5 matérias de Fisioterapia que você vai ver na faculdade

matérias fisioterapia

O curso de Fisioterapia forma profissionais capazes de atuar na promoção, na prevenção, na recuperação e na reabilitação da saúde dos indivíduos e da comunidade. Assim, a graduação prepara os futuros fisioterapeutas para auxiliar no tratamento de pacientes que sofrem algum tipo de disfunção ou problema de saúde.

A fisioterapia atua, nesse sentido, desde a etapa de diagnóstico físico e funcional até a escolha e a execução dos procedimentos fisioterapêuticos mais adequados, sempre tendo como foco a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas que recebem o atendimento.

Acompanhe a seguir e conheça 5 matérias de Fisioterapia e quais são os principais conhecimentos abordados na faculdade. Confira!

Quais são as principais matérias de Fisioterapia?

Ao ver tudo sobre Fisioterapia, descobrimos que o curso tem duração média de 5 anos, tempo suficiente para que o aluno desenvolva as habilidades e as competências esperadas da carreira. A grade curricular de Fisioterapia conta com disciplinas da área de Saúde, das Ciências Biológicas e das Ciências Humanas, apresentando um currículo multidisciplinar e diversificado.

Os fisioterapeutas contam com excelentes oportunidades profissionais após a conclusão da faculdade, podendo atuar em clínicas, hospitais e demais instituições, como órgãos públicos e privados. O que muita gente não sabe é que o fisioterapeuta também pode abrir seu próprio consultório e se tornar um empreendedor no setor.

Um fisioterapeuta ganha, atualmente, uma média de R$ 2.882,42*, considerando uma jornada de trabalho de 31 horas semanais. A depender de diferenciais, como especializações no currículo, é possível aumentar os rendimentos e ter melhores condições profissionais.

No entanto, antes de escolher pela faculdade, é fundamental entender o que se estuda em Fisioterapia e como são as atividades práticas da profissão. Pensando nisso, destacamos a seguir 5 matérias do curso e como elas são utilizadas na prática no mercado de trabalho.

1. Saúde Coletiva

Em Saúde Coletiva, os futuros profissionais estudam a história da saúde coletiva no Brasil e no mundo, contribuindo para o entendimento do processo de saúde-doença e da prática fisioterapêutica. Na matéria, os alunos conhecem os órgãos de vigilância e os principais indicadores de saúde.

O objetivo é que o fisioterapeuta crie uma visão generalista, crítica e reflexiva, tendo uma formação mais humanizada dos processos de atenção fisioterapêutica na saúde coletiva. Na disciplina, ainda são abordados conhecimentos sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), e a relevância de suas diretrizes e legislação para a população brasileira.

2. Cinesioterapia Geral

Em Cinesioterapia Geral, os estudantes de Fisioterapia adquirem os conhecimentos necessários para elaborar diagnósticos e planos de tratamento cinesioterapêutico. O objetivo da matéria é que o futuro fisioterapeuta aprenda métodos e técnicas específicas para aplicá-las em diversas áreas de atuação dentro do seu setor.

Ao final da disciplina, o aluno deve ser capaz de utilizar os recursos da cinesioterapia com qualidade e dentro dos princípios da ética e bioética. Com isso, o graduando poderá contribuir na promoção, na recuperação, na prevenção, na proteção e na manutenção da saúde e do bem-estar dos pacientes.

3. Genética

Em Genética, os estudantes aprendem os conceitos fundamentais da genética humana, compreendendo as funções básicas e os mecanismos gerais do material genético dos seres humanos. O objetivo da matéria é que o aluno entenda o desenvolvimento humano desde os primeiros estágios embrionários até o nascimento.

Os conhecimentos abordados em Genética permitem que o futuro fisioterapeuta consiga caracterizar a estrutura do DNA para definir as principais anomalias cromossômicas que podem afetar os pacientes. Assim, o profissional pode elaborar ações mais adequadas em pessoas com doenças genéticas e hereditárias.

4. Prótese e Órtese

Na matéria Prótese e Órtese, o estudante obtém informações sobre a classificação, indicação, colocação e adaptação de órteses e próteses em membros superiores e inferiores. Além disso, o aluno entende quais são os tratamentos fisioterapêuticos praticados em pacientes amputados.

A disciplina conta com uma fundamentação teórica básica sobre os processos patológicos mais comuns e que necessitam do uso de próteses e órteses. O profissional também estuda os tipos de aparelhos ortopédicos mais indicados para obter um melhor desempenho funcional, contribuindo para o processo de reabilitação física e funcional, de acordo com cada disfunção.

5. Práticas Fisioterapêuticas na Atenção Primária

A proposta da matéria é discutir e aprimorar a atuação dos fisioterapeutas na atenção primária à saúde. O currículo conta com aulas práticas de Fisioterapia para que o aluno consiga realizar o planejamento de ações preventivas e de promoção da saúde em pacientes de diferentes faixas etárias, como crianças, mulheres e idosos.

O objetivo é que o estudante conheça as possibilidades de atuação dentro das equipes de saúde, considerando as variadas condições e necessidades sociais, sanitárias e funcionais dos pacientes. A disciplina ainda apresenta os princípios éticos e científicos inerentes à profissão, possibilitando a troca de saberes entre os principais agentes de saúde.

Agora que você já sabe o que se aprende em Fisioterapia e os conhecimentos que a graduação oferece para os futuros profissionais do setor, tenha em mente que é fundamental escolher a faculdade ideal para ter uma formação completa e mais chances de conquistar uma boa colocação no mercado de trabalho.

Aqui na Anhanguera, ofertamos o curso de Fisioterapia nas modalidades presencial e semipresencial. O formato semipresencial conta com aulas a distância e atividades práticas, permitindo que os estudantes desenvolvam as habilidades e competências da carreira com excelência.

Além disso, aqui na Anhanguera, oferecemos a Aula Destaque para todos os graduandos, que consiste em encontros online ministrados por profissionais referência em suas áreas de atuação. Para ingressar na Anhanguera, você pode se candidatar para o vestibular online, realizar uma transferência externa ou ainda aproveitar a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para fazer a inscrição no curso.

Prepare-se para transformar a sua carreira como fisioterapeuta!

Caso você tenha gostado das matérias de Fisioterapia e acredite que a profissão tem tudo a ver com os seus interesses e aptidões profissionais, o próximo passo é buscar por uma faculdade de qualidade para iniciar os estudos no ensino superior. Dessa forma, você conseguirá aproveitar ao máximo a sua formação acadêmica para ser um fisioterapeuta de sucesso.

Aproveite a visita e baixe agora mesmo o nosso e-book: Guia da Empregabilidade: capacite-se e conquiste as melhores vagas!

* Sujeito a alterações.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 2.8 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Skip to content