Como ser professor de História na educação infantil? Veja aqui!

professora de educação infantil

Ser professor está na lista de desejos de muitas pessoas, e não é de hoje. Afinal, essa profissão é uma das mais respeitadas no mercado, pois dela depende a formação dos futuros profissionais em diferentes estágios da vida. Na educação infantil, por exemplo, a presença dele é especialmente importante.

Já pensou em como ser professor de História para crianças? Essa área da educação costuma ser bem cobrada nos vestibulares, mas sua relevância vai muito além disso. Com o conhecimento histórico sobre o país em que vive, o cidadão consegue desempenhar seu papel na sociedade com mais consciência e respeito.

Tamanha responsabilidade pede uma dose extra de capacitação, não acha? Por isso, nós da Anhanguera oferecemos excelência de ensino para diferentes formações. Um professor graduado no nosso curso de História pode pleitear vagas com salários que vão de R$ 3.174,50*, com teto de R$ 8.091,89* para ensino fundamental (que inclui, justamente, os alunos mais novos).

Se ficou interessado, veja só as dicas que separamos para você ser professor de História na educação infantil!

Invista em capacitação

A primeira dica não poderia ser outra: buscar a graduação no ensino superior e manter-se atualizado sobre as tendências da educação. Afinal, é na faculdade que você adquire as habilidades de docência — ainda mais quando está em contato com professores de qualidade e com ampla experiência.

O caminho mais óbvio para trabalhar com essa disciplina na educação infantil é optar pelo curso de História. Na Anhanguera, a Licenciatura é oferecida nas modalidades de ensino EAD: tanto no semipresencial quanto no 100% online. Assim, é possível investir na sua capacitação com mais autonomia e flexibilidade de estudos.

Também há a Pedagogia a distância, que prepara você para a gestão e a coordenação de instituições escolares ou não, além de ampliar suas técnicas de sala de aula. Caso queira uma atuação mais diversificada, essa também é uma opção que encontra entre os cursos da Anhanguera. No futuro, ainda pode buscar por uma segunda Licenciatura em História, para reforçar sua bagagem de informações.

Por fim, pode escolher a nossa formação pedagógica, ideal para profissionais já formados em um Bacharelado em História. Também serve para aqueles que já fizeram uma graduação em áreas distintas, mas desejam dar aulas nessa matéria. Com esse curso focado, você aprende noções de didática, além de aprofundar o entendimento na disciplina de História.

Faça estágios durante a graduação

Para ser um bom professor, nada melhor do que treinar suas habilidades na prática, certo? É por isso que os estágios são tão importantes. Durante a graduação aqui na Anhanguera, você pode buscar oportunidades no Canal Conecta, portal de empregabilidade exclusivo para nossos alunos. Lá, também vai encontrar os melhores empregos do mercado quando se formar.

É por meio dessa vivência que você começa a deixar seu nome na área da educação. Se estagiar em uma escola particular, por exemplo, pode conquistar a atenção dos diretores e de alunos, sendo convidado para dar aulas de História — conseguir o primeiro emprego assim já é um grande começo!

Entenda a metodologia e o objetivo pedagógico

Agora que você já sabe o que fazer para ser professor de História na educação infantil, vamos pensar nos diferenciais que podem tornar você um profissional melhor. O primeiro deles é entender o local em que vai atuar. Cada escola tem a sua metodologia de ensino, pautada por diversas abordagens.

O futuro da Pedagogia e da educação em geral inclui temas como sustentabilidade, diversidade e protagonismo do aluno. Então, tenha estes como os seus objetivos pedagógicos — se possível, recorrendo até a técnicas de Psicopedagogia.

Planeje abordagens diversas

A prática pedagógica vai muito além do que as apostilas e os livros trazem sobre História — ou outras disciplinas. Envolve também a forma como o professor conduz os alunos pelo conhecimento, pensando tanto no perfil dele enquanto educador como no da turma para a qual leciona. No caso da educação infantil, muito precisa ser levado em conta.

O primeiro aspecto é que, apesar de serem bem espertas, as crianças não compreendem fatos como jovens de mais idade ou adultos. Isso significa que uma aula para o público infantil não deve ter a mesma abordagem de um encontro de ensino médio.

Além disso, é preciso ter cuidado ao lidar com estereótipos e preconceitos que possam surgir no processo de aprendizagem, evitando que esses alunos reproduzam comportamentos inadequados no futuro. Afinal, é responsabilidade da escola, em parceria com a família, moldá-los para que se tornem cidadãos conscientes e respeitosos.

Aposte no fator lúdico

Se você escolher História ou Pedagogia, precisa entender seus alunos para ser um professor amado por eles. Trabalhar com crianças requer uma ludicidade maior para que elas deem a devida atenção que a disciplina merece — ainda mais quando ela envolve a leitura de muitos textos.

Uma boa dica é usar imagens em suas explicações. Mais importante que as datas e os personagens, faça com que os alunos entendam como os fatos aconteceram e quais foram as consequências dessas ações. Se possível, leve aspectos de jogos para os conteúdos, com quizzes, pontuações e assim por diante.

A gamificação na Pedagogia é uma das tendências da educação que dialogam bastante com essa nova geração. Dá até para levar as crianças para museus do mundo todo sem nem mesmo sair da sala de aula! As possibilidades são realmente diversas na área de História.

Como as crianças são cada vez mais conectadas e ligadas na tecnologia, um bom diferencial para seu currículo é desenvolver as habilidades digitais. Nos cursos EAD da Anhanguera, você já pode riscar esse objetivo da lista, pois elas já são uma preocupação nas nossas graduações.

Respeite as diretrizes da BNCC

Por mais que levar conteúdos dinâmicos e interativos seja tudo que os alunos mais desejam, um cuidado: não deixe de lado as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Quando fizer planos de aulas, inclua os tópicos indicados nessas regras e nas orientações pedagógicas da escola em questão.

A questão das abordagens diversas também encontra sua importância quando pensamos em BNCC. Afinal, a intenção é que as crianças trabalhem com culturas, diversidade e pluralidade tanto da sociedade atual quanto da antiga. Além disso, alunos do país todo precisam dessa mesma base, para que haja maior equidade nos processos seletivos para o ensino superior.

Uma boa formação é essencial!

Ser professor de História na educação infantil fica ainda mais fácil quando você tem uma formação pedagógica de qualidade, como vimos. Além da Licenciatura em História ou segunda Licenciatura, a Pedagogia para não licenciados surge como excelente solução para a conquista do seu objetivo. De qualquer forma, conte com a Anhanguera para engrandecer o seu currículo!

Se já está decidido, aproveite a visita e faça a sua inscrição no nosso vestibular online!

*Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.