Entenda o que é a modalidade de um curso de graduação

homem conferindo habilidades digitais

Com o objetivo de facilitar e ampliar o acesso ao ensino superior, as faculdades têm se preocupado em ofertar cursos em diferentes modalidades. Isso garante aos estudantes a possibilidade de conquistar o tão sonhado diploma da maneira que melhor se adeque à sua rotina, à sua disponibilidade de tempo e ao seu estilo de vida. Mas você já sabe exatamente o que é modalidade de ensino e quais são as opções disponíveis?

Para responder a esses questionamentos e, ainda, ajudar você a escolher a modalidade mais adequada ao seu caso, preparamos este post completo sobre o assunto. Vamos conferir?

O que é modalidade de ensino na graduação?

A modalidade de um curso corresponde à forma em que ele é ofertado aos estudantes. Ou seja, como e por meio de quais canais seu conteúdo é organizado, transmitido e distribuído. Se antigamente as instituições de ensino superior contavam com opções limitadas de modalidades, hoje, sobretudo com o auxílio da tecnologia, a realidade é diferente.

O que impulsionou a surgimento de novas modalidades?

Sabemos que cursar uma graduação é indispensável para quem deseja conquistar boas oportunidades no mercado. As chances de empregabilidade, de valorização profissional e de sucesso na carreira estão diretamente ligadas à conquista de um diploma de nível superior. Por isso, entrar para a faculdade tornou-se um dos maiores objetivos de vida de jovens e adultos.

Por outro lado, também reconhecemos que as rotinas da atualidade são de fato bastante atribuladas — e que nem todos têm a disponibilidade de tempo para equilibrar estudos, trabalho e demais afazeres sem que alguma dessas atividades seja comprometida.

Felizmente, para atender às diferentes demandas da população, os cursos de nível superior podem ser ofertados em modalidades de ensino diferentes.

Quais são as modalidades disponíveis?

Presencial, 100% online e semipresencial: são essas as modalidades de ensino possíveis para um curso de graduação. Abaixo, entenda em detalhes como cada uma delas funciona!

Presencial

Mesmo que ainda não tenha ingressado na faculdade, você certamente já está familiarizado com a modalidade presencial. Isso porque se trata do tipo de ensino mais tradicional, no qual o aluno deve comparecer presencialmente à instituição para assistir às aulas, executar as atividades propostas, fazer as provas e concluir o curso.

Trata-se de uma opção muito vantajosa àqueles que têm disponibilidade de tempo para cumprir com os horários estabelecidos pela faculdade e não abrem mão de um contato mais próximo com os professores e colegas de turma.

Por outro lado, quem segue uma rotina mais puxada e precisa equilibrar estudos e trabalho, por exemplo, pode encontrar dificuldades nessa modalidade para manter a frequência e seguir os prazos.

100% online

Entre as grandes contribuições da tecnologia para a sociedade está o surgimento da educação a distância (EAD), que garante aos estudantes a possibilidade de concluir uma graduação no conforto de casa.

Isso mesmo! Contando apenas com o auxílio de um dispositivo conectado à internet, você consegue assistir às aulas, fazer as atividades propostas e até mesmo prestar alguns exames sem a necessidade de ir à faculdade.

Todo o conteúdo do curso está centralizado em um ambiente virtual de aprendizado. Aqui na Anhanguera, ele se chama Colaborar EAD. Nele, cabe ao estudante montar seu próprio cronograma de acordo com os horários que têm disponíveis. Por isso mesmo, flexibilidade, praticidade e liberdade são características marcantes da modalidade EAD. Para ter uma ideia, é possível até mesmo estudar pelo celular.

Vale apontar que os encontros presenciais no polo de apoio da faculdade estão restritos à realização de algumas provas — o que pode ser um ponto negativo para aqueles que gostariam de vivenciar o ambiente acadêmico e estreitar os laços com professores e colegas.

Semipresencial

A modalidade semipresencial surgiu para unir o melhor do EAD e do ensino presencial. Por meio dela, o aluno cursa parte da grade curricular de forma online, no ambiente virtual de aprendizado (aquele mesmo que citamos anteriormente) e o resto no polo de apoio da faculdade, em sala de aula junto aos outros estudantes. Ou seja, é possível usufruir das vantagens das duas modalidades em uma só.

Nas graduações semipresenciais, o ensino ocorre via teleconferência. As aulas são transmitidas ao vivo pelos professores, que podem interagir com os alunos e tirar suas dúvidas em tempo real, mesmo não estando fisicamente presente na sala. Já a frequência desses encontros, que também contemplam atividades práticas, pode variar de 1 a 3 vezes por semana, a depender da instituição de ensino.

Como se trata de uma opção bastante em alta, as instituições vêm focando em adotar o modelo semipresencial em uma variedade maior de graduações. Até mesmo o MEC (Ministério da Educação) liberou 40% de EAD para cursos de Saúde e Engenharias. Ótima notícia, não é?

Como escolher a modalidade adequada para você?

Agora que você já conhece as diferentes modalidades de ensino, chegou a hora de descobrir como escolher aquela mais adequada ao seu caso. Para tomar uma boa decisão antes de se inscrever no vestibular, é interessante analisar alguns fatores estratégicos. Veja só!

  • disponibilidade de tempo: esse é, talvez, o critério de maior peso para escolher entre estudar no modelo presencial, 100% online ou semipresencial. Analise a sua rotina para entender se você teria facilidade para se deslocar até faculdade na frequência exigida sem que haja choque de horário com seus demais afazeres;
  • forma de aprendizado: de qual forma você aprende melhor? Algumas pessoas conseguem absorver e fixar os conteúdos por meio de videoaulas, enquanto outras precisam do papel mais próximo do professor para guiar o aprendizado. Pondere, também, se você teria autonomia e disciplina para montar seus próprios horários e seguir esse cronograma à risca ou se necessita de uma cobrança maior para isso;
  • custo-benefício: coloque na balança as vantagens das três modalidades, identificado aquilo de que você não abriria mão ao cursar uma graduação. Pode ser que as idas frequentes à faculdade compensem mais para você do que a praticidade e até mesmo a economia de estudar em casa, por exemplo.

Por fim, saiba que todas essas modalidades de ensino têm o mesmo objetivo e são igualmente valorizadas pelo mercado de trabalho. Os empregadores, inclusive, já apresentam demandas específicas para os alunos formados em EAD, acabando de vez com aquele velho equívoco de que a faculdade presencial é mais bem-vista. O importante é optar por uma faculdade de qualidade e com cursos reconhecidos pelo MEC.

E então, entendeu o que é modalidade e quais são as opções disponíveis para cursar uma graduação? Saiba que aqui, na Anhanguera, não só oferecemos formações nas três modalidades de ensino, com metodologias específicas para cada uma, como também disponibilizamos diferentes formas de ingresso — como o vestibular online —, facilitando a sua entrada no nível superior e otimizando sua trajetória rumo a uma carreira de sucesso.

Para conhecer mais sobre nossos processos seletivos e fazer a sua inscrição no vestibular, acesse agora mesmo o nosso site!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.