Qual o papel do jornalista e sua importância em meio à pandemia?

jornalista em meio à pandemia

Em tempos de pandemia, o papel do jornalista se mostra cada vez mais importante na comunicação e elucidação sobre a doença em meio a um contexto cada vez mais globalizado. São muitos os papéis que o jornalista desenvolve que são essenciais em tempos de COVID-19.

Fizemos um post especial sobre a importância dessa profissão e quais são suas atuações em tempos de pandemia. Confira:

  • entenda o que é uma pandemia;
  • qual a importância do curso de Jornalismo nesse contexto;
  • quais as carreiras do jornalista;
  • como o jornalista pode atuar no combate às fake news?

Entenda a pandemia

Para facilitar o conceito de pandemia, vamos explicar, antes, outros três conceitos: o de surto, endemia e epidemia.

Um surto acontece quando o número de pessoas infectadas aumenta repentinamente em uma região. Ou seja, há um grande número de pessoas infectadas, mas isso se restringe a um local, como um bairro ou uma cidade.

A endemia não está relacionada à quantidade de casos, mas à frequência em uma região. Febre-amarela e a malária, na região Norte do Brasil, são exemplos.

Numa epidemia, o número de infectados já aumentou e se espalhou. Não somente restritos a uma região, agora, outros locais também apresentam pessoas infectadas. Epidemias podem ser nacionais e ocorrerem em várias regiões de um país, um exemplo, aqui no Brasil, é a Dengue.

A pandemia é ainda mais grave. Nela, a doença já espalhou por diversos países e continentes do planeta. Alguns exemplos de pandemias anteriores aconteceram com a gripe espanhola, em 1918 e o H1N1, em 2009.

A pandemia que vivemos hoje é o novo coronavírus, responsável pela COVID-19, que já atingiu várias partes do mundo, e fez a OMS (Organização Mundial da Saúde), em março de 2020, classificá-lo como pandemia. É importante que todos percebam a seriedade do caso e tomem as devidas precauções, evitando o aumento de infectados. Por isso, o profissional de jornalismo se mostra cada vez mais necessário, atuando na conscientização da população.

A importância do curso de Jornalismo

O curso de Jornalismo oferece uma ampla gama de estudos e atuação, onde a ética e comprometimento com a verdade são bases para o profissional. Dentro da área de comunicação, a graduação em jornalismo possibilita trabalho na produção, apuração e divulgação de notícias em diversos meios e plataformas. Por isso, é essencial o curso de Jornalismo no preparo do profissional em tempos de pandemia.

Para a cobertura da pandemia da COVID-19, a redação jornalística mundial sofreu grandes transformações nos últimos tempos. A entrega de um conteúdo completo, diverso e adaptado à nova realidade global, exige um grande esforço por parte da comunidade de jornalistas. Como vivemos num período de incertezas e fake news, é cada vez mais importante o papel do jornalismo profissional, tanto para a busca de respostas para as mais diversas dúvidas, quanto para informação e atualização verídica do status da doença em escala mundial.

Fonte confiável

O instituto Datafolha realizou uma pesquisa que aponta a confiança do brasileiro no jornalismo profissional em tempos de pandemia do novo coronavírus. As TVs e jornais lideram os índices de confiança, com 61% e 56%, respectivamente. Os programas jornalísticos de rádio seguem com 50% e sites de notícias, 38%. Apenas 12% dos respondentes dizem confiar no que é compartilhado em apps de mensagem e mídias sociais. 

Isso mostra a desconfiança por conteúdos vindos da internet e a forte crença de que as comunicações de mídias mais tradicionais são fontes confiáveis.

Outra pesquisa, da 19ª edição do Edelman Trust Barometer 2019 – Brasil, revela também outros pontos importantes a serem elencados:

  • movidos por um desejo de mudança, os brasileiros se mostram mais ativos na busca por informações, resultando em um aumento de 25% no consumo de mídia e de 58% no compartilhamento de notícias;
  • a confiança na mídia tradicional cresceu 1 ponto e está em 63%, enquanto nos mecanismos de busca caiu 4 e nas redes socias caiu 5;
  • o setor mais confiável com relação à informação é tecnologia, com 87% e o menos confiável é saúde, com 59%, apesar ter tido um crescimento de 8 pontos, em comparação à pesquisa anterior.

Numa visão mais ampla dos dados acima, já é possível ver que a confiança nas mídias tradicionais em comparação com as da internet está melhor. Outro ponto de destaque é na baixa confiança com relação às informações relacionadas à saúde – o que tende a se agravar em tempos de pandemia por conta da alta disseminação das fake news nas diversas plataformas digitais.

Veracidade das informações

A imprensa profissional brasileira vem se resguardando com relação às medidas que representam a função pública informacional. No que diz respeito à veracidade das informações, é necessário sempre atrelar os dados passados às pesquisas e estudos científicos de fontes confiáveis dos órgãos oficiais, como Ministério da Saúde e OMS.

Combate à desinformação

Como foi mostrado anteriormente, há uma preocupação da população com relação às informações disseminadas na internet sobre a COVID-19 e o setor da saúde na totalidade. Em paralelo, sentimos que há uma pandemia de desinformação sobre o vírus, impedindo que o trabalho das autoridades de saúde seja eficaz, já que há uma grande confusão e divergência das informações nos mais diversos meios de comunicação.

Devido a isso, muitas emissoras ampliaram o tempo de seus noticiários locais e nacionais, dando mais espaço para a cobertura da pandemia. Não somente na TV, mas na mídia impressa e digital, jornais e revistas também abriram as suas reportagens para não-assinantes.

Carreiras do jornalista

Com grandes desafios vêm grandes responsabilidades. O jornalista em meio à pandemia possui várias possibilidades de carreira e cada uma delas possui um papel fundamental na conscientização da população sobre a doença. A informação é uma das principais armas dessa luta e o jornalista é responsável pela checagem e divulgação.

  • gestão e produção editorial home office;
  • reportagens e produções in loco;
  • atualização de portais de notícia e demais veículos;
  • produção de conteúdo online;
  • jornalismo colaborativo: contribuição da sociedade na produção de notícias e compartilhamento de informações, como fotos, vídeos, etc.

Como o jornalista pode atuar no combate às fake news?

O fenômeno das fake news no Brasil só vem aumentando nos últimos anos. Além de causar incerteza e insegurança num contexto de pandemia, a disseminação de boatos e informações não confirmadas geram o caos da desinformação. Nesse cenário, vemos o jornalista atuando na linha de frente com o esclarecimento necessário para combater essas notícias falsas com informações de fontes oficiais.

Estar atento à clareza das informações e à credibilidade do conteúdo é papel fundamental do jornalista. Além de combater possíveis cenários de histeria coletiva, elas são essenciais na conscientização de todos sobre o papel de cada um no enfrentamento da pandemia.

Identificar fake news é uma tarefa essencial da rotina do jornalista da atualidade. Existem alguns sites que possibilitam a verificação dessas informações, podemos citar:

  • Projeto Comprova – projetocomprova.com.br;
  • Fake Check – nilc-fakenews.herokuapp.com;
  • Agência Pública – apublica.org;
  • E-Farsas – e-farsas.com;
  • Aos Fatos – aosfatos.org;
  • Boatos – boatos.org.
#ContinueAprendendoJornalismo

Agora que você já conhece o papel do jornalista em meio à pandemia e sua importância, continue com a gente e conheça as áreas do Jornalismo! Veja 6 possibilidades de atuação desse profissional 🙂

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 14

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.