Fisioterapia x Gerontologia: entenda a relação

Fisioterapia Gerontologia

Muita gente pesquisa sobre carreiras na área da saúde pelo desejo de trabalhar promovendo bem-estar para as pessoas, ajudando-as a terem mais qualidade de vida. Porém, como esse é um ramo bem complexo e cheio de áreas e subáreas de atuação, não são poucos os que ficam confusos pela proximidade entre duas ou mais profissões. Um bom exemplo disso é a Fisioterapia e a Gerontologia.

Por conta disso, resolvemos dar um pequeno empurrão, te ajudando a conhecer os objetivos de cada campo e, consequentemente, a entender melhor como é o curso de Fisioterapia e o curso de Gerontologia. Preparado para tirar suas dúvidas? Então, vamos lá!

Como a Fisioterapia interage com os idosos?

A Fisioterapia interage por meio das atividades de reabilitação física e motora voltadas para o público na terceira idade. Basta ter em mente que os idosos podem apresentar, com o avanço da idade, problemas osteomusculares, neurodegenerativos e de praxia — isto é, para se movimentar e coordenar o próprio corpo.

Além disso, ao entrar no mercado de trabalho, o fisioterapeuta também pode trabalhar com pessoas mais velhas que lidam com enfermidades, que estão internadas em enfermarias ou mesmo unidades de terapia intensiva ou que estão em processo de recuperação (parcial ou total) de lesões e acidentes (autoinfligidos ou sofridos).

Essa interação entre profissional de Fisioterapia e idosos acontece em sessões pré-agendadas muitas vezes diariamente ou em dias intercalados. Vale mencionar ainda que é possível marcá-las pelo Sistema Único de Saúde (SUS), de forma particular ou por convênios de saúde em diferentes cenários. Por exemplo, clínicas, policlínicas, hospitais, consultórios e serviço home care, o chamado acompanhamento domiciliar.

Como a Gerontologia trabalha com os idosos?

Primeiramente, é preciso entender o que é Gerontologia. É um campo da saúde que está relacionado com todos os processos naturais e patológicos do envelhecimento, como mudanças físicas, mentais, emocionais, cognitivas e sociais.

Essa atuação mais abrangente é motivada para que os profissionais da área possam traçar estratégias que melhorem os serviços de saúde para a população idosa e propor medidas públicas para que a sociedade seja mais inclusiva. Aspectos que aumentam a qualidade de vida dos mais velhos.

Outro ponto importante que merece destaque aqui é sobre as confusões entre Geriatria e Gerontologia — o que é até bastante compreensível. Afinal, os nomes são parecidos e o público-alvo das duas áreas é o mesmo: os idosos. A questão é que a primeira se trata de uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Nela, o médico é responsável por atender pacientes na terceira idade e administrar as melhores terapias, medicações e intervenções clínicas para a manutenção e a promoção da saúde fisiológica nessa fase da vida. Já a Gerontologia, como já explicamos, é o segmento que estuda, monitora e propõe soluções na saúde pública para um envelhecer mais produtivo, socialmente ativo e, é claro, saudável física e mentalmente.

Como as áreas da Fisioterapia e da Gerontologia podem atuar juntas?

O gerontólogo e o fisioterapeuta podem atuar juntos, de forma interdisciplinar, em diferentes frentes com o mesmo foco: a promoção da saúde de cidadãos idosos. O primeiro pode planejar projetos de assistência de serviços múltiplos para essa população de acordo com as demandas que surgem na própria comunidade e que impactam o bem-estar físico e psicológico dos mais velhos. A partir daí o fisioterapeuta — e outros profissionais da saúde — entram para prestar o atendimento clínico.

Isso é possível porque há uma iniciativa coordenada pelos gerontólogos para que os demais integrantes da rede de assistência recebam os casos de acordo com o nível de atenção requerida (primária, secundária e terciária) e o fisioterapeuta possa montar esquemas de trabalho para promover a recuperação fisiológica dos pacientes.

Quais são as semelhanças entre as profissões de Fisioterapia e Gerontologia?

Em relação às semelhanças entre as profissões de Fisioterapia e Gerontologia, podemos destacar algo que já ficou claro nos tópicos anteriores: as duas áreas podem compartilhar exatamente o mesmo público-alvo quando aqueles que atuam na primeira categoria se especializam no atendimento e acompanhamento de idosos.

Além disso, apesar de o gerontólogo ter uma carreira mais expressiva em órgãos públicos relacionados ao SUS, é possível encontrá-lo também em instituições de saúde, compartilhando os mesmos espaços (hospitais e clínicas, por exemplo) com o fisioterapeuta. Inclusive, ambos podem fazer parte de equipes multidisciplinares das redes hospitalares juntamente a médicos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais etc.

Quais são as formações necessárias para cada área?

Como são duas áreas profissionais diferentes, você terá duas faculdades na área da saúde para escolher: a de Fisioterapia e a de Gerontologia. A primeira é um Bacharelado de 5 anos e está disponível nas modalidades de ensino presencial e semipresencial, justamente por conta das atividades práticas de preparação para o mercado presentes nas matérias de Fisioterapia.

Já a segunda, por outro lado, é um curso Tecnólogo com duração de dois anos que pode ser realizada 100% online por ter um conteúdo mais teórico-vivencial.

Ambas as graduações você encontra na Anhanguera. Lembrando que, além das mensalidades com preço mais acessível, você ainda desfruta de iniciativas que vão tornar sua formação especial.

É o caso da Aula Destaque, que traz a perspectiva de trabalho de profissionais que são atuantes no seu ramo; do Canal Conecta, que otimiza o seu processo de pesquisa e ingresso em estágios; e das atividades das Trilhas de Carreira, que ampliam os seus estudos, o aprofundam na sua área de formação e o ajudam a desenvolver soft skills.

Agora é avaliar a área certa para você!

Como você viu, Fisioterapia e Gerontologia são campos de atuação da saúde bem diferentes, mas que podem se complementar e se beneficiar mutuamente para trazer resultados cada vez mais expressivos em reabilitação, longevidade, bem-estar e qualidade de vida para pessoas idosas. Portanto, vale a pena avaliar calmamente cada profissão (e a respectiva formação dela) para decidir qual carreira é a sua vocação.

E não se esqueça: ao definir a graduação, corra e já se inscreva para o vestibular online da Anhanguera para estudar em uma instituição que realmente valoriza a sua capacitação profissional!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registered successfully
Oops! Invalid email, please check if the email is correct.
Oops! Invalid captcha, please check if the captcha is correct.