso de Agronomia?

faculdade de Agronomia tem duração média de 5 anos. Logo, para obter o diploma de bacharel, é necessário cumprir 3.600 horas de formação ao longo de 10 semestres, divididas entre atividades complementares, práticas e teóricas.

Aqui na Anhanguera, a carga horária é construída do seguinte modo:

  • trabalho de conclusão de curso (TCC) — 120 h;
  • estágio de Agronomia supervisionado curricular obrigatório — 360 h;
  • atividades acadêmicas curriculares — 2.940 h;
  • atividades complementares (AC) — atividades complementares 80 h e estudos dirigidos 100 h.

Como consultar o preço da faculdade de Agronomia?

Consultar o valor do curso de Bacharelado em Agronomia é bem simples! Basta acessar o site Vestibulares, um dos parceiros da Anhanguera, e checar em quais modalidades de ensino essa graduação está disponível. Aí é só verificar o preço da mensalidade.

Veja um pequeno passo a passo de como realizar a pesquisa:

  • acesse o site Vestibulares;
  • no campo de busca, digite a sua localidade;
  • após isso, selecione a faculdade de Agronomia;
  • clique em “buscar opções de cursos”;
  • em “como estudar”, você pode visualizar as alternativas, basta aplicar o filtro;
  • por fim, veja o preço das mensalidades e localização disponíveis.

Em quais modalidades o curso de Agronomia é oferecido?

Uma boa notícia para quem deseja seguir carreira na área é que, na Anhanguera, você pode cursar Agronomia EAD (na modalidade semipresencial) e, também, no formato presencial. Assim, você tem toda a flexibilidade para estudar, de acordo com os seus horários e a sua rotina.

Funciona assim: a faculdade de Agronomia presencial é mais tradicional e você precisa frequentar o campus praticamente durante os 5 dias da semana para ter aula com os professores e contato com a turma. As aulas acontecem de segunda a sexta, sendo comum a presença de atividades extracurriculares aos sábados.

Já na graduação em Agronomia semipresencial, uma parte da carga horária é cumprida de maneira online, por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem. Logo, você só deve frequentar a faculdade durante alguns dias na semana. Uma vantagem dessa opção é a possibilidade de unir os benefícios do curso presencial aos do EAD — muito bom, não é mesmo?

Como se matricular na faculdade de Agronomia?

Para realizar a matrícula nesse curso superior, é importante fazer o vestibular de Agronomia ou usar a nota do Enem. Após ser aceito, você receberá um e-mail de boas-vindas com acesso ao Portal Digital do Aluno.

Depois, é necessário fazer a matrícula em uma das nossas unidades. Esse processo costuma ser bem simples, já que pode ser iniciado de maneira digital por meio de um celular, computador ou tablet. Lembre-se de que é essencial apresentar alguns documentos obrigatórios que serão solicitados.

Como funciona a área da Agronomia?

A Agronomia é uma área responsável por elaborar e implementar projetos em empresas do setor agropecuário. Os profissionais buscam soluções para a adubação e irrigação das plantações, recuperação dos solos, combate a pragas que atacam a lavoura e a garantia da qualidade dos alimentos.

Isso não quer dizer apenas cultivar bons vegetais, mas gerá-los em uma quantidade maior, assegurando produtos para toda a população. Questões como a sustentabilidade, a segurança alimentar e a redução da produção de dejetos são outras preocupações desse ramo.

A importância do agronegócio para a economia do Brasil é bem grande. Segundo os dados do CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), a atividade agropecuária representa cerca de 21% do PIB nacional. Com esse valor, o agronegócio é considerado um dos pilares econômicos do país.

Assim, esse setor cresce cada vez mais, na contramão da crise econômica. Em 2020, o ramo agropecuário apresentou um crescimento de 1,2% no segundo semestre, comparado ao ano de 2019. Os dados são do IBGE e foram divulgados pelo Globo Rural.

Esse crescimento está relacionado diretamente ao desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias no agronegócio. É aí que entram os agrônomos, responsáveis por melhorar a qualidade e a produtividade das atividades do agronegócio. Logo, esse cenário positivo representa várias oportunidades para quem deseja se formar na área.

Como está o mercado de Agronomia no Brasil?

Como o Brasil é um importante produtor agropecuário, as possibilidades para os agrônomos no mercado de trabalho são muito amplas. Logo, o constante crescimento da área deixa o mercado aquecido, o que é uma excelente notícia para quem está concluindo a graduação.

Nas áreas rurais, o agrônomo pode trabalhar na administração de propriedades e no gerenciamento de processos relacionados aos campos. Já nos centros urbanos, os profissionais encontrarão opções de trabalho na pesquisa e no ensino em faculdades, órgãos do governo e no controle de qualidade de produtos na indústria agropecuária.

Além disso, é possível atuar em setores e companhias ligadas à cadeia produtiva agrícola, como em empresas de transformação e comercialização de produtos agropecuários ou com a venda e fabricação de insumos rurais.

Confira, abaixo, algumas possibilidades de atuação!

Terceiro setor e serviço público

O setor público proporciona ótimas oportunidades para o agrônomo. Caso opte por essa alternativa, saiba que poderá exercer as atividades no processo de empréstimo de crédito rural para produtores.

Também é possível trabalhar em instituições do governo, cooperativas e organizações não governamentais, como secretarias estaduais ou municipais e o ministério da Agricultura, atuando com a fiscalização.

Iniciativa privada

Em corporações privadas, uma das possibilidades de trabalho é com a administração de propriedades rurais. Os agrônomos podem desempenhar essa atividade em vários locais, como abatedouros, fazendas e granjas, coordenando as etapas da produção vegetal e animal. Algumas atividades básicas incluem:

  • realizar o melhoramento genético e a nutrição animal;
  • mecanizar os processos;
  • fazer a administração rural;
  • participar da produção vegetal e animal;
  • processar os produtos agropecuários;
  • usar defensivos agrícolas;
  • combater as pragas;
  • manejar o solo.

Trabalho autônomo

O mercado de trabalho para os agrônomos permite que eles abram o próprio negócio, sabia? Prestar serviços de consultoria é uma boa opção para quem deseja empreender.

O produtor rural pode contratar o autônomo por várias razões, como quando necessita de assessoria em construções rurais, assistência técnica, receituário de Agronomia, vistorias de perícia, entre outras.

Área acadêmica

Se você gosta de dar aulas e fazer pesquisas, saiba que trabalhar como professor e pesquisador em faculdades também é uma boa opção. Tanto em instituições privadas quanto em públicas, elas possibilitam o surgimento de inovações na área do agronegócio.

Em relação à remuneração dos agrônomos, ela é bem atrativa: o salário de Agronomia é de R$ 6.319,79* para uma jornada de trabalho de 42 horas semanais. Contudo, saiba que esse valor pode aumentar de acordo com a experiência, o cargo ocupado e a cidade em que trabalha, podendo chegar aos R$ 14.377,00*.

Quais são as tendências para Agronomia?

A Agronomia mudou bastante nos últimos tempos. Antes, era uma ciência relacionada à terra, mas sem muitos conceitos que iam além dos cuidados com a produção ou aparatos tecnológicos.

Contudo, hoje ela é uma mistura de diferentes especialidades. Os agrônomos ainda mantêm a sua relação com o solo e a produção rural, mas também devem estar por dentro dos avanços da tecnologia e ter um conhecimento aprofundado em áreas como o marketing e a administração.

Portanto, ficar por dentro das tendências desse setor é fundamental para quem quer se destacar na profissão. Confira, abaixo, as principais novidades da área!

Máquinas autônomas

As máquinas que funcionam sem a necessidade de uma pessoa já são realidade em algumas partes das lavouras no Brasil e no mundo. Nesse caso, trata-se de equipamentos automatizados, que proporcionam economia em nível de tempo e recursos.

A produtividade no campo também é potencializada, levando em conta que essas inovações agregam em controle de qualidade e rapidez. Veja alguns exemplos:

  • equipamentos que preparam o solo;
  • semeadoras modernas;
  • colheitadeiras com acessórios e velocidades regulados automaticamente;
  • tratores autônomos.

Sistemas de monitoramento meteorológico

Esses sistemas são muito importantes, pois auxiliam a controlar as condições meteorológicas para ajudar os agricultores a tomarem uma decisão melhor em relação à lavoura.

Eles são compostos por sensores ou instrumentos que recolhem dados sobre a análise do tempo, registrando a pressão atmosférica, a probabilidade de chuva, a radiação solar, a velocidade e direção do vento, a temperatura do ar, entre outros.

Mapeamento de colheita

Alguns anos atrás, o mapeamento das colheitas, bem como a gestão de todas as atividades da área rural, era feito pelo produtor de maneira manual, seja por meio do caderno, seja com o uso de planilhas no computador. Um dos problemas é que essa técnica demandava muito tempo, além de estar sujeita a erros humanos, pois existia a necessidade de centralização de dados e de cálculos.

Hoje, o mapeamento tornou-se otimizado com o uso de um software agrícola. Cabe aos produtores ou responsáveis apenas inserir os dados da safra para ter em mãos atividades que devem ser feitas, inclusive referentes à colheita. Essas informações são armazenadas no celular, tablet ou computador do agrônomo, podendo ser acessadas a qualquer lugar e hora.

Uso de drones

Com os drones, os agricultores podem acompanhar as lavouras e verificar com precisão cada centímetro referente às safras. Esses veículos aéreos controlados de maneira remota, não tripulados, são equipados com câmeras em infravermelho que exercem várias funções. Entre elas, podemos citar:

  • identificação de adversidades e pragas;
  • falhas no plantio;
  • elevações de terreno.

Assim, os drones geram mais economia de recursos e de tempo, pois desempenham diferentes funções. Uma das vantagens é que essa tecnologia não tem um alto custo de aquisição, dependendo do modelo escolhido. Por essa razão são elementos muito presentes na agricultura.

Quais são as principais atuações em Agronomia?

Algo que você deve saber sobre a graduação em Agronomia é que ela é muito valorizada pelo mercado de trabalho, pois a contribuição do setor agronômico para o PIB do Brasil é grande. Portanto, quem se forma nessa profissão encontrará uma boa demanda de vagas e tem a vantagem de trilhar uma carreira promissora.

Veja, abaixo, as principais áreas da Agronomia!

Gestão Rural

No campo da gestão rural, os profissionais são responsáveis por administrar setores e garantir que a produção funcione do melhor modo possível. Dentro dessa especialidade, os agrônomos lidam com questões burocráticas, não apenas por parte da produção, mas também na gestão de pessoas.

Indústria Alimentícia

Dentro do ramo da indústria de alimentos, você poderá desenvolver tecnologias, trabalhar com consultoria e desenvolver pesquisas que contribuem com o trabalho. São diversas as possibilidades dessa área e, para ser um destaque, é essencial que o agrônomo vá em busca de especializações.

Nutrição Animal

Essa área de atuação é responsável por melhorar a nutrição de animais nos centros de criação e no campo. Os profissionais devem zelar pela qualidade da ração animal e de sua alimentação. Com isso, evita-se o surgimento de doenças que podem afetar os seres vivos.

Além disso, os agrônomos contribuem para desenvolver uma produção mais sustentável nos rebanhos, o que permite a melhora da qualidade do nutriente para os animais.

Manejo e otimização do solo

Nessa especialidade, os agrônomos trabalham com o objetivo de recuperar matas devastadas e cuidam do manejo e plantio de regiões de reflorestamento. O manejo e a otimização do solo é algo fundamental para a qualidade da produção agrícola, sendo um campo que mais emprega profissionais qualificados.

Ainda é possível ter como função o aproveitamento sustentável de florestas e a preservação de biomas e ambientes reservados ao cultivo agropecuário.

Defesa sanitária

No campo de atuação da Agronomia conhecido como defesa sanitária, os profissionais precisam ficar atento com a qualidade dos alimentos de origem animal ou vegetal. Sua principal função é trabalhar em parceria com profissionais de outras áreas, como biólogos e veterinários.

Quem deseja se especializar nesse ramo pode prestar concurso público para trabalhar em órgãos de vigilância sanitária, tendo uma chance maior de alcançar um bom rendimento.

Produção agroindustrial

Quando se fala da industrialização de produtos, o agrônomo é responsável por controlar a sua qualidade e de pesquisar novas tecnologias. No entanto, para ingressar nessa área, é essencial ficar de olho nas atividades relacionadas à transformação de matérias-primas em vários campos.

De acordo com os objetivos da corporação, o grau aplicado na transformação varia bastante. Também é necessário levar em conta que a agroindústria conta com segmentos para cada matéria-prima, estando sujeita a algumas características, como heterogeneidade, sazonalidade e precibilidade.

Como ingressar no mercado de Agronomia?

A primeira etapa para ingressar nesse mercado de trabalho é fazer o vestibular de Agronomia. No entanto, lembre-se de que não basta apenas ter o diploma, mas ingressar em uma boa instituição de ensino terá um ótimo impacto no sucesso profissional.

Perfil do agrônomo

Com as características adquiridas no curso de Agronomia, uma das habilidades dos futuros profissionais é a capacidade de se adaptar a várias matérias e saber como aplicá-las na rotina da profissão. Mas não é só isso, viu? Outras competências também são essenciais.

Quem opta por essa carreira deve gostar bastante da vida no campo e ter empatia pelos animais. Afinal, é algo que vai fazer parte do seu dia a dia. Outra virtude bem-vinda inclui ser uma pessoa proativa e saber resolver diversos tipos de problemas com eficiência.

Outra habilidade fundamental é conhecer as novas implementações da área. Por isso, se manter atualizado e saber mexer com tecnologia pode fazer muita diferença na prática profissional.

Outra qualidade que costuma ser valorizada é a sede de conhecimento para aprender sempre. Por último, é importante ter uma boa comunicação de maneira a criar relações de confiança.

Como a Anhanguera pode ajudar você a realizar o sonho da faculdade?

Se você tem o sonho de se tornar bacharel em Agronomia e conquistar as melhores vagas que o mercado oferece, já deve saber que a escolha da instituição de ensino é algo fundamental, certo? Então, que tal estudar Agronomia em uma faculdade reconhecida pelo MEC, com diferenciais exclusivos e que seja líder em EAD no Brasil?

Sabe de quem estamos falando? Da Anhanguera, é claro! Aqui, você tem um apoio personalizado para cada fase da sua formação, além ter aulas com um corpo docente bastante experiente, apto para abordar tudo sobre a faculdade de Agronomia.

Pensa que acabou por aí? Confira outros benefícios de estudar na Anhanguera:

  • acesso ao Canal Conecta, portal que oferece excelentes vagas de estágio e emprego, além de fornecer dicas de como montar um bom currículo;
  • formas de ingresso facilitadas;
  • diversas opções de bolsas de estudo e descontos para abater ou diminuir o valor das mensalidades;
  • infraestrutura completa e de ponta.

Agora é com você!

Agora que você já sabe como é a faculdade de Agronomia, o próximo passo é investir no seu futuro. Portanto, estude na Anhanguera e tenha uma formação completa e de qualidade!

Gostou de saber como funciona a faculdade de Agronomia e quer se destacar na área? Então, não perca mais tempo e inscreva-se para o vestibular da Anhanguera!

*Sujeito a alterações

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.4 / 5. Número de votos: 185

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.