Taxa de desemprego no Brasil: entenda o cenário e como fugir desse problema

mulher em busca de novas oportunidades de emprego

A taxa de desemprego no Brasil vem diminuindo, mas, infelizmente, continua em patamares altos. Essa é uma informação que assusta muitos profissionais. Afinal, ficar sem fonte de renda gera inúmeros problemas financeiros e até mesmo pessoais. Por isso, vale a pena planejar-se para não sofrer esse problema.

Se você está com receio em relação ao mercado de trabalho quando concluir a faculdade, saiba que existem formas de evitar ser mais um na estatística do desemprego. Além de contar com a recuperação da economia nacional, é importante entender o cenário e preparar-se para ser um profissional indispensável.

Nós queremos ajudar! Confira as dicas deste post e veja como aumentar as suas chances de ter sucesso na carreira.

Qual é o cenário de desemprego no país?

O primeiro passo para evitar fazer parte da taxa de desemprego no Brasil é entender a situação. Mas por que fazer isso? Na verdade, é importante compreender que um cenário de desemprego não é sempre igual. Além de existirem diferentes causas para a questão, ela também afeta os profissionais de maneiras diversas.

Um dos principais motivos do aumento do desemprego no Brasil nos últimos anos foi a crise econômica recente. Atualmente, a economia do país mostra sinais de recuperação, mas ainda é preciso acelerar a geração de emprego para vermos, de fato, os índices diminuindo de forma significativa.

Os dados atuais indicam que a economia veio melhorando a partir de 2017. Contudo, ainda está difícil para o mercado de trabalho. Além do número alto de desempregados (12,6 milhões de pessoas), também existem altas taxas de informalidade e de subutilização — que acontece quando os profissionais trabalham menos horas do que gostariam.

No cenário brasileiro, vale destacar as diferenças regionais. Ainda de acordo com a fonte anterior, os estados com menores taxas de desemprego são Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Mato Grosso. Já os maiores índices estão no Amapá e na Bahia.

É importante reforçar também que existem variações entre as profissões. O desemprego pode ser mais forte, por exemplo, em ocupações que apresentam a possibilidade de automação. Ou seja, os funcionários são substituídos por máquinas. O avanço tecnológico exige adaptação dos profissionais para lidar com as tendências do mercado.

Como não ser afetado pela taxa de desemprego no Brasil?

Por mais que o aumento do desemprego seja um fato delicado, é viável evitar essa dificuldade. Para isso, vale a pena seguir orientações que ajudem você a não fazer parte da estatística. Afinal, a economia brasileira ainda precisa de um tempo para recuperar-se e ter melhoras significativas na geração de emprego.

Confira o que pode ser feito na sua carreira!

Mantenha-se atualizado

A qualificação profissional é um dos principais cuidados que você pode ter para evitar o desemprego. Segundo pesquisas, pessoas menos qualificadas têm dificuldade para conseguir oportunidades no mercado de trabalho. Então, investir em graduação e em cursos de especialização é importante.

Mesmo depois de formado, não deixe de estudar. Os conhecimentos profissionais atualizam-se constantemente, e acompanhá-los é um requisito para manter seu valor diante dos empregadores. Uma pessoa qualificada consegue emprego com mais facilidade, além de ter maiores possibilidades de crescimento.

Amplie suas habilidades

Um dos maiores objetivos da atualização profissional é ampliar suas habilidades. E esse é mais um aspecto que pesa a favor da taxa de empregabilidade. Pense bem: profissionais capacitados, que realizam um trabalho de qualidade e diferenciado, serão mais valorizados pelas empresas, certo?

Mesmo em situações de crise, pessoas com esse perfil têm maiores chances de manter seus empregos. Elas sabem como se dar bem no trabalho. Afinal, a empresa perderia muito sem a presença delas. Logo, é importante esforçar-se para ser um desses profissionais. Desenvolva habilidades que tornem você indispensável.

Ao pensar sobre isso, é interessante não considerar apenas as competências técnicas relacionadas à sua área de atuação. Apesar de fundamentais, elas não são suficientes para lhe garantir destaque no mercado. É válido adquirir também conhecimentos de outras áreas — além de desenvolver qualidades profissionais comportamentais.

Analise bem as possibilidades da carreira

Um profissional precisa planejar a sua carreira. Isso significa que você não deve ter como único objetivo conseguir um emprego. É preciso ir além. Pense sobre o que deseja e identifique os seus objetivos e as suas metas profissionais. A partir daí, elenque estratégias que lhe ajudem a conquistá-los.

Alguém que desenvolve esse controle sobre a própria carreira consegue analisar melhor as oportunidades e decidir seus próximos passos até o sucesso. Por exemplo, avaliando as empresas ideais para trabalhar e sabendo ponderar bem quando aparece uma possibilidade de mudança de emprego.

A Anhanguera presta todo o suporte para que os alunos aprimorem sua vida profissional. Um dos nossos diferenciais é o Canal Conecta. Trata-se de uma plataforma que auxilia você a encontrar oportunidades de experiências profissionais — e aproveitá-las da melhor forma.

Considere empreender

Apesar de o alto nível de informalidade ser um dos indicativos da taxa de desemprego no Brasil, ele pode sinalizar para um caminho interessante: o empreendedorismo. Muitas pessoas têm buscado trabalhar de forma autônoma ou abrir o próprio negócio depois da dificuldade de encontrar emprego.

Mas você pode considerar empreender desde já, de maneira planejada e na sua área profissional. Ter uma empresa apresenta diversas vantagens. Por exemplo, a possibilidade de aumentar os resultados financeiros do seu trabalho. Além disso, o empreendedorismo contribui com a recuperação econômica do país e a ampliação das oportunidades no mundo do trabalho.

Fique atento às profissões alternativas do futuro

Lembra que falamos sobre a taxa de desemprego do Brasil afetar de maneira diferente as profissões? Que tal considerar isso no momento de planejar a sua carreira? É interessante avaliar as perspectivas profissionais para o futuro antes de elencar seus objetivos e interesses profissionais.

No futuro, muitas profissões alternativas ganharão destaque — especialmente por conta do avanço tecnológico. Então, pessoas que se capacitam para atuar com tecnologia conseguirão melhores oportunidades nos próximos anos, como aqueles que se formarem no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas.

Seja resiliente

Nem sempre é simples conquistar sucesso na carreira, ainda mais se você está concluindo a faculdade e começando uma nova profissão. Entretanto, esforços contínuos levam a bons resultados. Por isso, não deixe seus sonhos de lado por medo do desemprego.

Desenvolva a habilidade da resiliência e reconheça sua capacidade de melhorar cada vez mais. Há sempre caminhos abertos para bons profissionais e bons empreendedores. Basta reunir os recursos necessários para estar pronto para aproveitá-los.

Viu como existem estratégias para deixar você bem longe da taxa de desemprego no Brasil? Vale a pena qualificar-se para ser um profissional produtivo e aumentar suas chances de empregabilidade. Lembre-se de que pessoas com diploma no ensino superior estão em vantagem no mercado de trabalho.

E então, este post ajudou você a entender melhor o cenário e saber como se proteger do desemprego? Compartilhe o texto nas suas redes sociais!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.