Logística ou Comércio Exterior? Qual devo escolher?

estudante escolhendo entre logística e comércio exterior

Escolher entre Logística ou Comércio Exterior pode ser um pouco difícil se você não dedicar um tempinho para esmiuçar os dois cursos. Afinal, ambos têm muitas áreas comuns, e a Logística, por assim dizer, está contida no Comércio Exterior, assim como lidar com compradores internacionais faz parte de alguns universos logísticos.

Mas os dois cursos não são a mesma coisa. Eles têm objetivos diferentes, foco de estudo diverso e demandam habilidades distintas dos profissionais que trabalham na área. Ou seja, você deve buscar compreender qual se enquadra melhor no seu perfil.

Para ajudar nessa tarefa, escrevemos este artigo. Nas próximas linhas, vamos explicar mais a fundo o que cada graduação abrange e realizar um comparativo entre as duas. Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre se o melhor para você é o curso de Logística ou o curso de Comércio Exterior.

O que faz um profissional de Logística?

Logística é basicamente organização. Então, se for se dedicar a essa área, prepare o raciocínio criativo e a habilidade para solucionar problemas. O profissional logístico lida o dia inteiro com questões como compra, armazenamento, transporte, distribuição e entrega de mercadorias.

E não apenas isso. Seu dever é encontrar as formas mais rápidas, seguras e econômicas de realizar essas tarefas. Dependendo do ramo em que a empresa contratante atua, o profissional de logística tem que lidar com prazos curtos, por exemplo, quando seus serviços estão ligados a mercadorias perecíveis.

A indústria é a maior empregadora e, como esse setor é fundamental para a economia de qualquer estado, a Logística é sempre uma área promissora. Além do mais, o curso se enquadra na categoria de formação tecnológica, sendo mais curto e objetivo — sem abrir mão da qualidade do ensino superior. Com relação à remuneração, o salário de um analista de logística da área de transporte, por exemplo, chega a R$ 4.884,65*.

No vídeo abaixo, destacamos aqui na Anhanguera as vantagens, as características e outros detalhes sobre nosso curso de Logística. Um conteúdo sintético que vai dar a você os pontos principais para escolha da nova profissão:

Outra comodidade é que você pode escolher fazer o curso em três modalidades de ensino: presencial, semipresencial e 100% online.

O que faz o profissional de Comércio Exterior?

Esse profissional também lida com compra e venda de mercadorias, mas de um jeito diferente. Em primeiro lugar, sua atuação é sempre em contextos que envolvem países diferentes, ou seja, ele atua basicamente no ramo de importação, de exportação e de atividades econômicas relacionadas.

Então, do ponto de vista da análise econômica, sua tarefa é mais ampla e complexa. O profissional de Comércio Exterior deve ficar de olho em diferentes indicadores econômicos, como o preço do dólar e de outras moedas estrangeiras, as projeções anuais sobre a balança comercial de várias regiões do globo, os investimentos, o PIB (Produto Interno Bruto) e outros.

Partindo do pressuposto de que é impossível a qualquer país prover a subsistência da sua população sem vender e comprar de outras nações, estamos falando de uma área igualmente muito promissora. E pela responsabilidade envolvida, o profissional de Comércio Exterior costuma ganhar bem, tendo teto salarial de R$ 4.816,33*.

Além disso, a sua atuação oferece visibilidade internacional, o que abre um enorme leque de possibilidades de crescimento. Aqui na Anhanguera, o curso de Comércio Exterior também é oferecido na categoria Tecnólogo, com duração de apenas 2 anos e rápida inserção no mercado de trabalho. O curso está disponível na modalidade EAD 100% online — perfeita para quem precisa de bastante flexibilidade na rotina de estudos.

As principais diferenças entre os dois cursos

Se as especificidades de cada formação ainda não ficaram claras para você, vale a pena examiná-las mais de perto. Abaixo, escolhemos alguns tópicos que diferem nas duas profissões e comentamos com base em três áreas: desenvolvimento das atividades no curso, conhecimentos adquiridos durante a graduação e possibilidades de seguir os estudos depois de obter o diploma.

Tenha em mente que, embora o foco aqui seja mostrar as diferenças, essas áreas têm também muitos pontos em comum, e alguns requisitos como facilidade para lidar com pessoas, senso de liderança e capacidade de organizar processos e gerir equipes são iguais para ambas. O que muda são as formas de atuar e o quão ampla cada área é.

Desenvolvimento de habilidades

Nos dois casos, são requeridas habilidades matemáticas e financeiras. No entanto, enquanto o logístico deve lidar com gestão de diferentes setores de uma empresa, como de estoque e transporte — sendo necessário, inclusive, o conhecimento de várias formas de envio e o custo-benefício de cada uma —, o profissional de Comércio Exterior usa essas habilidades de um modo diferente.

Ele está mais ligado em taxas cambiais, flutuação de câmbio, valorização e desvalorização de cada moeda e nos melhores momentos para fazer negócio com base nesses dados. Em suma, enquanto o primeiro compra, gere e entrega, o segundo estuda os melhores momentos para comprar e vender internacionalmente.

Conhecimentos adquiridos

Estatística, Matemática Financeira e Economia estão presentes na formação do profissional de Comércio Exterior. Por sua vez, o logístico estuda Gestão e Movimentação de Materiais, Distribuição, Logística Reversa, Gestão de Demanda e de Estoques.

Ambos devem dominar algumas disciplinas: Matemática, Princípios de Marketing e Administração e Tecnologia da Informação Aplicada aos Negócios, por exemplo. Nessas disciplinas comuns — como em tudo mais —, o enfoque da Logística é mais específico e detalhista, enquanto a visão do curso de Comércio Exterior é mais geral.

Possibilidades de especialização

Essas possibilidades são amplas. Por exemplo, ambos podem decidir por um MBA, Mestrado ou Doutorado nas áreas de Economia ou de Matemática Financeira.

É possível, inclusive, que cada um decida especializar-se na área do outro: o logístico tem uma boa base para uma pós em Comércio Exterior, assim como é possível aproveitar a área das trocas comerciais entre países para trabalhar com logística internacional.

Uma coisa, no entanto, é fato. A maior semelhança entre as duas profissões é que, para se destacar na área, é necessário fazer um curso superior de qualidade. Afinal, as duas exigem profissionais extremamente competentes e que se destaquem da concorrência.

Nesse sentido, se você é ou deseja estudar na Anhanguera, para começar a planejar a sua carreira, seja em Logística, seja em Comércio Exterior, saiba que pode contar com o Canal Conecta. Ele junta tudo que o estudante precisa para se inserir no mercado de trabalho: conhecimento, empregadores e dicas de empresas e cursos.

Então, não adiantaria nada examinar os cursos, planejar uma carreira e depois escolher uma instituição com pouca credibilidade para estudar. Faça seu curso superior em Logística ou Comércio Exterior na Anhanguera. Por aqui, você conta com um curso Tecnólogo de qualidade nas duas áreas. Inscreva-se agora!

* Sujeito a alteração.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content