Home office: como se adaptar a essa nova tendência do mercado?

homeofficecomoseadaptaraessanovatendenciadomercado

A transformação digital tem provocado grandes mudanças no mercado de trabalho — e uma delas é o home office. De acordo com uma pesquisa recente divulgada pela Superinteressante, 4,5 milhões de brasileiros já realizam suas atividades profissionais em casa.

Seja para redução de custos, seja para melhorar a qualidade de vida, o fato é que trabalhar remotamente tem se tornado cada vez mais comum dentro das empresas, independentemente do porte ou do ramo de atuação. Por isso, você precisa se antecipar a essa tendência e conhecer as opções para a sua carreira.

Neste post, explicaremos aqui na Anhanguera o que significa trabalhar em home office e o que você pode aguardar desse novo modelo de trabalho:

O que é o home office e por que é uma tendência?

Home office é um modelo de trabalho fora de um escritório tradicional, em que o profissional consegue realizar suas atividades de qualquer lugar. Sendo assim, ele só precisa de um dispositivo portátil com acesso à internet, uma vez que usa ferramentas remotas e armazena seus dados na nuvem.

Apesar de a tradução literal ser “escritório em casa”, o home office não necessariamente precisa ser feito dentro da residência, já que hoje temos os espaços colaborativos, conhecidos como coworking. Talvez por isso esteja ganhando cada vez mais espaço no mundo corporativo!

De acordo com um estudo de 2017 feito pela Transformação Digital, mais de 34% dos profissionais entrevistados disseram que suas empresas pretendem incentivar o trabalho remoto nos próximos anos.

A Camila Farani, do Shark Tank Brasil, fez uma publicação no seu LinkedIn que ilustra bem esse assunto. Ela diz que estamos vivenciando uma transformação, silenciosa, nas dinâmicas profissionais e no seu modus operandi. E complementa que a autogestão será requisito básico para o futuro do mercado.

Quais são as vantagens do home office?

O home office permite que a empresa vença uma série de barreiras que impedem seu crescimento. Com um estilo mais flexível, ela consegue impulsionar o negócio e atrair os melhores talentos — o que é fundamental na era digital. Por consequência, o home office também traz vários benefícios para o trabalhador. Confira alguns deles!

Mais liberdade e praticidade

O modelo remoto é regido pela Lei do Teletrabalho, que traz regras específicas para o home office. Um exemplo é o regime de produtividade, em vez de controle de ponto eletrônico. Dessa maneira, o colaborador tem mais liberdade de adaptar seus horários e também é uma forma simples de reduzir custos, como os gastos com transporte e alimentação.

Economia de tempo

De acordo com Ayers Management, 91% dos profissionais que trabalham remotamente acreditam que produzem mais do que se estivessem no escritório da empresa. O que acontece é que o tempo perdido no trânsito e nas conversas aleatórias no expediente, por exemplo, são substituídos por concentração total. Por consequência, o trabalhador consegue fazer mais tarefas em menos tempo — e o melhor, com qualidade.

Maior proximidade com a família

Ainda segundo a Ayers Management, o colaborador que trabalha remoto se sente 10,6% mais valorizado do que o funcionário presencial, devido aos níveis de felicidade que aumentam. Afinal, agora ele tem mais tempo para a família e ainda consegue trabalhar e estudar, o que permite cuidar de perto dos pais ou filhos e otimizar sua carreira.

Qualidade de vida

Com todos os benefícios proporcionados pelo trabalho remoto, a tendência é reduzir o estresse causado pelo trânsito e cansaço físico, como as cargas horárias extensas. Dessa maneira, o trabalhador consegue aproveitar melhor seu dia realizando atividades que não poderia desempenhar se estivesse com todos os horários comprometidos. Ir à academia ou passear com o animal de estimação são apenas alguns exemplos.

Como se adaptar bem a essa nova tendência?

Apesar do crescimento do home office, nem todo profissional consegue se adaptar a essa modalidade. Como a Camila Farani disse, a autogestão é pré-requisito indispensável. Isso porque o colaborador não tem mais um supervisor direto monitorando minuciosamente as suas atividades.

Assim, o trabalhador precisa adotar comportamentos que facilitem essa adaptação. Se tudo isso é interessante para você, descubra agora como se adaptar ao trabalho remoto!

Tenha disciplina

Sem cobranças diretas e frequentes, você precisa criar uma rotina de trabalho para atender às demandas. Dessa maneira, fica mais fácil manter a produtividade em meio aos problemas externos que podem surgir no home office, como a visita repentina de um parente ou a necessidade de dar atenção à família.

Mantenha um diálogo familiar

Por não existir mais a obrigatoriedade de um escritório, é comum a família não entender quais são os limites do seu trabalho. Sendo assim, é preciso educar os familiares sobre o seu home office. Para isso, você pode estabelecer algumas regras: por exemplo, em que momento do dia eles podem realmente entrar em contato.

Separe um espaço de trabalho

Todo trabalho exige concentração, e no home office não é diferente. Então, assim como o profissional tem um cantinho no escritório, no trabalho remoto também é necessário criar esse espaço. Então, você precisa organizar uma mesa de trabalho em um local em que se sinta mais produtivo, a fim de desenvolver novos hábitos para se adequar a essa rotina.

Organize bem os horários

A liberdade proporcionada pelo home office tem o objetivo de permitir que o trabalhador escolha os horários em que é mais produtivo. No entanto, é crucial determinar quais horários são esses e cumpri-los rigorosamente. Caso contrário, você fica vulnerável à procrastinação e pode ter suas entregas comprometidas seriamente.

Crie listas de tarefas

É importante começar o dia com a agenda pronta e organizada por ordem de prioridade. Nesse sentido, ter uma lista de tarefas pode ajudar a criar pequenas metas diárias, evitando que o foco se perca. Inclusive, já existem várias ferramentas que podem ajudar na organização desses checklists, como WunderlistGoogle Tasks e Remember the Milk.

Quais são as opções de trabalho home office?

Existem muitas profissões que se adequam mais facilmente à realidade do home office, sobretudo por serem carreiras inerentes do meio virtual e que surgiram ou se adaptaram às novas tecnologias. Veja algumas possibilidades!

Copywriter

O copywriter é um redator diferente, já que escreve textos para convencer o leitor a comprar algum produto ou serviço. Esse profissional vem majoritariamente do Marketing, da Publicidade e do Jornalismo e atua na criação de diferentes conteúdos para atrair clientes e concretizar as estratégias de vendas de marcas e empresas.

Geralmente, os textos são atraentes e criativos e apresentam alguns gatilhos de persuasão para encantar as pessoas e transformá-las em potenciais consumidoras do produto ou serviço subentendido naquele material. Hoje esse tipo de profissão é muito requisitado no Marketing Digital, e o trabalho acontece principalmente de maneira remota.

Monitoramento de redes sociais

Ainda dentro do Marketing estão as estratégias desempenhadas nas redes sociais, não só por marcas e instituições, mas até mesmo por pessoas públicas, projetos e serviços essenciais à população. Isso quer dizer que todo mundo está na rede divulgando alguma coisa, e o monitoramento dessas ações é essencial na obtenção de resultados.

Para guiar essa atividade, temos o analista de mídias sociais, responsável pelo monitoramento de perfis, campanhas e promoções nas mais diversas plataformas disponíveis na internet, como Instagram, Facebook, LinkedIn, Twitter e YouTube. O segredo para o sucesso dessas verdadeiras vitrines virtuais é a mensuração e a renovação constante das estratégias adotadas — com o objetivo de conquistar cada vez mais seguidores e clientes promotores.

Aulas online

A modalidade de ensino a distância ampliou bastante o acesso à educação, com muitos cursos virtuais ou semipresenciais. Nesse sentido, vale a pena adotar a proposta e também compartilhar o seu conhecimento pela internet. Aqui, é possível dar aulas de matérias escolares, por exemplo, caso você seja uma pessoa formada em alguma Licenciatura.

Contudo, outras opções são viáveis, como é o caso de aulas de empreendedorismo, de dança, de música, entre outros assuntos e áreas. Além disso, você pode gerar uma renda recorrente com a criação de um curso online disponibilizado para assinantes no ambiente virtual.

Produção de conteúdo

Todo mundo pesquisa na internet alguma dúvida ou tema de interesse. As informações, por sua vez, estão lá à disposição graças aos sites e aos blogs que investiram na produção de conteúdo para web. Os profissionais por trás desses materiais trabalham na redação, na revisão e na diagramação em variados formatos, como artigos, e-books, infográficos, podcasts, vídeos, entre outros. E a melhor parte é que tudo isso pode ser feito de forma remota!

Apesar de a maioria ser de Letras ou Jornalismo, existem produtores de conteúdo das mais variadas carreiras, uma vez que muitos usam sua expertise na área para escrever sobre ela com autoridade e precisão. Assim, pessoas da Administração, das Engenharias e até mesmo de áreas da Saúde podem atuar nessa função, desde que gostem e tenham facilidade com escrita, por exemplo.

Tradução de textos

Os tradutores também encontram em sua profissão a flexibilidade do home office, já que precisam apenas do seu conhecimento e da fluência em línguas estrangeiras. A tradução de textos é uma área muito ampla, inclusive, visto que é possível atuar com diferentes finalidades.

Temos a tradução corporativa, por exemplo, que lida com as informações trocadas em negociações de empresas e outras instituições com o mercado exterior. Também existem as traduções de games (chamada de localização), softwares e aplicativos, além das dublagens e da produção de legendas para filmes, séries e programas de TV.

Outra forma de atuar com tradução é na interpretação simultânea ou consecutiva de eventos, palestras, pronunciamentos e outras situações que necessitam dessa tradução em tempo real — aqui, podemos inclusive falar dos intérpretes de Libras, que nada mais são do que tradutores fundamentais no processo de inclusão social de pessoas surdas.

Vale citar também a tradução literária, essencial na publicação de livros e no lançamento de obras por diversas editoras e autores independentes. Por fim, ainda temos a tradução juramentada, que é mais específica por tratar documentos de cunho oficial. Nessa área, o tradutor também precisa ser aprovado em concurso para realizar o seu trabalho.

Edição de vídeos

Nunca consumimos tantos vídeos e outros conteúdos audiovisuais como agora, por meio das redes sociais. Por isso, o profissional que se especializa em edição de vídeos vai encontrar um mercado bastante promissor para atuar — de modo remoto, com flexibilidade de horários e todas as facilidades que as ferramentas online proporcionam.

Essa profissão dominava o mercado do cinema e da televisão, mas hoje também é muito requisitada na internet, principalmente na produção de conteúdo para web e em canais no YouTube, por exemplo.

Em suma, o editor de vídeos recebe um material bruto, como uma gravação sem cortes, e lapida o conteúdo, de modo a tirar falhas, enxugar excessos e estruturar uma sequência de cenas de acordo com a necessidade do cliente. O vídeo final é o resultado de uma edição e montagem minuciosas — alinhando imagem e áudio, para que o produto possa ser visto pelo público.

Vendas pelo App Consultoria Educação

Para trabalhar de casa e aumentar a renda, muitas pessoas também estão investindo nas vendas, principalmente de produtos e serviços que podem ser negociados pela internet — com a possibilidade de emissão de Nota Fiscal e todas as seguranças que existem na abertura de um CNPJ enquanto Microempreendedor Individual (MEI).

Um bom exemplo disso é o promotor de vendas do Consultoria Educação. Esse é um aplicativo que permite ao usuário indicar cursos de graduação para quem deseja conquistar o seu diploma superior. Assim, ele recebe uma premiação, ou seja, uma remuneração a cada indicação realizada. Os ganhos são interessantes, já que equivalem aos valores de uma mensalidade do curso escolhido por cada estudante.

Como vimos, o home office tem ganhado cada vez mais espaço dentro das empresas e do mercado, flexibilizando a rotina de trabalho e proporcionando vantagens para todos os lados. E nem sempre as carreiras remotas estão ligadas à tecnologia e comunicação! Já podemos ver advogados, médicos e professores trabalhando remotamente.

No entanto, alguns profissionais muito jovens ou recém-formados na área podem encontrar dificuldades com esse modelo. É preciso, assim, entender a estrutura corporativa e ter maturidade para atuar sem supervisão. Seguindo tais cuidados, o home office pode ser um ótimo fator motivacional para buscar o sucesso na carreira.

Percebe como trabalhar em home office está mais acessível do que nunca? Então, compartilhe este post nas suas redes sociais e leve essa opção para seus amigos!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content