O que é empregabilidade e como ela está hoje no Brasil?

pessoas de mãos dadas representando empregabilidade

Quando se pensa a respeito de o que é empregabilidade, é preciso levar em conta as habilidades de um profissional, sua qualificação e suas atitudes diante de adversidades e novos desafios. A forma como as pessoas respondem às demandas do mercado é o que mais influencia o seu potencial de ser contratado e de se manter entre os profissionais mais desejados pelas empresas.

Embora existam diversos tipos de emprego, os fatores que levam alguém a ser contratado podem ser bastante parecidos, mesmo em áreas diferentes: a curiosidade e a vontade de aprender coisas novas, a capacitação para a função, a atualização constante e a inteligência emocional são exemplos de características necessárias em praticamente todos os segmentos.

Continue a leitura e saiba mais informações sobre o assunto por meio dos seguintes tópicos:

O que é a empregabilidade?

A empregabilidade é um conceito que define as competências que um profissional deve ter a fim de ser considerado atraente para o mercado de trabalho. Uma determinada gama de conhecimentos, somada a uma boa experiência profissional, além de habilidades e de comportamentos específicos, tornam alguém mais propenso a ter o perfil desejado pelas empresas.

Por exemplo: nesse momento, o domínio da tecnologia é essencial mesmo em profissões da área de Humanas. Ele está associado a atitudes como proatividade, pensamento fora da caixa e alta capacidade de adaptação a novas realidades e desafios. Então, os profissionais que reunirem essas características terão um maior nível de empregabilidade do que seus concorrentes que ainda não chegaram lá.

Isso significa que, mesmo se essa pessoa não for selecionada para uma oportunidade ou tenha perdido o emprego, a tendência é que logo uma nova possibilidade surgirá, pois seu perfil é desejado e buscado pelas melhores empresas.

Os melhores países nos quais trabalhar atualmente

A empregabilidade também está associada à disponibilidade de vagas e à busca de novos talentos por parte do mercado de trabalho. Ou seja, a localização em que um profissional está disposto a procurar por oportunidades também afeta sua empregabilidade, já que determinados perfis podem ser mais necessários em certas regiões em detrimento de outras.

Todos os anos, o banco HSBC elege os melhores países para estrangeiros trabalharem. Entre as nações que mais frequentemente ocupam os primeiros lugares da lista estão:

  • Suíça;
  • Singapura;
  • Canadá;
  • Espanha;
  • Nova Zelândia;
  • Turquia;
  • Austrália;
  • Alemanha, entre outros.

Os principais fatores levados em conta são salários, qualidade de vida — o que inclui bem-estar da população, condições de educação para os filhos — e facilidade de adaptação às pessoas que chegam de outros países.

Como está a empregabilidade do Brasil hoje?

Quando se fala nos fatores que mais impactam a empregabilidade dos profissionais no Brasil e no mundo, é preciso pensar nos cenários pré e pós-COVID-19. Em 2020, o mundo sofre com os diversos impactos sanitários do novo coronavírus, mas não se pode deixar de lado a influência da pandemia na economia global.

Embora os efeitos da crise ainda sejam de difícil avaliação, antes de o vírus surgir, a economia brasileira já passava por dificuldades e, após o anúncio da pandemia, a taxa de desemprego no Brasil continuou crescendo. Por um lado, a demanda por profissionais autônomos e freelancers já vinha em alta, diante da impossibilidade, por parte das empresas, de assumirem um compromisso de longo prazo com os trabalhadores.

A tendência, com a queda do crescimento econômico, é de que o número de profissionais informais aumente cada vez mais — o que joga luz sobre mais habilidade ainda mais importante: a capacidade de trabalhar remotamente com responsabilidade, sem um gerenciamento e acompanhamento presencial.

Seja qual for o cenário econômico, a capacitação dos profissionais sempre será algo desejado pelos empregadores. Por isso, manter-se atualizado e dedicar-se a uma faculdade e, se possível, a cursos de pós-graduação, faz um currículo se destacar durante um processo seletivo.

Quais são os fatores que afetam a empregabilidade?

A seguir, veja quais são os principais fatores que afetam a empregabilidade no Brasil atualmente.

Qualificação profissional

A falta de profissionais qualificados para uma série de funções é um dos principais fatores que afetam a empregabilidade dos brasileiros. Ou seja, as vagas até existem, porém, o número de profissionais qualificados para desempenhá-las é insuficiente.

Essa realidade atinge, especialmente, áreas como as de energia, tecnologia, turismo e construção civil. A falta de uma sólida formação de ensino superior e do conhecimento de um segundo idioma, como inglês ou espanhol, são fatores críticos.

Habilidades digitais

A transformação digital vem impactando a forma como as pessoas trabalham. Por isso, o domínio do uso da internet e de aplicativos que facilitam e agilizam o trabalho, além de torná-lo mais facilmente compartilhável, é tão fundamental quanto a alfabetização no mercado de trabalho.

Rede de contatos

Contar com uma boa rede de contatos dentro e fora da internet é essencial para manter a empregabilidade em alta. Por mais que os conhecimentos sejam dominados e o perfil do candidato seja ideal às vagas disponíveis, facilitar o acesso das pessoas ao currículo ainda é necessário e continuará sendo. Usar ferramentas como o Canal Conecta, plataforma exclusiva de vagas dos alunos aqui da Anhanguera, ajuda bastante nesse sentido.

Inteligência emocional

Os desafios profissionais são cada vez maiores, e a capacidade de resolver problemas demanda bastante do trabalhador, seja qual for a área em que atua. Por isso, ter inteligência emocional com o objetivo de lidar com diversas solicitações, mudanças de percurso, movimentos da concorrência e convívio com superiores e colegas de trabalho é mais uma habilidade essencial para garantir empregabilidade.

Capacidade de liderança

Mesmo que não ocupe um cargo de liderança, ter um espírito proativo, propor soluções e saber conduzir equipes e colegas durante um processo de trabalho é mais um diferencial que impacta positivamente a empregabilidade de qualquer profissional.

Como garantir emprego mesmo em tempos de crise?

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, a única garantia para manter se empregado é a qualificação profissional. Não é à toa que cada vez mais brasileiros vêm buscando o ensino superior. Aqueles que já têm diploma também procuram ainda mais oportunidades de capacitação, como uma segunda graduação, curso de especialização ou pós-graduação.

Afinal, o mercado busca sempre os melhores, e o que eles têm em comum é justamente isto: curiosidade constante e vontade de aprender sempre mais. Tais características tornam um profissional desejado pelo mercado e com os níveis de empregabilidade lá em cima!

Conseguiu entender o que é empregabilidade e por que ela é tão importante para quem quer se manter sempre ativo no mercado? Esperamos que o artigo tenha ajudado você a ter uma ideia mais clara sobre o assunto!

Agora, que tal ler nosso post sobre outro tema relevante: como encontrar empresas que estão contratando? Confira as dicas!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content