Vale a pena fazer curso técnico?

estudantes de cursos técnicos

Conseguir se destacar em meio a tantos outros candidatos em busca de oportunidades: essa é a realidade que o profissional da atualidade precisa encarar.

Sobretudo quando consideramos que o mercado é competitivo e exige cada vez mais dos profissionais, que devem estar preparados para suprir as demandas das empresas. Por isso, ingressar em cursos técnicos tornou-se uma opção bastante procurada — já que oferecem qualificação em um tempo mais curto que o de uma graduação.

Mas será que vale mesmo a pena fazer curso técnico? Se essa é uma dúvida que passa pela sua cabeça, fique por aqui! Neste post, reunimos as principais informações sobre esse tipo de formação e, ao final, daremos uma dica muito importante para ajudar você no alcance de seus objetivos profissionais. Vamos conferir?

O que é um curso técnico

O curso técnico encaixa-se em uma categoria especial do sistema de educação, estando entre o ensino médio e o nível superior. Com duração aproximada de 2 a 3 anos, esse tipo de curso tem foco total na prática, formando profissionais especializados em determinada área (como Enfermagem ou Contabilidade), capacitando-os para ingressar e atuar no mercado.

Técnico × Tecnólogo

É interessante destacar que cursos técnicos e Tecnólogos não são a mesma coisa, embora a nomenclatura acabe confundindo muita gente. A começar pelo fato de que a formação tecnóloga é de nível superior, diferentemente da técnica.

Em outras palavras, quem se forma em um curso técnico não tem nível superior, ainda que conte com os conhecimentos necessários para atuar na área desejada. Isso, é claro, pode acabar se tornando um obstáculo quando nos lembramos da situação atual do mercado, sobre a qual falamos no início do post.

É por isso que, caso o tempo seja uma questão importante para você, vale a pena considerar um curso Tecnólogo. Ele também dura de 2 a 3 anos e tem maior foco em aspectos práticos da profissão. A diferença, no caso, é o nível de profundidade, maior que em um técnico.

É o caso de cursos como Eletrotécnica, Logística ou Recursos Humanos. Com a vantagem de, ao final, você sair com um diploma de ensino superior em mãos!

Diferença entre curso técnico e graduação

Bom, já falamos sobre as diferenças dos cursos técnicos e Tecnólogos. Agora, chegou a hora de descobrir como a formação técnica se difere de uma graduação.

Com tempo de duração maior (em média, de 4 a 6 anos), as graduações são formações de nível superior e envolvem estudos teóricos e práticos, abordando conhecimentos mais amplos e capacitando os estudantes para entenderem de tudo um pouco sobre a área escolhida.

Existem diferentes tipos de graduação, como Bacharelado, Licenciatura e o próprio Tecnólogo, com tempos de duração um pouco menor e outras particularidades, que já falamos.

Além disso, é possível optar por modalidades de ensino distintas, como presencial, semipresencial e 100% online. Ao final da formação, o aluno recebe um diploma de nível superior.

E você já sabe a importância que isso tem para o currículo, para potencializar a empregabilidade e para garantir boas oportunidades nos dias de hoje, não é mesmo?

Por fim, outra diferença é que as graduações só são ofertadas por instituições de ensino superior, como faculdades e centros universitários. Para ingressar em uma, é necessário ter concluído o ensino médio e passar por um processo seletivo.

Aqui na Anhanguera, temos várias formas de ingresso, como o vestibular, inclusive online e uso da nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Já os cursos técnicos podem ser feitos até mesmo por alunos que ainda estão cursando o nível médio.

Benefícios do curso técnico

Existem várias vantagens de fazer um curso técnico. Entre elas, podemos citar as seguintes.

Menor tempo de duração

Como já mostramos, o curso técnico é de curta duração. Isso quer dizer que o estudante concluirá a formação em aproximadamente 2 anos, o que é ideal para quem quer ingressar no mercado de forma mais rápida, seja para dar seus primeiros passos na vida profissional, seja para se recolocar ou sair do desemprego, por exemplo.

Custos mais baixos

Comparados com uma graduação, os cursos técnicos apresentam valores mais baixos, justamente por serem de menor duração. As mensalidades variam de acordo com a área desejada, mas, de qualquer forma, tendem a ser muito mais em conta. Assim, é possível obter qualificação com rapidez e sem pesar o orçamento.

Caminho para o nível superior

Esse é certamente um dos motivos pelos quais vale a pena fazer curso técnico: o fato de eles estarem a apenas um passo para que você entre na faculdade. Isso porque, na maioria das vezes, o aprendizado técnico é aliado ao adquirido em uma graduação.

É o caso, por exemplo, de quem se formou técnico em Enfermagem e, para potencializar seu crescimento na carreira, buscou posteriormente por uma graduação em Enfermagem.

Possibilidade de eliminar matérias na graduação

Além de abrir o caminho para o nível superior, o curso técnico possibilita ao aluno diminuir a carga horária da graduação, eliminando a necessidade de realizar aquelas disciplinas que já domina. Vamos supor que um técnico em Mecânica queira ingressar na faculdade de Engenharia Mecânica.

Para concluir a formação com melhor custo-benefício, ele poderá não cursar novamente algumas das matérias de Exatas que já cursou. Vale lembrar que tudo isso dependerá da faculdade escolhida e da equivalência dos conteúdos de cada disciplina, certo?

Desvantagens do curso técnico

Mesmo contando com benefícios interessantes, os cursos técnicos ainda têm desvantagens que não podem deixar de ser consideradas. Afinal de contas, quando o assunto é o seu futuro profissional, vale a pena analisar todos os detalhes referentes ao investimento que será feito em educação, certo?

A seguir, reunimos as principais desvantagens do curso técnico. Veja:

  • não confere diploma de nível superior — ao final do curso técnico, o aluno receberá um certificado de conclusão. Embora valorizado pelo mercado, ele não tem o mesmo peso que um diploma de graduação, por exemplo;
  • possibilidades de carreira limitadas — embora exista bastante demanda por profissionais de nível técnico no mercado, o curso não garante muitas possibilidades de crescimento na carreira. O aluno formado não poderá cursar uma pós-graduação nem participar de certos concursos, por exemplo. Sem falar na média salarial mais baixa do que um profissional graduado no ensino superior.

Por que é interessante fazer uma graduação

Está em dúvida entre curso técnico ou faculdade? Que tal entender os benefícios de aliar essas duas opções? Os benefícios da graduação, inclusive após a formação técnica, são muitos.

O aluno amplia conhecimentos, desenvolve habilidades bem-vistas pelo mercado, conquista um diploma de nível superior e potencializa suas chances de sucesso na carreira e de valorização profissional. Ou seja, a graduação chega para somar.

Como você pode perceber, os cursos técnicos são alternativas atrativas para quem quer se formar em menor tempo e ingressar no mercado com rapidez. No entanto, a graduação continua sendo a melhor opção para crescer na carreira e conquistar melhores oportunidades. Não se esqueça de que as graduações tecnólogas também têm menor duração, garantindo entrada mais rápida no mercado de trabalho, sem abrir mão do diploma de ensino superior.

Lembre-se, no entanto, de que é fundamental escolher uma faculdade de qualidade e credibilidade para dar um passo além dos cursos técnicos — com formações bem-avaliadas pelo Ministério da Educação (MEC), foco no sucesso do aluno e diferenciais estratégicos. É esse o caso da Anhanguera!

Sendo assim, que tal aproveitar sua visita no blog para conferir os tipos de graduação que oferecemos? Esperamos você por lá!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.