Acabou o ensino médio e não sabe o que fazer? Ajudamos você!

acabouoensinomedioenaosabeoquefazerajudamosvoce

Três anos passaram muito rápido e o ensino médio acabou. O que antes eram matérias acumuladas para colocar em dia e a pressão de estudar para o Enem ou outros vestibulares, agora é uma etapa decisiva rumo ao seu sucesso profissional. Diante desse cenário, muitos jovens se preocupam com o futuro incerto.

“Acabei o ensino médio, o que fazer?” é dúvida é muito comum — se está passando por isso, saiba que não está sozinho! Para ajudar você a tomar a melhor decisão para sua carreira, preparamos este post especial.

Continue a leitura e acompanhe as nossas dicas de o que fazer depois do ensino médio!

O que fazer depois do ensino médio?

Não sabe quais serão os seus próximos passos? Então, pegue caneta e papel para anotar as considerações abaixo!

Liste o que gosta e não gosta de fazer

Há quem diga que quem trabalha com o que ama não sente o peso de sua função. Isso pode ser verdade para muitas pessoas, enquanto para outras não funciona tão bem assim. Porém, uma coisa é certa: é mais fácil desempenhar um papel em um cenário que você domina, pois já tem uma proximidade maior com as suas referências (seja um profissional muito importante da área ou um case de sucesso).

Por isso, saber exatamente o que você gosta de fazer já é um bom começo. Para isso, pense nos seus tempos de escola — do começo ao final do ensino médio, por exemplo. Quais matérias o interessavam mais? E quais tiravam o seu sono, principalmente nas épocas de provas? Afinal, saber do que não o agrada pode afastá-lo de algumas ocupações que não satisfariam os seus objetivos profissionais.

Uma dica: faça listas com essas informações, pois elas dão bastante clareza às suas ideias! Quando você as tem bem visíveis em um papel ou documento online, as sugestões de carreiras vêm mais fácil à mente.

Trace um objetivo claro

Diante dessa lista de opções, você já terá uma ideia de qual área seguirá. Mas nada melhor para tomar uma decisão mais acertada para seu futuro do que ter foco e um objetivo. Vamos supor que você goste muito de cálculos e de tudo que envolva o raciocínio lógico, tendo uma afinidade com tecnologias. O que pode fazer com todas as suas habilidades? Seguir carreira no campo da Ciência da Computação ou da Análise e Desenvolvimento de Sistemas?

Assim que chegar a um número reduzido e direcionado de opções, aprofunde um pouco mais nas suas considerações. Sua vontade mesmo é de construir aplicativos para smartphone? Ou prefere desenvolver a liderança para se tornar um tech lead e orientar uma equipe de desenvolvedores? Tenha tudo isso bem claro em mente.

Converse com profissionais de diferentes áreas

Se ainda tiver dúvidas sobre essas escolhas, por que não conversar com profissionais que já estiveram no seu lugar? Eles serão as melhores pessoas para você conversar e descobrir mais sobre as funções que você tem vontade de desempenhar. E eles nem precisam ser da mesma área pela qual você decidiu. Isso porque qualquer experiência já será enriquecedora para seu desenvolvimento.

No exemplo anterior, a suposição levava você somente a uma área do ensino. Mas pode ser que, na realidade, esteja em dúvidas entre dois campos totalmente diferentes — por exemplo, conquistar alguma vaga em startup para trabalhar com Marketing Digital ou para ser programador. Nesse cenário, conversar com os profissionais também vai fazer toda a diferença na sua escolha.

Busque estágios e programas de jovem aprendiz

Para bater o martelo e decidir, de fato, qual será a sua profissão e logo conquistar a independência financeira, uma boa ideia pode ser procurar por estágios ou programas de jovem aprendiz. Dessa forma, é possível vivenciar de perto ao menos um pouco do que os profissionais da área fazem — e se você se daria bem nela.

Para conquistar essas oportunidades, tenha em mente que você precisará passar pelos processos seletivos. Por isso, já comece desde já a se preparar para entrevistas de emprego. Pesquise pelos erros e acertos que os candidatos cometem, principalmente, pois é o que dará mais confiança nesse momento.

Inicie um curso de graduação

Por fim, mas não menos importante, o caminho mais certeiro para seguir após o término do ensino médio é a graduação. Afinal, é durante esses 4 ou 5 anos que você consegue desenvolver não apenas os seus conhecimentos técnicos, mas também as habilidades pessoais. Isso sem falar no networking que pode construir com colegas e professores, que permite excelentes trocas de experiências e um aprendizado inigualável.

Se não sabe como escolher a faculdade, comece sua busca ao avaliar a infraestrutura do campus, o quadro de docentes, o conteúdo programático do curso selecionado e assim por diante. E se o que preocupa você é o tempo de formação, saiba que existem diferentes tipos de graduação — e um deles vai ser o que você precisa. Aqui na Anhanguera, temos tudo isso e muito mais. Não deixe de conferir!

O que levar em consideração para escolher um caminho profissional?

Quem acabou de terminar o ensino médio, provavelmente tem seus 17 ou 18 anos. Pode ser que ainda falte experiência para decidir o que fará do futuro. Mesmo aqueles que já passaram dos 20 sentem a mesma insegurança. Novamente, isso é normal e não deve ser um empecilho em seu caminho.

Pense que essa escolha, por ser tão importante, não precisa ser definitiva. É possível mudar o seu caminho se não estiver satisfeito durante a faculdade. Com um mercado de trabalho em constante mudança, pode ser que surja uma nova profissão que seja mais a sua cara. Não há como prever! O importante é não deixar que alguma dúvida impeça você de investir em sua carreira.

Além dessas considerações e da lista do que você gosta ou não, tenha em mente como anda o mercado da sua área de escolha. Por mais que você ame um campo de atuação, pode ser que ele não ofereça muitas vagas.

Agora que você já tem algumas ideias de o que fazer depois do ensino médio, é hora de começar uma lista totalmente personalizada: quais serão os seus próximos passos? Coloque na balança suas habilidades, anseios profissionais, medos e desafios. Assim, sua escolha será ainda mais acertada.

E se acha que há alguma consideração que poderia ajudar outras pessoas, não deixe de nos contar. Comente logo abaixo!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.