Entenda como funciona a Faculdade de Engenharia Elétrica EAD!

Engenharia Elétrica EAD

A formação em Engenharia Elétrica traz muitas oportunidades aos profissionais que buscam colocação no mercado de trabalho. Para quem gosta de flexibilidade nos estudos e liberdade para gerir a rotina, o curso de Engenharia Elétrica EAD é a opção perfeita.

Neste artigo, você vai conhecer melhor o funcionamento do curso de graduação em Engenharia Elétrica na modalidade EAD, as diferenças em relação ao curso presencial, as vantagens da educação a distância, além de dicas de como escolher o melhor curso EAD para a sua formação. Continue a leitura e descubra tudo!

Como funciona o curso de Engenharia Elétrica EAD?

O curso de Engenharia Elétrica EAD é uma modalidade de formação a distância. Com isso, o aluno não precisa se deslocar até a faculdade para assistir às aulas. Trata-se, portanto, de um curso bastante dinâmico, que permite ao estudante organizar a rotina de estudos sem prejuízo de outras atividades.

Engenharia Elétrica EAD é um curso indicado para pessoas que gostam de cálculo e têm interesse em resolução de problemas, em elaboração de projetos e em trabalho em equipe. Durante a graduação, o aluno vai aprender temas relacionados a geração, transmissão, distribuição e uso de energia elétrica.

Após a conclusão do curso, o aluno vai estar apto para estudar, planejar, projetar, operar e gerir instalações elétricas.

Por que cursar Engenharia Elétrica a distância?

Os cursos a distância têm se destacado no mercado de trabalho. Os alunos formados em EAD apresentam formação de qualidade e desenvolvem habilidades consideradas diferenciais, como organização, capacidade de autogestão e planejamento.

Para fazer um curso de graduação a distância, o estudante precisa ter ou desenvolver essas habilidades. Assim, chegando ao final do curso, ele terá características que ajudam muito a carreira.

Se é vantajoso para o mercado de trabalho encontrar um profissional tão completo, o aluno também se beneficia com a Engenharia Elétrica EAD. Afinal, encontra nessa modalidade a possibilidade de conciliar os estudos com a rotina de trabalho, além do ótimo custo-benefício.

Fora o fato de que a área de Engenharia Elétrica é área essencial. Afinal, as pessoas precisam da energia elétrica para realizar tarefas básicas do seu dia a dia. Nesse sentido, o profissional atua em diversas frentes: produção de equipamentos, materiais, desenvolvimento de circuitos, projeção e instalação de sistemas, entre outros. Assim, não faltam vagas.

O salário de um engenheiro elétrico pode variar de acordo com a fase da carreira e a atividade exercida. Segundo média do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), ela está na faixa de R$ 8.216,85* para uma jornada semanal média de 40 horas.

Quais são as diferenças entre os cursos de Engenharia Elétrica presencial e EAD?

O curso de Engenharia EAD semipresencial, como o próprio nome sugere, é uma modalidade mista, na qual o aluno frequenta o campus da faculdade em determinadas situações, enquanto assiste a aulas no Ambiente Virtual de Aprendizagem da Anhanguera em outros momentos.

Não é possível um curso de Engenharia 100% online, pois o aluno deve comparecer ao polo para executar atividades em laboratórios, ter encontros com professores para tirar dúvidas e até mesmo realizar provas práticas.

Assim, o curso semipresencial permite aproveitar ao máximo os benefícios dos cursos presenciais, ou seja, usufruir da infraestrutura da faculdade e do contato mais próximo com colegas e professores.

Porém, caso seja do seu interesse, há o curso presencial. Nessa modalidade, o aluno vai pessoalmente à faculdade 4 a 5 vezes na semana.

Na Anhanguera, o curso de Engenharia Elétrica está disponível nas modalidades de ensino presencial ou semipresencial. Com isso, o aluno tem a possibilidade de escolher o tipo de curso que melhor se encaixa à sua rotina, adaptando-se ao seu perfil pessoal e necessidades.

O que preciso para cursar Engenharia Elétrica EAD?

Entre as matérias que você vai estudar no curso de Engenharia Elétrica, o foco está em conteúdos que permitam ao futuro profissional produzir e executar sistemas elétricos. Neste contexto, o aluno vai aprender:

  • química e ciência dos materiais;
  • circuitos elétricos;
  • engenharia, ciência e tecnologia;
  • automação de processos industriais;
  • cálculo diferencial e integral;
  • instalações elétricas;
  • eletromagnetismo.

Para cursar Engenharia Elétrica EAD, é necessário formação em nível médio e aprovação em vestibular e/ou prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Para os alunos que desejam realizar transferência, a Anhanguera aceita transferência de alunos que trancaram a faculdade há, no máximo, 6 meses.

Como escolher a melhor faculdade EAD de Engenharia Elétrica?

O sucesso da formação profissional depende de boas escolhas, inclusive quando falamos da instituição responsável pelo desenvolvimento técnico do engenheiro. Boas práticas voltadas para o desenvolvimento do profissional dependem de uma boa base teórica e prática, por isso, é imprescindível escolher uma boa faculdade EAD. Confira o que deve estar na sua lista.

Incentivo à empregabilidade

Na Anhanguera, os alunos de Engenharia Elétrica EAD podem aproveitar os benefícios dos programas de incentivo à empregabilidade. Por meio do Canal Conecta, acessam oportunidades profissionais de estágio e emprego em empresas conveniadas, além de terem dicas para desenvolvimento de currículo e entrevista.

Infraestrutura

Outro aspecto importante é a infraestrutura. Muito embora seja um curso na modalidade a distância, a prática faz parte do desenvolvimento profissional.

Dessa forma, é fundamental que a faculdade ofereça a infraestrutura necessária com laboratórios de experimentação, softwares específicos de Engenharia Elétrica e todo o suporte para que os alunos estudem, façam testes e simulações. Com isso, aplicam o conhecimento teórico na prática.

Assim, as atividades práticas são igualmente um ponto de atenção: é fundamental que estejam contempladas na grade curricular, pois vão garantir uma imersão à futura rotina de trabalho e fazem toda a diferença na formação.

Grade curricular

Falando nisso, se você está na dúvida na escolha da faculdade na qual vai fazer o curso de Engenharia Elétrica EAD, uma boa dica é conferir a grade curricular.

A grade curricular é um ótimo termômetro de como será a sua formação no curso de Engenharia Elétrica. A faculdade deve oferecer todo o conhecimento necessário para tornar o profissional completo e apto para entrar no mercado de trabalho.

Chegou o seu momento!

Para se tornar um engenheiro elétrico de sucesso, você deve escolher uma boa faculdade, que ofereça todo o suporte para uma qualificação profissional adequada às demandas do mercado. Quer se tornar um engenheiro e começar a trilhar uma carreira de sucesso?

Então, comece hoje mesmo a construir a sua história com o curso de Engenharia Elétrica EAD. Dê o primeiro passo, inscrevendo-se no vestibular da Anhanguera. Venha estudar com a gente!

* Sujeito a alteração

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.