Trabalhar e estudar: o guia prático para enfrentar esse desafio

trabalhar e estudar

Não há condição melhor que poder focar em uma única atividade para agilizar o alcance dos objetivos. Infelizmente, isso não é possível para quem precisa trabalhar e estudar ao mesmo tempo. Se você faz parte do grupo de pessoas que encaram essa realidade, sabe o quanto ela pode ser difícil em alguns momentos.

Cada indivíduo tem suas próprias razões para seguir uma rotina que envolve exercícios profissionais e a busca por novos aprendizados. Independentemente de quais forem os seus motivos, é importante procurar formas de conciliar essas atividades da melhor maneira.

A finalidade deve estar em tornar os dias mais leves e equilibrados, mesmo que isso pareça algo impraticável para você. Antes de começar, tenha em mente que simples adaptações já são suficientes para aproveitar melhor a vida sem perder as oportunidades que ela oferece.

Que tal alguns exemplos? Acompanhe o nosso guia e veja como isso é possível!

Faça o download deste post inserindo seu e-mail abaixo

Não se preocupe, não fazemos spam.

A realidade de estudo e trabalho dos brasileiros

No Brasil, é comum encontrar indivíduos que exercem alguma atividade profissional desde cedo. Muitos começam ainda na infância ou na adolescência, ajudando os pais em algum tipo de negócio, atuando por conta própria ou trabalhando em uma empresa.

De fato, a maioria dos jovens precisa trabalhar e estudar simultaneamente para complementar a renda familiar. Entre os que acabam tendo que optar por uma atividade em detrimento de outra, o trabalho se torna preferência por garantir acesso imediato aos recursos necessários para viver.

Principais desafios

Assumir inúmeras responsabilidades, seja antes ou durante a idade adulta, pode dificultar a rotina de muitos brasileiros. Em diversos casos, é preciso abrir mão de sonhos e de projetos futuros para atender necessidades mais básicas.

Nessas condições, um caminho rápido para obter dinheiro é exercer alguma profissão. Dependendo da carga horária e das obrigações envolvidas, o profissional acaba abandonando os estudos. Não é à toa que, no país, o trabalho representa uma das principais razões para a evasão escolar.

Apesar dessa realidade, é grande o número de estudantes que se preocupam com o futuro e buscam formas de planejar a carreira em meio a tantas dificuldades. Para esses grupos, tentar conciliar tarefas com ritmos e demandas tão distintas requer muita organização.

Há que considerar, ainda, a jornada dupla cumprida por muitas pessoas, em especial as mulheres. Esse cenário mostra que, além de dar conta do trabalho e dos estudos, é preciso reservar tempo suficiente para lidar com os afazeres domésticos.

O dia a dia de quem precisa trabalhar e estudar

Aprender algo demanda foco e concentração, ao passo que executar qualquer tipo de trabalho com maestria exige dedicação contínua. Se essas atividades já ocupam boa parte do tempo de uma pessoa, fica fácil imaginar quão difícil é dar conta de ambas.

Uma boa forma de se preparar para esse processo é saber o que você encontrará pela frente. Veja, a seguir, os principais desafios enfrentados por quem assume uma jornada de trabalho e estudo.

Poucas horas de descanso

O nível de esforço é proporcional à quantidade de tarefas realizadas ao longo do dia. Isso explica porque os indivíduos que trabalham e estudam se cansam com facilidade. Ao intercalar horas em empregos e estágios com longos períodos na sala de aula, o tempo restante para o descanso diminui.

O resultado dessa rotina atribulada costuma surgir na forma de sono, fadiga e, muitas vezes, desânimo. Em casos mais extremos, o excesso de atividades pode levar a pessoa a sofrer de burnout. Trata-se da síndrome do esgotamento profissional e tem como principais sintomas a exaustão, o estresse e a ansiedade.

Contas a pagar

Uma preocupação recorrente no dia a dia de quem trabalha e estuda é o pagamento das contas. Afinal, se o dinheiro necessário para custear as despesas vem do seu próprio bolso, você acaba tendo um cuidado maior com relação ao desempenho no emprego para não perder essa importante fonte de renda.

Assim, como os boletos chegam todos os meses e precisam ser quitados dentro do prazo, não há como ignorá-los. Isso significa que, além de pensar em provas, exames e conteúdos, é fundamental ter atenção às datas de pagamento — tanto das contas mensais quanto dos gastos esporádicos.

Divisão do tempo

A agenda também sofre alterações quando você se compromete com uma série de atividades. Uma pessoa que precisa trabalhar, estudar e ser mãe, por exemplo, certamente terá horários diferentes de um indivíduo que pode se dedicar apenas às aulas da graduação.

No meio de todas essas obrigações, ainda é preciso encontrar tempo para se dedicar aos amigos, curtir a companhia dos familiares e tocar projetos pessoais. Em outras palavras, você deve dividir seus dias em períodos específicos e respeitar cada horário para garantir o cumprimento de todas as tarefas.

Disciplina nos estudos

Todo mundo pode se deparar com o emprego ou faculdade dos sonhos. Logo, é normal que, em diferentes fases da vida, as pessoas tenham alguma preferência entre trabalhar e estudar. O importante é fazer com que o gosto por determinada atividade não interfira no desempenho obtido em outras tarefas.

Ou seja, se você enxerga na capacitação um caminho para a realização profissional e demais conquistas, precisa ter disciplina e caprichar nos estudos. Esse cuidado é fundamental para ter bons resultados na graduação ou em cursos livres, já que garante preparo adequado para entrar no mercado.

Produtividade no trabalho

Da mesma forma que você não deve negligenciar os estudos por conta do trabalho, precisa ser um profissional exemplar se quiser manter uma boa imagem no seu emprego. Ou seja, se a renda é um recurso importante para investir em seus projetos, batalhe para mantê-la.

Algumas pessoas precisam exercer suas atividades em horário comercial, o que compreende os períodos completos da manhã e da tarde. Nesses casos, é comum que priorizem cursos noturnos na hora de escolher uma faculdade. Inclusive, muitas precisam estudar no fim de semana para dar conta de revisar todos os conteúdos.

Dicas para conciliar trabalho e estudo

A formação superior deixou de ser um diferencial. Hoje é esperado que bons profissionais tenham pelo menos uma graduação em seus currículos. Tal exigência existe por conta do perfil do mercado de trabalho, que demanda cada vez mais inovações em diferentes áreas.

Assim, se o seu objetivo é crescer e ter uma carreira de sucesso, precisa buscar formas de encaixar diversas atividades importantes na rotina. Veja, a seguir, algumas práticas que podem ajudar.

Criar um cronograma de atividades

O primeiro passo para trabalhar e estudar de maneira equilibrada é organizar todas as atividades ao longo da semana. Para isso, você precisa fazer um levantamento das tarefas que devem ser cumpridas no dia a dia e, de preferência, anotá-las em um papel que ficará guardado.

Comece o exercício sem se preocupar muito com o nível de importância dos afazeres. O objetivo é garantir que absolutamente todas as atividades sejam lembradas e registradas. Dessa forma, você terá noção da quantidade de responsabilidades e poderá distribuí-las em horários específicos.

Em uma espécie de cronograma, represente as coisas que precisa fazer e o tempo necessário para finalizar cada uma. O material deve incluir tarefas fixas (aulas em sala, videoconferências agendadas, procedimentos habituais do trabalho etc.) e eventuais, como revisões de exercícios e preparos para provas.

Definir uma estratégia de estudos

Existem várias formas de obter conhecimento e uma delas pode ser perfeita para você. O importante é conhecer as estratégias, testá-las e adotar aquelas que realmente trouxerem algum benefício.

A técnica Pomodoro é um bom exemplo de método que auxilia em momentos que exigem foco. Ela consiste em realizar as tarefas em períodos de 25 minutos intercalados com breves intervalos. Para algumas pessoas, o fato de funcionar com um cronômetro estimula a concentração para finalizar tudo dentro do tempo estipulado.

Variar o modo como você absorve os conteúdos também permite obter novos estímulos para potencializar o aprendizado. Assim, se cansar de leituras em apostilas, por que não assistir a um documentário sobre o mesmo tema? Outros formatos que merecem atenção são os podcasts e os questionários em apps.

Planejar a agenda de trabalho

Uma das dúvidas bastante comuns entre os profissionais é como ser mais produtivo. Por incrível que pareça, muitas dessas pessoas jamais pensaram em montar um cronograma exclusivo para a rotina de trabalho. Se é o seu caso, considere a possibilidade de mudar esse cenário.

Para quem não é adepto das tradicionais agendas em forma de caderno, a dica é montar uma planilha digital e salvá-la no smartphone. Assim fica fácil levar as anotações a qualquer lugar e acessá-las sempre que for necessário. Nos registros, inclua todas as tarefas do dia e mantenha essa lista atualizada.

É importante compartilhar sua agenda pronta com as pessoas de seu convívio. Dessa forma, evitará falhas na comunicação e possíveis desentendimentos. Esclarecer seus compromissos também mostra aos demais que você tem horários próprios para trabalhar e estudar. Portanto, eles devem ser respeitados.

Estabelecer prioridades

Por mais que se esforce, nem sempre você terá condições de bater as metas diárias. Aceitar essa condição é o primeiro passo para lidar com os desafios. Muitas vezes, será preciso abrir mão de alguns processos para dar conta do que é mais relevante.

Nesses casos, defina prioridades e concentre suas energias para finalizar as atividades mais urgentes. Pode ser tanto um projeto que o seu chefe pediu para adiantar no trabalho quanto a revisão de um conteúdo que será abordado na próxima prova da faculdade.

Quando se sentir para baixo, lembre-se de que você já é uma pessoa vitoriosa simplesmente pelo fato de tentar. Além disso, tenha em mente que o baixo desempenho apresentado em um dia jamais representará sua performance ao longo de um mês ou de um ano.

Buscar formas de otimizar o tempo

Valorizar cada minuto da rotina é a chave para quem ainda não descobriu como conciliar trabalho e estudo. Ao aproveitar melhor seus períodos, você terá mais horários livres para planejar novas atividades ou até para colocar as tarefas atrasadas em dia.

Mas como otimizar o tempo? Uma boa estratégia é enxugar alguns processos do cotidiano, como o deslocamento entre diferentes pontos da cidade. Nesse exemplo, se o seu trabalho funciona na modalidade home office, por que não fazer uma mudança radical e morar perto da faculdade?

Dessa forma, você não perderá tanto tempo em trajetos feitos a pé ou com veículos. O resultado será uma rotina mais tranquila e adequada às tarefas que você precisa executar.

Por outro lado, se você tem um emprego tradicional e que demanda o cumprimento de horários específicos, provavelmente precisará buscar alternativas na hora de estudar. Nesse caso, uma faculdade com ensino a distância (EAD) pode ser a opção perfeita.

Essa modalidade permite ao estudante assistir aulas ao vivo ou gravadas, em um momento posterior. Isso significa que é possível conferir os conteúdos nos horários mais apropriados. Assim, um aluno que trabalha de manhã e de tarde tem a opção de estudar à noite.

Gerenciar as finanças

Cuidar da saúde financeira é outra prática que faz a diferença para quem pretende trabalhar e estudar sem preocupações. Afinal, problemas relacionados a dinheiro tendem a comprometer o alcance de diversos objetivos, o que inclui tanto a formação quanto a construção de um bom plano de carreira.

O principal cuidado tem a ver com o custeio das despesas básicas, que devem ser priorizadas em seu orçamento. Ou seja, contas mensais e compras de mantimentos (farmácia, supermercado) precisam ter um montante reservado todos os meses.

O valor investido nos estudos também não pode faltar, já que pode atrasar ou estacionar seu processo de formação. Portanto, se você achar que o pagamento da faculdade será prejudicado, compensa fazer um financiamento, tentar uma bolsa ou negociar descontos na mensalidade.

Guardar parte da sua renda para criar uma reserva de emergência também ajuda a evitar imprevistos. Com um pouco de dinheiro separado todos os meses, você consegue ter uma quantia exclusiva para custear despesas inesperadas e sair do vermelho.

Buscar flexibilidade no trabalho

Assim como ocorre nas faculdades EAD, a flexibilização de horários também pode existir em alguns tipos de trabalhos. Cabe a você conversar com a empresa para verificar essa possibilidade, que consiste em alternar os períodos convencionais com rotinas cumpridas fora do ambiente corporativo.

O objetivo é ter ter mais liberdade em determinados dias, de modo a planejar a sua agenda de outras formas e obter novos estímulos. Nas datas em que puder permanecer longe da empresa, você poderá exercer suas atividades em casa ou em um coworking, por exemplo.

Quem é freelancer sabe como a rotina flexível pode ser atrativa e benéfica quando a finalidade é retomar os estudos. Nesse sentido, não deixe de buscar alternativas para facilitar seu cronograma de tarefas.

Manter a motivação

Não deixe o tédio tomar conta da rotina de estudos, nem permita que o trabalho seja feito sempre da mesma maneira. Sem variações nesses processos, você dificilmente encontrará o impulso necessário para seguir alcançando seus objetivos.

Uma boa forma de aumentar a motivação é concentrar seus pensamentos em coisas positivas. Para isso, procure se inspirar nas pessoas que você admira, aprenda a comemorar pequenas conquistas e não se cobre tanto. Seus erros devem ser enxergados como oportunidades de aprendizado, não como falhas graves.

Outra dica importante é não se acomodar. Ou seja, assim que conseguir bater uma meta relacionada ao trabalho ou estudo, estabeleça uma nova e vá em frente. Cada vitória, por menor que seja, trará energia para que você tenha vontade de dar o seu melhor nas próximas ações.

Investir em momentos de lazer

Toda atividade é melhor desempenhada quando estamos bem física e mentalmente. Por isso, nunca ignore o poder de fazer as coisas que você gosta e que tornam sua rotina mais agradável. Pode ser um exercício físico, um programa semanal entre amigos, um passeio diário com seu pet, entre outras ações.

Momentos prazerosos devem fazer parte da agenda de qualquer pessoa porque dão sentido à vida e contribuem para o bem-estar. Então, invista em situações que promovam boas risadas, que tragam emoções positivas e façam você refletir sobre o que tem feito até o momento.

Muitas pessoas tratam o lazer como um simples bônus em meio à correria do dia. Faça diferente e valorize cada minuto reservado a ele. Você não quer se arrepender de ter aproveitado tão pouco, concorda? Além disso, tudo melhora quando a alegria e a satisfação estão presentes.

Utilizar aplicativos

A tecnologia não precisa ser apenas aquele recurso que tira sua a concentração com tantas distrações. Para aproveitar seu lado positivo, experimente baixar ferramentas focadas em gestão de tempo, em controle de tarefas e em organização de processos.

O aplicativo Rescue Time, por exemplo, regista todas as suas atividades online e elabora um relatório detalhado com base nos dados coletados. Por meio dessa análise, você consegue ter noção do tempo que gasta em cada tarefa (espiar redes sociais, ler notícias etc.) para fazer adaptações e manter uma rotina mais produtiva.

Já o Trello compõe a categoria de apps voltados para a organização de tarefas. Suas funcionalidades permitem categorizar as atividades de acordo com o nível de importância, status de realização e prazos. Com ele você pode otimizar processos e compartilhá-los com outras pessoas.

Opções não faltam no mercado, portanto, pesquise e escolha a ferramenta que mais se encaixa no seu perfil. A vantagem é que, por funcionarem por meio de dispositivos móveis, os aplicativos podem ser facilmente acessados e manipulados.

Saber quando pedir ajuda

É muito bom ter a sensação de que tudo pode ser resolvido a partir da sua intervenção. No entanto, tenha cuidado com esse desejo de abraçar o mundo para não carregar todo o peso em suas costas. Dependendo da atividade, você precisará da ajuda de outras pessoas — e não há nenhum problema nisso!

Percebeu que o trabalho está comprometendo seu rendimento nas aulas? Que o excesso de trabalhos de determinada disciplina tem prejudicado seu desempenho em outras matérias da faculdade? Em ambos os casos, é possível contornar o problema com o auxílio dos colegas.

Solicitar o apoio desses grupos não precisa ser motivo de vergonha. Então, deixe o orgulho de lado e, sempre que se deparar com a sobrecarga, faça algo a respeito. Aqui vão algumas dicas de como trabalhar e estudar na companhia de outras pessoas:

  • seja otimista ao buscar soluções para seus problemas;
  • respeite a opinião de seus colegas e de seus superiores;
  • desenvolva a empatia para compreender diferentes pontos de vista;
  • questione cada processo sempre que tiver dúvidas;
  • tenha um plano B para cada atividade planejada;
  • valorize as pausas para refletir sobre suas escolhas;
  • desenvolva a inteligência emocional para se tornar mais flexível;
  • aprenda a lidar com as críticas e a usá-las para amadurecer suas ideias.

Cuidar da saúde

Com o objetivo de economizar tempo, muitas pessoas pulam refeições e negligenciam hábitos importantes para a manutenção da saúde. Quando essa prática se torna recorrente, é comum o surgimento de sintomas desagradáveis, como fadiga, estresse e outras condições que levam ao adoecimento.

Mas será que é possível trabalhar, estudar e ter vida social se você não tiver ânimo para desfrutar de todas essas atividades? Claro que não! Portanto, evite descuidar do corpo e da mente para comemorar resultados que, em longo prazo, só geram perda da qualidade de vida.

Por mais que as pessoas tenham necessidades variadas, é importante dispor de tempo para descansar, se divertir e repor as energias. Então, siga as tradicionais recomendações médicas: durma o quanto precisar, beba bastante água, siga uma dieta equilibrada em nutrientes e pratique exercícios.

Com tantas dicas parece fácil, mas nosso objetivo não é passar essa ideia. Afinal, o tempo para mudar hábitos depende do perfil de cada indivíduo. Ainda assim, nada supera o interesse em experimentar o máximo de práticas para trabalhar e estudar tirando proveito de cada oportunidade.

Você gostou deste artigo? Aproveite para dividir as dicas com outras pessoas. Para isso, basta compartilhar o conteúdo nas suas redes sociais!

Infográfico Organizando a rotina: dicas para conciliar trabalho e estudo

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.