Quanto tempo dura a faculdade de Jornalismo? Confira!

faculdade de jornalismo quantos anos
Banner curso de Inteligencia Artificial por R$ 66,42 na Anhanguera

Quanto tempo é necessário para obter a formação para trabalhar como jornalista? Essa pergunta frequentemente paira na mente de quem considera ingressar na área. Embora haja uma média para a duração do curso de Jornalismo, é importante compreender que o tempo necessário para concluir essa graduação não é único para todos os estudantes.

Diversos fatores podem interferir na extensão desse percurso acadêmico, tornando-o variável de acordo com as circunstâncias individuais de cada estudante. Então, se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, fique conosco nas próximas linhas!

Neste artigo, contamos com a contribuição de Simone de Paula Leal, graduada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, para entender melhor a duração do curso de Jornalismo e como esse fator interfere na formação dos jornalistas. Confira!

Quanto tempo dura o curso de Jornalismo?

O curso de Jornalismo tem uma duração média de 4 anos. Essa é a estrutura padrão da maioria das universidades brasileiras, seguindo a carga horária mínima estabelecida pelo Ministério da Educação (Brasil) para a formação em Jornalismo, que é de 3.000 horas, incluindo atividades complementares.

Em algumas faculdades de Comunicação Social e Jornalismo, é normal que existam opções de aceleração para concluir o período de estudo jornalístico em um menor tempo, como adiantamento e eliminação de matérias da grade de horários.

homem com fone de ouvido, anotando em caderno enquanto olha para laptop
Eliminar ou adiantar matérias pode diminuir o tempo do curso

Como são divididos os semestres em Jornalismo? 

O curso de Jornalismo é geralmente estruturado em oito semestres. Nos primeiros semestres, os alunos são introduzidos a matérias mais teóricas que fornecem uma base em conceitos fundamentais. As disciplinas introdutórias abrangem áreas como teorias da comunicação, ética jornalística, fundamentos de redação e linguagem jornalística.

Para a jornalista Simone de Paula Leal, as matérias iniciais do curriculum de Jornalismo podem surpreender os alunos que entram na graduação esperando apenas os assuntos mais tradicionais da profissão de jornalista:

“Ao pensar no curso de Jornalismo, a maioria das pessoas crê que as matérias estudadas se resumem a técnicas de entrevista ou de reportagens para os diferentes meios de comunicação. No entanto, inicialmente estudamos diversos conteúdos teóricos que não necessariamente estão relacionados a essas habilidades, mas que são fundamentais para a performance de um bom jornalista.”

À medida que avançam no curso, os estudantes são gradualmente expostos a disciplinas mais específicas e voltadas para a prática jornalística. Tópicos como técnicas de reportagem, jornalismo Investigativo, produção de textos, fotojornalismo, edição de vídeo e áudio ganham destaque.

Na opinião de Simone de Paula Leal, essas matérias mais práticas do programa acadêmico de Jornalismo contribuem para uma formação completa do jornalista moderno, que necessita cada vez mais de habilidades em várias áreas para desempenhar a autonomia necessária profissão:

“O jornalista moderno deve estar apto a adotar uma abordagem multifuncional, capaz de lidar com diversas facetas da produção de notícias. Além de redigir textos informativos, espera-se que o profissional seja competente na captação e edição de imagens, áudios e vídeos, agilizando o processo de disseminação da informação.

Nos últimos dois anos de faculdade, quando comecei a ter matérias práticas, foi o período em que mais tive certeza de que fiz a melhor escolha profissional, consolidando minha paixão pelo Jornalismo.”

Paralelamente às disciplinas mais específicas, muitas instituições promovem a realização de estágios supervisionados obrigatórios, que proporcionam aos alunos a oportunidade de aplicar seus conhecimentos em ambientes reais de trabalho, seja em redações, agências de comunicação, rádio, televisão ou veículos online.

homem instruindo jovem rapaz a fazer algo no computador
Os estágios, como em agências de comunicação, ajudam o estudante a ganhar experiência

O curso de Jornalismo é oferecido exclusivamente como bacharelado nas faculdades e universidades, não havendo opções de licenciatura ou tecnólogo na área. Por isso, a duração média para a obtenção do diploma é de quatro anos em todos os cursos de Jornalismo.

Considerando o leque de habilidades específicas e conhecimentos que o estudante vai precisar no mercado de trabalho, a jornalista Simone de Paula Leal reforça que o tempo de formação jornalística previsto pelo MEC é o ideal para uma formação completa:

“Na minha opinião, duração de 4 anos de graduação do curso de Jornalismo é substancial para que o aluno adquira uma formação abrangente e aprofundada nas diversas áreas que compõem a profissão.”

É importante saber que existem cursos superiores do tipo tecnólogo em áreas relacionadas ou complementares ao jornalismo. Esses cursos abordam questões específicas que podem estar relacionadas à atuação do jornalista em determinados contextos ou especialidades.

Por serem voltados para uma formação mais focada em aspectos práticos e técnicos, tendem a ter uma duração menor. Geralmente, um tecnólogo pode ser concluído em cerca de dois anos.

Existem diferentes durações de acordo com a modalidade?

A duração acadêmica em Jornalismo é de quatro anos, independente da modalidade de ensino escolhida pelo estudante. Nas faculdades e universidades de Jornalismo, o estudante pode encontrar o curso oferecido nas três modalidades tradicionais: presencial, semipresencial e EaD (Educação à Distância).

EaD

No curso de Jornalismo na modalidade EaD, a maior parte do conteúdo é disponibilizada e acessada remotamente, por meio de plataformas digitais de ensino. Os estudantes têm acesso a videoaulas, materiais de estudo online, fóruns de discussão e interação com tutores e colegas de turma de forma virtual.

Semipresencial

O curso de Jornalismo semipresencial mescla atividades presenciais com atividades realizadas à distância por meio da plataforma online da faculdade. Os alunos têm aulas presenciais em determinados dias da semana e realizam parte dos estudos de forma remota. 

Presencial

Na modalidade presencial, as aulas são ministradas presencialmente no campus da instituições de ensino, permitindo a interação direta entre alunos e professores. Os estudantes frequentam as aulas teóricas e práticas, participam de atividades em laboratórios de comunicação, redação e produção de conteúdo para diferentes mídias.

Independentemente da modalidade escolhida, é importante que os estudantes de Jornalismo tenham um planejamento para não faltar aos compromissos do curso, principalmente se for necessário mesclar a rotina da graduação com um emprego.

professora dando aula de marketing
O curso presencial conta com aulas e outras atividades na faculdade

Como conciliar trabalho e estudos em Jornalismo?

Muitos estudantes se veem na necessidade de manter um emprego ou trabalhos para complementar sua renda ou adquirir experiência profissional. É uma situação comum e não precisa ser um obstáculo para a conclusão do curso. É possível conciliar trabalho e estudos, desde que você tenha organização e dedicação.

A seguir, confira as nossas dicas para conciliar trabalho e estudos durante os anos de estudo em Jornalismo.

Rotina de estudos em Jornalismo

Organizar um cronograma semanal ou diário pode ajudar a gerenciar melhor o tempo disponível. Você poderá reservar períodos específicos para leitura, estudo de materiais, realização de atividades e preparação para aulas. 

Carga horária de trabalho ideal

Buscar oportunidades de emprego flexíveis, parciais ou que permitam horários alternativos pode facilitar a gestão do tempo. Avaliar a possibilidade de trabalhar em áreas relacionadas ao jornalismo, como estágios ou trabalhos freelancers, pode ser benéfico para unir a prática profissional à formação acadêmica.

Escolha do turno ideal de estudos em Jornalismo

Algumas instituições oferecem aulas em diferentes turnos, como manhã, tarde e noite, possibilitando aos estudantes escolherem aquele que melhor se adequa à sua rotina de trabalho. Considerar os horários de trabalho e as aulas disponíveis pode ajudar na organização do tempo e na participação ativa nas atividades acadêmicas.

Escolha da modalidade ideal em Jornalismo

Modalidades como a semipresencial ou EAD podem oferecer flexibilidade de horários, pois permitem que os estudantes assistam às aulas e realizem atividades no seu próprio tempo. Avaliar as vantagens e desvantagens de cada modalidade em relação à própria rotina pode facilitar a integração entre estudos e trabalho.

Em todos os casos, existem algumas etapas que os estudantes de Jornalismo precisam passar para a obtenção do diploma, como os estágios supervisionados e o TCC.

rapaz sorridente estudando com laptop
Os cursos ead e semipresencial oferecem flexibilidade nos estudos

A partir de que momento o TCC é desenvolvido?

O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na faculdade de Jornalismo geralmente é desenvolvido nos últimos semestres da graduação. Normalmente, a etapa inicial para a elaboração do TCC ocorre por volta do sétimo ou oitavo semestre do curso, podendo variar de acordo com a estrutura curricular de cada instituição de ensino.

Antes de iniciar o TCC, os estudantes costumam passar por disciplinas preparatórias ou específicas que os auxiliam na escolha do tema, na delimitação do objeto de pesquisa e na elaboração do projeto de pesquisa. Essas disciplinas fornecem orientações teóricas e metodológicas, além de auxiliar os alunos na definição de um orientador para o TCC.

O estudante de Jornalismo tem a opção de adiantar matérias como o TCC na sua grade curricular se tem a pretensão de se formar antes dos quatro anos previstos.

É possível se formar em Jornalismo em menos tempo?

Existem diferentes estratégias para reduzir a duração do curso de bacharelado em Jornalismo, porém, é fundamental que o estudante mantenha a consciência de não comprometer a qualidade da sua educação jornalística em busca de uma qualificação mais rápida. 

A formação específica e holística da profissão de jornalista, defendida por entidades como a Associação Brasileira de Ensino de Jornalismo (ABEJ), é assegurada nos quatro anos previstos para a estrutura curricular do curso.

garota em cadeira de rodas pegando livro de prateleira
Para garantir a qualidade da formação, o prazo do curso é de quatro anos

Para Simone de Paula Leal, uma redução drástica no tempo de graduação em Jornalismo poderia comprometer a qualidade dos profissionais que ingressam no mercado de trabalho. “Caso esse tempo de formação fosse reduzido, isso resultaria em profissionais menos preparados para o mercado de trabalho”, diz a jornalista.

Dito isso, é importante ressaltar que em alguns casos específicos é possível reduzir um ou até dois semestres do curso sem que isso necessariamente signifique uma qualificação inferior. A seguir, veja como isso é possível.

Matérias optativas no curso de Jornalismo

Alguns cursos de Jornalismo oferecem matérias optativas, que são disciplinas que o estudante pode escolher cursar de acordo com seus interesses ou afinidades específicas. A possibilidade de selecionar matérias optativas pode permitir ao aluno adiantar a conclusão de créditos necessários para a graduação.

Adiantamento de matérias de Jornalismo

Em algumas situações, os alunos podem ter a oportunidade de adiantar a cursar matérias específicas, principalmente se possuírem conhecimentos prévios ou experiência em determinadas áreas do Jornalismo.

Eliminação de matérias da grade no curso de Jornalismo

Os estudantes que já realizaram determinadas disciplinas do curso de Jornalismo podem solicitar a eliminação dessas matérias da grade curricular. Isso acontece principalmente quando o estudante entra na faculdade como portador de diploma ou transferência e pode solicitar validação de créditos, que garante que ele não precisará cursar as disciplinas.

Saiba também: no Papo Reto, conheça o mercado de trabalho no Jornalismo!

Play video Play video

Faça sua inscrição no vestibular!

Entender que a duração do curso de Jornalismo pode variar ajuda a perceber que cada jornalista tem seu próprio caminho. Contudo, uma boa faculdade pode ser fundamental na preparação para essa jornada. Ela oferece a estrutura curricular e os recursos para formar jornalistas capacitados a encarar os desafios da profissão.

Então, se ainda não garantiu sua inscrição no vestibular online da Anhanguera, aproveite para fazer a inscrição agora mesmo e não perca essa chance.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 49

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Inscreva-se gratuitamente no vestibular online ou use sua nota do Enem para obter bolsas e descontos!

Artigos relacionados